A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Galanet Roberta Santos – Os Fogacinhas Rúben Silva – Os fogacinhas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Galanet Roberta Santos – Os Fogacinhas Rúben Silva – Os fogacinhas."— Transcrição da apresentação:

1 Galanet Roberta Santos – Os Fogacinhas Rúben Silva – Os fogacinhas

2 Este trabalho foi realizado pelos alunos participantes do projeto Galanet. Os alunos inscreveram-se no tema Voyager Pour Découvrir la Nature com o intuito de descobrir mais sobre a fauna e a flora dos vários países participantes.

3 Portugal é constituído pelo território continental e insular.

4

5 No arquipélago podem encontrar-se cerca de 60 espécies indígenas de plantas, arbustos e árvores. Nestas incluem-se o Louro, o Queiró, a Urze e o Cedro. O clima particularmente ameno das ilhas significa que muitas destas espécies, que teriam enorme dificuldade de sobrevivência noutras regiões, aqui se desenvolvem com um vigor pouco habitual. A acrescentar um encanto especial às ilhas estão algumas flores, como as Hortênsias, as Camélias ou as Azáleas. Mesmo nas zonas mais remotas a vegetação desta parte da Macaronésia empresta à sua paisagem uma beleza única. O Mogno, o Louro, o Sanguinho entre outros fazem parte deste rico lote de vegetação.

6 LouroQueiró Urze Cedro

7 Actualmente não se pode dizer que hajam nos Açores espécies indígenas no sentido estrito do termo, ou seja, espécies das quais se possa afirmar serem originárias do arquipélago. Todavia, algumas espécies que foram sendo introduzidas nos Açores acabaram por se desenvolver de uma forma única, sobretudo em termos de coloração e dimensão, tornando-se assim em subespécies específicas do arquipélago. Estando situadas numa posição óptima nos cursos migratórios de muitas aves. Entre as espécies de aves que se conseguiram adaptar bem ao arquipélago contam-se também o Milhafre, o Corvo, o Canário-da-terra, o Pombo-da-rocha, o Pombo-torcaz, o Cagarro, o Garajau,...

8 MilhafreCanário-da-Terra CagarroGarajau

9 Os mares em redor dos Açores são dos mais ricos em vida marítima do Oceano Atlântico. Aqui pode encontrar-se o Peixe- espada, o tubarão (em diversas espécies), o atum, o bonito, a enguia, moreia e o chicharro. É também frequente ver peixe- voador voando sobre a superfície da água, a tentar escapar aos seus predadores.

10

11 Flora do Arquipélago da Madeira Uma das características deste arquipélago é precisamente a quantidade e diversidade de flora endémica. As ilhas da Madeira, Porto Santo, Desertas e Selvagens possuem grandiosas paisagens ricas em flora. A Ilha da Madeira tem dois grandes picos, Pico Ruivo e Pico do Areeiro. O Pico Ruivo apresenta dois tipos principais de vegetação, as formações de urze e uma vegetação rala, dominada por plantas de porte herbáceo. Relativamente ao Pico do Areeiro a sua vegetação é composta essencialmente por urzes, por uveira da serra e por perado, para além do massaroco e da amoreira de espinhos. A maior parte da flora existente na Madeira fica na Floresta Laurissilva e pode ser visitada a pé, ao longo de todo o ano. As veredas e as levadas são uma boa opção a tomar para os amantes da natureza. Dormir nas zonas rurais seja na serra ou mar, e explorar a Natureza não será problema na Ilha da Madeira, uma vez que existe uma grande variedade de estabelecimentos de alojamentos rurais, bem equipados e seguros que recebem hóspedes ao longo de todo o ano.natureza

12

13 A fauna do Arquipélago da Madeira é caracterizada por uma riqueza em espécies indígenas terrestres e marinhas. Na fauna é de realçar os invertebrados e as aves pois contemplam um grande número de espécies endémicas e macaronésicos. Da avifauna é de realçar o pombo-trocaz, o tentilhão, o bis-bis, a freira-da-Madeira e a freira-do-Bugio. No grupo dos répteis é de destacar a lagartixa e a osga e nos mamíferos o lobo-marinho e os morcegos. Quanto aos invertebrados, existe uma vasta espécies de insectos e aracnídeos. Os insectos representam 75 de todas as espécies animais conhecidas no arquipélago sendo 20 dos insectos endémicos. Nas ilhas Desertas, habita uma espécie rara e única no mundo: a Tarântula com cerca de 4,5 cm de comprimento corporal.

14

15 Este Arquipélago sempre foi visitado por diferentes espécies de baleias e golfinhos, que se traduzem numa indústria de observação de cetáceos em rápido crescimento, que atrai uma nova geração de observadores simpatizantes com a ecologia e o mundo animal. As águas da Madeira são muito ricas em cetáceos, com 22 espécies registadas até à data. O total de espécies a nível mundial é 75. A cerca de 5 km da costa atinge-se já uma profundidade superior a metros, o que significa que muitas vezes encontramos cetáceos muito próximos da costa, quase a bater à sua porta de casa! Nalguns anos, espécies oceânicas de golfinhos, assim como Baleias- de-Bico raras e Orcas são também avistadas nas nossas águas. Estes animais, no seu período migratório, vêm até à Madeira à procura de comida, ou no seu período de reprodução, e pelo menos uma espécie é cá residente, sendo as nossas águas o seu habitat. As espécies mais prováveis de encontrar são as seguintes:

16


Carregar ppt "Galanet Roberta Santos – Os Fogacinhas Rúben Silva – Os fogacinhas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google