A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Inovação em Iberoamérica: passado e presente Carlos Pacheco - Unicamp XIX Cimeira Ibero-Americana Workshop: Sobre a inovação Salamanca, 15-17 de Março.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Inovação em Iberoamérica: passado e presente Carlos Pacheco - Unicamp XIX Cimeira Ibero-Americana Workshop: Sobre a inovação Salamanca, 15-17 de Março."— Transcrição da apresentação:

1 Inovação em Iberoamérica: passado e presente Carlos Pacheco - Unicamp XIX Cimeira Ibero-Americana Workshop: Sobre a inovação Salamanca, de Março de 2009

2 Passado e Presente Velhos e novos dilemas: ciência e tecnologia ciência básica versus aplicada R&D e inovação Inovação Mais do que C&T Mais do que R&D Ênfase em estratégias e modelos de negócios Unanimidade superficial: grande dificuldade de conceituar – não há modelo único

3 Inovação: Conceitos Progresso técnico/divisão do trabalho como motores do aumento da produtividade Schumpeter: inovação e destruição criadora – dinâmica da grande empresa Economics of innovations (paradigmas, regimes, sistemas de inovação, instituições, etc. – abrir a caixa preta) Inovação como agregação de valor (escolas de administração) – estratégias empresariais Inovação como criatividade (talento, empreendedorismo, criação, design, etc.)

4 Inovação: Políticas Industrializações atrasadas: proteção, cópia, atração de mão-de-obra técnica Pós-guerra – ciência como a última fronteira (NSF, CNRS, CNPq, CONACYTs) Pós-guerra – subdesenvolvidos: industrialização e mudança estrutural (Ásia e AL) Sistemas Nacionais de Inovação: visão sistêmica – interação, cooperação Globalização: apoio direto e indireto às empresas, IDE, incentivos à concorrência, financiamento privado (venture, equity, etc)

5 Inovação: o que mudou? Mais orientada para o mercado Pressão por resultados de R&D Redes e arranjos cooperativos Ênfase em RH e mobilidade Mudanças nos arranjos organizacionais Maior papel do mercado no financiamento Maior papel das TICs Maior interação ciência-indústria

6 R&D e Inovação Inovação Agregar valor às empresas Novos produtos, processos e modelos de negócios Distintos modelos (open innovation, etc.) – difícil de ser decodificada em metodologias simples Prioridade para a empresa R&D Centro da inovação tecnológica Risco mais elevado Maior facilidade de ser medida e avaliada Maior impacto na estrutura econômica Maior ênfase de governo

7 Dificuldades: Amplitude das Políticas Condições sistêmicas (crescimento, câmbio, crédito e capital, incentivos, RH) Incentivo à concorrência (regulação, lei antitrust, redução do grau de proteção) Incentivos à cooperação e ambiente ( interação, networking, clusters, externalidades) Políticas de comércio exterior Políticas setoriais

8 Tendências Recentes de Políticas Aumento do gasto em R&D (público e privado) Incentivos para gasto privado em R&D Convergência entre agenda econômica e de C&T Visão sistêmica – sistemas de inovação – empresa como ator principal... mas complexidade das interações entre instituições e empresas Incentivo à cooperação, novos arranjos institucionais e PPPs Envolvimento dos atores privados no processo de decisão, planejamento, gestão e avaliação Maior papel do financiamento privado

9 Apoio para Inovação e R&D Apoios Indiretos formação de recursos humanos investimento em bens públicos e externalidades (ambientes de inovação) pesquisa em instituições públicas mudanças institucionais e PPP incentivo à concorrência Apoios Diretos subvenção direta ao setor privado incentivos fiscais sistema de financiamento (público e privado)

10 Dificuldades Redesenho de Instituições e Instrumentos (C&T) Inovação e R&D demanda empresarial para apoio à inovação latu senso maior apoio de governo para R&D maior ênfase de governo na mudança estrutural Uso de instrumentos de política econômica e adaptação dos instrumentos acadêmicos Baixo protagonismo empresarial Implementar agenda ampla de apoio à inovação (criatividade, empreendedorismo, etc.)

11 Inovação: Avanços na AL Introdução do tema – Plans I+D+I Novos modelos de financiamento público (Fundos, Agências, BID) Tentativa de reforçar financiamento privado (venture, equity) Novas instituições e atores Leis de inovação Novas pesquisas/enquetes sobre inovação Mobilização Privada

12 A Crise e a Agenda de Inovação Forte impacto: redução da FBCF e queda dos gastos em R&D e inovação Menor papel do financiamento privado Menor dinamismo do comércio mundial Maior aversão ao risco Maior protecionismo Risco de desmobilização do esforço privado Nova geração de políticas para inovação no pós- crise?

13 Crise e Oportunidades Reorganização dos mercados e da hierarquia mundial Fusões, aquisições e consolidação patrimonial (queda dos preços dos ativos tecnológicos) Pressão para repensar os modelos de negócios Pressão externa por eficiência, produtividade e redução de custos Ênfase do novo governo americano (energia, reforma do sistema educacional, etc.) Novo papel do setor público


Carregar ppt "Inovação em Iberoamérica: passado e presente Carlos Pacheco - Unicamp XIX Cimeira Ibero-Americana Workshop: Sobre a inovação Salamanca, 15-17 de Março."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google