A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Nacionais de Inovação: a experiência internacional e alguns desafios para o Brasil Referência: Linsu Kim & Richard Nelson (2005) (Introdução)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Nacionais de Inovação: a experiência internacional e alguns desafios para o Brasil Referência: Linsu Kim & Richard Nelson (2005) (Introdução)"— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Nacionais de Inovação: a experiência internacional e alguns desafios para o Brasil Referência: Linsu Kim & Richard Nelson (2005) (Introdução) Sanjay Lall (capítulo 1) Prof. Dr. Antonio Carlos Diegues Universidade Federal de São Carlos – UFSCar

2 1) A lógica sistêmica da inovação 2) Sistemas Nacionais de Inovação em perspectiva comparada: alguns casos de sucesso 3) A construção de uma estrutura produtiva nacional dinâmica: alguns desafios Estrutura da apresentação

3 A importância da inovação Inovação: instrumento para o aumento da produtividade, da competitividade sistêmica e para o crescimento econômico Estrutura produtiva baseada em produtos dinâmicos Inserção externa com maior autonomia Instrumento de defesa ao Efeito China

4 A lógica sistêmica da inovação Padrões de regulação Política Econômica Estrutura empresarial Infra estrutura de ensino e de capacitação de recursos humanos Infra estrutura institucional Estrutura de financiamento Política Industrial, Científica e Tecnológica Estrutura de demanda Infra estrutura de P&D Inovação Política Comercial e de IDE Mecanismos de incentivo e sinalização Determinantes de caráter estrutural

5 1) Infra estrutura de ensino e capacitação de recursos humanos - Asiáticos: Percentual de matrículas em ensino superior semelhante (e as vezes até superior) ao dos países da OCDE Grande ênfase em engenharias e computação Incentivo à capacitação no exterior - EUA: Distribuição semelhante, com tendência histórica à atração de cérebros SNIs em perspectiva comparada: fatos estilizados sobre alguns casos de sucesso

6 Determinantes de caráter estrutural 2) Infra estrutura de P&D - EUA: P&D básico público (em universidades e institutos), com vultosos financiamentos direcionados por questões de Estado Interação entre universidades e empresas P&D empresarial bastante elevado Mercado privado de financiamento a projetos tecnológicos - Asiáticos: Institutos públicos de P&D, com interação com empresas locais Formalização do P&D em estruturas empresarias conglomeradas (exceção de Taiwan) SNIs em perspectiva comparada: fatos estilizados sobre alguns casos de sucesso

7 Determinantes de caráter estrutural 3) Estrutura de demanda - EUA: Mercado interno amplo, diversificado e sofisticado Capacidade de garantir as escalas necessárias - Asiáticos: Mercados internos inicialmente pouco diversificados Exportações como mecanismo dinamizador, disciplinador e viabilizador de escalas e de aprendizado tecnológico SNIs em perspectiva comparada: fatos estilizados sobre alguns casos de sucesso

8 Determinantes de caráter estrutural 4) Estrutura empresarial - EUA: Consolidação empresarial desde primórdios do século XX como grande instrumento de criação de assimetrias competitivas Vigorosos instrumentos de estímulo ao nascimento de empresas de base tecnológica - Asiáticos: Concentradas em grandes grupos nacionais no Japão e na Coréia do Sul Baseada em pequenas e médias empresas inovadoras e especializadas em segmentos em Taiwan SNIs em perspectiva comparada: fatos estilizados sobre alguns casos de sucesso

9 Determinantes de caráter estrutural 5) Estrutura de financiamento - EUA: Financiamento amplo, profundo e com taxas de juros reduzidas Mercado de capitais amplo Subsídios como instrumento de alavancagem em áreas estratégicas - Asiáticos: Facilidades, subsídios, incentivos governamentais de diversa natureza Relações próximas entre agentes financeiros e empresas SNIs em perspectiva comparada: fatos estilizados sobre alguns casos de sucesso

10 Mecanismos de incentivo e sinalização 1) Política Econômica - EUA: Crescimento histórico acima das taxas dos demais países centrais Baixos juros, compatíveis com o investimento Política fiscal condizente com o crescimento e com o financiamento público a áreas / tecnologias estratégicas - Asiáticos: Câmbio e juros alinhados com a estratégia exportadora, compatíveis com financiamento ao desenvolvimento tecnológico e incentivando o crescimento econômico 2) Política Comercial e de IDE - EUA: Expedientes protecionistas de diversas naturezas em áreas estratégicas - Asiáticos: Protecionismo histórico do mercado doméstico Direcionamento e regulação do IDE SNIs em perspectiva comparada: fatos estilizados sobre alguns casos de sucesso

11 Mecanismos de incentivo e sinalização 3) Padrões de regulação - EUA e asiáticos: Utilização dos padrões de regulação como instrumento de incentivo ao aprendizado tecnológico local e garantia de demanda a empresas nacionais 4) Política Industrial e Tecnológica - EUA e asiáticos: Intervenções seletivas, na busca de capacitações dinâmicas e não para resolver falhas de mercado Foco na inovação e não na internalização de setores e nas limitações de balanço de pagamentos Orientação para oportunidades tecnológicas futuras SNIs em perspectiva comparada: fatos estilizados sobre alguns casos de sucesso

12 1)(não) Convergência entre política econômica e política industrial Não alinhamento entre preços econômicos (câmbio e juros) e diretrizes de PI 2)Os agentes Forte presença de empresas multinacionais (empresa em rede) Empresas nacionais de pequeno porte Menor participação do Estado na economia 3)O paradigma tecnológico - Asiáticos construíram capacitações no momento de transição para o paradigma tecnológico baseado na eletrônica, onde espaços estão fortemente ocupados - Hoje, infra estrutura institucional brasileira em diversos pontos é insuficiente / inadequada para a construção de capacitações em um novo paradigma baseado na inovação A construção de uma estrutura produtiva nacional tecnologicamente dinâmica e diversificada: alguns desafios

13 4) A mudança da institucionalidade internacional Enormes restrições às políticas seletivas em diversas esferas (subsídios, protecionismo comercial, direcionamento de IDE, entre outros) 5) A (esperada) incompatibilidade entre a estrutura de oferta de recursos humanos e as exigências de uma estrutura produtiva tecnologicamente dinâmica 6) O efeito China Demanda gigantesca por recursos naturais Fábrica do mundo A construção de uma estrutura produtiva nacional tecnologicamente dinâmica e diversificada: alguns desafios


Carregar ppt "Sistemas Nacionais de Inovação: a experiência internacional e alguns desafios para o Brasil Referência: Linsu Kim & Richard Nelson (2005) (Introdução)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google