A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Agenda Global para o Emprego A dimensão emprego na estratégia do trabalho decente, Nicolas Serrière Emprego e desenvolvimento de competencias CIFOIT.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Agenda Global para o Emprego A dimensão emprego na estratégia do trabalho decente, Nicolas Serrière Emprego e desenvolvimento de competencias CIFOIT."— Transcrição da apresentação:

1 1 Agenda Global para o Emprego A dimensão emprego na estratégia do trabalho decente, Nicolas Serrière Emprego e desenvolvimento de competencias CIFOIT

2 2 A agenda convida a rever reconceituar, e Reorientar as políticas do passado No quadro do conceito do Trabalho Decente

3 3 O que há de novo na AGE Emprêgos de qualidade, em quantidade Promover o crescimento da produtividade como motor de crescimento durável de emprêgo e de trabalho decente Encontrar o justo equilibrio entre segurança para os trabalhadores e flexibilidade para as empresas Desenvolver agendas nacionais para o emprêgo decente, na base do bom governo e do dialogo social: é preciso contar com as instituiçoes Estabelecer alianças globais e regionais para uma melhor coordenação das politicas de promoção de emprêgo.

4 4 Dez elementos fundamentais Sobre o ambiente económico 1.Promoção do comercio e do investimento nos países em vias de desenvolvimento para favorecer o acesso ao emprêgo productivo e aos mercados 2.Promoção para o avance tecnológico para propiciar a productividade dos empregos, a criação de emprêgos e a melhora do nivel de vida 3.Promover o desenvolvimento sustentável para assegurar meios de vida sustentável 4.Elaborar uma política macroeconómica favoravel ao crescimento e ao emprêgo necessitando uma integração das políticas

5 5 Dez elementos fundamentais Sobre o mercado de trabalho 5.Um emprêgo decente através do espirito empresarial 6.O emprêgo através a melhora dos conhecimentos das qualificações 7.Politicas activas sobre o mercado do trabalho para o emprêgo, a segurança no processo de mudança, a equidade e a redução da pobreza 8.A protecção social como factor productivo 9.Sinergias entre segurança e productividade: melhorar a segurança e a saude do trabalho 10.Emprêgo productivo para a reducção da pobreza e o desenvolvimento

6 6 Elemento fundamental 1: Promoção do comercio e o investimento nos paises em vias de desenvolvimento para favorecer o acesso ao emprego productivo e aos mercados Para um crescimento da economia e do emprêgo, em particular no contexto de economias sempre mais e mais integradas ao nivel mundial Passar de uma economica baseada na exportação de materias primas aos produtos manufacturados ou aos serviços modernos –investir nas infraestructuras adequadas e nas competencias necessarias Para a OIT, a liberalição do comercio deve dar lugar a um crescimento que garanta uma reducção da pobreza e um crescimento do trabalho decente –Contra a marginalização dos Paises em vias de Desenvolvimento –Para o acesso aos mercados dos Paises Industrializados –Minimisar os custos a meio e longo prazo da liberlização do comercio all

7 7 Elemento fundamental 2: Promoção para o avance tecnologico para propiciar a productividade dos empregos, a criação o de empregos o melhoramento do nivel de vida As Tecnologias de Informação e de Comunicação permitem ganhos de productividade, e portanto possibiidades de emprego, aumentadas – se elas são bem exploradas –Senão, a brecha digital vai aumentar Os efeitos devem levar a: –A promoção da educação, mesmo inicial, –Melhorar as infraestructuras fisicas, sem ignorar as soluções locais all

8 8 Elemento fundamental: Promover o desenvolvimento sustentavel para assegurar os meios de vida sustentaveis 2002: A cimeira mundial sobre o desenvolvimento duravel estabeleceu o laço entre o trabalho decente e a perenidade das acquisições –O degrado do ambiente está ligado à pobreza, aos sistemas de producção e ao consumo insustentavel –O que compromete as potencialidades actuais e futuras da criação de emprego –Um crescimento duravel, para « jobs » que duram all

9 9 Elemento fundamental 4: Elaborar uma politica macroeconomica favoravel ao crecimento e ao emprêgo necessitando uma integração das politicas O emprêgo deve ser o objectivo primordial das politicas de emprêgo –Nos proximos 10 anos, 1 bilhão de novos emprêgos productivos deverão ser criados –Se não acontecer: desemprego, subemprego, pobreza –Para que aconteça, é necessario politicas integradas, fiscais, monetarias, taxas de cambio,… Politicas integradas aos niveis: Nacionais, regionais, globais e entre agencias do sistema das Nações Unidas all

10 Elemento fundamental 5: Um emprêgo decente atraves do espirito empresarial E o sector privado que vai criar a maior parte dos emprêgos A criação de empresas, a inovação e o crescimento do comercio devem ser parte integrante das politicas de emprê go –A começar pelos sistemas de educação –para promover o espirito de empresa junto aos jovens Os regulamentos são parte do jogo –Mas devem ser apropriados e não devem constituir um obstaculo –Devem diminuir os custos e facilitar a criação de empresas, o acesso ao credito e à formação all

11 11 all Elemento fundamental 6: O emprêgo atraves o melhoramento dos conhecimentos e das qualificações Uma forte base de competencias permite uma melhor productividade e um nivel de emprêgo mais elevado –Permite às empresas se adaptarem, se inovarem, e se elevarem na cadeia de producção –Prepara a população a ter emprêgo e ser productiva a educação e a formação são um direito para todos (Conferencia Internacional do Trabalho 2000) –E preciso eleminar os obstaculos como o trabalho infantil ou a discriminação ligada ao sexo –Os investimentos em formaç ão s ão da responsabilidade conjunta dos governos, das empresas, dos parceiros sociais e dos individuos – preparar os jovens a trabalhar: eram 66 milhões de desempregados em 2000

12 12 Elemento fundamental 7: Politicas activas sobre o mercado de trabalho para o emprêgo, a segurança no processo de mudança, a equididade e a reducção da pobreza Devem ser concebidas como instrumentos para politicas economicas para adaptar o mundo do trabalho às mudanças –Trabalhadores migrantes, desempregados, preparação ao trabalho productivo, levar ingressos durante etapas de cambio estructural ou ciclicos Assegurar um bom funcionamento do mercado de trabalho, um bom equilibrio entre a segurança aos assalariados e a flexibilidade às empresas que criam empregos –A negociação colectiva é central Podem intervir sobre a procura e a oferta de trabalho –Ajudar os salariados a se adaptarem ao trabalho –Definir os quadros para os programas com alta intensidade de mão de obra Os seus grupos alvo podem ser especificos ou gerais all

13 13 Elemento fundamental 8. A protecção social como factor productivo O problema Há riscos durante a vida (doenças, deficiencias fisicas) ou acontecimentos (maternidade, velhice) que afectam nossa capacidade de trabalhar em maneira productiva –20% da população no mundo está amparada por um sistema de protecção ao social, a maior parte nos paises industrializados O objectivo: permanecer productivo Atraves a criação ou a amplificação de sistemas de protecç- ão social generalizada, a nivel local ou nacional Um sistema de protecção social que funcione é um factor de productividade all

14 14 Elemento fundamentla 9: Sinergias entre segurança e productividade: melhorar a segurança e a saude no trabalho A boa saude deveria ser um direito humano –Há mais pessoas que não podem trabalhar devido à doenças ou a feridas que pessoas desempregadas (180m.) A OIT e a Organização Mundial da Saude trabalham juntas para sensibilizar o mundo sobre a extensão de acidentes que ocorrem nos postos de trabalho –O objectivo principal é aumentar a capacidade dos governos e das industrias para definir e colocar em função politicas eficazes de prevenção e de protecção –Os assalariados em boa saude são assalariados productivos all

15 15 Elemento fundamental 10: O emprêgo productivo para a reducção da pobreza e o desenvolvimento A pobreza fica sendo um dos problemas economicos e sociais mais serios dos paises do sul –E devido a numerosos factores, mas resulta entre outros, a incapacidade do emprego gerar niveis de entradas decentes para os trabalhadores pobres As politicas devem ser centradas sobre o emprego productivo - e atingir a economia informal As politicas macro-economicas são importantes –Para promover um crescimento propicio à criação de empregos e reduzir a pobreza all

16 16 Os possiveis dilemas da AGENDA Entre qualidade e quantidade de emprêgos Entre segurança e flexibilidade Entre aumentar a productividade e aumentar a quantidade de emprêgos

17 17 Resolver ou minimisar esses dilemas O trabalho decente é um factor de producção Aumentar seja a oferta que a productividade do trabalho Reforçar as instituições sobre o mercado do trabalho O dialogo social O desenvolvimento da capacidade analitica e de julgamento

18 18 Fazer de maneira que as politicas economicas e sociais se reforcem reciprocamente Aceitar e promover as forças de mudanças para uma maior productividade (comercio e investimentos, tecnologias, espirito empresarial, competencias) Facilitar os ajustes às mudanças (politicas activas de mercado do trabalho, protecção social, segurança e saude) Construir um novo quadro macro-economico de desenvolvimento para um emprêgo pleno e a reducção da pobreza Reforçar os mecanismo institucionais para um bom governo

19 19 Alianças para colocar em practica a Agenda Alianças estrategicas a nivel global (ONU, Banco Mundial, UNESCO, PNUD, FAO, etc) –« Site » para o Emprego dos Jovens Alianças estrategicas para uma coordenação regional (e.g. Programas da OIT – Emprêgos em Africa) Politicas nacionais para emprêgos baseados na Convenção n° 122, 1964 e na Agenda

20 20 Na practica Analisar o mercado do trabalho: indicadores chaves Um ambiente macro-economico favoravel ao crescimento do emprêgo e da productividade Uma estructura institucionalida e com regulamentos Identificaçao dos sectores portantes e programas para reforçar a procura de trabalho Politicas de melhoria da qualidade da mão de obra Empregos productivos para eliminar a probreza


Carregar ppt "1 Agenda Global para o Emprego A dimensão emprego na estratégia do trabalho decente, Nicolas Serrière Emprego e desenvolvimento de competencias CIFOIT."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google