A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Contabilidade de Custos Fácil Prof. William Barreto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Contabilidade de Custos Fácil Prof. William Barreto."— Transcrição da apresentação:

1 Contabilidade de Custos Fácil Prof. William Barreto

2 Capítulo 4 Materiais

3 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais São os objetos utilizados no processo de fabricação; Alguns materiais integram o produto, como por exemplo, as matérias-primas e os materiais secundários; Outros são consumidos no processo de fabricação sem integrar os produtos como os materiais auxiliares (lixa, estopas, óleos), como os materiais de limpeza e outros. Conceito

4 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Materiais Diretos Todos os materiais aplicados no processo de fabricação e que integram os produtos fabricados, como ocorre com: a matéria-prima e com os materiais secundários; materiais de embalagem, quando aplicados nos produtos dentro da área de produção. Classificação

5 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Materiais Indiretos Todos os materiais que, embora aplicados no processo de fabricação, não integram os produtos: combustíveis e os lubrificantes utilizados na manutenção de máquinas e equipamentos industriais; as lixas, estopas etc. A atribuição dos custos desses materiais aos produtos somente será possível por meio de rateio. Classificação

6 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Almoxarifado É um órgão da empresa industrial onde são armazenados os materiais que serão aplicados no processo de fabricação ou consumidos nas diversas áreas que compõem a empresa industrial; Documentos que comprovam as entradas de materiais: Notas Fiscais de compras, emitidas pelos fornecedores; Guias de Transferência ou documentos equivalentes, emitidos pela área de produção da empresa. Estoques de Materiais

7 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Documento utilizados para comprovar as saídas de materiais para os diversos setores da empresa: Requisição de Materiais. Todos o material que passa pelo almoxarifado deve ser contabilizado em contas de estoques, classificadas no Ativo Circulante do Balanço Patrimonial. Estoques de Materiais

8 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Mercadorias Objetos que as empresas compram para revender, sem transformá-los; O resultado apurado nas operações de compra e venda de mercadorias, que em geral corresponde a lucro, é obtido no confronto entre a receita líquida auferida na venda e o custo das respectivas mercadorias vendidas; O custo das mercadorias vendidas corresponde: Valor pago ao fornecedor – tributos recuperáveis + tributos não recuperáveis + despesas acessórias. Estoques de Materiais

9 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Produtos Acabados Objetos fabricados pela empresa industrial; O resultado na venda de produtos é apurado pelo confronto entre a receita líquida de vendas e o custo dos produtos vendidos; O custo dos produtos vendidos corresponde aos gastos com materiais e mão-de-obra incorridos na sua fabricação e aos gastos gerais de fabricação. Estoques de Materiais

10 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Produtos em Elaboração Compreendem os produtos cujos processos de fabricação ainda não foram concluídos; Matérias-primas Material indispensável na fabricação do produto; Valor da matéria-prima que integrará o custo de fabricação dos produtos corresponde: Valor pago ao fornecedor – tributos recuperáveis + tributos não recuperáveis + despesas acessórias. Estoques de Materiais

11 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Materiais Secundários São aqueles que entram na composição dos produtos, juntamente com a matéria-prima, complementando-a ou até mesmo dando acabamento necessário ao produto. Materiais Auxiliares São aqueles que consumidos no processo de fabricação, porém sem integrar os produtos. Estoques de Materiais

12 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Materiais de Acondicionamento e Embalagem Compreendem tanto aqueles utilizados para embalar os produtos visando protegê-los antes mesmo que deixe a área de produção como aqueles utilizados para acondicionar ou embalar os produtos no momento da venda. Devem integrar o custo de fabricação dos respectivos produtos. Estoques de Materiais

13 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Subprodutos Sobras de materiais que se acumulam regularmente nos processos de fabricação, sendo frequentemente comercializadas pela empresa industrial; Exemplo: aparas nas indústrias que trabalham com papel; A existência regular de cotação de preços e mercado para sua comercialização, é a condição para que as sobras sejam classificadas como subprodutos; Estoques de Materiais

14 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Aos subprodutos não devem ser atribuídos custos de fabricação; O montante obtido na venda dos subprodutos será contabilizado a crédito da conta que represente o custo de fabricação do período; No final de cada período de apuração dos resultados (mês ou ano) deve-se elaborar um inventário físico e avaliar os subprodutos com base no preço de venda. Estoques de Materiais

15 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Sucatas Materiais desperdiçados durante o processo de fabricação, sem a existência de mercado regular para sua comercialização; Não são contabilizadas como estoque; O montante auferido com as suas vendas também não será considerado como recuperação do custo de fabricação do período. Estoques de Materiais

16 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Material de Consumo Materiais adquiridos para serem consumidos por todas as áreas da empresa industrial; Podem ser agrupados da seguinte maneira: a)Materiais de Escritório (ou de Expediente) Todos os materiais adquiridos para o uso durante o expediente normal da empresa industrial: canetas, lápis, borrachas, papéis, etiquetas, grampeadores etc; O ideal é que sejam controlados por meio de inventário Permanente. Estoques de Materiais

17 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais b)Materiais de Informática Todos os materiais consumidos com o processamento eletrônico de dados, como: disquetes, CDs, cartuchos de tintas, papéis etc; O controle é semelhante ao usado para os materiais de escritórios. c)Materiais de Higiene e Limpeza Materiais adquiridos para o consumo nas diversas áreas da empresa, tanto para limpeza de móveis e das dependências da empresa quanto para a higiene pessoal; O controle é semelhante ao usado para os materiais de escritórios. Estoques de Materiais

18 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais d)Materiais de Manutenção Todos os materiais adquiridos para serem consumidos em decorrência da manutenção geral da empresa, em todas as suas áreas; Podem englobar materiais elétricos, hidráulicos, pequenas peças para reposição, óleos, lubrificantes e outras substâncias a serem utilizadas na manutenção de máquinas e equipamentos que integram as imobilizações da empresa industrial; O controle é semelhante ao usado para os materiais de escritórios. Estoques de Materiais

19 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Os materiais adquiridos podem se destinar ao uso, à venda, ao consumo ou à aplicação nos processos de fabricação; Para contabilizar as compras é preciso considerar o sistema adotado pela empresa para controle dos estoques e apuração dos resultados: Inventário periódico: os materiais adquiridos deverão ser contabilizados em contas de resultados; Inventário permanente: os materiais adquiridos deverão ser contabilizados em contas de estoque. Compras de Materiais

20 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Os valores sofrem influências das despesas acessórias (fretes, seguros etc.), dos descontos ou abatimentos incondicionais obtidos e dos tributos incidentes sobre as compras; Fatos que Alteram os Valores das Compras

21 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Vendas de Materiais A principal fonte de receita da empresa industrial decorre das vendas de produtos por ela fabricados; Também pode obter receitas vendendo outros materiais, embora essas vendas ocorram em volume e freqüência menores que os de sua venda principal. É comum também a venda de matérias-primas, materiais secundários, bens de uso, subprodutos, sucatas etc.

22 Capa da Obra Capítulo 4 Materiais Correspondem aos descontos incondicionais e aos abatimentos concedidos bem como aos tributos incidentes sobre as vendas. Fatos que Alteram os Valores das Vendas


Carregar ppt "Contabilidade de Custos Fácil Prof. William Barreto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google