A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego."— Transcrição da apresentação:

1 A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego

2 Medição do desemprego (1) 3 situações possíveis perante o mercado de trabalho : – Empregado – Desempregado – Inativo População Activa ou Força de Trabalho= Empregados + Desempregados

3 Medição de desemprego (2) Empregado – 15 anos ou mais – Trabalhou na semana anterior ao inquérito Desempregado – 15 anos ou mais – Não ter trabalho remunerado ou outro – Estar disponível para trabalhar Diligências para encontrara trabalho nas últimas 4 semanas

4 Medição de desemprego (3) Taxa de Desemprego=Desempregados/Activos Por exemplo: – Empregados: 5, 1M – Pop. Ativa: 5,9M – Taxa de Desemprego= 0,8/5,9=0,136=13,6%

5 Quizz (1) Qual dos seguintes somados iguala a população adulta? Empregados, Desempregados Trabalhadores desncorajados, empregados, desempregados Empregados, Desempregados, fora da força de trabalho Desencorajados, empregados, fora da força de trabalho

6 Quizz (2) Quem seria consideradada desempregada pelo INE? A Maria, que está à espera que o novo emprego comece A Joana, que trabalhou 20 horas na passada semana A Sofia, quem não tem emprego nem está a procurar um

7 Quizz (3) Qual dos seguintes seria considerado desempregado pelo INE? O Jorge, estudante full-time que não deseja trabalhar A Raquel, cuja empresa encerrou temporariamente O Luís, que está reformado e não procura trabalho Todos são desempregados

8 Quizz (4) Suponha que algumas pessoas reportam etar desempregadas quando na realidade trabalham na economia subterrânea. Se essa pessoas fossem consideradas empregadas então As taxas de desemprego e de atividade aumentariam As taxas de desemprego e de atividade diminuiriam A Tx desem. aumentaria mas a tx ativi. diminuiria A tx desm diminuiria mas a tx de ativ não se alterava

9 Alguns dados

10 Desemprego e Escolaridade

11 Flutuações do Desemprego (1) Taxa desemprego tempo Taxa desemprego tempo Valores observados Nível médio Taxa natural 4% 7%

12 Flutuações do Desemprego (2)

13 Desemprego Cíclico O desemprego pode dividir-se em: – Desemprego cíclico (curto prazo) – Taxa natural de desemprego (longo prazo) Desemprego cíclico – Flutuações de ano para ano em torno da TND – Está associado aos altos e baixos da atividade económica

14 Taxa Natural de desemprego Corresponde ao desemprego que não desaparece mesmo no longo prazo Quantidade de desemprego que uma economia normalmente experienta Corresponde à noção dos economista de pleno-emprego

15 Porque é que existem sempre desempregados? (1) Num mercado de trabalho ideal não existiria desemprego (involuntário) pois os salários ajustar-se-iam para equilibrar oferta e procura de trabalho. – Desemprego salários baixam empresas contratam mais

16 salário Nº empregados Pop. Ativa Procura de trabalho (pelas empresas) Salário de equilíbrio Desemprego

17 Porque é que existem sempre desempregados? (2) Leva tempo encontrar um emprego que satisfaça os nossos gostos e aptidões ( friccional) Inevitável, porque nas economias existe sempre algo que está a mudar Não decorre de salários excessivos O número de vagas em alguns mercados é insuficiente relativamente à procura(estrutural)

18 Quizz (5) Qual das seguintes afirmações está correcta? Algum nível de desemprego é inevitável. Tudo o resto igual, um aumento no número de desempregados está associado a uma redução da produção nacional. O desemprego cíclico está negativamente correlacionado com as flutuações do Produto. Todas estão correctas.

19 Quizz (6) O João é um analista financeiro. Tem várias ofertas de emprego que declinou porque pensa que pode vir a encontrar uma que o satisfaça mais. A Joana já há algum tempo que procua uma posição como jornalista. Não obstante existir procura de jornalistas, as vagas são insuficientes. O João e a Joana estão ambos em desemprego friccional. O João e a Joana estão ambos em desemprego estrutural. O João esta em demprego friccional e a Joana em desemprego estrutural. O João esta em demprego estrutural e a Joana em desemprego friccional.

20 Quizz (7) Existirá desemprego estrutural se: Alguns salários estiverem acima do equilíbrio de mercado Algumas pessoas escolherem não trabalhar ao salário de mercado Alguns salários estiverem abaixo do equilíbrio de mercado Todas podem ser causas.

21 Discussão Numa situação recessiva como a que se hoje vive essa maior ou menor flexibilidade é a condicionante principal da velocidade de ajustamento da economia de volta a uma situação de pleno emprego. O essencial é facilitar e agilizar os casamentos entre os trabalhadores (os noivos) que procuram empregos, e as empresas (as noivas) que os oferecem. Existem dois pontos críticos para que este casamento possa ser ágil: o divórcio, caso o enlace corra mal, deve ser fácil; e, tanto o noivo como a noiva têm de ter incentivos para casar. JAFM, in Semanário SOL, Fev. 2012

22 Fluxos de entrada e saída do desemprego Piscina do desemprego Entrada Saída Fluxo In > Fluxo Out Nível água sobe Fluxo In < Fluxo Out Nível água desce Despedimento Fim posto trabalho Encerramento empresa Emprego Inatividade

23 Fluxos no mercado de trabalho Entrada U (1,40+1,37)-Saída U (1,28+1,22)= 0,27% da pop. Activa

24 Discussão do texto Duas Piscinas JAFM, in semanário SOL Imaginemos duas piscinas, com as mesmas dimensões e o mesmo volume de água. Têm, contudo, sistemas de renovação da água muito diferentes. Numa delas – chamemos-lhe a piscina amarela –, o caudal de entrada de água é muito baixo e o caudal de saída é identicamente reduzido. Na outra – chamemos-lhe a piscina azul -, a água entra em grande abundância mas é extraída com igual exuberância. Pergunta: Qual a diferença entre o estado da água das duas piscinas? Em qual das duas preferiria o leitor banhar-se? As duas piscinas constituem uma alegoria do mercado de trabalho que, podendo parecer de gosto duvidoso, encerra muitos dos mais importantes ensinamentos da moderna análise económica do desemprego. Pense-se na capacidade total da piscina como a força de trabalho, no volume de água na piscina como o desemprego, na alimentação de água como os fluxos de entrada no desemprego (fruto, por exemplo, das múltiplas separações entre trabalhadores e empregos devidas a despedimentos ou saídas voluntárias) e na extração de água como os fluxos de saída do desemprego (fruto, por exemplo, de se ter encontrado um emprego ou, talvez, da saída para a inatividade). A piscina amarela representa um mercado de trabalho em que a água se renova pouco ou seja em que pouca gente perde emprego mas em que, quando o perde, tem dificuldade em sair dessa situação permanecendo muito tempo desempregada. Aqui tanto o emprego como o desemprego são estáveis. Na piscina azul a água está em permanente renovação: os despedimentos e as separações voluntárias são frequentes mas a duração do desemprego é curta.

25 Proteção ao emprego e taxa de desemprego Portugal é uma dos países da OCED com maior nível de proteção ao emprego. Qual o impacto na TND? – Fluxos Entrada reduz-se! Reduz tnd – Empresas contratam menos: Fluxo saída reduz-se! Aumenta tnd Efeito ambíguo na TND Mas a duração desemprego aumenta

26 Duração emprego e desemprego em Portugal Duração média do emprego 2001: 118,4 m …. 2009: 128,8 m 2010: 130,1 m

27 Políticas (1) Os governos procuram atenuar o desemprego não-cíclico através de – Formação e treino para desempregados – Informação sobre vagas – Centros de emprego Mas existe a lei das consequências indesejadas….

28 Políticas (2) Algumas políticas dirigidas aos desempregados criam desemprego: – Subsídios de desemprego generosos Reduzem a itensidade da procura Reduzem probabilidade de aceitação – Reduzem fluxos de saída do desmprego e aumentam desemprego friccional.

29 Discussão: The US labour market doesn´t work ( por S. Mallaby, FT, Ag 21, 2012) Em 2000 – Desemprego mais baixo do G7 – Taxa participação mais alta – Apenas 6% desempregados de longa duração Em 2012 – Desemprego dos mais elevados G7 – Taxa de participação caiu 7 pp – 31% desempregados de ld – Grande problema com homens baixa qualificação (sem secundário): 35% inativos A fórmula sempre foi o pau e cenoura – Seguro de desemprego não excedia 26 semanas – Incentivos fiscais para quem reentrasse no mercado (sobretudo casados com filhos) Mas recentemente – Duração benefícios estendida 99 semanas – Elegibilidade para benefícios por incapacidade mais fácil (quase duplicaram os beneficiários)


Carregar ppt "A Economia Real no Longo Prazo Determinantes de: Crescimento do PIB Poupança, investimento e taxa de juro real, Taxa de câmbio real Taxa de desemprego."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google