A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS. CONCEITO DE BENEFÍCIOS Segundo Chiavenato (2001, p. 314) benefícios são certas regalias e vantagens concedidas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS. CONCEITO DE BENEFÍCIOS Segundo Chiavenato (2001, p. 314) benefícios são certas regalias e vantagens concedidas."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS

2 CONCEITO DE BENEFÍCIOS Segundo Chiavenato (2001, p. 314) benefícios são certas regalias e vantagens concedidas pelas organizações, a título de pagamento adicional dos salários à totalidade ou a parte de seus funcionários. Exemplos: assistência médica, assistência odontológica, seguro de vida, planos de pensão, planos de aposentadoria, escola para filhos, creche para as crianças, clube para a família, convênios, dentre outros.

3 IMPLANTAÇÃO E O CRESCIMENTO DOS BENEFÍCIOS SOCIAIS NAS EMPRESAS Exigências dos órgãos de classe, como os sindicatos; Competitividade e concorrência das empresas com o intuito de atrair colaboradores eficientes; Expectativas dos colaboradores em função dos benefícios; Legislação previdenciária e trabalhista; Busca das organizações em realizar deduções legais em função de obrigações tributárias.

4 OBJETIVO DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS Exercício da função: gratificações, seguro de vida, prêmios etc. Comunidade: atividades comunitárias, clubes etc. Dentro da empresa: transporte, cantina, refeitório etc.

5 CLASSIFICAÇÃO DOS PLANOS DE INCENTIVOS Exigência: legais e espontâneos Benefícios Legais – leis trabalhistas, previdenciárias e convenção coletiva. Exemplos: Férias, 13º salário, salário-maternidade, salário-família, horas extras etc. Benefícios Espontâneos (marginais) – não exigidos por lei e concedidos por liberação da empresa. Exemplos: Gratificação, transportes, refeições, empréstimos etc.

6 Natureza: monetários e não-monetários Benefícios monetários – oferecidos através da moeda corrente e gerador de encargos sociais para a empresa. Exemplos: 13º salário, férias, aposentadoria, gratificação etc. Benefícios não-monetários – ofertados aos colaboradores através de serviços, vantagens e facilidades. Exemplos: Refeitórios, cantina, clube, serviço social, condução de casa para o trabalho e vice-versa etc. CLASSIFICAÇÃO DOS PLANOS DE INCENTIVOS

7 Objetivos: assistenciais, recreativos e supletivos Planos assistenciais: promovem segurança e previdência no caso de emergências e imprevistos. Exemplos: Assistência médica e odontológica, assistência financeira (empréstimos), seguro de acidentes pessoais, complementação de aposentadoria etc. Planos recreativos: proporcionam diversão, lazer, entretenimento, repouso, higiene mental, dentre outros. Exemplos: Colônia de férias, clubes, música ambiente, lazer cultural, excursões etc. Planos supletivos: promovem algumas facilidades para a melhoria da qualidade de vida do colaborador. Exemplos: Restaurante no trabalho, estacionamento privativo, cooperativa de remédios, agência bancária no local do trabalho etc.

8 EXEMPLOS DE BENEFÍCIOS SOCIAIS Cesta básica: as empresas têm o propósito de alterar para mais o salário dos colaboradores gerando a possibilidade de uma alimentação adequada. Transporte: a empresa disponibiliza com maior segurança e eficiência transporte próprio e estacionamento contribuindo para uma locomoção tranqüila para o trabalho. Departamento médico: a empresa possibilita um primeiro atendimento para os colaboradores, realizando convênios com farmácias. Lazer: as organizações ofertam lazer e repouso para os seus colaboradores e dependentes através de festas, comemorações em datas especiais, academias, clubes etc. Creche: a empresa oferece convênios com creches locais ou no próprio ambiente de trabalho, principalmente no período de amamentação, com o intuito de construir relações familiares saudáveis. Serviço social: as empresas oferecem apoio psicológico e aconselhamento para os colaboradores referente a problemas pessoais e profissionais.

9 DESENHO DO PACOTE DE BENEFÍCIOS Chiavenato (2001, p. 330) o desenho do pacote de benefícios aponta para uma evolução na direção da satisfação das necessidades sociais, de auto-estima e de auto-realização. Esse desenho deve levar em consideração dois pontos: o retorno do investimento e a mútua responsabilidade.

10 DESENHO DO PACOTE DE BENEFÍCIOS Retorno do investimento: todo benefício deve ser oferecido ao colaborador em função de algum retorno para a empresa. Exemplos: Elevação do moral, melhoria da qualidade, aumento da produtividade etc. Mútua responsabilidade: alguns benefícios são pagos pela empresa e pelo funcionário, ou seja, são compartilhados entre os beneficiados. Exemplos: Refeições, transportes, assistência educacional etc.


Carregar ppt "PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS. CONCEITO DE BENEFÍCIOS Segundo Chiavenato (2001, p. 314) benefícios são certas regalias e vantagens concedidas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google