A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA."— Transcrição da apresentação:

1

2 José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR

3 Brasil - Cenário Econômico ë População: 166 milhões ë IBGE - Popclock ë Área: km² ë PIB: R$ bilhões ë Taxa de Desemprego: 7,8% (maio) ë População: 166 milhões ë IBGE - Popclock ë Área: km² ë PIB: R$ bilhões ë Taxa de Desemprego: 7,8% (maio) DEART/STI/MDIC

4 Brasil - Balança Comercial DEART/STI/MDIC Fonte - SECEX/MDIC

5 Brasil - Emprego DEART/STI/MDIC OCUPAÇÃO

6 Brasil - Emprego DEART/STI/MDIC FORMA DE OCUPAÇÃO

7 Brasil - Educação DEART/STI/MDIC Taxa de analfabetismo: 14,7% Gastos do Setor Público: 4,8% do PIB Taxa de Escolarização: Ensino Fundamental: 95,5% Ensino Médio: 32,6% Ensino Superior: 6,7% (1998) Fontes: IBGE e INEP/MEC

8 CENÁRIO ECONÔMICO PARA 2000 EXPANSÃO DO COMÉRCIO INTERNACIONAL DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS ,0 % CRESCIMENTO DA ECONOMIA BRASILEIRA ,0% CRESCIMENTO ECON. DA AMÉRICA LATINA ,5 % CRESCIMENTO DA ECONOMIA MUNDIAL ,2 % Ministério da Agricultura e Abastecimento

9 IMPORTÂNCIA DO AGRONEGÓCIO NA ECONOMIA BRASILEIRA PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA NO PIB ,0% Saldo da Balança Com. Agrícola US$ 13,4 bilhões PARTICIPAÇÃO DO AGRONEGÓCIO NO PIB....1/3 FORÇA DE TRABALHO ,5% da PEA Ministério da Agricultura e Abastecimento

10 A NOVA ORDEM MUNDIAL CENÁRIOS: acesso a informação pelos indivíduos; ênfase pela demanda; aceleração da base cientifica; Surgimento de novas tecnologias; Inovação; investimentos privados e públicos na pesquisa; geração de empregos; desconcentração industrial e equilíbrio na balança de pagamentos; aspectos políticos: democracia; crescimento do capitalismo industrial; setores produtivos enfrentam a globalização em Competitividade; desrregulação dos mercados;inovação e tecnologias desempregadoras; ordem econômica: Mercosul, Estados Unidos e Europa e Leste Asiático; crise no sistema financeiro; DEART/STI/MDIC

11 NOVA ORDEM MUNDIAL CENÁRIOS: NOVA ORDEM MUNDIAL/CENÁRIOS: crise financeira do setor público; governos menos executores e mais organizadores, enfraquecimento do setor público como provedor de informação; tecnologia e política da informação; preocupação ambiental; prestação de serviços tendem a crescer; novos tipos de empresas; comércio eletrônico. DEART/STI/MDIC

12 A Políticas e Programas Governamentais Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - PROAGRO PACTI PBQP PADCT Programa RHAE PICE BRASIL EMPREENDEDOR AVANÇA BRASIL PLANO PLURIANUAL DEART/STI/MDIC

13 NOVOS PROGRAMAS ESPECÍFICOS Ministério da Agricultura e Abastecimento

14 Características da GII (Infra-estrutura Global de Informação) ëInteração eletrônica no ciber-espaço ëMudanças na operação, regras e leis do comércio ëMudanças nos processos de educação ëMudanças nos processos de difusão e aplicação do conhecimento ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad ëInteração eletrônica no ciber-espaço ëMudanças na operação, regras e leis do comércio ëMudanças nos processos de educação ëMudanças nos processos de difusão e aplicação do conhecimento ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad DEART/STI/MDIC

15 A indústria da Internet ëUS$ 524 bilhões ë novos empregos ë62% de aumento nos rendimentos ë2,5 milhões de pessoas empregadas ëUS$ 524 bilhões ë novos empregos ë62% de aumento nos rendimentos ë2,5 milhões de pessoas empregadas DEART/STI/MDIC ëUniversidade do Texas

16 Programa Sociedade da Informação DEART/STI/MDIC

17 Sociedade da Informação ëProblema: excesso de informação (hiperinformação) ëDesafio: como transformar essa informação em conhecimento ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad ëProblema: excesso de informação (hiperinformação) ëDesafio: como transformar essa informação em conhecimento ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad DEART/STI/MDIC

18 Desafios da Humanidade ëConstrução de uma sociedade global diferente do Estado-Nação ëCriação de uma sociedade civil transnacional com base na: ëGlobalização dos mercados ëGlobalização da produção e dos mercados financeiros ëGlobalização da diversão ëGlobalização da ciência e do conhecimento ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad ëConstrução de uma sociedade global diferente do Estado-Nação ëCriação de uma sociedade civil transnacional com base na: ëGlobalização dos mercados ëGlobalização da produção e dos mercados financeiros ëGlobalização da diversão ëGlobalização da ciência e do conhecimento ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad DEART/STI/MDIC

19 Transformações Requeridas ëJustiça: mecanismos ágeis para solução de conflitos e crimes no ciber-espaço ëSócio-econômica: necessidade de reduzir fatores que geram a pobreza, marginalidade e exclusão social ëEducacional e cultural: impulsionar os processos de socialização respeitando as diferenças culturais ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad ëJustiça: mecanismos ágeis para solução de conflitos e crimes no ciber-espaço ëSócio-econômica: necessidade de reduzir fatores que geram a pobreza, marginalidade e exclusão social ëEducacional e cultural: impulsionar os processos de socialização respeitando as diferenças culturais ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad DEART/STI/MDIC

20 Programa Sociedade da Informação Desenvolver e avaliar processos de manufatura distribuída e integrada para especialização em massa, e contribuir para a inserção da média e pequena empresas no mercado internacional. Incentivar o desenvolvimento de comércio eletrônico e transações financeiras seguras através da rede. Empresa Brasileira (Comércio Eletrônico) DEART/STI/MDIC

21 Avança Brasil - PPA 2000/2003 DEART/STI/MDIC

22 Avança Brasil DEART/STI/MDIC

23 Avança Brasil - Sumário Relações de Trabalho mais justas e mais avançadas II - INVESTIMENTO E CRESCIMENTO REGIONAL E SETORIAL Eixos Nacionais de Integração e Desenvolvimento Dobrar o valor das Exportações em quatro anos Agricultura: Para consumir e exportar Agricultura: Para consumir e exportar Pecuária: os caminhos da modernização Pecuária: os caminhos da modernização Fruticultura irrigada no nordeste: Novas oportunidades Indústria: Investimento e Competitividade Levar a Pequena Empresa ao Exterior Levar a Pequena Empresa ao Exterior Turismo: Empregos, progresso e divisas Cultura e Indústria Cultural em alta Agenda Ambiental: Desenvolvimento sustentável III - CONHECIMENTO, QUALIFICAÇÃO E MELHORIA DO PERFIL EDUCACIONAL Ciência e Tecnologia de Ponta Ciência e Tecnologia de Ponta DEART/STI/MDIC

24 Programa de Desenvolvimento Tecnológico HOW TO CONDUCT BUSINESS INFORMATION REVIEWS HOW TO CONDUCT BUSINESS INFORMATION REVIEWS ITC ITC INTERNACIONAL TRADE CENTRE UNCTAD/WTO GENEVA GENEVA1996 DEART/STI/MDIC

25 Programa de Desenvolvimento Tecnológico HOW TO CONDUCT BUSINESS INFORMATION REVIEWS BUSINESS INFORMATION REVIEWS A tool for assessing the information needs of exporters and importers and for defining and for defining business informatio development strategies business informatio development strategies Outline of the methodology Outline of the methodology I. BACKGROUND II. INTRODUCTION III. OBJECTIVES OF BUSINESS INFORMATION REVIEWS IV. HOW TO ASSESS BUSINESS INFORMATION DEMAND V. HOW TO ASSESS BUSINESS INFORMATION SUPPLY VI. IMPLEMENTATION OF BUSINESS INFORMATION DEVELOPMENT PROGRAMMES Annexes Annexes Annex 1 Questionnaire format on business information needs Annex 2 Questionnaire format on local business information services Annex 3 From maps...to development programmes... Annex 4 Example of a map of local business information services Annex 5 Fromat of the design of business information development programmes DEART/STI/MDIC

26 Setor Industrial QUESTÕES: ëQual a estrutura do setor industrial desejada? ëComo fomentar a crescente especialização estratégica que desejamos para obter maior competitividade? ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad QUESTÕES: ëQual a estrutura do setor industrial desejada? ëComo fomentar a crescente especialização estratégica que desejamos para obter maior competitividade? ë Fernando Chaparro Conocimiento, innovación y construcción de sociedad DEART/STI/MDIC

27 CENAGRI DEART/STI/MDIC Coordenação Geral de Informação Documental Agrícola Responsável por gerir o SNIDA (Sistema Nacional de Informação Documental Agrícola Representante brasileiro do AGRIS/FAO Agrobase: referências bibliográficas

28 I.C. - Conceito ë Um processo analítico que transforma dados desagregados dos competidores, indústria e mercado em conhecimentos aplicáveis em nível estratégico, relacionados com as capacidades, intenções, desempenho e posição dos competidores. DEART/STI/MDIC ëMaristela Rodrígues Salvador Universidade Autónoma do México ëPere Escorsa Castells Universidade Politécnica de Catalunya

29 I.C. - Finalidade Básica ëIdentificação de oportunidades e ameaças ëTratamento da informação - obtenção de dados, sua transformação em um produto estratégico e sua difusão para tomada de decisão ëIdentificação de oportunidades e ameaças ëTratamento da informação - obtenção de dados, sua transformação em um produto estratégico e sua difusão para tomada de decisão DEART/STI/MDIC ëMaristela Rodrígues Salvador Universidade Autónoma do México ëPere Escorsa Castells Universidade Politécnica de Catalunya

30 Modelo Geral: Necessidades de Informação das Empresas DEART/STI/MDIC POLÍTICA ECONOMIA CLIENTES PROVEDORES FINANCIADORES DISTRIBUIDORES REGULADORES COMPETIDORES TECNO L OGIA SOCIEDADE Fonte: Cornella, 1994

31 Inteligência Competitiva Um sistema de inteligência compreende: ëConhecimento da demanda ëDefinição dos meios apropriados para obter a informação ëDeterminação do responsável pela informação, tipos e formas de análise Um sistema de inteligência compreende: ëConhecimento da demanda ëDefinição dos meios apropriados para obter a informação ëDeterminação do responsável pela informação, tipos e formas de análise DEART/STI/MDIC ëMaristela Rodrígues Salvador ëPere Escorsa Castells

32 Inteligência Competitiva Um sistema de inteligência compreende: ëEstabelecimento de formas de incorporação dos resultados do processo de inteligência no planejamento estratégico das atividades de inovação, ciência e tecnologia Um sistema de inteligência compreende: ëEstabelecimento de formas de incorporação dos resultados do processo de inteligência no planejamento estratégico das atividades de inovação, ciência e tecnologia DEART/STI/MDIC ëMaristela Rodrígues Salvador ëPere Escorsa Castells

33 NOVOS PROGRAMAS ESPECÍFICOS Ministério da Agricultura e Abastecimento

34 Abordagem por meio de cadeias produtivas, segundo as políticas atuais do MDIC. A Empresa Brasileira na Economia Mundial: O Foco na Competitividade DEART/STI/MDIC

35 Setores selecionados: Agronegócio Audiovisual Automotivo Calçados Construção Civil Cosméticos A Empresa Brasileira na Economia Mundial: O Foco na Competitividade Eletroeletrônicos Móveis Naval Químico Têxtil Turismo DEART/STI/MDIC

36 Discussão setorial organizada por cadeia produtiva Maior uso da infra-estrutura de informação tecnológica Maior realimentação para produtores de informações tecnológicas Maior base informacional no país A Empresa Brasileira na Economia Mundial: O Foco na Competitividade DEART/STI/MDIC

37 Parcerias com demandantes de informação tecnológica. Parcerias com produtores de informação tecnológica. Parcerias com outras inciativas similares. A Empresa Brasileira na Economia Mundial: O Foco na Competitividade DEART/STI/MDIC

38 A Informação como Fator de Inovação DEART/STI/MDIC Recentemente, visitei a matriz de uma das cinco maiores empresas produtoras de circuito integrado dos Estados Unidos. Foi solicitada a minha identificação e, no processo, perguntaram-se se eu portava um laptop. Sem dúvida, respondi. A recepcionista perguntou-me pelo modelo, número de série e seu valor. Aproximadamente entre um e dois milhões de dólares, eu disse. Não pode ser, senhor, ela respondeu. O que o senhor está dizendo? Deixe-me vê-lo. Mostrei- lhe meu velho PowerBook e ela estimou seu valor em US$ 2.000,00. O ponto é que, enquanto os átomos não valiam tanto, os bits tinham um preço quase incalculável. Nicholas Negroponte Being Digital

39 A Informação como Fator de Inovação

40 DEART/STI/MDIC PESQUISA Fatores Condicionantes e Taxa de Mortalidade de Empresas SEBRAE - outubro/1999 Principais fatores para o sucesso de um negócio: 1º Bom conhecimento do mercado onde atua 2º Ter um bom administrador 3º Uso de capital próprio... 11º Ter acesso a novas tecnologias

41 Informação e Conhecimento DEART/STI/MDIC Fonte: Oliveira (1998) O conhecimento traria consigo uma possibilidade de aplicação ou aplicabilidade, enquanto a informação seria um conhecimento sem aplicação.

42 Luiz Almeida Marins Filho, Ph.D. Anthropos Consulting São Paulo, Rio, Nova York, Londres, Buenos Aires Luiz Almeida Marins Filho, Ph.D. Anthropos Consulting São Paulo, Rio, Nova York, Londres, Buenos Aires

43 As empresas que venceram ëE a grande verdade é que as empresas que venceram no mercado não foram aquelas que perguntaram o que seus cliente queriam; ëForam aquelas que Surpreenderam seus Clientes como Produtos e Serviços fundamentalmente Novos e Diferentes ëE a grande verdade é que as empresas que venceram no mercado não foram aquelas que perguntaram o que seus cliente queriam; ëForam aquelas que Surpreenderam seus Clientes como Produtos e Serviços fundamentalmente Novos e Diferentes ©Anthropos Consulting

44 Não Pergunte ao Cliente... ë O cliente não sabe o que ele quer... ë As empresas é que têm a obrigação de, ouvindo o mercado, surpreender os clientes com produtos e serviços fundamentalmente novos e diferentes. ë O cliente não sabe o que ele quer... ë As empresas é que têm a obrigação de, ouvindo o mercado, surpreender os clientes com produtos e serviços fundamentalmente novos e diferentes. ©Anthropos Consulting

45 Qual cliente pediu? ëFax ëTelefone celular ëMcDonalds ëRelógio digital ëWindows ëPost-it (3M) ëWalkman ëEtc, Etc. ëFax ëTelefone celular ëMcDonalds ëRelógio digital ëWindows ëPost-it (3M) ëWalkman ëEtc, Etc. ©Anthropos Consulting

46 Mas a sua missão é... ëSurpreender o Cliente! ëEncantar o Cliente! ëEntusiasmar o Cliente! ëSe você ficar só ouvindo o cliente e fazendo só o que ele pede, correrá o risco de aparecer alguém e surpreender o seu cliente e tomá-lo de você! ëSurpreender o Cliente! ëEncantar o Cliente! ëEntusiasmar o Cliente! ëSe você ficar só ouvindo o cliente e fazendo só o que ele pede, correrá o risco de aparecer alguém e surpreender o seu cliente e tomá-lo de você! ©Anthropos Consulting

47 OBRIGADO !!!!!!!! DEART/STI/MDIC JOSÉ RINCON FERREIRA DIRETOR DO DEPARTAMENTO DE ARTICULAÇÃO INDUSTRIAL TELEFONE: (61)


Carregar ppt "José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP José Rincon Ferreira 23 de junho de 2000 Holambra - SP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google