A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Contabilidade Rural Conceitos básicos. Empresas Rurais São aquelas que exploram a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Contabilidade Rural Conceitos básicos. Empresas Rurais São aquelas que exploram a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação."— Transcrição da apresentação:

1 Contabilidade Rural Conceitos básicos

2 Empresas Rurais São aquelas que exploram a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados produtos agrícolas (Marion, 2007, p.2). EMPRESAS RURAIS Exploração da capacidade produtiva do solo Cultiva a terraCria animaisTransforma produtos agrícolas É a unidade de produção em que são exercidas atividades que dizem respeito a culturas agrícolas, criação do gado ou culturas florestais, com a finalidade de obtenção de renda (Crepaldi, 2009, p.3) Atividade Rural – Conceitos Básicos

3 Campo de atividade das Empresas Rurais São 3 (três), basicamente: 1) Atividade Agrícola; 2) Atividade Zootécnica; 3) Atividade Agroindustrial. ATIVIDADE RURAL Divisão por grupos: produção VegetalAnimalIndústria Rural (transformação) Atividade Rural – Conceitos Básicos Atividade agrícola Atividade Zootécnica Atividade agroindustrial

4 Campo de atividade das Empresas Rurais Atividade Agrícola Produção Vegetal: Se detém basicamente no cultivo e práticas produtivas e divide-se em dois grupos: a) Cultura hortaliça e forrageira – cereais, hortaliças, fibras, tubérculos, especiarias, etc. b) Arboricultura – florestamento, reflorestamento, pomares, vinhedos, etc ATIVIDADE AGRÍCOLA – produção vegetal Divisão em dois grupos de culturas Culturas hortícola e forrageiraArboricultura Atividade Rural – Conceitos Básicos Cereais, hortaliças, tubérculos, especiarias, fibras, floricultura, forragens... Florestamento, reflorestamento, pomares e vinhedos

5 Atividade Zootécnica Atividade Zootécnica Produção Animal: é a atividade que tem como objetivo a criação de animais. Ex.: Apicultura (abelhas); Avicultura (aves); Piscicultura (peixes); e Pecuária (gado). ATIVIDADE ZOOTÉCNICA criação de animais Divisão em grupos de criação Apicultura Atividade Rural – Conceitos Básicos Avicultura CuniculturaPecuária Piscicultura RaniculturaSericulturaPequenos animais Pecuária: é a arte de criar e tratar do gado. Gados: Animais geralmente criados no campo para serviços de lavoura, consumo doméstico ou para fins industriais e comerciais. Ex: bovinos, caprinos, suínos, ovinos, etc.

6 Atividade Agroindustrial Atividade Zootécnica Produção Animal: é a atividade que tem como objetivo a criação de animais. Ex.: Apicultura (abelhas); Avicultura (aves); Piscicultura (peixes); e Pecuária (gado). ATIVIDADE AGROINDUSTRIAL BENEFICIAMENTO Produtos agrícolas Atividade Rural – Conceitos Básicos Produtos zootécnicos Produtos agrícolas TRANSFORMAÇÃO

7 Fatores de produção das empresas rurais 1) Terra: é o fator de maior importância, pois nela serão aplicados os dois outros fatores, por isso o produtor sempre tem que ter a preocupação em manter a capacidade produtiva da mesma. 2) Capital: representa os bens que serão usados sobre a terra para se alcançar a produtividade da mesma e ainda melhorar a qualidade do trabalho humano. Pode ser: a) Capital Circulante: aqueles que são consumidos dentro do ano agrícola. Ex: sementes, defensivos, vacinas, sais minerais, etc.; b) Capital Fixo: aqueles que permanecem vários anos na empresa. Ex.: galpões, aramados, animais de produção ou de serviço, máquinas, etc. 3) Trabalho: este fator se constitui como o desempenho do homem ou o conjunto de atividades desenvolvidas pelo homem. Atividade Rural – Conceitos Básicos Referência: Crepaldi, 2009, págs. 3 e 4

8 Características peculiares do setor Rural a) Dependência do Clima: É a característica mais marcante, pois o clima condiciona a maioria das explorações agropecuárias, determinando épocas de plantio, tratos culturais, colheitas, escolhas de variedades e espécies (vegetais e animais); b) Não correlação Tempo de Produção x Tempo de Trabalho: Em algumas das suas fases o processo produtivo agropecuário desenvolve-se mesmo sem o trabalho físico imediato do homem. Este é um fator favorável visto que em setores como a indústria, o tempo para se chegar ao produto final é sempre igual ao tempo de trabalho consumido na produção do bem; c) Dependência de Condições Biológicas: São estas condições que determinam o ciclo produtivo na agropecuária, inclusive sua irreversibilidade, ou seja, a impossibilidade de a sequência de produção, apesar dos avanços nas pesquisas; Atividade Rural – Conceitos Básicos Referência: Crepaldi, 2009, págs. 9 a 11

9 Características peculiares do setor Rural d) Terra como participante da produção: No setor rural, a terra participa diretamente do ciclo produtivo (e não como um suporte para estabelecer suas atividades). É fundamental analisá-la e conhecer suas condições químicas, físicas, biológicas e topográficas, etc.; e) Estacionalidade da Produção: As atividades agropecuárias estão dispersas por toda a empresa e podem ocorrer em locais distintos, pois não existe um fluxo contínuo de produção como na indústria e uma tarefa pode não depender da outra; f) Incidência de Riscos: Toda a atividade econômica sujeita-se à riscos. Os riscos são maiores no setor agropecuário devido mesmo depender de fatores climáticos (seca, geada, granizo... ), pelo ataque de pragas e moléstias e pelas flutuações dos preços dos seus produtos. Atividade Rural – Conceitos Básicos Referência: Crepaldi, 2009, págs. 9 a 11

10 Características peculiares do setor Rural g) Sistema de competição econômica: Devido ao grande nº. de produtores e consumidores, produtos com poucas diferenciação entre si, e entrada e saída no negócio sem grandes alterações na oferta total, o empresário rural não consegue controlar sozinho preço de seus produtos, que são ditados pelo mercado; h) Produtos não uniformes: Ao contrário da indústria, na agropecuária dificilmente se consegue obter produtos uniformes quanto à forma, tamanho e qualidade. Isso resulta em custos adicionais de classificação e padronização e receitas mais baixas devido a venda de produtos com padrão de qualidade inferior; i) Alto custo de saída e/ou entrada: No setor rural, algumas culturas exigem altos investimentos em benfeitorias e máquinas, o que somado à condições adversas de preço e mercado, podem exigir um bom capital, especialmente as culturas anuais (ex.: milho e soja). Atividade Rural – Conceitos Básicos Referência: Crepaldi, 2009, págs. 9 a 11

11 Contabilidade Rural A contabilidade quando estudada de forma genérica em qualquer empresa é dita contabilidade geral ou financeira. Quando concebida e dirigida a um segmento específico de determinada produção ou atividade é denominada em função de tal seguimento que a integra. Assim, para Marion, temos: Contabilidade Agrícola Contabilidade da Zootécnica Contabilidade da Pecuária Contabilidade Agropecuária Contabilidade da Agroindústria Contabilidade Rural A Contabilidade Rural é a especialização da contabilidade que se ocupa dos atos e fatos administrativos das empresas rurais. Dessa forma, o objeto de estudo da contabilidade rural é o patrimônio das entidades rurais. Atividade Rural – Conceitos Básicos

12 Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil Quando termina o exercício social de uma empresa rural? - O ano fiscal abrange o período de doze meses e normalmente é encerrado em 31/12 de cada ano, coincidindo com o ano civil. - O ano da atividade da empresa rural é diferente do ano fiscal, pois a produção agropecuária, essencialmente, sazonal, concentra-se em determinado período do ano, que pode ser alguns dias ou meses: a) Geralmente logo após a colheita (na agricultura); ou b) Após o nascimento dos bezerros (na pecuária). Atividade Rural – Conceitos Básicos

13 Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil a)Na Atividade Agrícola: O ano agrícola é o período em que se planta, colhe e se comercializa a safra. No caso de empresas que preferem estocar seus produtos ao invés de vendê-los logo após a colheita, considera-se o ano agrícola logo após a colheita de tais produtos. Assim, se obterá uma avaliação melhor do desempenho da safra quando realizado logo após esse ciclo. Produtos agrícolas com colheitas em períodos diferentes do ano: sugere-se que o ano agrícola seja fixado em função da cultura de maior relevância econômica. Atividade Rural – Conceitos Básicos

14 Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil b) Na Atividade Pecuária: O ideal é realizar o encerramento do exercício social logo após o nascimento dos bezerros ou do desmame. Isso geralmente concentra-se em uma época do ano, inclusive por planejamento de lotes de nascimentos via inseminação artificial ou estação de monta (período de cruzamento do touro com a vaca). Afinal, o bezerro será o produto final que valorizará o patrimônio da empresa. Também é comum a fixação do exercício social no mês seguinte à venda concentrada das reses ao frigorífico. Atividade Rural – Conceitos Básicos

15 Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil ATENÇÃO: Para efeito de gerenciamento, a observância do ano agrícola como exercício social da empresa rural será de extrema relevância. Contudo, a Lei 7.450/85 do Imposto de Renda obriga as empresas a condicionarem o exercício social com o ano civil que compreende desde 01 de janeiro até 31 de dezembro. Tal decisão prejudicou sensivelmente as empresas rurais, pois o ano agrícola mostra mais claramente a situação da empresa e permite uma melhor avaliação econômica e financeira com escopo voltado às tomadas de decisões. Assim, para que atendamos o que determina a legislação fiscal, será tomado o ano civil como exercício social para as empresas rurais. Atividade Rural – Conceitos Básicos

16 Tipos de culturas Tipos de Culturas na Atividade Agrícola. Cultura Temporária Cultura Permanente. Cultura Temporária - Custos x Despesas. Fases da Cultura Temporária. Registro Contábil da Cultura Temporária. Rateio de Custos na Cultura Temporária. Principais Lançamentos Contábeis. Apuração do Resultado da Cultura Temporária. Atividade Rural – Conceitos Básicos

17 Tipos de culturas na atividade agrícola Culturas Temporárias: São aquelas que tem um período de vida curto, estando sujeitas ao replantio após a colheita, quando são arrancadas do solo p/ a realização de um novo plantio. Possuem vida não superior a um ano (culturas anuais). Ex.: soja, milho, arroz, feijão, batata, legumes, etc. Culturas Permanentes: Possuem período de vida superior a um ano e não estão sujeitas a replantio após cada colheita. Por estarem vinculadas ao solo, proporcionam mais de uma colheita, sendo fator de produção da empresa por diversos anos. Ex.: cana de açúcar, citricultura (laranja, limão...), cafeicultura, silvicultura (essências florestais, plantas arbóreas), oleicultura (oliveira), frutas arbóreas (uva, maça, pêra, jaca, goiaba...). Atividade Rural – Conceitos Básicos

18 Culturas temporárias – Custo X Despesa Custos: São todos os gastos identificáveis direta ou indiretamente com a cultura ou produto, ou seja, relativos à atividade de produção. Geralmente são acumulados no estoque. Ex.: - salários do pessoal da propriedade rural; - sementes e adubos utilizados no processo produtivo; - combustíveis e lubrificantes usados nas máquinas agrícolas; - depreciação dos equipamentos agrícolas; - gastos com manutenção das máquinas agrícolas; - serviços agrônomos ou topográficos, etc. Despesas: São todos os gastos não identificáveis com a cultura ou produto, não sendo acumulados no estoque, mas apropriados como despesas do período (de vendas, administrativas ou financeiras). Ex.: - propaganda e comissões de vendedores; - honorários de diretores e salários do pessoal de escritório; - juros e tarifas bancárias. Atividade Rural – Conceitos Básicos

19 Fases da cultura temporária 1) Formação: - Custos com plantio, adubação, sementes, calcário, mão-de- obra, irrigação, produtos químicos (ex.: fungicidas), depreciação, etc. 2) Colheita: - Custos com mão-de-obra, combustíveis para maquinários, depreciação das máquinas, etc. 3) Produtos Colhidos: -Gastos com beneficiamento e acondicionamento 4) Venda do Produto: - Custos dos Produtos Vendidos Atividade Rural – Conceitos Básicos

20 Registro contábil da cultura temporária Custos de Formação: Registra-se na conta Culturas Temporárias em Formação, que deve figurar no Ativo Circulante, como se fosse Estoque em Andamento numa indústria. Todos os custos serão acumulados numa subconta com título específico da cultura em formação (arroz, trigo, alho, etc.): Ativo Circulante Estoques Cultura Temporária em Formação Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.) Custos que compõe esta rubrica: sementes, fertilizantes, mudas, mão- de-obra, encargos, energia elétrica, combustível, depreciação de tratores e outros. Atividade Rural – Conceitos Básicos

21 Registro contábil da cultura temporária Custos da Colheita: Também deverão ser acumulados na conta Culturas Temporárias em Formação. Ativo Circulante Estoques Cultura Temporária em Formação Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.) Após o término da colheita, essa conta será baixada pelo seu valor de custo e transferida para uma nova conta denominada Produtos Agrícolas, sendo especificado como subcontas os tipos de produtos (soja, milho, batata...). Atividade Rural – Conceitos Básicos

22 Registro contábil da cultura temporária Custos dos Produtos Colhidos: Geralmente são relacionados ao acabamento do produto ou para deixá-lo em condições de venda. Devem ser somados à conta de Produtos Agrícolas. A conta Produtos Agrícolas também deve ser classificada no Ativo Circulante, o que equivale a um estoque acabado (armazenado). Ativo Circulante Estoques Produtos Agrícolas Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.) Atividade Rural – Conceitos Básicos

23 Registro contábil da cultura temporária Custos dos Produtos Vendidos: À medida que a produção for vendida, dá-se baixa na conta Produtos Agrícolas, transferindo o valor de custo para conta Custo do Produto Vendido (trigo, tomate, abóbora,...). Custos e Despesas Custos dos Produtos Vendidos Custos dos Produtos Agrícolas Cultura Temporária Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.) OBS: Nesse momento, é possível apurar o lucro bruto da cultura temporária, confrontando as receitas da venda e os custos do produto vendido. Atividade Rural – Conceitos Básicos

24 Registro contábil da cultura temporária Gastos de Armazenamento: Em alguns casos, quando o produto agrícola estiver totalmente acabado e pronto para venda, não devendo sofrer mais nenhuma alteração, é comum armazená-lo e vendê-lo em momento oportuno, esperando o preço oscilar para cima. Esses gastos são geralmente tratados como despesas de vendas, no grupo Despesas Operacionais, e não custo do produto. OBS: Considerando que o tempo que produto agrícola pode ficar em estoque para vendas futuras pode ultrapassar um ano, há quem prefira contabilizar o gasto de armazenamento no estoque, identificando melhor o custo do produto no momento da venda. Atividade Rural – Conceitos Básicos

25 Rateio de custos na cultura temporária Nos poucos casos de única cultura, todos os custos se tornam diretos à cultura e assim devem ser apropriados. Existindo várias culturas, caso mais comum, há necessidade de rateio dos custos indiretos, proporcionalmente a cada cultura. Exemplo: Em uma propriedade rural alugou-se por 2 meses 5 tratores, usados no preparo da terra para o plantio de feijão e arroz. Qual o custo que deve ser apropriado para cada cultura, sabendo-se que cada trator custa por mês reais e que das 8 horas que eram utilizados por dia, dedicavam-se 5 para a área do plantio do feijão e 3 para a do arroz? Cálculo: 5 tratores X R$ = x 2 meses = R$ R$ / 8h = X 5h = R$ (feijão) => 62,5% R$ / 8h = X 3h = R$ (arroz) => 37,5% Atividade Rural – Conceitos Básicos

26 Cultura temporária: Lançamentos Contábeis Pela formação até a colheita: D: Cultura Temporária em Formação (AC - especificar o tipo de cultura) C: Caixa / Duplicatas ou Contas a Pagar Cultura temporária formada e início da colheita: D: Cultura Temporária em Formação (AC - especificar o tipo de cultura) C: Caixa / Duplicatas ou Contas a Pagar No encerramento da colheita: D: Produtos Agrícolas (AC - especificar o tipo de cultura) C: Cultura Temporária em Formação (AC - especificar o tipo de cultura) Atividade Rural – Conceitos Básicos

27 Cultura temporária: Lançamentos Contábeis Pela venda do produto agrícola: D: Caixa / Duplicatas ou Contas a Receber C: Venda de Produtos Agrícolas (Receita - especificar o tipo de cultura) Pela baixa do produto vendido (do estoque): D: Custo dos Produtos Vendidos (Custos e Despesas - especificar o tipo de cultura) C: Produtos Agrícolas (AC - especificar o tipo de cultura) Atividade Rural – Conceitos Básicos

28 Resultado da Cultura temporária Para apurar o resultado (simplificadamente): Receita Bruta Venda de Produtos Agrícolas (-) Custo dos Produtos Vendidos = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais - Vendas - Administrativas -- Financeiras = Lucro Operacional Atividade Rural – Conceitos Básicos

29 Cultura temporária: Ex. de contabilização 1º Exemplo: A Cia. Agropecuária Boi de Piranha inicia suas atividades em 02/01/2009, com R$ de capital, sendo que R$ foi aplicado na terra e o restante no caixa. Faça os lançamentos contábeis considerando as seguintes operações e que a empresa só trabalha com a cultura de milho: 1. Comprou R$ em adubo, sendo R$ aplicado na cultura e o restante ficou em estoque. 2. A mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ Houveram outros gastos indiretos, no valor de R$ sendo R$ à vista e o restante a prazo. 4. Houve um gasto de R$ para a colheita 5. As despesas administrativas somaram R$ 8.000, sendo 50% à vista e o restante a prazo. 6. Encerrada a colheita, metade da safra foi vendida a R$ , à vista. Atividade Rural – Conceitos Básicos

30 Cultura temporária: Ex. de contabilização Ativo Circulante Disponível Caixa ,00 Não Circulante Imobilizado Terras ,00 Total do Ativo ,00 Primeiro, vejamos como ficaria o Balanço de Abertura: Balanço Patrimonial de Abertura da Cia. Agropecuária Boi de Piranha Atividade Rural – Conceitos Básicos Passivo Patrimônio Líquido Capital Social Capital Integralizado ,00 Total do Ativo ,00

31 Cultura temporária: Ex. de contabilização Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações: 1. Comprou R$ em adubo, sendo R$ aplicado na cultura e o restante ficou em estoque. D: Cult. Temp. em Formação/Milho D: Insumos/Adubos e Fertilizantes C: Caixa A mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ D: Cult. Temp. em Formação/Milho C: Caixa Houve outros gastos indiretos, no valor de R$ sendo R$ à vista e o restante a prazo. D: Cult. Temp. em Formação/Milho C: Caixa Houve um gasto de R$ para a colheita. D: Cult. Temp. em Formação/Milho C: Caixa Atividade Rural – Conceitos Básicos

32 Cultura temporária: Ex. de contabilização Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações: 5. As despesas administrativas somaram R$ 5.000, sendo 50% pago à vista e o restante a prazo D: Desp. Administrativas C: Caixa C: Fornecedores Encerrada a colheita, metade da safra foi vendida a R$ , à vista. a) D: Produtos Agrícolas / Milho C: Cult. Temp. em Formação / Milho b) D: Caixa C: Receita de Vendas c) D: CPV – Custo do Prod. Vendido / Milho C: Produtos Agrícolas / Milho Atividade Rural – Conceitos Básicos

33 Cultura temporária: Ex. de contabilização Vejamos então a Apuração do Resultado (s/ considerar impostos) Receita Bruta Venda de Prod. Agrícolas Milho (-) Custo dos Prod. Vendidos Milho = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais Administrativas = Lucro Operacional Atividade Rural – Conceitos Básicos

34 Cultura temporária: Ex. de contabilização Ativo Circulante Disponível Caixa79.500,00 Estoque Produtos Agrícolas/Milho ,00 Insumos/Adubos e Fertilizantes 4.000,00 Não Circulante Imobilizado Terras ,00 Total do Ativo ,00 Para concluir, vejamos como ficaria o Balanço final Balanço Patrimonial de Abertura da Cia. Agropecuária Boi de Piranha Atividade Rural – Conceitos Básicos Passivo Circulante Obrigações - Terceiros Fornecedores2.500,00 Patrimônio Líquido Capital Social Capital Integralizado ,00 Reservas Reservas de Lucro4.000,00 Total do Ativo ,00

35 Cultura temporária: Ex. de contabilização 2º Exemplo: A Cia. Agropecuária Jumento Gordo, inicia sua atividade em 01/03/2009, com R$ de capital, sendo que R$ foi aplicado na compra de terra, e o restante no caixa. Faça os registros contábeis considerando as seguintes operações: 1. Comprou a prazo R$ em adubo, sendo R$ aplicado na cultura de soja, R$ na cultura de arroz e o restante estocado. 2. Da mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ , 60% foi para soja e o restante para o arroz. 3. Houveram outros gastos indiretos no valor de R$ 5.000, sendo R$ 60% para soja e o restante para o arroz. 4. Ocorreu um desembolso de R$ para a colheita da soja. 5. Para a colheita do arroz, os custos totalizaram R$ As despesas operacionais administrativas foram de R$ e com vendas de R$ % da colheita de Arroz foi vendida à vista por R$ Metade da colheita da soja foi vendida a prazo por R$ Atividade Rural – Conceitos Básicos

36 Cultura temporária: Ex. de contabilização Ativo Circulante Disponível Caixa70.000,00 Não Circulante Imobilizado Terras50.000,00 Total do Ativo ,00 Primeiro, vejamos como ficaria o Balanço de Abertura: Balanço Patrimonial de Abertura da Cia. Agropecuária Jumento Gordo Atividade Rural – Conceitos Básicos Passivo Patrimônio Líquido Capital Social Capital Integralizado ,00 Total do Ativo ,00

37 Cultura temporária: Ex. de contabilização Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações: 1. Comprou a prazo R$ em adubo, sendo R$ aplicado na cultura de soja, R$ na cultura de arroz e o restante estocado. D: Cult. Temp. em Formação/Arroz D: Cult. Temp. em Formação/Soja D: Insumos/Adubos e Fertilizantes C: Fornecedores Da mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ , 60% foi para soja e o restante para o arroz D: Cult. Temp. em Formação/Arroz D: Cult. Temp. em Formação/Soja C: Caixa Houveram outros gastos indiretos no valor de R$ 5.000, sendo 60% para soja e o restante para o arroz. D: Cult. Temp. em Formação/Arroz D: Cult. Temp. em Formação/Soja C: Caixa Atividade Rural – Conceitos Básicos

38 Cultura temporária: Ex. de contabilização Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações: 4. Ocorreu um desembolso de R$ para a colheita da soja. D: Cult. Temp. em Formação / Soja C: Caixa Para a colheita do arroz, os custos totalizaram R$ D: Cult. Temp. em Formação / Arroz C: Caixa As despesas operacionais administrativas foram de R$ e com vendas de R$ D: Desp. Administrativas D: Desp. de Vendas 6,000 C: Caixa Atividade Rural – Conceitos Básicos

39 Cultura temporária: Ex. de contabilização Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações: 7. 80% da colheita de Arroz foi vendida à vista por R$ a) D: Produtos Agrícolas / Arroz C: Cult. Temp. em Formação / Arroz b) D: Caixa C: Receita de Vendas c) D: CPV – Custo do Prod. Vendido / Arroz C: Produtos Agrícolas / Arroz Metade da colheita da soja foi vendida a prazo por R$ a) D: Produtos Agrícolas / Soja C: Cult. Temp. em Formação / Soja b) D: Clientes C: Receita de Vendas c) D: CPV – Custo do Prod. Vendido / Soja C: Produtos Agrícolas / Soja Atividade Rural – Conceitos Básicos

40 Cultura temporária: Ex. de contabilização Vejamos então a Apuração do Resultado (s/ considerar impostos) Receita Bruta Venda de Prod. Agrícolas Soja Arroz (-) Custo dos Prod. Vendidos Soja Arroz = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais Vendas Administrativas = Lucro Operacional Atividade Rural – Conceitos Básicos

41 Cultura temporária: Ex. de contabilização Ativo Circulante Disponível Caixa48.000,00 Créditos Clientes25.000,00 Estoque Produtos Agrícolas/Soja11.500,00 Produtos Agrícolas/Arroz3.200,00 Insumos/Adubos e Fertilzantes 3.000,00 Não Circulante Imobilizado50.000,00 Terras Total do Ativo ,00 Para concluir, vejamos como ficaria o Balanço final Balanço Patrimonial da Cia. Agropecuária Jumento Gordo Atividade Rural – Conceitos Básicos Passivo Circulante Obrigações com Terceiros Fornecedores15.000,00 Patrimônio Líquido Capital Social Capital Social Integralizado ,00 Reservas Reservas de Lucros5.700,00 Total do Ativo ,00


Carregar ppt "Contabilidade Rural Conceitos básicos. Empresas Rurais São aquelas que exploram a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google