A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Google Android Diego Souza Renato França

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Google Android Diego Souza Renato França"— Transcrição da apresentação:

1 Google Android Diego Souza Renato França

2 Sobre o curso

3 Google AndroidDiego Souza Ementa 1.Introdução 2.Configuração do ambiente 3.Conceitos básicos 4.Acitivity 5.Intent e Intent Filter 6.Gerenciadores de Layout 7.View 8.Broadcast Receiver 9.Notification 10.Service 11.Banco de dados 12.Content provider 13.Http, Service e Web Services 14.Mapas e GPS

4 Introdução

5 Google AndroidDiego Souza Alguns dados estatísticos Para cada 1,5 bilhões de televisores existem 3 bilhões celulares no mundo. Mais de 3 bilhões de pessoas no mundo possuem um celular, cerca de metade da população mundial. Um mercado em expansão, porém, existem poucos profissionais capacitados.

6 Google AndroidDiego Souza Mobile Development Várias são as plataformas hoje para desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis. Symbian, Brew, JavaME,.NET Compact Framework e Flash Lite. O android é a resposta do Google para esse ramo.

7 Google AndroidDiego Souza Open Headset Aliance Grupo formados por gigantes do mercado de telefonia liderados pelo Google. O objetivo principal do grupo é transformar a experiência móvel dos usuários ao redor do mundo. Alguns membros: Motorola, HTC, LG, Samsung, Sony Ericson, Toshiba, Intel, Asus, entre outros.

8 Google AndroidDiego Souza O que é o android? O Android é a nova plataforma do Google voltada para dispositivos móveis. Baseada na plataforma Java com sistema operacional Linux. Busca inovar e acelerar o desenvolvimento de aplicações e serviços. Android é a primeira plataforma móvel completa, aberta e livre (Xing ling pode rodar android ).

9 Google AndroidDiego Souza O que é android? Sistema Operacional Multitarefa. Fácil integração com as Aplicações nativas e serviços do google. Código aberto e livre. Poderoso ambiente de desenvolvimento.

10 Google AndroidDiego Souza Porque android? Plataforma completa para celulares Android é Free O código é aberto Suporte da comunidade Vários Frameworks disponíveis Android é 100% Java

11 Google AndroidDiego Souza Android Market Local onde os desenvolvedores podem postar suas aplicações. 70% dos lucros são repassados aos desenvolvedores.

12 Google AndroidDiego Souza A plataforma Framework de Aplicação permitindo reuso de componentes; Navegador Web Integrado baseado na engine open source WebKit; Gráficos Otimizados por meio de uma biblioteca de gráficos 2D; e gráficos 3D baseados na especificação OpenGL ES 1.0; SQLite para armazenamento de dados em formato de estruturas relacionais; Audio (formatos MP3, AAC, AMR), vídeo (MPEG4 e H.264) e imagens (formatos JPG, PNG, GIF) e suporte a Flash Bluetooth, EDGE, 3G, WiFi (dependente de hardware) e Tethering. Câmera, GPS, bússola, e acelerômetro (dependente de hardware)

13 Google AndroidDiego Souza Alguns aparelhos

14 Google AndroidDiego Souza Motorola Droid2 Android OS, v2.2 (Froyo) ARM Cortex A8 1 GHz, PowerVR SGX530 graphics 128 MB 512 MB RAM microSD, up to 64 GB, 16GB included 480 x 854 pixels, 3.7 Acelerometer sensor

15 Google AndroidDiego Souza Nexus One Android OS, v2.2 (Froyo) Qualcomm Snapdragon QSD GHz processor 512MB RAM AMOLED capacitive touchscreen 480 x 800 pixels, 3.7 inches O.S. Flash support. 15

16 Google AndroidDiego Souza Samsung Galaxy S2 Android OS, v2.3 (Gingerbread) Dual-core 1.2GHz ARM Cortex-A9 proccessor 1024 MB RAM 480 x 800 pixels, 4.3 inches microSD, up to 64GB AMOLED screen 16

17 Google AndroidDiego Souza Motorola Atrix Android OS, v2.2 (Froyo) Dual-core 1GHz ARM Cortex-A9 proccessor 1024MB RAM 540 x 960 pixels, 4.0 inches HDMI Support 17

18 Google AndroidDiego Souza Galaxy Tab Android OS, v2.2 (Froyo) ARM Cortex A8 processor, 1 GHz SGX530 GPU 256MB 512MB RAM microSD, up to 64GB HDMI Support AMOLED screen 18

19 Google AndroidDiego Souza Apple Iphone 4 iPhone OS (based on Mac OS) Apple A4 1 GHz PowerVR SGX535 graphics 64 MB 512 MB RAM 16 GB/ 32 GB storage 19

20 Google AndroidDiego Souza Motorola Defy ARM Cortex-A8 processor 800MHz 512 MB RAM MicroSD up to 32GB 480 x 854 pixels, 3.7 inches Android OS, v2.1 (Eclair), upgradable to v2.2

21 Google AndroidDiego Souza Android x IPhone

22 Google AndroidDiego Souza Vamos ao que interessa…

23 Google AndroidDiego Souza Arquitetura Android

24 Google AndroidDiego Souza Camada de aplicação Na camada de aplicação está localizada uma lista de aplicações que incluem um cliente de , programa de SMS/MMS, calendário, mapas, navegador,gerenciador de contatos, entre outros. Aplicações escritas na linguagem Java.

25 Google AndroidDiego Souza Aplication Framework Componentes que permitirão com que novas estruturas sejam utilizadas para futuras aplicações. Um rico e extensível conjunto de componentes gráficos que pode ser utilizado para construir uma aplicação, bem como listas, grids, caixas de textos, botões, etc. Provedores de conteúdo que habilitam às aplicações acessar dados de outras aplicações.

26 Google AndroidDiego Souza Dalvik VM Máquina Virtual do Android. Toda aplicação roda dentro do seu próprio processo. Executa arquivos.dex, bytecodes de java otimizados para o android.

27 Google AndroidDiego Souza O ambiente de desenvolvimento Poderoso Ambiente de Desenvolvimento, totalmente integrado ao Eclipse. Um Emulador completo. Ferramentas para Debug e análise de código. Analisador de memória e performance. Ferramenta para análise de hieraquia de Layouts.

28 Google AndroidDiego Souza O que é necessário? Eclipse IDE Java JRE /jre-6u25-download html Android SDK Plugin android

29 Google AndroidDiego Souza Emulador Vamos dar uma olhada no emulador…

30 Google AndroidDiego Souza Hello Android Vamos fazer um exemplo prático, com o bom e velho Hello World.

31 Google AndroidDiego Souza O que vem por aí? Google TV Android 3.0 – 8 vezes mais rápido – NFC Utilização em Netbooks

32 Google AndroidDiego Souza Google TV Com telas LCD com backlight de LEDs, full HD e tudo que se espera de uma TV de ponta, o grande diferencial é trazer o sistema operacional Android instalado, onde o usuário encontrará aplicações como o YouTube, Google Maps, previsão do tempo, calendário e navegador Web. A aplicação permite o download e a instalação de novos aplicativos, através do Android Market.

33 Conceitos básicos

34 Google AndroidDiego Souza Representa uma tela da aplicação composta por elementos visuais (android.view.view) Similar a JFrame do Swing O método setContentView(view) define qual a view principal da tela e deve sempre ser chamado no onCreate() Activity

35 Google AndroidDiego Souza A classe R Criada automaticamente e nunca deve ser modificada. Define constantes para acesso aos recursos do projeto. Ao utilizar um recurso, não precisamos colocar sua extensão. O nome dos arquivos adicionados, devem ser minúsculos e sem espaços, caso contrário, a classe R não será compilada corretamente.

36 Google AndroidDiego Souza Android Manifest É a base de qualquer aplicação android, contendo as configurações necessárias para executar a aplicação. Toda activity deve ser declarada no manifest.

37 Google AndroidDiego Souza Acessando elementos findViewById(R.id.nome_recurso); Usado para utilizar recursos da aplicação. Acesso aos recurso através dos Ids da classe R

38 Google AndroidDiego Souza Fazem parte do pacote android.util.Log Podemos filtrar esses Logs no DDMS LogCat

39 Google AndroidDiego Souza Vamos ver um exemplo prático. Exemplo

40 Activity

41 Google AndroidDiego Souza Uma tela da aplicação. Trata todos os eventos gerados pela tela. Composta por Views (layouts). Qualquer aplicação (Dialer, browser, etc) é uma activity. O que é?

42 Google AndroidDiego Souza Gerenciadas pela pilha de Activity. Toda activity possui um ciclo de vida. Todas devem ser declaradas no Manifest Toda activity deve herdar de Activity. Ex: MyActivity extends Activity Características

43 Google AndroidDiego Souza Ciclo de Vida

44 Google AndroidDiego Souza O método startActivity(Intent) é usado para iniciar uma nova atividade (Activity), que será colocada no topo da atividade pilha. O método sempre deve receber por parâmetro a Intent da activity a ser inicializada. Ao inicializar, a nova activity ficará no topo da pilha. Navegação entre telas

45 Google AndroidDiego Souza Ss vezes necessitamos obter um resultado de uma atividade quando ela termina sua execução. Ex: Por exemplo, você pode iniciar uma atividade que permite ao usuário escolher uma pessoa em uma lista de contatos, quando termina, ele retorna a pessoa que foi selecionada. Para isso, utilizamos o método startActivityForResult(intent, data) Você receberá o retorno da execução no método onActivityResult(intent, data) Recebendo parâmetros de outras telas

46 Google AndroidDiego Souza Passamos parâmetros para outras telas através das Intents. O método putExtra adiciona novos valores a intent que iniciará a nova activity. Passando parâmetros para outras telas

47 Google AndroidDiego Souza Para encerrar um activity utilizamos o método finish() Ao utilizá-lo, o onDestroy() é invocado Encerrando uma Activity

48 Google AndroidDiego Souza Vamos ver um exemplo prático. Exemplo

49 Intent

50 Google AndroidDiego Souza É considerada o coração do android Representa o envio de uma mensagem de requisição ao S.O. para que algo seja feito A mensagem é interpretada pela S.O. Representa umaAção que uma aplicação deseja executar. O que é uma intent?

51 Google AndroidDiego Souza Enviar uma mensagem ao S.O. Abrir uma nova tela da aplicação. Ex. startActivity(intent); Iniciar outra aplicação a partir da sua. Chamar um broadcast receiver Dentre outros Utilização

52 Google AndroidDiego Souza Utilizamos uma intent para iniciar uma activity Ao receber uma intent, o S.O. interpreta a mensagem para iniciar alguma activity devidamente. Exemplo: Intent it = new intent(this,tela2.class); startActivity(it); Navegação entre telas

53 Google AndroidDiego Souza Abrir o Browser Fazer ligações Tocar um arquivo mp3 da web Visualizar contatos da agenda Utilizar a API do google maps Obs: Algumas aplicações precisam de permissões para serem executadas. Algumas intents nativas

54 Google AndroidDiego Souza Vamos ver alguns exemplos no Eclipse. Exemplos

55 Intent Filter

56 Google AndroidDiego Souza Utilzado para interceptar mensagens que foram enviadas ao S.O. Muitas vezes não sabemos qual classe iniciará determiada activity Definimos filtros para as Intents, para que activitys que estiverem com eles mapeados, saberem que estão sendo chamadas. Intent Filter

57 Google AndroidDiego Souza Uma Tag deve ser criada para a intent que receberá o filtro Exemplo: Configurando um Intent Filter

58 Google AndroidDiego Souza Toda intent com a tag action setada para MAIN e a categoria para LAUNCHER indica que ela será exibida no menu principal, e essa será a activity de entrada da sua aplicação. Configurando um Intent Filter

59 Google AndroidDiego Souza Ação: Define o que a intent deseja realizar. Existem as padrões, mas podemos criar nossas próprias de acordo com as necessidades. Categoria: Conjunto de ações que definem o que a ação deseja realizar. Também é possível definir categorias próprias. Existem outros tipos de categorias, mas as principais são Action e Category. Como identificar uma intent?

60 Google AndroidDiego Souza Se podemos criar uma activity sem o uso de filtros, é reamente necessário criá-los? Uma Intent é uma chamada ao S.O que qualquer aplicação pode responder. Útil também para fazer com que aplicações em processos diferentes se comuniquem. Integração entre aplicações. Porque criar filtros?

61 Google AndroidDiego Souza Vamos ver alguns exemplos. Exemplos

62 Google AndroidDiego Souza Crie uma nova aplicação que fará uma chamada a aplicação Controle de combustível via intent filter. Faça uma chamada a aplicação Controle de combustível e capture o melhor combustível a ser utilzado e exiba como resultado na sua aplicação. Exercícios

63 Google AndroidDiego Souza Referências Bibliográficas Google Android - Autor: Lecheta, Ricardo R. - Editora: Novatec Desenvolvimento de Aplicações Android - Autor: Mednieks, Zigurd; Meike, Blake; - Editora: Novatec Android para desenvolvedores - Autor: Pereira, Lucio Camilo Oliva; - Editora: Brasport

64 Google AndroidDiego Souza Links

65 Google AndroidDiego Souza Perguntas ?

66 Google AndroidDiego Souza Muito Obrigado... Diego Souza Renato França


Carregar ppt "Google Android Diego Souza Renato França"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google