A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto de Melhoria no Laboratório 8. Discentes Monica Santos Priscila Lucas Barauna Luiz Alves (201201621895)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto de Melhoria no Laboratório 8. Discentes Monica Santos Priscila Lucas Barauna Luiz Alves (201201621895)"— Transcrição da apresentação:

1 Projeto de Melhoria no Laboratório 8

2 Discentes Monica Santos Priscila Lucas Barauna Luiz Alves ( )

3 Objetivo de Projeto Este Projeto tem como objetivo de melhorar o ambiente do laboratório 8 onde é tecnicamente o laboratório reservado para alunos da área de informática. Um trabalho da matéria de cabeamento solicitado pelo professor Bruno Vieira.

4 Problemas e Resoluções Descrição do problema Falta de mobilidade tanto dos alunos quanto dos professores em sala de aula além de alunos se esbarrando nos fios a todo momento podendo danificar as maquinas. Como ele foi resolvido? Com uma mudança nas localizações dos computadores dando mais mobilidade a todos e uma visão ampla do laboratório. Em que sentido e como isso afetou o projeto? o A melhoria feita no ambiente de aprendizado o Um custo beneficio que poderá ser reduzido durante muito tempo

5 Sumario

6 Estetica Materiais Utilizados OrçamentoNormais

7 Estética Para uma maior mobilidade tanto dos alunos quanto dos professores achamos uma forma viável sem custa para utilizar o que já tem em nosso laboratório. Forma essa que é somente mudar as posições das maquinas para uma melhor visão das aulas.

8

9 Descrição do projeto Da mesa do professor estará no centro ao lado do quadro para uma visão ampla de todos os alunos. A caixa onde ficarão os roteadores ficarão no canto onde sempre esteve. Para fazer a ligação da Caixa de roteadores utilizaremos fixadores pelo teto onde facilitara a locomoção sem nenhuma interferência. Para interligar os computadores que ficarão no meio utilizaremos uma barra onde os fios passarão por dentro ou seja caneletas e após isso será distribuídos nas baias onde os computadores estão. Nosso foco principal é retirar todas fiação onde os alunos ou visitantes possam esbarrar assim não teremos nenhum problema eventual com as fiações.

10 Materiais Utilizados Cabo de par trançado (UTP) Furukawa cat. 5e Switch Ethernet gerenciável, empalhável e modular Roteador Cisco Patch painel Furukawa Conectores RJ45 macho AMP, Cat 5e Caneletas Fita dupla face para auto colar as caixas e fios Caixa para conexão femea para RJ45 Barra para passagem de fios

11 Imagens dos Materiais Utilizados

12

13 Orçamento MaterialQuantidadeValor Cabo de par trançado305metros105,00 Switch Ethernet24 portas89,00 Roteador Cisco1 unidade990,00 Patch painel Furukawa24 portas50,00 Conectores RJ45 macho50 uni47,90 Caneletas66,00 Fita dupla face20 metros36,90 Caixa para conexão femea para RJ45 unidade20,00 Caneleta de ferro em barra 3 metros135,00 Total1479,80

14 Normais deste projeto A cada trinta (30) metros ou duas curvas de 90º utilizar caixa de passagem Será preenchido somente 60% do duto para colocação de cabos O trançado do cabo é o que afeta na qualidade e velocidade do sinal, portanto somente profissionais qualificados poderão efetuar as instalações. O destrançamento máximo do cabo para conectorização não poderá exceder 1,3cm. As razões para se utilizar cabeamento correto nas instalações são: norma e qualidade do sinal. O cabeamento rígido não poderá ser utilizado como cabos de manobra e para patch cables. Quem fará este trabalho é o cabeamento flexível. O cabeamento rígido ficará escondido nas instalações. As sobras de cabeamento no Rack de Telecomunicações deverão ser armazenadas em forma de "oito (8)" A rede da Estácio Sá será projetada para no mínimo 10 anos de duração. A distância mínima entre a canaleta de cabos elétricos e cabos de rede é de 28cm. Porém, se não há como separar adequadamente, é permitido a aproximação, mas somente se há uma separação física, de preferência de alumínio.

15 Normais deste projeto O tracionamento máximo do cabo não poderá exceder 11,3Kgf os cabos lançados deverão obedecer ao raio de curvatura mínimo de 4 vezes o seu diâmetro (21,2mm). O cabos de manobra e/ou adapter cables/patch cords e outflex não poderão exceder 5 metros. A metragem do cabo flexível é composta na seguinte norma: a) passivo para passivo = 1 metro no mínimo. b) passivo para ativo = 1,5 metros no mínimo. c) ativo para ativo = 3 metros no mínimo. d) exemplo de passivo: Patch Panel e) exemplo de ativo: Hub O cabeamento rígido não poderá exceder 90m. f) Interrupção Stand-by g) Interrupção On-line


Carregar ppt "Projeto de Melhoria no Laboratório 8. Discentes Monica Santos Priscila Lucas Barauna Luiz Alves (201201621895)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google