A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Slide 1 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Slide 1 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais."— Transcrição da apresentação:

1 slide 1 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais

2 slide 2 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Quais as características distintivas do comércio eletrônico, dos mercados digitais e das mercadorias digitais? Como o comércio eletrônico transformou o marketing? Quais os diferentes tipos de comércio eletrônico e como o comércio eletrônico afetou as transações empresa-empresa? Objetivos de estudo

3 slide 3 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Qual o papel do m-commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes? Que questões devem ser abordadas durante a construção de um site de comércio eletrônico? Objetivos de estudo

4 slide 4 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Nexon Games: o comércio eletrônico torna-se social Problema: concorrência com outras empresas de jogos on-line e off-line; aumentar a lucratividade. Soluções: centralizar todos os jogos em um único portal on-line e combiná-lo com recursos de rede social.

5 slide 5 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. O BlockParty combina entretenimento e rede social com a tecnologia de portal para oferecer seus jogos mais populares, inclusive o MapleStory e o Mabinogi. Demonstra o papel da TI na criação de novos modelos de negócios. Ilustra a viabilidade do modelo fremium de conteúdo on-line. Nexon Games: o comércio eletrônico torna-se social

6 slide 6 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Nexon Games: o comércio eletrônico torna-se social

7 slide 7 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico e Internet Comércio eletrônico hoje Comércio eletrônico: refere-se ao uso da Internet e da Web para conduzir negócios; diz respeito às transações comerciais realizadas digitalmente. Começou em 1995 e cresceu exponencialmente mesmo durante a recessão. As empresas que sobreviveram à explosão da bolha ponto-com são, atualmente, bem-sucedidas. A revolução do comércio eletrônico ainda está em seus estágios iniciais.

8 slide 8 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Figura 9.1 Crescimento do comércio eletrônico Comércio eletrônico e Internet

9 slide 9 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Por que o comércio eletrônico é diferente Ubiquidade A tecnologia Internet/Web está disponível em qualquer parte, a qualquer momento: no trabalho, em casa e em qualquer lugar. Efeito: O mercado se estende além das fronteiras tradicionais e não se limita a um ponto temporal e geográfico, criando o marketspace. Aumenta a conveniência para o cliente e os custos de compra são reduzidos. Comércio eletrônico e Internet

10 slide 10 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Características distintivas da tecnologia de comércio eletrônico Alcance global A tecnologia atravessa fronteiras nacionais e abrange todo o planeta. Efeito: O comércio pode atravessar fronteiras nacionais e culturais harmoniosamente, sem modificações. O marketspace inclui potencialmente bilhões de consumidores e milhões de empresas em todo o mundo. Comércio eletrônico e Internet

11 slide 11 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Características distintivas da tecnologia de comércio eletrônico Padrões universais Existe um conjunto de padrões tecnológicos : os padrões da Internet. Efeito: Sistemas de computador independentes podem comunicar-se facilmente. Custos de entrada no mercado ficam mais baixos custos com os quais os comerciantes arcam para que suas mercadorias cheguem ao mercado. Reduzem os custos de busca, ou seja, o esforço necessário para encontrar produtos adequados. Comércio eletrônico e Internet

12 slide 12 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Características distintivas da tecnologia de comércio eletrônico Riqueza Suporta vídeo, áudio e mensagens de texto. Efeito: É possível enviar mensagens de texto, áudio e vídeo simultaneamente para um grande número de pessoas. Mensagens de marketing de texto, áudio e vídeo são integradas em uma única mensagem e experiência de consumo. Comércio eletrônico e Internet

13 slide 13 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Características distintivas da tecnologia de comércio eletrônico Interatividade A tecnologia funciona pela interação com o usuário. Efeito: Os consumidores envolvem-se em um diálogo que ajusta de modo dinâmico a experiência a cada pessoa. O consumidor se torna um coparticipante no processo de levar produtos até o mercado. Comércio eletrônico e Internet

14 slide 14 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Densidade da informação Grande aumento na densidade da informação a quantidade e a qualidade total da informação disponível para todos os participantes de mercado. Efeito: Maior transparência de preços. Maior transparência de custos. Permite que os comerciantes pratiquem a discriminação de preços. Comércio eletrônico e Internet Características distintivas da tecnologia de comércio eletrônico

15 slide 15 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico e Internet Personalização/customização A tecnologia permite a modificação de mensagens e produtos. Efeito: Mensagens personalizadas podem ser entregues tanto a indivíduos quanto a grupos. Produtos e serviços podem ser customizados conforme características individuais. Características distintivas da tecnologia de comércio eletrônico

16 slide 16 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Tecnologia social A tecnologia promove a geração de conteúdos criados por usuários e as redes sociais. Efeito: Novos modelos de negócio de Internet social permitem a criação e a distribuição de conteúdos criados por usuários e o suporte a redes sociais. Comércio eletrônico e Internet Características distintivas da tecnologia de comércio eletrônico

17 slide 17 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Conceitos-chave no comércio eletrônico: mercados e mercadorias Os mercados digitais reduzem: Assimetria de informação Custos de busca Custos de transação Custos de menu Os mercados digitais viabilizam: Discriminação de preços Determinação dinâmica de preços Desintermediação Comércio eletrônico e Internet

18 slide 18 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Seção interativa: Tecnologia Turner Sports une TV e Internet e, então, torna-se social Leia a Seção interativa e responda às seguintes perguntas: Como a Web melhora os negócios de TV das empresas discutidas no caso? Como agrega valor? Por que o NASCAR TrackPass é um bom exemplo do valor agregado pela Turner Sports aos sites esportivos? Você acha que a Turner Sports conseguirá transferir com sucesso seu conteúdo para os sites de mídia social para onde estão migrando seus visitantes? Justifique. Comércio eletrônico e Internet

19 slide 19 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. O canal de distribuição típico apresenta diversas camadas intermediárias e cada uma delas aumenta o custo final de um produto, como uma blusa. Remover camadas reduz o custo final para o consumidor. Os benefícios da desintermediação para o consumidor Comércio eletrônico e Internet

20 slide 20 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Conceitos-chave no comércio eletrônico: mercados e mercadorias Mercadorias digitais Produtos que podem ser distribuídos através de uma rede digital. Exemplo: Músicas, vídeo, software, jornais, livros O custo de produção da primeira unidade corresponde praticamente ao custo total do produto: o custo marginal de produção da segunda unidade é quase zero. Os custos de distribuição pela Internet são muito baixos. Os custos de marketing permanecem os mesmos; a determinação de preços é altamente variável. Os setores com mercadorias digitais estão vivenciando mudanças revolucionárias (editoras, gravadoras etc.). Comércio eletrônico e Internet

21 slide 21 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Categorias do comércio eletrônico Comércio eletrônico: negócios e tecnologia Empresa-consumidor (B2C) Empresa-empresa (B2B) Consumidor-consumidor (C2C) Comércio móvel (m-commerce)

22 slide 22 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Modelos de negócios de Internet Portal Loja virtual (e-tailer) Provedor de conteúdo Corretora de transações Criadores de mercado Provedor de serviços Provedor de comunidade virtual Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

23 slide 23 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Modelos de receita do comércio eletrônico Propaganda Vendas Assinatura Free/Freemium Taxa por transação Afiliação Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

24 slide 24 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Seção interativa: Organizações Twitter procura um modelo de negócios Leia a Seção interativa e responda às seguintes perguntas: De acordo com a leitura deste capítulo, como você caracterizaria o modelo de negócios do Twitter? Se o Twitter tivesse um modelo de negócios, qual dos modelos descritos neste capítulo funcionaria? Qual o ativo mais importante do Twitter? Como a empresa poderia monetizar esse ativo? Qual o impacto de uma alta taxa de cancelamento de usuários sobre o potencial do Twitter para propaganda? Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

25 slide 25 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Web 2.0, redes sociais e a sabedoria das massas Serviço mais popular da Web 2.0: redes sociais Os sites de redes sociais vendem espaços para anúncios, informações sobre preferências dos usuários e produtos como músicas, vídeos e livros eletrônicos. Sites de shopping social Troca de ideias com os amigos sobre compras (Kaboodle, ThisNext). Sabedoria das massas Um grande número de pessoas pode tomar decisões mais acertadas sobre assuntos e produtos do que uma única pessoa. Mercados de previsão: grupos de apostas ponto-a-ponto para apostas sobre resultados específicos (eleições, resultados de vendas, projetos para novos produtos). Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

26 slide 26 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Marketing do comércio eletrônico A Internet oferece aos comerciantes novas formas de identificação e comunicação com os clientes. Marketing de cauda longa: possibilidade de alcançar um público maior sem grandes custos. Alvo comportamental: rastreamento do comportamento on-line dos usuários de milhares de sites. Os formatos de propaganda incluem marketing de máquina de busca, exibição de anúncios, rich media e . Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

27 slide 27 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Os sites de e-commerce contam com ferramentas que rastreiam cada passo dado por um comprador em uma loja on-line. O exame minucioso do comportamento de uma cliente em um site de roupas femininas mostra o que a loja pode aprender em cada etapa e quais ações deve tomar para aumentar as vendas. Rastreamento do visitante de um site Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

28 slide 28 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. As empresas podem criar páginas da Web exclusivas e personalizadas que apresentem conteúdo ou anúncios de produtos e serviços de especial interesse para clientes individuais, aprimorando a experiência deles e criando valor adicional. Personalização do site Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

29 slide 29 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. As redes de anúncios tornaram-se um tema controverso entre os defensores da privacidade devido à sua habilidade de rastrear consumidores individuais na Internet. Discutiremos questões de privacidade mais a fundo no Capítulo 12. Como funciona uma rede de anúncios como a DoubleClick Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

30 slide 30 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico empresa-empresa: novos relacionamentos e eficiências Intercâmbio eletrônico de dados (electronic data interchange EDI) Troca entre computadores de documentos-padrão de transações, como faturas, conhecimentos de embarque, agendamentos de expedição ou pedidos de compra. Os principais setores nos Estados Unidos e em grande parte do resto do mundo têm padrões EDI que definem a estrutura e os campos de informação das transações eletrônicas para determinado setor. Um número cada vez maior de empresas estão migrando das redes privadas para a Internet em busca de conexão com outras organizações. Exemplo: seleção de fornecedores (procurement): as empresas podem usar a Internet para localizar o fornecedor de custo mais baixo, examinar catálogos de produtos on-line, negociar com fornecedores, fazer pedidos e pagamentos etc. Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

31 slide 31 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. As empresas usam a EDI para automatizar transações de comércio eletrônico B2B e para reposição contínua de estoque. Os fornecedores podem enviar automaticamente dados sobre encomendas às empresas compradoras. Estas, por sua vez, podem usar a EDI para transmitir aos fornecedores dados de pagamento e solicitações de estoque e produção. Troca eletrônica de dados (EDI) Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

32 slide 32 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico empresa-empresa: novos relacionamentos e eficiências Redes setoriais privadas (bolsas privadas) Uma empresa de grande porte que usa uma extranet para se conectar a seus fornecedores e outros parceiros de negócios importantes. Pertence a seu comprador. Permite o compartilhamento de: projeto e desenvolvimento de produtos; marketing; programação de produção e gerenciamento de estoque; e comunicações não estruturadas (gráficos e s). Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

33 slide 33 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Esta rede liga uma empresa a seus fornecedores, distribuidores e outros parceiros de negócios importantes para a realização eficiente do gerenciamento da cadeia de suprimentos e de outras atividades de comércio colaborativo. Rede setorial privada Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

34 slide 34 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico empresa-empresa: novos relacionamentos e eficiências E-marketplaces (e-hubs/e-concentradores) Um único mercado para diversos compradores e vendedores. Pertencem a setores ou operam como intermediários independentes. Geram receita com transações de compra e venda e de outros serviços. Definem preços mediante negociações, leilões, pedidos de cotação, ou podem usar preços fixos. Podem vender insumos diretos ou indiretos. Podem ser verticais ou horizontais. Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

35 slide 35 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Praças de mercado on- line nas quais múltiplos compradores podem comprar de múltiplos vendedores. Um e-marketplace Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

36 slide 36 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico empresa-empresa: novos relacionamentos e eficiências Bolsas E-marketplaces independentes, mantidos por terceiros. Podem conectar milhares de fornecedores e compradores para compras não programadas. Costumam representar mercados verticais para insumos diretos de um único setor (alimentos, produtos eletrônicos). Proliferaram durante os primeiros anos do e-commerce, mas muitas fracassaram. Incentivavam propostas competitivas, derrubando os preços, mas sem oferecer um relacionamento de longo prazo com compradores ou serviços que compensassem essa redução. Comércio eletrônico: negócios e tecnologia

37 slide 37 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Serviços e aplicações de m-commerce Plataforma digital móvel e m-commerce Embora o m-commerce represente uma pequena parte do comércio eletrônico total, sua receita vem crescendo consistentemente Serviços baseados em localização Serviços bancários e financeiros Publicidade sem fio Jogos e entretenimento

38 slide 38 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. O comércio eletrônico móvel é o tipo de comércio B2C que mais cresce, embora represente somente uma pequena parte de todo o comércio eletrônico de Receitas consolidadas do m-commerce Plataforma digital móvel e m-commerce

39 slide 39 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Peças do quebra-cabeças da construção do site Construindo um site de comércio eletrônico Formar uma equipe com as habilidades necessárias para tomar decisões sobre: tecnologia projeto do site políticas sociais e de informação hardware, software e infraestrutura de telecomunicações As demandas dos clientes devem direcionar a tecnologia e o projeto do site.

40 slide 40 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Objetivos empresariais, funcionalidade do sistema e requisitos de informação As decisões de negócio direcionam a tecnologia não o contrário. Exemplo: Objetivos empresariais: executar uma transação de pagamento. Funcionalidade do sistema para alcançar esse objetivo: carrinho de compras ou outro sistema de pagamento. Requisitos de informação: garantia de limpeza dos dados de cartões de crédito, múltiplas opções. Construindo um site de comércio eletrônico

41 slide 41 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Construindo o site: in-house versus outsourcing Escolha: Completamente interno Construir e hospedar internamente Responsabilidade mista Construir internamente, hospedar externamente Hospedar internamente, construir externamente Completamente externo Terceirizar tanto a construção quanto a hospedagem do site Co-locação Construindo um site de comércio eletrônico


Carregar ppt "Slide 1 © 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google