A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SUPRIMENTO DE FUNDOS E CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF DO GOVERNO FEDERAL - CPGF.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SUPRIMENTO DE FUNDOS E CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF DO GOVERNO FEDERAL - CPGF."— Transcrição da apresentação:

1 SUPRIMENTO DE FUNDOS E CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF DO GOVERNO FEDERAL - CPGF

2 Suprimento de Fundos

3 CONCEITOS: SUPRIMENTO DE FUNDOS: Regime de adiantamento aplicável aos casos de despesas expressamente definidos em lei; consiste na entrega de numerário a servidor, sempre precedida de empenho, para realização de despesas que não possam subordinar-se ao processo normal de aplicação, - EXCEPCIONALIDADE - sob inteira responsabilidade do ordenador de despesa. EMPENHO: ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição, não podendo exceder ao limite dos créditos concedidos. ORDENADOR DE DESPESA: pessoa responsável pela gestão dos recursos públicos dentro de uma unidade gestora - UG.

4 FUNDAMENTOS LEGAIS: Lei nº 4.320, de 17/03/1964; Decreto-Lei nº 200, de 25/02/1967; Decreto nº , de 23/12/1986, alterado pelo Decreto nº 2.289, de 04/08/1987, Decreto nº 5.026, de 30/03/2004 e Decreto nº 6.370, de 1º/02/2008; Decreto nº 5.992, de 19/12/2006, alterado pelo Decreto nº 6.258, de 19/11/2007; Decreto nº 5.355, de 25/01/2005, alterado pelo Decreto nº 5.635, de 26/12/2005 e Decreto nº 6.370, de 1º/02/2008;

5 FUNDAMENTOS LEGAIS: Portaria MF nº 95, de 19/04/2002; Portaria MP nº 41, de 04/03/2005, alterada pela Portaria MP nº 1, de 04/01/2006 e Portaria nº 44, de 14/03/2006; Portaria MF nº 448, de 13/09/2002; IN STN nº 04, de 30/08/2004; Macrofunção , Manual SIAFI, atualizada em 2007.

6 CASOS DE APLICAÇÃO DO SUPRIMENTO DE FUNDOS para atender despesas eventuais, inclusive em viagem e com serviços especiais, que exijam pronto pagamento; quando a despesa deva ser feita em caráter sigiloso, conforme se classificar em regulamento; para atender despesas de pequeno vulto, assim entendidas aquelas cujo valor, em cada caso, não ultrapassar limites estabelecidos em Portaria do Ministério da Fazenda.

7 SUPRIMENTO DE FUNDOS DOS VALORES LIMITES PARA DESPESAS DE PEQUENO VULTO TETO MODALIDADE CONVITE: R$ ,00 OBRAS/SERVIÇOS DE ENGENHARIA CPGFCONTA TIPO B (EXTINTA) SUPRIM. FUNDOS R$ ,00 R$ 7.500,00 VALOR POR ITEM DE DESPESA R$ 1.500,00 R$ 375,00

8 SUPRIMENTO DE FUNDOS DOS VALORES LIMITES PARA DESPESAS DE PEQUENO VULTO TETO MODALIDADE CONVITE: R$ ,00 COMPRAS/SERVI- ÇOS EM GERAL CPGFCONTA TIPO B (EXTINTA) SUPRIM. FUNDOS R$ 8.000,00R$ 4.000,00 VALOR POR ITEM DE DESPESA R$ 800,00R$ 200,00

9 SUPRIMENTO DE FUNDOS DOS VALORES LIMITES PARA DESPESAS DE PEQUENO VULTO Importante ressaltar que os limites estabelecidos para as despesas de pequeno vulto não se referem ao demais casos especificados para a utilização do suprimento de fundos; Importante ressaltar que os limites estabelecidos para as despesas de pequeno vulto não se referem ao demais casos especificados para a utilização do suprimento de fundos; Excepcionalmente, a critério da autoridade de nível ministerial, desde que caracterizada a necessidade em despacho fundamentado, poderão ser concedidos suprimentos de fundos com valores superiores aos fixados anteriormente. Excepcionalmente, a critério da autoridade de nível ministerial, desde que caracterizada a necessidade em despacho fundamentado, poderão ser concedidos suprimentos de fundos com valores superiores aos fixados anteriormente.

10 ATO DE CONCESSÃO DO SUPRIMENTO MECANISMO DE MOVIMENTAÇÃO: Cartão de Pagamento do Governo Federal – CPGF: Cartão de Pagamento do Governo Federal – CPGF: REGRA: função crédito para geração de fatura; EXCEÇÃO: saques por meio do CPGF. EXTINTAS: contas tipo B – depósito em conta corrente (serão encerradas até 02/06/2008).

11 ATO DE CONCESSÃO DO SUPRIMENTO A concessão de suprimento de fundos deverá respeitar os estágios da despesa pública: empenho, liquidação e pagamento; A concessão de suprimento de fundos deverá respeitar os estágios da despesa pública: empenho, liquidação e pagamento; Formulário de proposta de concessão de suprimento disponibilizado na Internet (www.tesouro.fazenda.gov.br). Formulário de proposta de concessão de suprimento disponibilizado na Internet (www.tesouro.fazenda.gov.br).

12 Prazo máximo para utilização dos recursos: até 90 dias, contados a partir da data do ato de concessão do suprimento; Prazo máximo para utilização dos recursos: até 90 dias, contados a partir da data do ato de concessão do suprimento; Prazo para prestação de contas: até 30 dias, contados a partir do 1º dia após o prazo de utilização do suprimento; Prazo para prestação de contas: até 30 dias, contados a partir do 1º dia após o prazo de utilização do suprimento; A prestação de contas da importância aplicada até 31 de dezembro deverá ser apresentada até o dia 15 de janeiro do exercício subseqüente, ou até prazo estabelecido por Norma de Encerramento; A prestação de contas da importância aplicada até 31 de dezembro deverá ser apresentada até o dia 15 de janeiro do exercício subseqüente, ou até prazo estabelecido por Norma de Encerramento; É vedada a aquisição de material permanente por suprimento de fundos, ressalvados os casos excepcionais devidamente reconhecidos pelo OD e em consonância com as normas que disciplinam a matéria (alt. em 2007). É vedada a aquisição de material permanente por suprimento de fundos, ressalvados os casos excepcionais devidamente reconhecidos pelo OD e em consonância com as normas que disciplinam a matéria (alt. em 2007). SUPRIMENTO DE FUNDOS

13 Não se concederá suprimento de fundos: a responsável por dois suprimentos; a responsável por dois suprimentos; a servidor que tenha a seu cargo a guarda ou a utilização do material a adquirir, salvo quando não houver na repartição outro servidor; a servidor que tenha a seu cargo a guarda ou a utilização do material a adquirir, salvo quando não houver na repartição outro servidor; a responsável por suprimento de fundos que, esgotado o prazo, não tenha prestado contas de sua aplicação; a responsável por suprimento de fundos que, esgotado o prazo, não tenha prestado contas de sua aplicação; a servidor declarado em alcance. a servidor declarado em alcance. SUPRIMENTO DE FUNDOS

14 ORDENADOR DE DESPESAS SUPRIDO BB PRESTAÇÃO DE CONTAS PAGAMENTO DA FATURA, GLOSA,... ATENDIMENTO ÀS CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DO CPGF

15 RETENÇÕES: IN SRF nº 480, de 15 de dezembro de 2004 IN SRF nº 480, de 15 de dezembro de 2004 Art. 3º. Não serão retidos os valores correspondentes ao Imposto de Renda, CSLL, Cofins e PIS/PASEP nos pagamentos efetuados a: (...) XVI – título de suprimento de fundos, de que tratam os artigos 45 a 47 do Decreto , de 23 de dezembro de 1986, com a redação dada pelo Decreto nº 3.639, de 23 de outubro de 2000 e pelo Decreto nº 5.026, de 30 de março de SUPRIMENTO DE FUNDOS

16 RETENÇÕES: IN MPS/SRP nº 03, de 14 de julho de 2005 IN MPS/SRP nº 03, de 14 de julho de 2005 Art. 19. (...) § 6º. Os órgãos da administração pública direta, indireta e fundações de direito público, bem como as demais entidades integrantes do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), ao contratarem pessoa física para prestação de serviços eventuais, sem vínculo empregatício, inclusive como integrante de grupo-tarefa, deverão obter dela a respectiva inscrição no INSS, como contribuinte individual, ou providenciá-la em seu nome, caso não seja inscrita. § 6º. Os órgãos da administração pública direta, indireta e fundações de direito público, bem como as demais entidades integrantes do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (SIAFI), ao contratarem pessoa física para prestação de serviços eventuais, sem vínculo empregatício, inclusive como integrante de grupo-tarefa, deverão obter dela a respectiva inscrição no INSS, como contribuinte individual, ou providenciá-la em seu nome, caso não seja inscrita. SUPRIMENTO DE FUNDOS

17 DEVOLUÇÕES DE RECURSOS: MACROFUNÇÃO MACROFUNÇÃO Quando o suprido efetuar saques (da conta corrente) ou por meio do CPGF, o valor do saque deverá ser o das despesas a serem realizadas. 8.6 – Se o valor do saque exceder ao da despesa a ser realizada, o valor excedente deverá ser devolvido, por intermédio da GRU, código de recolhimento – devolução de suprimento de fundos - exercício, no prazo máximo de três dias úteis a partir do dia seguinte da data do saque, diminuindo o valor do suprimento a ser utilizado. SUPRIMENTO DE FUNDOS

18 DEVOLUÇÕES DE RECURSOS: MACROFUNÇÃO MACROFUNÇÃO Se o valor excedente do saque a que se refere o item 8.6 não for maior ou igual a R$ 30,00 (trinta reais), poderá o suprido permanecer com o valor excedente além do prazo estipulado no item 8.6, 3 (três) dias úteis. Na data em que o valor excedente somar R$ 30,00 (trinta) reais, o suprido deverá efetuar a devolução conforme item Caso algum valor em espécie permaneça com o suprido sem justificativa formal, por prazo maior que o indicado no item acima, autoridade competente deverá apurar responsabilidades. SUPRIMENTO DE FUNDOS

19 DEVOLUÇÕES DE RECURSOS: MACROFUNÇÃO MACROFUNÇÃO Nos casos em que o suprido ausentar-se por prazos extensos ou estiver impossibilitado de efetuar saques por períodos longos, poderá permanecer com valores em espécie acima do prazo do item 8.6, justificando formalmente as circunstâncias que impediram os procedimentos normais. SUPRIMENTO DE FUNDOS

20 DEVOLUÇÕES DE RECURSOS: O estorno da despesa não utilizada será feito no sistema SIAFI, subsistema CPR, com a inclusão de documento hábil GD e utilização de situação específica G28. O estorno da despesa não utilizada será feito no sistema SIAFI, subsistema CPR, com a inclusão de documento hábil GD e utilização de situação específica G28. As devoluções ocorridas em exercício posterior ao de registro da despesa serão registradas contabilmente como RECEITA DE RECUPERAÇÃO DE DESPESA DE EXERCÍCIOS ANTERIORES, com utilização do código GRU – Devolução de recursos de exercícios anteriores. As devoluções ocorridas em exercício posterior ao de registro da despesa serão registradas contabilmente como RECEITA DE RECUPERAÇÃO DE DESPESA DE EXERCÍCIOS ANTERIORES, com utilização do código GRU – Devolução de recursos de exercícios anteriores. SUPRIMENTO DE FUNDOS

21 o que caracteriza o fracionamento da despesa? o que caracteriza o fracionamento da despesa? existe recomposição de limite financeiro imposto pelo ordenador? existe recomposição de limite financeiro imposto pelo ordenador? os recursos financeiros estarão garantidos para o pagamento da fatura/saque quando da utilização do suprimento? os recursos financeiros estarão garantidos para o pagamento da fatura/saque quando da utilização do suprimento? quem será o responsável pelos valores de multa/juros por atraso no pagamento da fatura? quem será o responsável pelos valores de multa/juros por atraso no pagamento da fatura? SUPRIMENTO DE FUNDOS DÚVIDAS FREQUENTES:

22 Com o intuito de melhorar a qualidade da informação oferecida e aumentar a transparência da execução financeira deste tipo de despesa, o SIAFI apresenta, a partir de 2007, uma transação denominada >CONCPGF (CONSULTA CARTAO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL), permitindo aos interessados e órgãos de controle um melhor acompanhamento das despesas efetuadas com a referida ferramenta de pagamento. Com o intuito de melhorar a qualidade da informação oferecida e aumentar a transparência da execução financeira deste tipo de despesa, o SIAFI apresenta, a partir de 2007, uma transação denominada >CONCPGF (CONSULTA CARTAO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL), permitindo aos interessados e órgãos de controle um melhor acompanhamento das despesas efetuadas com a referida ferramenta de pagamento. SUPRIMENTO DE FUNDOS

23 __ SIAFI2007-ORCFIN-DISPONIB-CONCPGF (CONSULTA CARTAO PAGAMENTO GOV. FEDERAL)_ 04/06/07 11:46 USUARIO : STEPHANO ORGAO : _____ _ COMO SUPERIOR UG : GESTAO : PERIODO : _________ A _________ CNPJ FORNECEDOR: ______________ TIPO DE CONSULTA: _ SAQUE _ FATURA CPF PORTADOR : ___________ N. CARTAO : ________________ PF1=AJUDA PF3=SAI

24 SUPRIMENTO DE FUNDOS DEVEMOS TER MEDO DAQUILO QUE NÃO CONSEGUIMOS EXPLICAR!!!

25 SUPRIMENTO DE FUNDOS CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF

26 CONCEITO: Instrumento de pagamento, emitido em nome da unidade gestora e operacionalizado por instituição financeira autorizada, utilizado exclusivamente pelo portador nele identificado, nos casos indicados em ato próprio da autoridade competente, respeitados os limites do Decreto nº 5.355, de 25 de janeiro de SUPRIMENTO DE FUNDOS CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF

27 Casos de utilização do CPGF: aquisição de materiais e prestação de serviços enquadrados como suprimento de fundos; aquisição de materiais e prestação de serviços enquadrados como suprimento de fundos; ato conjunto dos Ministros de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão e da Fazenda poderá autorizar a utilização do CPGF, como forma de pagamento de outras despesas. ato conjunto dos Ministros de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão e da Fazenda poderá autorizar a utilização do CPGF, como forma de pagamento de outras despesas. SUPRIMENTO DE FUNDOS CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF

28 O detentor do cartão deverá utilizá-lo na função crédito, para geração de fatura mensal, e poderá utilizá-lo para saques, em situações específicas do órgão; O detentor do cartão deverá utilizá-lo na função crédito, para geração de fatura mensal, e poderá utilizá-lo para saques, em situações específicas do órgão; A fatura vencerá sempre até o dia 10 de cada mês; A fatura vencerá sempre até o dia 10 de cada mês; O Banco do Brasil disponibilizará a fatura até o dia 04; O Banco do Brasil disponibilizará a fatura até o dia 04; O pagamento da fatura será efetuado por meio de OBD (OB Fatura); O pagamento da fatura será efetuado por meio de OBD (OB Fatura); Não será admitida cobrança de anuidade ou taxas para utilização do cartão, exceto compras no exterior e atrasos. Não será admitida cobrança de anuidade ou taxas para utilização do cartão, exceto compras no exterior e atrasos. SUPRIMENTO DE FUNDOS ASPECTOS GERAIS DO CPGF:

29 Além de outras responsabilidades estabelecidas na legislação e na regulamentação específica, para os efeitos da utilização do CPGF, ao ordenador de despesa caberá: Além de outras responsabilidades estabelecidas na legislação e na regulamentação específica, para os efeitos da utilização do CPGF, ao ordenador de despesa caberá: I - definir o limite de utilização e o valor para cada portador de cartão; I - definir o limite de utilização e o valor para cada portador de cartão; II - alterar o limite de utilização e de valor; e II - alterar o limite de utilização e de valor; e III - expedir a ordem para disponibilização dos limites, eletronicamente, junto ao estabelecimento bancário. III - expedir a ordem para disponibilização dos limites, eletronicamente, junto ao estabelecimento bancário. SUPRIMENTO DE FUNDOS CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF

30 Ministra torra R$ 171 mil com cartão corporativo Ministra torra R$ 171 mil com cartão corporativo Governo limita saques do cartão corporativo usado por ministros Governo limita saques do cartão corporativo usado por ministros Saques com cheques não serão mais permitidos Saques com cheques não serão mais permitidos Procurador defende cartões corporativos, apesar de denúncias Procurador defende cartões corporativos, apesar de denúncias Governo restringe saques com cartão corporativo após suspeita de irregularidades Governo restringe saques com cartão corporativo após suspeita de irregularidades A farra dos cartões A farra dos cartões Com cartão, sem licitação Com cartão, sem licitação Novas medidas acabam com conta tipo B e limitam saques com o Cartão Novas medidas acabam com conta tipo B e limitam saques com o Cartão

31 Consulta Demonstrativos Mensais

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42 Alteração de Limites

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55 Emissão de Faturas

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65 Concessão de Poderes no AASP

66 INCLUSÃO DE USUÁRIOS: Clique em GERENCIAMENTO – Inclusão

67 Informar CPF do usuário a ser incluído * Apenas chaves com perfil de administrador de segurança terão acesso a essa opção.

68 Confirme os dados em tela

69 Chave e senha do usuário serão exibidos

70 CONCESSÃO DE PODERES: Clique em GERENCIAMENTO – Autorização de Transação * Apenas chaves com perfil de administrador de segurança terão acesso a essa opção.

71 Informe chave a ser autorizada

72 Selecione as opções que deseja conceder e confirme

73 TER PROBLEMAS NA VIDA É INEVITÁVEL; SER DERROTADO POR ELES É OPCIONAL


Carregar ppt "SUPRIMENTO DE FUNDOS E CARTÃO DE PAGAMENTO DO GOVERNO FEDERAL - CPGF DO GOVERNO FEDERAL - CPGF."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google