A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTOS O nascimento da contabilidade de custos decorreu da necessidade de maiores e mais precisas informações, que permitissem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTOS O nascimento da contabilidade de custos decorreu da necessidade de maiores e mais precisas informações, que permitissem."— Transcrição da apresentação:

1 CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTOS O nascimento da contabilidade de custos decorreu da necessidade de maiores e mais precisas informações, que permitissem uma tomada de decisão correta após o advento da Revolução industrial.

2 CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTOSCUSTOS As funções básicas da contabilidade de custos devem buscar atender a três razões primárias: determinação de lucro; controle das operações; tomada de decisões;

3 CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTOSCUSTOS Definições e conceitos: Gastos ou dispêndios: consistem no sacrifício financeiro que a entidade arca para obtenção de um produto ou serviço qualquer e serão classificados em custos e despesas. Desembolsos: consistem no pagamento de bem ou serviços, independentemente de quando o produto ou foi ou será consumido. Investimento: os gastos que se destina a obtenção dos bens de uso da empresa. Ex: computadores, móveis e utensílios, máquinas, ferramentas, veículos etc.

4 CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTOSCUSTOS Definições e conceitos: Custos: representam os gastos relativos a bens ou serviços utilizados na produção de outros bens ou serviços. Despesas: corresponde a bem ou serviços consumidos direto ou indiretamente para a obtenção de receitas. Perdas: representam bens ou serviços consumidos de forma anormal. Quando um gasto ocorrer de forma não intencional decorrente de fatores externos, este será lançado como despesas. Quando ocorrer a perda e estiver relacionada a atividade produtiva da empresa será lançada como custo.

5 CONTABILIDADE GERENCIAL Classificação de Custos:Classificação de Custos: Diretos ou primários: São aqueles diretamente incluídos no cálculo dos produtos. Ex. matéria- prima, embalagem e mão-de-obra.Diretos ou primários: São aqueles diretamente incluídos no cálculo dos produtos. Ex. matéria- prima, embalagem e mão-de-obra. Indiretos: necessitam de aproximações, isto é, algum critério de rateio, para serem incluídos no produto. Ex: depreciação das máquinas, energia elétrica, aluguel da fábrica, mão-de-obra dos supervisores, conta telefônica da fábrica seguro da fábrica etc.Indiretos: necessitam de aproximações, isto é, algum critério de rateio, para serem incluídos no produto. Ex: depreciação das máquinas, energia elétrica, aluguel da fábrica, mão-de-obra dos supervisores, conta telefônica da fábrica seguro da fábrica etc.

6 CONTABILIDADE GERENCIAL Classificação de Custos: Classificação de Custos: Custos fixos: são aqueles cujo total não varia proporcionalmente ao volume produzido. Por exemplo: aluguel, seguro de fábrica, depreciação das máquinas, salários e encargos da supervisão da fábrica etc.Custos fixos: são aqueles cujo total não varia proporcionalmente ao volume produzido. Por exemplo: aluguel, seguro de fábrica, depreciação das máquinas, salários e encargos da supervisão da fábrica etc. Custo variável: São os que variam proporcionalmente ao volume produzido. Ex: matéria-prima, embalagem etc. Os custos variáveis tem relação direta com os custos diretos de fabricação.Custo variável: São os que variam proporcionalmente ao volume produzido. Ex: matéria-prima, embalagem etc. Os custos variáveis tem relação direta com os custos diretos de fabricação.

7 CONTABILIDADE GERENCIAL De forma similar aos custos, as despesas também podem receber esta classificação: De forma similar aos custos, as despesas também podem receber esta classificação: Despesas fixas: não variam em função do volume de vendas. Ex. aluguel e seguro das lojas.Despesas fixas: não variam em função do volume de vendas. Ex. aluguel e seguro das lojas. Despesas variáveis: variam de acordo com as vendas. Ex. comissões de vendedores, gastos com frete.Despesas variáveis: variam de acordo com as vendas. Ex. comissões de vendedores, gastos com frete.

8 CONTABILIDADE GERENCIAL Custo Industrial Custo Industrial São três os elementos do custo industrial:São três os elementos do custo industrial: –materiais; –mão-de-obra; –gastos gerais de fabricação; Os materiais são classificados da seguinte forma:Os materiais são classificados da seguinte forma:

9 CONTABILIDADE GERENCIAL Matérias-primas: São os materiais principais e essenciais que entram em maior quantidade na fabricação do produto.Matérias-primas: São os materiais principais e essenciais que entram em maior quantidade na fabricação do produto. Ex: matéria-prima para uma indústria de móveis é a madeira. Ex: matéria-prima para uma indústria de móveis é a madeira. Materiais secundários: são os materiais que entram em menor quantidade na fabricação do produto.Materiais secundários: são os materiais que entram em menor quantidade na fabricação do produto. EX: Os materiais secundários para uma indústria de móveis são: cola, verniz, dobradiças, fechos etc. EX: Os materiais secundários para uma indústria de móveis são: cola, verniz, dobradiças, fechos etc. Matérias de embalagem: são os materiais destinados a acondicionar ou embalar os produtos, antes que eles saiam da área de produção.Matérias de embalagem: são os materiais destinados a acondicionar ou embalar os produtos, antes que eles saiam da área de produção. EX: caixas de papelão, sacos plásticos, caixas de madeira, embalagem de vidro etc. EX: caixas de papelão, sacos plásticos, caixas de madeira, embalagem de vidro etc.

10 CONTABILIDADE GERENCIAL Mão-de-obra: compreende os gastos com o pessoal envolvido na produção da empresa industrial, englobando: salários, encargos sociais, férias, refeições e estadias, seguro contra acidente do trabalho etc.Mão-de-obra: compreende os gastos com o pessoal envolvido na produção da empresa industrial, englobando: salários, encargos sociais, férias, refeições e estadias, seguro contra acidente do trabalho etc. Gastos Gerais de Fabricação: compreendem os demais gastos necessários para a fabricação dos produtos, como: alugueis, energia elétrica, serviços de terceiros, manutenção da fábrica, depreciação, seguros diversos, materiais de limpeza, óleos e lubrificantes para as máquinas etc.Gastos Gerais de Fabricação: compreendem os demais gastos necessários para a fabricação dos produtos, como: alugueis, energia elétrica, serviços de terceiros, manutenção da fábrica, depreciação, seguros diversos, materiais de limpeza, óleos e lubrificantes para as máquinas etc.

11 CONTABILIDADE GERENCIAL Departamentalização: Consiste em dividir a fábrica em segmentos, chamados Departamentos, a que são debitados todos os custos de produção neles incorridos.Departamentalização: Consiste em dividir a fábrica em segmentos, chamados Departamentos, a que são debitados todos os custos de produção neles incorridos. Departamento é a unidade mínima administrativa constituída, na maioria dos casos, por homens e máquinas que desenvolvem atividades homogêneas. Deve haver sempre um responsável pelo Departamento. Eles podem ser divididos em dois Grupos: Departamentos de Produção ( corte, montagem, acabamento, moagem, pintura, mistura, engarrafamento, etc....) e de Serviços, ( manutenção, almoxarifado, administração geral da fábrica, limpeza, expedição, controle de qualidade)Departamento é a unidade mínima administrativa constituída, na maioria dos casos, por homens e máquinas que desenvolvem atividades homogêneas. Deve haver sempre um responsável pelo Departamento. Eles podem ser divididos em dois Grupos: Departamentos de Produção ( corte, montagem, acabamento, moagem, pintura, mistura, engarrafamento, etc....) e de Serviços, ( manutenção, almoxarifado, administração geral da fábrica, limpeza, expedição, controle de qualidade)

12 CONTABILIDADE GERENCIAL Centros de custos: na maioria das vezes, Departamento é um Centro de Custos, ou seja, nele são acumulados os custos para posterior alocação aos produtos (distribuição).Centros de custos: na maioria das vezes, Departamento é um Centro de Custos, ou seja, nele são acumulados os custos para posterior alocação aos produtos (distribuição). Em alguns casos, podem existir mais de um Centro de Custos num Departamento. É o caso em que neste, apesar de desenvolver atividades homogêneas, são usados máquinas de diversas capacidades produtivas e operadas por pessoal especializado. Nesse caso, seria interessante criar centro de Custos para cada máquina, para fins de melhor controle de custo.Em alguns casos, podem existir mais de um Centro de Custos num Departamento. É o caso em que neste, apesar de desenvolver atividades homogêneas, são usados máquinas de diversas capacidades produtivas e operadas por pessoal especializado. Nesse caso, seria interessante criar centro de Custos para cada máquina, para fins de melhor controle de custo.

13 CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTO POR ABSORÇÃOCUSTO POR ABSORÇÃO 1. Conceito 1. Conceito O Custeio por Absorção consiste na apropriação de todos os custos (sejam eles fixos ou variáveis, diretos ou indiretos) à produção do período. Os gastos que não são efetuados para a produção (despesas) são excluídos;O Custeio por Absorção consiste na apropriação de todos os custos (sejam eles fixos ou variáveis, diretos ou indiretos) à produção do período. Os gastos que não são efetuados para a produção (despesas) são excluídos; a distinção principal no custeio por absorção é entre custos e despesas. Essa separação é importante porque as despesas são contabilizadas imediatamente contra o resultado do período; a distinção principal no custeio por absorção é entre custos e despesas. Essa separação é importante porque as despesas são contabilizadas imediatamente contra o resultado do período; somente os custos relativos aos produtos vendidos terão o mesmo tratamento. somente os custos relativos aos produtos vendidos terão o mesmo tratamento.

14 CONTABILIDADE GERENCIAL 2. Importância da Distinção entre custos e despesas2. Importância da Distinção entre custos e despesas Suponhamos uma empresa que tenha fabricado unidades de um determinado produto, incorrendo em custos de R$ e despesas operacionais de R$ Suponhamos uma empresa que tenha fabricado unidades de um determinado produto, incorrendo em custos de R$ e despesas operacionais de R$ Foram vendidas 800 unidades a R$ 20,00 cada. Dessas informações, concluímos:Foram vendidas 800 unidades a R$ 20,00 cada. Dessas informações, concluímos:

15 CONTABILIDADE GERENCIAL Custo Unitário Médio de Cada Produto Fabricado: R$ 9.000/1.000 unidades = R$ 9,00 /unidade.Custo Unitário Médio de Cada Produto Fabricado: R$ 9.000/1.000 unidades = R$ 9,00 /unidade. Assim, teremos a seguinte DRE para o período considerado:Assim, teremos a seguinte DRE para o período considerado: Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Vendas (800 u. x R$ 20) R$ Vendas (800 u. x R$ 20) R$ (-) CPV (800u. X R$ 9) (R$ 7.200)(-) CPV (800u. X R$ 9) (R$ 7.200) (=) Lucro Bruto R$ 8.800(=) Lucro Bruto R$ (-) Despesas Operacionais (R$ 3.000)(-) Despesas Operacionais (R$ 3.000) (=) Lucro Líquido R$ 5.800(=) Lucro Líquido R$ 5.800

16 CONTABILIDADE GERENCIAL 3. APURAÇÃO3. APURAÇÃO Os seguintes passos devem ser seguidos para a apuração do resultado do exercício: Separação de custos e despesas; Separação de custos e despesas; Apropriação dos custos diretos e indiretos à produção realizada no período; Apropriação dos custos diretos e indiretos à produção realizada no período; Apuração do custo dos produtos em elaboração;Apuração do custo dos produtos em elaboração; Apuração do custo da produção acabada;Apuração do custo da produção acabada; Apuração do custo dos produtos vendidos;Apuração do custo dos produtos vendidos; Apuração do resultado.Apuração do resultado.

17 Material Direto Matéria-PrimaR$ EmbalagemR$ Mão-de-Obra Direta Mão-de-Obra DiretaR$ Custos Indiretos de Fabricação (CIF) Materiais IndiretosR$ Mão-de-Obra IndiretaR$ Energia Elétrica-fábricaR$ CombustíveisR$ Manutenção de MáquinasR$ Telefone da FábricaR$ Depreciação e Seguros (fábrica)R$ IPTU (fábrica)R$ TotalR$ Ex.: A empresa 8 0 Semestre apurou, em determinado período, os seguintes Custos de Produção:

18 Paralelamente, a empresa apurou as seguintes despesas no mesmo mês: Despesas Administrativas R$ Despesas de Marketing R$ Despesas de Vendas R$ Outras Despesas Operacionais R$ Total R$ A empresa produziu unidades de seu único produto, temos que: A empresa vendeu dessas unidades, temos que: O preço de venda de cada unidade foi de R$ 75,00, temos que: Ache o Custo Unitário, o CPV, o Estoque Final e o Lucro Líquido. R: Custo Unitário Produção = R$ /7.000 unidades = R$ 30,00/unidade. Custo dos Produtos Vendidos = unidades x R$ 30,00 = R$ Estoque Final produziu 7000 vendeu 5000 sobrou 2000 x30 = R$ Receita de Vendas = unidades x R$ 75,00 = R$ ,00. Lucro Liquido ??? Ver DRE Ex.: A empresa 8 0 Semestre apurou, em determinado período, os seguintes Custos de Produção:

19 Demonstração do Resultado do Exercício Receita Líquida de Vendas R$ (-) Custo dos Produtos Vendidos (R$ ) (=) Lucro Bruto R$ (-) Despesas Operacionais(R$ ) (=) Lucro Líquido R$ Com base nesses dados, podemos montar a DRE da empresa:

20 Em determinado período, em que não houve estoques iniciais, produziu, integralmente, unidades e incorreu nos seguintes custos e despesas Em R$ Supervisão geral da fábrica Depreciação dos equipamentos de fábrica Aluguel do galpão industrial Administração geral da empresa Material direto 2,00 por unidade mão-de-obra direta 1,50 por unidade Energia elétrica consumida na produção 0,40 por unidade Comissão sobre vendas 0,75 por unidade Frete para entregar produtos vendidos 0,15 por unidade Considerando-se que, no final do período, havia unidades do produto acabado em estoque e que não houve perdas, pede-se calcular: Ache o Custo Unitário, o CPV, o Estoque Final e o Lucro Líquido. Exercício 1 A empresa Helo Hair produz um único produto (xampu), que é vendido, em média, por $ 9,50 cada unidade (preço líquido de tributos).

21 MATERIAL DIRETO Material direto ( unid x 2,00) ,00 MÃO DE OBRA DIRETA Mão-de-obra direta ( x 1,50) ,00 CUSTOS INDIRETO DE FABRICAÇÃO Supervisão geral da fábrica ,00 Depreciação dos equipamentos de fábrica ,00 Aluguel do galpão industrial 2.400,00 Energia elétrica consumida na produção(0,40) 5.600,00 TOTAL CUSTOS ,00 DESPESAS Administração geral da empresa 8.000,00 Comissão sobre vendas ( x 0,75) 9.750,00 Frete para entregar produtos vendidos ( x 0,15) 1.950,00 TOTAL DESPESAS ,00 Exercício 1

22 a) o Estoque Final dos produtos acabados. não houve estoques iniciais, produziu, integralmente, unidades e incorreu nos seguintes custos e despesas e no final do período, havia unidades O custo unitário é: /14.000= 6,00 (total de custos dividido pelo total de unidades fabricadas. Se sobrou unidades então: a)o Estoque Final dos produtos acabados = 1.000x 6,00 = 6.000,00 ESTOQUE FINAL ?

23 b) o Lucro (ou prejuízo) do período. RECEITA LIQUIDA ,00 Se de Sobrou então vendeu ao valor de 9,50 (-) Custo do Prod. Vendido (78.000,00) ( unidades x 6,00 custo unitário ) = Lucro Bruto ,00 (-) Despesas Operacionais (19.700,00) = Lucro Líquido ,00 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO ?

24 Em determinado período, em que não houve estoques iniciais, produziu, integralmente, unidades e incorreu nos seguintes custos e despesas Em R$ Supervisão geral da fábrica Depreciação dos equipamentos de fábrica Aluguel do galpão industrial Administração geral da empresa Material direto 2,50 por unidade mão-de-obra direta 1,00 por unidade Energia elétrica consumida na produção 0,50 por unidade Comissão sobre vendas 0,80 por unidade Frete para entregar produtos vendidos 0,10 por unidade Considerando-se que, no final do período, havia unidades do produto acabado em estoque e que não houve perdas, pede-se calcular: Ache o Custo Unitário, o CPV, o Estoque Final e o Lucro Líquido. Exercício 2 Determinada empresa produz um produto, que é vendido, em média, por $ 10,50 cada unidade (preço líquido de tributos).

25 1. Estoque inicial de matéria-prima Compra de matéria-prima Despesas administrativas Despesas financeiras Despesas comerciais Estoque inicial de produtos em processo Mão-de-obra direta Estoque final de produtos em processo Custos indiretos de produção Estoque final de matéria-prima Estoque inicial de produtos acabados Venda de 80% do total disponível de produtos acabados por Pede-se calcular: O Custo Total de Produção (CPP). O Custo da Produção Acabada (CPA). O Estoque Final de Produtos Acabados. O Custo dos Produtos Vendidos (CPV) O Lucro Bruto. EXERCÍCIO 3 Uma empresa produtora de cadernos, em determinado período apresentou os seguintes dados (em $):


Carregar ppt "CONTABILIDADE GERENCIAL CUSTOS O nascimento da contabilidade de custos decorreu da necessidade de maiores e mais precisas informações, que permitissem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google