A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estréia Nacional São Paulo - 2008 Projeto Aprovado nas Leis: PAC e Mendonça.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estréia Nacional São Paulo - 2008 Projeto Aprovado nas Leis: PAC e Mendonça."— Transcrição da apresentação:

1 Estréia Nacional São Paulo Projeto Aprovado nas Leis: PAC e Mendonça

2 Todo mundo ama, todo mundo fala de amor e, é claro, todo mundo canta este sentimento, seja ele platônico, perdido, correspondido, de pai, de filho, de corno, arrependido. Caetano disse: Toda maneira de amor vale a pena! Fernando Pessoa poetizou: Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena! Falar de amor nunca será demais e a música popular brasileira é feita de paixão. Paixão atemporal, sem dia nem hora marcada para nascer ou morrer. Portanto, você está convidado a entrar no É o Amor - Musical Popular Brasileiro. É hora de celebrar essa intensidade, de sentir as borbulhas de amor, dormir na praça pensando nela e sonhar com a declaração que te levou às nuvens. É o Amor - Musical Popular Brasileiro é um espetáculo lúdico e intenso, que fará o público fechar os olhos e cantar junto, afinal, todo mundo se identifica com estas músicas, mesmo que seja tão somente uma única vez. Brega? Romântica? Cult? São simples rótulos. Encha o peito, cante a plenos pulmões, até porque, seu vizinho vai fazer o mesmo.

3 Este projeto tem por finalidade a montagem do espetáculo É O AMOR Musical Popular Brasileiro, com o intuito de reafirmar que a música cafona teve e terá sempre seu importante significado na música popular brasileira. Realizar um espetáculo cênico musical, com uma banda de 04 músicos, 02 cantores e 01 ator, selecionados por audição pública, essencialmente brasileiro, com canções cujas melodias e letras compõem o importante estilo romântico da música nacional. Resgatar o teatro musical de entretenimento. Demonstrar que a música cafona continua sendo apreciada pelas diferentes faixas etárias. Apresentar o espetáculo É O AMOR Musical Popular Brasileiro numa temporada popular inicial de 03 (três) meses, com estréia prevista para o 1° semestre de 2008, em São Paulo. Levar, numa segunda etapa o espetáculo É O AMOR Musical Popular Brasileiro para outras capitais brasileiras. Formar um público que aprecie musicais brasileiros. Realizar um espetáculo musical, cujo ingresso terá preço popular, possibilitando o acesso de pessoas de baixa renda e contribuindo, desta forma, com a necessária inclusão social das classes menos favorecidas. Realizar 36 apresentações com banda ao vivo. Público estimado para a temporada: espectadores. Profissionais envolvidos: 50 (20 profissionais durante a temporada e 30 profissionais na pré-produção)

4 O teatro musical no Brasil teve grande importância no século passado com o nome de TEATRO de REVISTA, que estava para a sociedade brasileira, assim como os espetáculos da Broadway estão para a sociedade americana, mostrando contexto social e sendo entretenimento para toda família. Realizar o espetáculo É O AMOR - Musical popular Brasileiro, no Brasil, em 2008, significa não somente a vinda de mais um musical, como também resgatar o teatro musical de entretenimento e que possibilite o acesso de um público que normalmente não pode pagar os valores cobrados pelas grandes produções estrangeiras. Além de estarmos empregando 50 profissionais nestes 04 meses (um mês de ensaio e três meses de temporada), possibilitaremos, aos envolvidos na realização deste espetáculo uma real reciclagem na área musical e teatral. No palco, É O AMOR - Musical Popular Brasileiro tornar-se-á uma saudade viva, pulsante, que emocionará a platéia a partir da união de duas linguagens artísticas: a música e o teatro, lançando mão de outros suportes técnicos que contribuirão para o alcance do objetivo estabelecido. O teatro surgirá através de esquetes de curta duração, com temática cotidiana, relacionada direta e fielmente com as letras das músicas apresentadas durante todo o espetáculo. As Artes Visuais também serão utilizadas através de telões com projeções de imagens e poemas executados ao som de canções entoadas ao vivo e acompanhadas por uma banda de qualidade indiscutível. O cenário, os elementos de cena e os adereços serão flexíveis e versáteis, de fácil execução, acompanhando as diversas situações propostas pelas canções e pela encenação, dando ao espetáculo uma maior dinâmica. Linguagens múltiplas, signos e símbolos serão utilizados num cenário não específico, que possibilite a sensação de que os acontecimentos no palco podem acontecer em qualquer lugar, com qualquer pessoa. Leve e bem humorado, o É O AMOR - Musical Popular Brasileiro envolverá o espectador numa diversão, sem deixar de conduzi-lo ao amor e às situações que só dizem respeito ao coração.

5 Elenco Nosso elenco será formado por alguns atores, cantores e músicos convidados e outra metade escolhida através de audição, realizada na cidade de São Paulo. Ficha Técnica Autor e Diretor: Ricardo Castro Musicas: Seleção de Grandes Sucessos Da MPB. Produção: Erlon Bispo Adaptação e Direção: Ricardo Castro Diretor Musical: Pedro Paulo Bogossian Coreografia:Ana Paula Bouzas Cenografia: Renato Bolelli Figurinos: Adriana Hitomi e Vivianne Kiritani Projeto de Luz: Guilherme Bonfanti

6 Inicialmente, a produção do espetáculo É o Amor - Musical Popular Brasileiro, tem como objetivo atingir dois públicos distintos: Adultos e Adolescentes, a partir de 16 anos. Freqüentadores habituais de teatro, formadores de opinião e exigentes em suas escolhas. O público adolescente formado por estudantes de 1º, 2º e 3º graus. O público em geral tomaria conhecimento do espetáculo através de toda mídia impressa e virtual, outdoors, rádio e televisão e também pela mais importante mídia espontânea, o boca-a-boca.

7 Os apresentadores, Patrocinadores e Apoiadores terão seus logotipos divulgados e expostos de acordo com sua participação nas cotas de patrocínio, nos seguintes itens: Programa do espetáculo Folder Convites Cartões postais Placa de teatro Fita de áudio e/ou vídeo das empresas apresentadoras, patrocinadoras e apoiadoras, antes do início de cada sessão Menção e agradecimento aos apresentadores, patrocinadores e apoiadores pelos atores, produtores e diretor durante entrevistas em TV, rádio e mídia impressa O destaque e o tamanho dos logotipos dos apresentadores, patrocinadores e apoiadores do espetáculo será feito de acordo com a hierarquia entre essas categorias. É importante ressaltar a associação altamente positiva e carismática de uma empresa com um projeto cultural. Esta imagem é reconhecida tanto pelos espectadores diretos quanto por todos que têm acesso à mídia escrita ou falada.

8 01 cota com investimento de R$ ,00 (Trezentos e Noventa e Um Mil Reais). O patrocinador de uma cota Máster será o que apresentará o espetáculo acima do título. Exemplo: Empresa apresenta É o Amor Musical Popular Brasileiro. Terá sua Logomarca inserida em: Todo material gráfico de acesso ao público, como: ingressos, folders, filipetas, postais; Sessão exclusiva para seus convidados e/ou clientes durante temporada na cidade de São Paulo; Banner exclusivo no foyer do Teatro; Espaço no foyer para exposição ou demonstração de seus produtos em stand com promotores diretamente em contato com o público do espetáculo; Pré-estréia fechada para os convidados do patrocinador da Cota Máster; Cota de 20 ingressos semanais durante a temporada; Descontos especiais para clientes durante toda a temporada.

9 02 cotas com investimento de R$ ,00 (Cento e Noventa e Cinco Mil Reais) cada. O patrocinador de uma Cota Sênior aparecerá após o título do espetáculo. Exemplo: É o Amor - Musical popular Brasileiro Patrocínio EMPRESA (sua marca).. Terá sua Logomarca inserida em: Todo material gráfico de acesso ao público como: ingressos, folders, filipetas, postais Sessão exclusivas para seus convidados e/ou clientes Banner exclusivo no foyer do Teatro Espaço no foyer para exposição ou demonstração de seus produtos em stand com promotores diretamente em contato com o público do espetáculo Cota de 12 ingressos semanais durante a temporada Descontos especiais para clientes durante toda a temporada

10 Leis de Incentivo a Cultura O projeto É o Amor – Musical Popular Brasileiro está habilitado a captar recursos nas Leis de Incentivo a Cultura: PAC – Lei Estadual nº /06 regulamentada pelo Decreto /06 O Programa de Ação Cultural da Secretaria da Cultura do Estado, através do mecanismo de renuncia fiscal – ICMS permite ao contribuinte a utilização mensal do benefício fiscal abatendo integralmente o valor do patrocínio. Valor aprovado R$ ,00.

11 Erlon Bispo Iniciou sua carreira profissional em 1990, como colaborador do light designer Guilherme Bonfanti, com quem desenvolveu vários projetos, dos quais se destacam: Grupos "Mulheres Negras", "Luni" e "Gueto" "Fui, Vim e Voltei", da coreógrafa Renata Melo e "Woyzeck", direção Cibele Forjaz - Projeto Didáctica da Encenação - Oswald de Andrade "Fada Morgana", ópera dirigida por Márcia Abujamra Hiperbórea e Clitemnestra, espetáculos dirigidos por Antonio Araújo, participou ainda da montagem do espetáculo O Paraíso Perdido, primeira encenação do Teatro da Vertigem. Em 1992, é convidado para ser o responsável técnico pela Sala Pascoal Carlos Magno do Teatro Sérgio Cardoso - Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, onde teve a possibilidade de trabalhar com grandes nomes das artes cênicas, e participar de grandes projetos nacionais e internacionais, entre eles destaca-se: Carlton Dance Taiko + Jazz Merce Esmeralda e Balet de la Región de Murcia Philip Glass and Orchestra Festival Internacional de Teatro Ruth Escobar "Vem Buscar-me Que Ainda Sou Teu", com Laura Cardoso e direção de Gabriel Villela "Gilda", com Fernanda Montenegro e direção de José Possi Neto "A Vida é Sonho", com Regina Duarte e direção de Gabriel Villela "Macabeth", com Antonio Fagundes e direção de Ulisses Cruz

12 A partir de 1996, participa de várias produções no eixo São Paulo / Salvador. Entre as produções realizadas na cidade de Salvador, destacam-se: MOSTRAS CULTURAIS Coordenação Geral do III Mercado Cultural, Casa Via Magia Rede Latino Americana de Produtores Independentes Projeto Julho em Salvador, Fundação Cultural do Estado da Bahia - 04 Edições Projeto Sua Nota É Um Show - 04 Edições TEATRO "Os Filhos da Filha da Chiquita Bacana", direção Rita Assemany Theatro XVIII "O Evangelho Segundo Maria", direção: Carmem Paternostro Indicação ao Prêmio Braskem de Teatro na categoria Destaque - Produção do Ano "Mulheres de Hollanda", direção: Carmem Paternostro "Ema Toma Blues", direção: Paulo Dourado "A Ver Estrelas", direção: João Falcão Vencedor do Prêmio Braskem de Teatro na categoria melhor espetáculo infanto/juvenil "A Casa de Eros", direção: José Possi Neto Em comemoração aos 40 anos da Escola de Teatro da UFBA "Os Cafajestes", direção: Fernando Guerreiro Prêmio Shell - Musical do Ano

13 BALLET "ASE", coreografia: Ana Vitória Freire Cia Ana Vitória - Theatro XVIII SHOWS Lulu Santos Emilio Santiago Maria Bethânia Aloísio Menezes Silvio Carvalho Suzana Bello Marcio Mello Mulheres de Hollanda - O Show, direção: Kleber Sobrinho ÓPERA "Madame Butterfly", direção: Francisco Mayrink Teatro Castro Alves Em 2006, participa da montagem do espetáculo "BR3", do Teatro da Vertigem, com direção de Antonio Araújo realizado no Rio Tietê, na cidade de São Paulo. 2006/2007 Coordenador do Núcleo de Produção do Theatro XVIII de Salvador Atualmente é o Coordenador de Produção do Grupo XIX de Teatro, na cidade de São Paulo.

14 Tamara Telefone (11) /

15


Carregar ppt "Estréia Nacional São Paulo - 2008 Projeto Aprovado nas Leis: PAC e Mendonça."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google