A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Colóquio Voz do Campo A fileira dos Pequenos Frutos em Portugal Nelson Antunes ORGANIZAÇÃO: COLABORAÇÃO:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Colóquio Voz do Campo A fileira dos Pequenos Frutos em Portugal Nelson Antunes ORGANIZAÇÃO: COLABORAÇÃO:"— Transcrição da apresentação:

1 Colóquio Voz do Campo A fileira dos Pequenos Frutos em Portugal Nelson Antunes ORGANIZAÇÃO: COLABORAÇÃO:

2 Fundada em 2011 com sede em Castelo Branco Empresários agrícolas Instalados há mais de 8 anos Áreas:

3 2012/ Produção do viveiro em 2013 Produção previsional do viveiro em Postos de Trabalho 7 Licenciados/ Mestrados em Ciências Agrárias 15 Novos Postos de Trabalho Distribuição/Escoamento: 80% Portugal e 20% UE Distribuição/Escoamento: 50% Portugal, 20% UE, 20% Asia e 10% Africa

4 Parcerias com profissionais de cada setor por forma a garantir aos nossos clientes um apoio experiente e de sucesso na instalação das suas explorações. Parcerias estratégicas com várias entidades (universidades) no estrangeiro nomeadamente em França, em Itália e na América do Norte sendo que esta, neste momento está em negociações para a compra de várias variedades desenvolvidas pelas mesmas.

5 Promover o crescimento daqueles que nos procuram de forma sustentada, inovadora e credível; Criar dinamismo e sinergias na agricultura fazendo parte do futuro do setor agrário com profissionalismo e excelência;

6 Assistência técnica, formação, dinamização na produção, comercialização e consultoria agrícola, dando especial ênfase à área dos pequenos frutos; Acompanhamento dos processos produtivos e comerciais transmitindo todos os conhecimentos necessários ao sucesso dos mesmos.

7 BERRYSMART Desenvolviment o estratégico das empresas e empresários Implementação de soluções personalizadas para cada cliente Obter sucesso traduzido no incremento da rentabilidade dos seus clientes e da atividade daí resultante Melhorar os indicadores económicos, sociais e ambientais

8 AGRÍCOLA QUALIDAD E FORMAÇÃO PROJETOS

9 Apoio técnico e consult oria Na instalação da exploração Planos de fertilização e de operações culturais Monitorização e controlo de pragas Viveir o Licenciado com passaporte fitossanitário e certificação GlobalGap Ensaio de novas variedades para melhor adaptação às condições edafo- climáticas para cada região do País Produção de plantas de pequenos frutos

10 Projetos de investimento aos programas PDR, LEADER e QREN Apreciação do terreno Aconselhamento técnico e esclarecimentos Estudos de viabilidade económica Execução da candidatura Submissão de pedidos de: pagamento, alteração à candidatura, prorrogação de prazos e relatórios de encerramento

11 Sistemas de Gestão da Qualidad e Apoio/Aconselhamento técnico e auditorias em sistemas de segurança alimentar Implementação de planos HACCP Implementação de sistemas em MPB e GLOBALGAP Saúde e Higiene no Trabalh o Medidas de prevenção relativas às instalações, equipamentos e processos de trabalho Avaliação dos Riscos nos locais de trabalho, exposição a agentes químicos, físicos e biológicos Informação e formação sobre os riscos para a segurança higiene e saúde, bem como medidas de prevenção e protecção

12 Organizaç ão/ Coordenaç ão e Certifica ção Fruticultura e Pequenos Frutos Higiene e Segurança Alimentar Higiene e Segurança no Trabalho Referenciais em MPB e GlobalGap

13

14 Relativamente ao grupo Pequenos frutos e bagas, no âmbito do ProDeR foram apoiados para plantação mais de 1700 ha. Este grupo de culturas tinha, até 2009, uma pequena expressão no panorama frutícola, resultando o apoio do ProDeR neste setor num contributo extremamente significativo para o aumento das áreas deste grupo de culturas.

15 Os Jovens Agricultores investiram 250M na Fruticultura, o que representa, 45% do investimento total (Produção e Transformação e comercialização) e 63% do investimento da Produção. Relativamente à distribuição deste investimento por grupos de culturas: Quanto às principais culturas, o Mirtilo é o mais importante, com 24% do investimento total, seguido da Maçã, com 15%.

16

17

18 IDANHA A NOVA (68,8ha Couto da Várzea) ITA= ,77 PORTALEGRE (4,0 ha) ITA= ,62 PORTALEGRE (4,0 ha) ITA= ,62 GUARDA (18,19 ha) ITA= ,74 GUARDA (18,19 ha) ITA= ,74 CASTELO BRANCO (2,46 ha) ITA= ,51 CASTELO BRANCO (2,46 ha) ITA= ,51 BRAGA (6,70 ha) ITA= ,84 BRAGA (6,70 ha) ITA= ,84 PORTO (15,12 ha) ITA= ,48 PORTO (15,12 ha) ITA= ,48 VISEU (3,67 ha) ITA= ,84 VISEU (3,67 ha) ITA= ,84 BEJA (20,02 ha) ITA= ,56 BEJA (20,02 ha) ITA= ,56

19 Muito Obrigado pela atenção! Nelson Antunes Berrysmart Unipessoal, Lda Av. Cidade de Zhuhai Lote 171, Loja Castelo Branco Tlf:


Carregar ppt "Colóquio Voz do Campo A fileira dos Pequenos Frutos em Portugal Nelson Antunes ORGANIZAÇÃO: COLABORAÇÃO:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google