A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Técnico em Informática Senac Cabeamento Estruturado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Técnico em Informática Senac Cabeamento Estruturado."— Transcrição da apresentação:

1 Técnico em Informática Senac Cabeamento Estruturado

2 Redes Estruturadas Com a febre dos PCs na década de 80, outras preocupações surgiram na informática. Até então, as empresas mantinham suas informações centralizadas. Todos os dados das empresas eram produzidos por estações individuais e transferidas para mainframes.

3 Redes Estruturadas Graças a constante necessidade de agilizar a produção que se pode conceber a interconexão entre essas estações independentes. Esse foi o surgimento das Redes de Comunicação. Antes do surgimento das LANs, os dados eram transferidos de estação para estação através de disquetes (Sneaker-net).

4 Redes Estruturadas Preocupados com o diversificado uso das redes de telecomunicações, em 1991 a Eletronic Industries Association / Telecommunications Industry Association (EIA/TIA) propôs uma norma de padronização de fios e cabos para telecomunicações, o EIA/TIA-568.

5 Antes Antes do surgimento dessa norma, cenário que tínhamos era: Os prédios possuíam cabeamento para voz, dados, sistemas de controle, eletricidade, segurança, cada qual com uma padronização proprietária Eram fios e cabos por toda aparte, cabo coaxial, par trançado, cabo blindado

6 Problemas Com essa forma descentralizada, o que acontecia constantemente era: 1.Mudanças rápida de tecnologia como computadores mais velozes, serviços integrados de voz e dados, redes locais de alta velocidade eram impossíveis 2.Infra-estrutura de telefonia privada inadequada para novas tecnologias 3.Rápida saturação de dutos, canaletas e outros suportes de cabeamento 4.Inflexibilidade para mudanças 5.Cabeamento não compatível com novas tecnologias 6.Suporte técnico dependente de fabricantes 7.Aumento de custo

7 Objetivo Como solução para os principais problemas (de comunicação) físicos, foi proposta a primeira versão de uma norma de padronização de fios e cabos para telecomunicações em prédios comerciais, denominada de EIA/TIA-568 cujo objetivo básico era: 1.Implementar um padrão genérico de cabeamento de telecomunicações a ser seguido por fornecedores diferentes 2.Estruturar um sistema de cabeamento intra e inter-predial, com produtos de fornecedores distintos 3.Estabelecer critérios técnicos de desempenho para sistemas distintos de cabeamento tradicional, baseado em aplicações

8 Conceito O conceito de Sistema de Cabeamento Estruturada baseia-se na disposição de uma rede de cabos, com integração de serviços de dados e voz, que facilmente pode ser redirecionada por caminhos diferentes, no mesmo complexo de Cabeamento, para prover um caminho de transmissão entre pontos da rede distintos.

9 Cabeamento Estruturado O conceito de Cabeamento Estruturada consiste em uma rede de cabos, com integração de serviços de dados e voz, que forneça a possibilidade de redirecionar caminhos diferentes, no mesmo sistema de Cabeamento. Um Sistema de Cabeamento Estruturada EIA/TIA 568A é formado por seis subsistemas: Entrada do Edifício (ou de Facilidades) Sala de Equipamentos Cabeamento Vertical (Backbone) Armário de Telecomunicações Cabeamento Horizontal Área de Trabalho

10

11 Entrada de Facilidades As Entradas de Facilidades estão relacionadas com os serviços que estarão disponíveis para o cliente, estes serviços podem ser de: Dados Voz Sistema de Segurança Redes Corporativas Outros serviços

12 Cabeamento Vertical (Backbone) O Backbone ou Rede Primária é o subsistema do cabeamento estruturado que tem a função de prover as interconexões entre as salas de telecomunicações, salas de equipamentos e a sala de entrada de serviços de telecom. Este subsistema compreende os cabos do backbone, as conexões intermediárias e principal, os hardwares de terminação e os patch cords e jumpers usados na conexão feita entre os backbones.

13 Cabeamento Vertical - Continuação A função básica do cabeamento vertical ou backbone é interligar todos os armários de telecom instalados nos andares de um edifício ou vários edifícios, onde também serão interligadas as facilidades de entrada. Os principais fatores a serem considerados para um projeto de cabeamento vertical são: Quantidade de áreas de trabalho Quantidade de armários de telecomunicações instalados Tipos de serviços disponíveis Nível de desempenho desejado

14 Sala de Equipamentos A sala de equipamentos é o espaço reservado dentro do edifício onde está instalado o distribuidor principal de telecomunicações, que irá providenciar a interconexão entre os cabos do armário de telecom, backbone cabling ou campus backbone, com os equipamentos de rede, servidores e os equipamentos de voz (PABX). Existem algumas regras que devem ser seguidas quando da instalação da sala de equipamentos: Área maior ou igual a 14m 2 Instalá-lo fisicamente à um mínimo de 3m de qualquer fonte de interferência eletromagnética, como cabines de força, máquinas de Raio X, elevadores, etc. Instalar tomadas elétricas a cada 1,5m Instalar uma iluminação com um mínimo de 540 lux/m 2 Deve ser instalado longe de infiltração de sistemas fluviais, esgotos e outros afluentes

15 Armário de Telecomunicação Quando instalamos todos os cabos do cabeamento horizontal, fazemos sua instalação em cada área de trabalho e na outra ponta, no hardware de conexão escolhido. Este hardware de conexão deve ser protegido contra o manuseio indevido por parte de pessoas não autorizadas, para que isto não aconteça, instalamos todo o hardware de conexão, suas armações, racks, e outros equipamentos em uma sala destinada para esta função locada em cada andar, esta sala é chamada de Armário de Telecomunicação (Wiring Closet). Um armário de telecomunicações deve ser instalado levando-se em conta alguns aspectos: Quantidade de áreas de trabalho Disponibilidade de espaço no andar Instalação física

16 Wiring Closet Um wiring closet serve como um ponto de junção central para o cabeamento e o equipamento de cabeamento usado para conectar dispositivos em uma rede local (LAN). É o ponto central de uma topologia em estrela. Um wiring closet pode ser uma sala ou gabinete especialmente projetado.

17 Wiring Closet - Continuação Este sistema prevê o uso de três segmentos de cabo: a) O patch cord ligando o switch ao patch panel. b) O cabo da rede secundária, ligando o patch panel à tomada na área de trabalho. c) O cabo entre a tomada e o PC.

18 Wiring Closet - Continuação Dentro do padrão, o cabo da rede secundária não deve ter mais do que 90 metros, o patch cord entre o patch panel e o switch não deve ter mais do que 6 metros e o cabo entre a tomada e o PC não deve ter mais do que 3 metros.

19 Wiring Closet - Continuação Estes valores foram definidos tomando por base o limite de 100 metros para cabos de par trançado (90+6+3=99), de forma que, ao usar um cabo de rede secundária com menos de 90 metros, você pode usar um patch cord, ou um cabo maior para o PC, desde que o comprimento total não exceda os 100 metros permitidos.

20 O "U" ou unidade de altura, é uma medida padrão para definir a altura em um rack padrão 19" (dezenove polegadas) seja ele de piso ou parede. A altura de 1U é aproximadamente 4,5cm e praticamente todos os equipamentos de redes estruturadas são construídos de acordo com estas medidas. Por exemplo: Uma régua de tomadas, um patch panel, uma guia de cabos horizontal, um switch, uma bandeja fixa ou deslizante, todos estes componentes ocupam um espaço de 1U dentro de um rack ou aproximadamente 4,5cm.

21 Cabeamento Horizontal É a parte do sistema de cabeamento estruturado que contém a maior quantidade de cabos instalados. O Cabeamento Horizontal ou Rede Secundária é o subsistema do cabeamento estruturado que inclui os cabos horizontais, os conectores da área de trabalho, os hardwares de terminação e os patch cords localizados na sala de telecomunicações, abrangendo também os pontos de consolidação e as MUTOAs (Tomadas Multi-Usuários de Telecomunicações)

22 Esquema

23

24 Área de Trabalho A Área de trabalho é o local onde o usuário começa à interagir com o sistema de cabeamento estruturado, é neste local que estão situados seus equipamentos de trabalho, estes equipamentos podem ser: Computador Telefone Sistemas de armazenamento de informações Sistema de impressão Sistema de videoconferência Sistema de controle Etc.

25

26

27


Carregar ppt "Técnico em Informática Senac Cabeamento Estruturado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google