A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema Nacional de Certificação de Unidades Armazenadoras IN n.º 41/2010 e 29/2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema Nacional de Certificação de Unidades Armazenadoras IN n.º 41/2010 e 29/2011."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema Nacional de Certificação de Unidades Armazenadoras IN n.º 41/2010 e 29/2011

2 Histórico da Certificação de UAs Lei n.º 9.973, de 29/05/2000 – Art. 2º : Cria o sistema de certificação no âmbito do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Decreto nº 3.855, de 03/07/2001 – Art. 16 : Institui o sistema de certificação para qualificação dos armazéns (condições técnicas, operacionais e documentação) e o vincula ao Sistema Brasileiro de Certificação (SBC). IN 33, de 12/07/07 do MAPA : Divulga os Requisitos Técnicos, demais regras e cria o Comitê Consultivo.

3 Histórico da Certificação de UAs IN 41, de 04/09/07 do MAPA : Altera os prazos para a certificação. IN 12 de 8 de maio de 2009: Nova redação da IN 33. IN 3 de 8 de Janeiro de 2010: Nova redação da IN 12 Instrução Normativa MAPA 41, de 14/12/2010 (Altera escalonamento e a data da implantação) Instrução Normativa MAPA 29, de 08/06/2011 (Altera os Requisitos Técnicos Obrigatórios e Recomendados)

4 Abrangência da Certificação Obrigatório: – Pessoa Jurídica – Presta serviços remunerados de armazenagem para terceiros – Todo complexo armazenador O recebimento do produto de terceiro sem transferência vincula o armazenador à Lei – Prazo: 5 anos Voluntário: – Pessoas físicas e demais empresas

5 Escalonamento – IN 29/2011 ETAPA CNPJ ou CAPACIDADE ESTÁTICA PRAZO 1ª Mínimo de 15% 31/12/2012 2ª Mínimo de 15% 31/12/2013 3ª Mínimo de 15% 31/12/2014 4ª Mínimo de 15% 31/12/2015 5ª Mínimo de 15% 31/12/2016 6ª Mínimo de 25% 31/12/2017

6 Escalonamento – IN 29/2011 Art. 2º Às empresas armazenadoras que tenham certificado 75% (setenta e cinco por cento) das suas unidades até o final da 5ª etapa (31/12/2016), será concedido prazo de mais quatro anos, para que as Unidades Armazenadoras remanescentes, de difícil ou impossível adaptação, possam sofrer as intervenções necessárias, findo o qual, somente poderão ser utilizadas para prestarem serviços de armazenagem de produtos agropecuários, em caráter estritamente emergencial.

7 Escalonamento – IN 29/2011 Unidades Armazenadoras que tiverem até três CNPJs ou até três CDAs, com capacidade estática máxima total de toneladas, dar-se-á da seguinte forma: N.º de CNPJ ou CDA Prazo 0131/12/ /12/201331/12/ /12/201331/12/201531/12/2017

8 Requisitos Técnicos Obrigatórios Obrigatório 1 – Momento da Vistoria Obrigatório 2 – Para novas Unidades ou obras de ampliação com início após a publicação da IN 41/2010 em 15/12/2010. Obrigatório 3 – deverá ser cumprido no prazo de até 3 anos após a publicação da IN 41/2010 em 15/12/2010. Obrigatório 4 – deverá ser cumprido no prazo de até 5 anos após a publicação da IN 41/2010 em 15/12/2010.

9 Requisitos Técnicos Recomendados São aqueles que deverão ser observados como indutores na melhoria da gestão da atividade. A sua classificação como recomendado não impede que as Unidades Armazenadoras possuam tais recursos.

10 Mapa da Capacidade Estática do Brasil toneladas

11 Distribuição da Capacidade Estática dos Armazéns Cadastrados por Entidade

12 Distribuição da Capacidade Estática dos Armazéns Cadastrados por Localização

13 Número de Unidades Armazenadoras Certificadas Fonte: Inmetro/2012

14 Número de Unidades Armazenadoras Cadastradas Mato Grosso

15 RAFAEL BORGES BUENO Coordenador do SNCUA Superintendente de Armazenagem e Movimentação de Estoques da Conab Telefone: (61) / Fax: (61) SGAS 901 Lote 69 Bloco A – Ed. Sede Conab CEP: Brasília/DF


Carregar ppt "Sistema Nacional de Certificação de Unidades Armazenadoras IN n.º 41/2010 e 29/2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google