A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, 2004. ÁREAS TÍPICAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, 2004. ÁREAS TÍPICAS."— Transcrição da apresentação:

1 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, ÁREAS TÍPICAS DAS EMPRESAS NO BRASIL: PRINCIPAIS FUNDAMENTOS DESTACANDO POR ÁREA: ATIVIDADES, PERFIL PROFISSIONAL, VISÃO DA ÁREA A PARTIR DE TGA, NOVA CONCEPÇÃO E PROJEÇÃO DE SUA IMPORTÂNCIA

2 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Áreas típicas das empresas no Brasil Sendo a organização composta por diversas áreas que juntas ditam a sua vida, não é difícil compreender que o bom funcionamento destas áreas é fundamental. Para tanto elas devem ser coordenadas e controladas, numa perfeita harmonia sendo necessário que se entenda suas respectivas importâncias. (Araujo, 2004). Sendo a organização composta por diversas áreas que juntas ditam a sua vida, não é difícil compreender que o bom funcionamento destas áreas é fundamental. Para tanto elas devem ser coordenadas e controladas, numa perfeita harmonia sendo necessário que se entenda suas respectivas importâncias. (Araujo, 2004).

3 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Áreas típicas das empresas no Brasil São elas: São elas: Finanças; Finanças; Gestão de pessoas; Gestão de pessoas; Marketing; Marketing; Operações e logística; Operações e logística; Organização; e Organização; e Tecnologia da informação. Tecnologia da informação.

4 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Cada empresa pode ser visualizada como um sistema que multiplica os recursos financeiros nela investidos. (Braga, 1989). Cada empresa pode ser visualizada como um sistema que multiplica os recursos financeiros nela investidos. (Braga, 1989).

5 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Distingüindo a função financeira da contábil Distingüindo a função financeira da contábil Basta saber que a contabilidade fornecerá dados objetivos que serão interpretados pela administração financeira. Basta saber que a contabilidade fornecerá dados objetivos que serão interpretados pela administração financeira.

6 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Objetivo da administração financeira Objetivo da administração financeira Maximizar o lucro gerenciando os riscos, buscando um equilíbrio de interesses entre empresários e administradores da empresa projetando valor ótimo para a empresa no mercado. Maximizar o lucro gerenciando os riscos, buscando um equilíbrio de interesses entre empresários e administradores da empresa projetando valor ótimo para a empresa no mercado.

7 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Consequência do objetivo da administração financeira Consequência do objetivo da administração financeira Passando por todos os níveis e áreas da empresa a função financeira busca recursos financeiros a fim de remanejá- los de forma a buscar a sua otimização. Passando por todos os níveis e áreas da empresa a função financeira busca recursos financeiros a fim de remanejá- los de forma a buscar a sua otimização.

8 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Típicos profissionais da área Típicos profissionais da área Tesoureiro; e Tesoureiro; e Controller. Controller.

9 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Funções do tesoureiro Funções do tesoureiro responsável pelas atividades financeiras da empresa; responsável pelas atividades financeiras da empresa; enfoque mais externo; enfoque mais externo; administração do caixa; e administração do caixa; e administração das múltiplas atividades de crédito. administração das múltiplas atividades de crédito.

10 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Funções do controller Funções do controller responsável pelas atividades contábeis da empresa; responsável pelas atividades contábeis da empresa; enfoque mais interno; enfoque mais interno; constantemente preocupado com a rentabilidade; e constantemente preocupado com a rentabilidade; e desenvolve funções de assessoramento. desenvolve funções de assessoramento.

11 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Presença dos típicos profissionais Presença dos típicos profissionais Pequenas empresas: próprio empresário, empreendedor ou um dos sócios é quem comanda a função financeira. (Não existe uma área específica para isso, fazendo este o papel de tesoureiro e controller). Pequenas empresas: próprio empresário, empreendedor ou um dos sócios é quem comanda a função financeira. (Não existe uma área específica para isso, fazendo este o papel de tesoureiro e controller).

12 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Presença dos profissionais típicos Presença dos profissionais típicos Grandes empresas: possuem tanto o tesoureiro como o controller, o que não pode ser considerado um exagero devido a irrelevância de suas diferentes funções. Grandes empresas: possuem tanto o tesoureiro como o controller, o que não pode ser considerado um exagero devido a irrelevância de suas diferentes funções.

13 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Razões que fazem do trabalho de um gestor financeiro algo interessante e desafiador, segundo Myers e Brealey (1992) Razões que fazem do trabalho de um gestor financeiro algo interessante e desafiador, segundo Myers e Brealey (1992) A importância do Mercado de Capitais; A importância do Mercado de Capitais; Compreensão do valor; Compreensão do valor; Tempo e incerteza; e Tempo e incerteza; e Compreender pessoas. Compreender pessoas.

14 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Na teoria das organizações Na teoria das organizações Exemplo Exemplo Abertura de uma marcenaria de fundo de quintal. Abertura de uma marcenaria de fundo de quintal. Apoio familiar;Apoio familiar; Empresa cresce;Empresa cresce; Necessidade de mais funcionários; eNecessidade de mais funcionários; e Necessidade de uma área específica para as finanças.Necessidade de uma área específica para as finanças.

15 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Nova concepção Nova concepção A importãncia de se saber analisar números neste contexto de mundialização; e A importãncia de se saber analisar números neste contexto de mundialização; e Número de companhias norte- americanas que tem investido em outros países, como o Brasil. Número de companhias norte- americanas que tem investido em outros países, como o Brasil.

16 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Área fundamental para empresas do séc. 21 Área fundamental para empresas do séc. 21 Sabemos bastante acerca do valor dos ativos, mas não sabemos muito sobre as decisões que fazem aumentar esse valor. (MYERS e BREALEY, 1992).

17 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Finanças Concluindo... Concluindo...

18 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Meados da década de 70 – surge uma nova ideologia com enfâse na necessidade de um conhecimento amplo da organização. Meados da década de 70 – surge uma nova ideologia com enfâse na necessidade de um conhecimento amplo da organização. Legislação trabalhista; e Legislação trabalhista; e Criação do Ministério do Trabalho. Criação do Ministério do Trabalho.

19 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas compreende o processo gerencial de identificação e análise das necessidades organizacionais de gestão de pessoas e o conseqüente desenvolvimento de políticas, programas, sistemas e atividades que satisfaçam essas necessidades em curto, médio e longo prazo, tendo em vista assegurar a realização das estratégias do negócio, dos objetivos da empresa e de sua continuidade sob condições de mudanças. (Zouain, 2001).

20 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Característica Característica Considerada área interdisciplinar por abranger assuntos das mais variadas áreas de conhecimento e que afetam a organização como um todo. Considerada área interdisciplinar por abranger assuntos das mais variadas áreas de conhecimento e que afetam a organização como um todo.

21 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Suprimento ou Agregação Suprimento ou Agregação Identificação das necessidades de pessoal; Identificação das necessidades de pessoal; Pesquisa de mercado de gestão de pessoas; Pesquisa de mercado de gestão de pessoas; Recrutamento (inclui fontes recentes de recrutamento); e Recrutamento (inclui fontes recentes de recrutamento); e Seleção. Seleção.

22 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Aplicação Aplicação Análise e descrição de cargos (exigindo flexibilização e não engessamento dos cargos); e Análise e descrição de cargos (exigindo flexibilização e não engessamento dos cargos); e Planejamento e alocação interna das pessoas da organização (inclui ação conjunta com as unidades envolvidas). Planejamento e alocação interna das pessoas da organização (inclui ação conjunta com as unidades envolvidas).

23 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Compensação ou Manutenção Compensação ou Manutenção Salários; Salários; Benefícios; Benefícios; Carreiras; Carreiras; Higiene e segurança no trabalho; e Higiene e segurança no trabalho; e Relações trabalhistas (inclui sindicatos). Relações trabalhistas (inclui sindicatos).

24 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Desenvolvimento ou Capacitação Desenvolvimento ou Capacitação Treinamento e desenvolvimento das pessoas da organização; Treinamento e desenvolvimento das pessoas da organização; Desenvolvimento e mudança organizacional; e Desenvolvimento e mudança organizacional; e ambas incluem necessário envolvimento das unidades todas na formatação do treinamento e desenvolvimento. ambas incluem necessário envolvimento das unidades todas na formatação do treinamento e desenvolvimento.

25 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Classificação das atividades de Gestão de pessoas, segundo Gil (2001) Controle ou Monitoração Controle ou Monitoração Avaliação de desempenho; Avaliação de desempenho; Banco de dados; Banco de dados; Sistemas de informações gerenciais (específicos e genéricos, ou seja, sistemas gerenciais globais); e Sistemas de informações gerenciais (específicos e genéricos, ou seja, sistemas gerenciais globais); e Auditoria de gestão de pessoas. Auditoria de gestão de pessoas.

26 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Perfil do profissional Perfil do profissional Estar sempre atento as contingências; Estar sempre atento as contingências; Saber considerar a cultura organizacional em seus estudos; e Saber considerar a cultura organizacional em seus estudos; e Ter exata dimensão do que lhe espera, seguindo o seu trabalho de forma competente. Ter exata dimensão do que lhe espera, seguindo o seu trabalho de forma competente.

27 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Na teoria das organizações Na teoria das organizações A partir da década de 50/60 A partir da década de 50/60 estudiosos começam a dedicar seus textos ao corpo funcional. estudiosos começam a dedicar seus textos ao corpo funcional. Conflitos;Conflitos; Lideranças;Lideranças; Habilidades;Habilidades; Desenvolvimentos;Desenvolvimentos; Avaliações;Avaliações; Integração vertical, horizontal;Integração vertical, horizontal; Estilos de gerenciamento;Estilos de gerenciamento; Etc.Etc.

28 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Nova concepção Nova concepção Internet; Internet; Intranet; e Intranet; e Outros incrementos tecnológicos. Outros incrementos tecnológicos.

29 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Área fundamental para empresas do séc. 21 Área fundamental para empresas do séc. 21 Sendo as empresas formadas por pessoas, não é difícil compreender a importância de saber gerí-las. Sendo as empresas formadas por pessoas, não é difícil compreender a importância de saber gerí-las.

30 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Gestão de pessoas Concluindo... Concluindo...

31 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Primeira Onda – Era da produção; Primeira Onda – Era da produção; Produção artesanal e baseada na agricultura. Produção artesanal e baseada na agricultura. Segunda Onda – Era de vendas; e Segunda Onda – Era de vendas; e Excesso de oferta. Excesso de oferta. Terceira Onda – Era do marketing. Terceira Onda – Era do marketing. Serviços tão importantes quanto o próprio produto. Serviços tão importantes quanto o próprio produto.

32 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Visão equivocada do marketing Visão equivocada do marketing Marketing é propaganda e vendas. Marketing é propaganda e vendas. Distinção entre vendas e marketing Distinção entre vendas e marketing "A venda enfoca as necessidades do vendedor; o marketing, as do comprador. A venda está preocupada com as necessidades do vendedor de converter seu produto em dinheiro; o marketing, com a idéia de satisfazer às necessidades do consumidor por meio do produto e toda a gama de coisas associadas com a criação, a entrega e o consumo final". Theodore Levitt, 1990). "A venda enfoca as necessidades do vendedor; o marketing, as do comprador. A venda está preocupada com as necessidades do vendedor de converter seu produto em dinheiro; o marketing, com a idéia de satisfazer às necessidades do consumidor por meio do produto e toda a gama de coisas associadas com a criação, a entrega e o consumo final". Theodore Levitt, 1990).

33 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing processo social e gerencial através do qual indivíduos e grupos obtêm aquilo que desejam, que necessitam, criando e trocando produtos e valores uns com os outros. (Philip Kotler, 1974). processo social e gerencial através do qual indivíduos e grupos obtêm aquilo que desejam, que necessitam, criando e trocando produtos e valores uns com os outros. (Philip Kotler, 1974).

34 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Administração de marketing Administração de marketing análise, planejamento, implementação e controle dos programas destinados a criar, desenvolver e manter trocas de benefício com os compradores-alvo a fim de atingir objetivos organizacionais (op.cit. 1974). análise, planejamento, implementação e controle dos programas destinados a criar, desenvolver e manter trocas de benefício com os compradores-alvo a fim de atingir objetivos organizacionais (op.cit. 1974).

35 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Importância no mundo Importância no mundo vivemos num mundo onde trabalhamos com clientes cada vez mais exigentes. Portanto, seria inteligente uma empresa mensurar a sua (e a dos clientes) satisfação regularmente, de forma a evitar a perda. Além do mais, não é tarefa fácil conquistar um novo cliente ou mesmo consumidores potenciais. Isto requer todo um esforço de marketing. (Garcia, 2003). vivemos num mundo onde trabalhamos com clientes cada vez mais exigentes. Portanto, seria inteligente uma empresa mensurar a sua (e a dos clientes) satisfação regularmente, de forma a evitar a perda. Além do mais, não é tarefa fácil conquistar um novo cliente ou mesmo consumidores potenciais. Isto requer todo um esforço de marketing. (Garcia, 2003).

36 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Perfil do profissional Perfil do profissional Conhecimento de... Conhecimento de... Cliente; Cliente; Produto; e Produto; e Volatilidade do mercado. Volatilidade do mercado.

37 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Perfil do profissional Perfil do profissional Responsabilidade sobre... Responsabilidade sobre... A avaliação de oportunidades de mercado e da capacidade e recursos da empresa ; A avaliação de oportunidades de mercado e da capacidade e recursos da empresa ; O posicionamento do produto; O posicionamento do produto; A determinação do marketing mix; e A determinação do marketing mix; e A implementação e controle dos programas de marketing. A implementação e controle dos programas de marketing.

38 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Marketing mix Marketing mix conjunto de ferramentas por intermédio das quais se pode obter um melhor ajustamento entre a oferta que a empresa faz ao mercado e a demanda existente (ou não). (Araujo, 2004).conjunto de ferramentas por intermédio das quais se pode obter um melhor ajustamento entre a oferta que a empresa faz ao mercado e a demanda existente (ou não). (Araujo, 2004).

39 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Marketing mix Marketing mix Composição: os 4 Ps. Composição: os 4 Ps. Produto; Produto; Preço; Preço; Praça; e Praça; e Promoção. Promoção.

40 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Na teoria das organizações Na teoria das organizações Exemplo Exemplo Área política em eleições. Área política em eleições. sempre que existir uma relação de troca, no sentido amplo, haverá a possibilidade de aplicação da tecnologia de marketing. (Las Casas, 1997).

41 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Nova concepção Nova concepção Num mundo rápido e flexível as empresas precisam estar abertas a adaptações, flexibilizações, motivadas por mudanças constantes do ambiente. E esse ambiente pode estar muito próximo a empresa ou num ponto qualquer do... planeta. (Araujo, 2004). Num mundo rápido e flexível as empresas precisam estar abertas a adaptações, flexibilizações, motivadas por mudanças constantes do ambiente. E esse ambiente pode estar muito próximo a empresa ou num ponto qualquer do... planeta. (Araujo, 2004).

42 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Área fundamental para empresas do séc. 21 Área fundamental para empresas do séc. 21 vivemos na era da informação, elemento fundamental para o sucesso empresarial e adaptação ao mercado, não só no sentido de obter e acumular as informações, mas sim de saber interpretá-las e utilizá-las adequadamente e de forma criativa. (Samara, 1994). vivemos na era da informação, elemento fundamental para o sucesso empresarial e adaptação ao mercado, não só no sentido de obter e acumular as informações, mas sim de saber interpretá-las e utilizá-las adequadamente e de forma criativa. (Samara, 1994).

43 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Marketing Concluindo... Concluindo...

44 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Antes da década de 50 – Período letárgico; Antes da década de 50 – Período letárgico; Mercados restritos e tranquilos. Mercados restritos e tranquilos. Entre as décadas de 50 e 70 – Período de decolagem; e Entre as décadas de 50 e 70 – Período de decolagem; e Distribuição física em evidência. Distribuição física em evidência.

45 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Além da década de 70 – Período de semimaturidade. Além da década de 70 – Período de semimaturidade. Princípios básicos trazem benefícios às empresas. Princípios básicos trazem benefícios às empresas. Contexto:Contexto: –Alterações nos padrões e atitudes da demanda de consumidores; –Pressão por custo nas indústrias; –Avanços da tecnologia de computadores ; e –Influências do trato com a logística militar (experiência militar).

46 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística A logística empresarial trata de todas atividades de movimentação e armazenagem que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável. (Pozo, 2001). A logística empresarial trata de todas atividades de movimentação e armazenagem que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável. (Pozo, 2001).

47 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Atividades que compõem o fluxo de um produto, segundo Lambert, Stock e Vantine (1998) Atividades que compõem o fluxo de um produto, segundo Lambert, Stock e Vantine (1998) 1) Serviço ao cliente; 2) Processamento de pedidos; 3) Comunicações de distribuição; 4) Controle de inventário; 5) Previsão de demanda;

48 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Atividades que compõem o fluxo de um produto, segundo Lambert, Stock e Vantine (1998) Atividades que compõem o fluxo de um produto, segundo Lambert, Stock e Vantine (1998) 6) Tráfego e transporte ; 7) Armazenagem e estocagem ; 8) Localização de fábrica e armazéns/depósitos; 9) Movimentação de materiais;

49 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Atividades que compõem o fluxo de um produto, segundo Lambert, Stock e Vantine (1998) Atividades que compõem o fluxo de um produto, segundo Lambert, Stock e Vantine (1998) 10) Suprimentos ; 11) Suporte de peças de reposição e serviço ; 12) Embalagem ; 13) Reaproveitamento e remoção de refugo ; e 14) Administração de devoluções.

50 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Perfil do profissional Perfil do profissional Missão: colocar as mercadorias ou os serviços certos no lugar e no instante corretos e na condição desejada, ao menor custo possível. (Ballou, 1995). Missão: colocar as mercadorias ou os serviços certos no lugar e no instante corretos e na condição desejada, ao menor custo possível. (Ballou, 1995). Característica: possuidor de habilidade para conduzir esse nível de integração, sistêmica em sua plenitude. Característica: possuidor de habilidade para conduzir esse nível de integração, sistêmica em sua plenitude.

51 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Na teoria das organizações Na teoria das organizações Intermediador entre finanças e marketing. Intermediador entre finanças e marketing. a logística é uma arma que se mal administrada pode ferir a própria empresa. Mas, se bem administrada, trará valores inestimáveis. (Araujo, 2004).

52 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Nova concepção Nova concepção À medida que a economia continue seu deslocamento da manufatura para serviços, haverá maiores oportunidades para adaptar os atuais princípios e conceitos logísticos para empresas que produzem e distribuem serviços ao invés de produtos tangíveis. Isto não apenas alargará o escopo da logística como também enriquecerá os conceitos nos quais ela se baseia. (BALLOU, 1995). À medida que a economia continue seu deslocamento da manufatura para serviços, haverá maiores oportunidades para adaptar os atuais princípios e conceitos logísticos para empresas que produzem e distribuem serviços ao invés de produtos tangíveis. Isto não apenas alargará o escopo da logística como também enriquecerá os conceitos nos quais ela se baseia. (BALLOU, 1995).

53 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Área fundamental para empresas do séc. 21 Área fundamental para empresas do séc. 21 À medida que estudar as formas de como a administração pode obter cada vez mais eficácia/eficiência em seus serviços de distribuição a seus clientes e consumidores. Isto permite, que as empresas tenham a possibilidade de reduzir custos e, conseqüentemente, aumentar sua competitividade diante dos concorrentes, nesta nova realidade de mercado globalizado, em que fatores como redução de custos são primordiais para a continuidade das empresas. (Ching, 1999). À medida que estudar as formas de como a administração pode obter cada vez mais eficácia/eficiência em seus serviços de distribuição a seus clientes e consumidores. Isto permite, que as empresas tenham a possibilidade de reduzir custos e, conseqüentemente, aumentar sua competitividade diante dos concorrentes, nesta nova realidade de mercado globalizado, em que fatores como redução de custos são primordiais para a continuidade das empresas. (Ching, 1999).

54 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Operações e logística Concluindo... Concluindo...

55 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Antes da década de 90 Antes da década de 90 Existia uma unidade específica denominada O&M (Organização e Métodos) ou, mais modernamente, OSM (Organização, Sistemas e Métodos). Existia uma unidade específica denominada O&M (Organização e Métodos) ou, mais modernamente, OSM (Organização, Sistemas e Métodos). Além da década de 90 Além da década de 90 Em muitas empresas a unidade é extinta e suas funções passam a fazer parte de todas as áreas. Em muitas empresas a unidade é extinta e suas funções passam a fazer parte de todas as áreas.

56 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Era uma unidade (assessoria, departamento, gerência, superintendência, entre outras nomenclaturas) que tinha a responsabilidade ou de realizar esses estudos ou promovê-los junto as demais unidades objeto de estudos organizacionais. (Araujo, 2001). Era uma unidade (assessoria, departamento, gerência, superintendência, entre outras nomenclaturas) que tinha a responsabilidade ou de realizar esses estudos ou promovê-los junto as demais unidades objeto de estudos organizacionais. (Araujo, 2001).

57 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Mérito: Mérito: Mostrou a importância de se saber como estabelecer um conjunto de etapas que conduzem à análises organizacionais como: Mostrou a importância de se saber como estabelecer um conjunto de etapas que conduzem à análises organizacionais como: as relacionadas com a estrutura organizacional ; as relacionadas com a estrutura organizacional ; as de tecnologias de gestão organizacional; as de tecnologias de gestão organizacional; as de análise de processos críticos; as de análise de processos críticos; as de análise da distribuição integrada do trabalho; as de análise da distribuição integrada do trabalho;

58 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Mérito: Mérito: Mostrou a importância de se saber como estabelecer um conjunto de etapas que conduzem à análises organizacionais como as de: Mostrou a importância de se saber como estabelecer um conjunto de etapas que conduzem à análises organizacionais como as de: análise de lay-out; análise de lay-out; elaboração e análise de manuais de funcionamento; e elaboração e análise de manuais de funcionamento; e meios e modos de implantar, acompanhar, ajustar os movimentos de mudanças na organização. meios e modos de implantar, acompanhar, ajustar os movimentos de mudanças na organização.

59 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Perfil do profissional Perfil do profissional Difícil traçar, pois a especialidade quase que inexiste. Difícil traçar, pois a especialidade quase que inexiste. Segue o perfil dos demais profissionais, mas possui a obrigatoriedade de conhecer as demais áreas da organização não apenas superficialmente. Segue o perfil dos demais profissionais, mas possui a obrigatoriedade de conhecer as demais áreas da organização não apenas superficialmente.

60 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Características do consultor organizacional, segundo Oliveira (1999) Características do consultor organizacional, segundo Oliveira (1999) Deve abraçar inovações; Deve abraçar inovações; Possuir pensamento estratégico, ser um agente de mudanças e ser intuitivo; Possuir pensamento estratégico, ser um agente de mudanças e ser intuitivo; Saber trabalhar em equipe; Saber trabalhar em equipe; Ter capacidade de resolução de conflitos; e Ter capacidade de resolução de conflitos; e Ter visão abrangente com focos corretos de abordagem. Ter visão abrangente com focos corretos de abordagem.

61 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Na teoria das organizações Na teoria das organizações Organização inconformista é aquela que visa a construir capacidades individuais para o desenvolvimento de conhecimentos revolucionários que criem uma vantagem competitiva auto- sustentável para a organização no mercado onde atua. (Campos, 2001). Organização inconformista é aquela que visa a construir capacidades individuais para o desenvolvimento de conhecimentos revolucionários que criem uma vantagem competitiva auto- sustentável para a organização no mercado onde atua. (Campos, 2001).

62 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Na teoria das organizações Na teoria das organizações Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede), uma nova tendência. Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede), uma nova tendência. Próximo desaparecimento da estrutura hierárquica verticalizada. Próximo desaparecimento da estrutura hierárquica verticalizada. Necessidade de máxima rapidez no processo decisório e competência na tomada de decisões. Necessidade de máxima rapidez no processo decisório e competência na tomada de decisões.

63 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede) Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede) Sugestões para revitalizar a empresa, segundo Frank Ostroff (1999) Sugestões para revitalizar a empresa, segundo Frank Ostroff (1999) Processos críticos são fundamentais; Processos críticos são fundamentais; Aponte proprietários(as) (owners) de processos; Aponte proprietários(as) (owners) de processos; A base estrutural é formada por equipes; A base estrutural é formada por equipes; O (quase) fim da hierarquia; O (quase) fim da hierarquia;

64 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede) Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede) Sugestões para revitalizar a empresa, segundo Frank Ostroff (1999) Sugestões para revitalizar a empresa, segundo Frank Ostroff (1999) A forte presença do empowerment; A forte presença do empowerment; Ênfase em Tecnologia da Informação (TI); Ênfase em Tecnologia da Informação (TI); Profissionais mais a competência diversificada ; Profissionais mais a competência diversificada ; Pensar, ousar, enfrentar desafios, agir e intuir; Pensar, ousar, enfrentar desafios, agir e intuir;

65 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede) Gestão e Organização Horizontal (Estrutura e Gestão Horizontal e em rede) Sugestões para revitalizar a empresa, segundo Frank Ostroff (1999) Sugestões para revitalizar a empresa, segundo Frank Ostroff (1999) Metamorfose das funções específicas; Metamorfose das funções específicas; Feedback e mensuração das atividades e projetos; e Feedback e mensuração das atividades e projetos; e O impossível é possível: transformações na cultura organizacional. O impossível é possível: transformações na cultura organizacional.

66 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Nova concepção Nova concepção O ato de organizar implica em conhecer a organização de forma abrangente. E essa é uma das alterações significativas na moderna, atual visão das organizações. (Araujo, 2004). O ato de organizar implica em conhecer a organização de forma abrangente. E essa é uma das alterações significativas na moderna, atual visão das organizações. (Araujo, 2004).

67 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Área fundamental para empresas do séc. 21 Área fundamental para empresas do séc. 21 A atual visão das organizações é obrigatoriamente abrangente, sistêmica, global; logo, fica fácil entender a importância da atividade de organizar os segmentos de forma que se tenha um todo unificado: a empresa. A atual visão das organizações é obrigatoriamente abrangente, sistêmica, global; logo, fica fácil entender a importância da atividade de organizar os segmentos de forma que se tenha um todo unificado: a empresa.

68 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Organização Concluindo... Concluindo...

69 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Evolução simplificada da tecnologia da informação Antes: Centro de Processamento de Dados (CPDs) Depois: (agora): Tecnologia da Informação (TI) (Help Desk, Banco de Dados, Service Desk, Redes)

70 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Evolução simplificada da tecnologia da informação Pontos imutáveis, segundo Foina (2001): discrepância entre a tecnologia e a cultura tecnológica dos usuários ; incapacidade das áreas de informática em atender às demandas de informações das empresas no ritmo e velocidades desejadas; e vertiginosa velocidade de obsolescência da tecnologia na área.

71 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação pode-se conceituar a Tecnologia da Informação como recursos tecnológicos e computacionais para geração e uso da informação. (Rezende e Abreu, 2001). pode-se conceituar a Tecnologia da Informação como recursos tecnológicos e computacionais para geração e uso da informação. (Rezende e Abreu, 2001).

72 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Cuidados para se manter o fluxo de informação adequado Cuidados para se manter o fluxo de informação adequado Definir conceitualmente os termos e vocábulos usados na empresa; Definir conceitualmente os termos e vocábulos usados na empresa; Estabelecer o conjunto de informações estratégicas; Estabelecer o conjunto de informações estratégicas; Atribuir responsabilidades pelas informações; Atribuir responsabilidades pelas informações;

73 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Cuidados para se manter o fluxo de informação adequado Cuidados para se manter o fluxo de informação adequado Identificar, otimizar e manter o fluxo de informações sempre operantes com agilidade e segurança, independentemente de pessoas ou de situações favoráveis; Identificar, otimizar e manter o fluxo de informações sempre operantes com agilidade e segurança, independentemente de pessoas ou de situações favoráveis; Mecanizar os processos manuais; e Mecanizar os processos manuais; e Organizar o fluxo de informações para apoio às decisões gerenciais. Organizar o fluxo de informações para apoio às decisões gerenciais.

74 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Ferramentas disponíveis para se manter o fluxo de informação adequado, segundo Rezende e Abreu (2001) Ferramentas disponíveis para se manter o fluxo de informação adequado, segundo Rezende e Abreu (2001) Hardware e seus dispositivos e periféricos; Hardware e seus dispositivos e periféricos; Software e seus recursos; Software e seus recursos; Sistemas de telecomunicações; e Sistemas de telecomunicações; e Gestão de dados e informações. Gestão de dados e informações.

75 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Fatores que comprovam a importância de sua gestão: Fatores que comprovam a importância de sua gestão: Segundo Venkatraman (1997) Segundo Venkatraman (1997) Existe um uso crescente da TI para integrar os processos de negócios com fornecedores e clientes; Existe um uso crescente da TI para integrar os processos de negócios com fornecedores e clientes; Os executivos de negócios esperam um maior valor dos investimentos feitos em TI; e Os executivos de negócios esperam um maior valor dos investimentos feitos em TI; e Existem mudanças fundamentais no mercado externo para produtos e serviços e TI. Existem mudanças fundamentais no mercado externo para produtos e serviços e TI.

76 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Perfil do profissional Perfil do profissional tradicionalmente, a área de TI é administrada por profissionais que seguiram uma carreira técnica e que, em muitos casos, encontram dificuldades em estabelecer processos, políticas, padrões, procedimentos, critérios e mecanismos de controle sobre os serviços que são executados. (Cordenonsi, 2001). tradicionalmente, a área de TI é administrada por profissionais que seguiram uma carreira técnica e que, em muitos casos, encontram dificuldades em estabelecer processos, políticas, padrões, procedimentos, critérios e mecanismos de controle sobre os serviços que são executados. (Cordenonsi, 2001).

77 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Na teoria das organizações Na teoria das organizações Apesar de toda a sua contribuição ao mundo empresarial, algumas empresas ainda a enxergam como área funcional, sendo considerada desta forma despesa e não inves timento; e Apesar de toda a sua contribuição ao mundo empresarial, algumas empresas ainda a enxergam como área funcional, sendo considerada desta forma despesa e não inves timento; e Outras organizações usufruem da TI chegando a realizar mudanças estruturais através de suas facilidades. Outras organizações usufruem da TI chegando a realizar mudanças estruturais através de suas facilidades.

78 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Nova concepção Nova concepção Estudo de Rockart, Earl, e Ross (1996) Estudo de Rockart, Earl, e Ross (1996) Analisaram as mudanças nos negócios e na tecnologia em algumas organizações para prever o futuro papel da organização de TI. Analisaram as mudanças nos negócios e na tecnologia em algumas organizações para prever o futuro papel da organização de TI. CONCLUSÃO: As mudanças estavam ocorrendo a nível operacional, logo, tinha um impacto substancial na organização. CONCLUSÃO: As mudanças estavam ocorrendo a nível operacional, logo, tinha um impacto substancial na organização.

79 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Estudo de Rockart, Earl, e Ross (1996) Estudo de Rockart, Earl, e Ross (1996) Descreveram 8 itens fundamentais para a relação de TI com os negócios da empresa. São eles: Descreveram 8 itens fundamentais para a relação de TI com os negócios da empresa. São eles: alinhamento estratégico; alinhamento estratégico; relacionamentos eficazes; relacionamentos eficazes; implementação de novos sistemas; implementação de novos sistemas; criação e gerenciamento da infra-estrutura; criação e gerenciamento da infra-estrutura;

80 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Estudo de Rockart, Earl, e Ross (1996) Estudo de Rockart, Earl, e Ross (1996) reeducação da gestão de pessoas da área de TI; reeducação da gestão de pessoas da área de TI; gerenciamento das parcerias com os fornecedores; gerenciamento das parcerias com os fornecedores; manutenção de um alto desempenho; e manutenção de um alto desempenho; e remodelagem e gerenciamento por meio de políticas, padrões e critérios bem definidos. remodelagem e gerenciamento por meio de políticas, padrões e critérios bem definidos.

81 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Área fundamental para empresas do séc. 21 Área fundamental para empresas do séc. 21 se o Governo Central do Brasil participasse estrategicamente da construção e implantação de um modelo de desenvolvimento de tecnologia da informação baseado no código aberto (open- source) e nas formas de organização do trabalho e da produção de suas comunidades, certamente o futuro do país poderia ser o de tornar-se independente tecnologicamente de outros países. Esta independência tecnológica, certamente refletiria em melhores negócios, na produção de produtos e serviços de melhor qualidade e, em conseqüente, superavit na Balança Comercial e de Serviços. Motta (2002) se o Governo Central do Brasil participasse estrategicamente da construção e implantação de um modelo de desenvolvimento de tecnologia da informação baseado no código aberto (open- source) e nas formas de organização do trabalho e da produção de suas comunidades, certamente o futuro do país poderia ser o de tornar-se independente tecnologicamente de outros países. Esta independência tecnológica, certamente refletiria em melhores negócios, na produção de produtos e serviços de melhor qualidade e, em conseqüente, superavit na Balança Comercial e de Serviços. Motta (2002)

82 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Tecnologia da Informação Concluindo... Concluindo...

83 Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, Concluindo...


Carregar ppt "Fonte: Araujo, Luis César G. de. TGA - Teoria Geral da Administração; aplicação e resultados nas empresas brasileiras. São Paulo: Atlas, 2004. ÁREAS TÍPICAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google