A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEJAM TODOS BEM-VINDOS AO NOSSO ENCONTRO DE LITURGIA! Paróquia Sagrado Coração de Jesus.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEJAM TODOS BEM-VINDOS AO NOSSO ENCONTRO DE LITURGIA! Paróquia Sagrado Coração de Jesus."— Transcrição da apresentação:

1 SEJAM TODOS BEM-VINDOS AO NOSSO ENCONTRO DE LITURGIA! Paróquia Sagrado Coração de Jesus

2 Paróquia Sagrado Coração de Jesus

3 ACOLHIDA: (Boas-Vindas) 14:10 hs - Canto inicial (Stª. Luzia); 14:20 hs - Introdução: Prece ou texto Bíblico (Leda); 14:30 hs - Análise das Equipes do ano de 2012 (Alan); 14: 50 hs – Canto (Stª. Luzia); 14:55 hs - Trabalho em Equipe (Todos); 15:15 hs - Cochicho – Responder perguntas; 15:45 hs - Avisos – Próximo encontro dia 08 de Setembro/2013, às 14:00 hs, na Comunidade Sta. Luzia; 15:50 hs - Canto Final / Despedidas (Stª. Luzia); 16:00 hs – Café.

4 DIVINO ESPÍRITO SANTO, iluminai as nossas mentes, transformai os nossos corações. Que este encontro nos ajude a mergulhar no mistério da Fé e da vida, celebrada em Comunidade. Dai-nos força e coragem, sabedoria e criatividade. Queremos organizar uma Pastoral Litúrgica dinâmica, a fim de que todo o vosso povo participe da Liturgia de maneira mais Plena, Ativa e Consciente. A M É M !!!

5 CANTO DA PALAVRA:

6 EVANGELHO: (João 10,27-30) Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João. Glória a vós, Senhor! Naquele tempo, disse Jesus: As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. Eu dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão. Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. Eu e o Pai somos um. - Palavra da Salvação. Glória a vós, Senhor!

7 Paróquia Sagrado Coração de Jesus

8 ANÁLISE DAS EQUIPES DO ANO DE 2012 (Em 13/10/12): * N. Sra. Aparecida - Pontos Positivos:. Credibilidade que a Comunidade tem com povo; Os ministros celebram; O data show; Música litúrgica; Eventos, todos participam; De cada pastoral vai um participante para Liturgia. - Pontos Negativos: Alguns grupos não têm espírito de comunidade; Ministro da palavra, pouco produtivo, porque não participam de nada e não se atualizam; Poucas pessoas para trabalhar; Terça-feira as celebrações só acontecem pela misericórdia; Falta tempo para passar a formação para equipe litúrgica; Geralmente quando passa a celebração para pastoral, eles já têm compromisso com a pastoral dela; Pontualidade.

9 * N. Sra. Rainha da Paz - Pontos Positivos A comunidade, mesmo com deficiência na parte da estrutura, consegue acolher os fiéis nas celebrações, missas e eventos com uma qualidade de acolhimento gratificante; A comunidade está sempre cheia aos domingos; Sempre temos a presença de ministros e cantores para colaborar; - Pontos Negativos Interação/ Comunicação entre as Pastorais; Falta de Compromisso; Interesse (muito pouco); Falta mais integrante para tocar, só temos uma pessoa para cada instrumento, isso dificulta muito; Os ministros (p) precisam se reunir para dividir as tarefas.

10 * N. Srª. Imaculada Conceição Não anda bem, povo chega atrasado, ministro a mesma coisa; Os músicos procuram cantar a mesma música, não seguem o calendário litúrgico; Falta curso para jovem que fale sobre a liturgia e canto litúrgico; Coisa boa – tem muita gente, mas sem ação.

11 * São Judas Tadeu Os cantos da Igreja deveriam mudar, ser uma coisa mais bonita; Uma coisa que devia melhorar são os grupos que deveriam se unir mais, porque os grupos estão muito desunidos; Com a nova coordenadora esperamos que melhore mais as coisas dentro da nossa Comunidade. A coisa bonita é a limpeza da Igreja e acolher o povo com muito amor. Um altar bem preparado e muito bonito em uma Igreja; Todas as pastorais deveriam ter mais diálogo e trabalhar juntos.

12 * N. Srª. de Fátima É bonito o grupo de música ensinando os jovens a cantar; Sobre a liturgia nós não temos um grupo, aí fica muito difícil preparar alguma coisa bonita aos domingos; O comentarista e os leitores são pegados na hora da missa, aí as leituras não saem perfeitas e fica difícil a assembleia entender o que a leitura está nos ensinando. E sobre a acolhida é muito importante; quem não gosta de ser bem recebido?

13 * São João Batista Liturgia – Música – todas as pastorais necessitam de ajuda para exercer seu trabalho na Comunidade.

14 * SantAna e São Joaquim - Pontos Positivos Músicas. - Pontos Negativos Pontualidade; Participação dos membros de pastorais; Acolhida; Coroinhas; Formações mais aprimoradas para coroinhas.

15 * Stº. Inácio de Loyola -Pontos Positivos Projetor; Avisos; Arrumação dos paramentos litúrgicos; Homilias bem preparadas. - Pontos Negativos Falta da participação das crianças da catequese; Acolhida; Cânticos fora da liturgia (No 1º e 4º domingos); Escalas (Preparações); Escolha dos leitores; Formação dos coroinhas, preso à uma pessoa.

16 * Santa Luzia Nós da comunidade Santa Luzia já procurávamos reunir e preparar a liturgia; Depois da primeira formação melhoramos, depois do data show a assembleia participa mais das missas e celebrações. Agora precisamos melhorar muito em termos de cantos litúrgicos e criatividade na liturgia para poder edificar a assembleia.

17 * N. Sra. das Mercês - Pontos Positivos A comunidade se esforça em renovar as missas; Após as formações as pastorais tentam seguir os temas litúrgicos nas missas cada vez mais; Tentamos buscar mais fiéis, temos uma equipe das missões que tenta se fortalecer, e então com projeto de visitar as famílias da catequese; A infância missionária tem crescido, é uma pastoral que chama a atenção da assembleia e sempre passa nossa mensagem de fé; Temos todos os tipos de pastorais na comunidade e sempre buscamos levantar as desanimadas. Exemplo: Grupo de jovens tem idas e vindas, missões são poucas pessoas, a pastoral da família também, porém sempre apoiamos ideias para reanimá-las. - Pontos Fracos Precisamos de mais pessoas comprometidas a assumir pastorais, para não só aumentar o grupo, mas participar de todas as tarefas (para não ficar sobrecarregado).

18 * Sagrado Coração de Jesus Celebrações estão boas, mas precisamos nos preparar melhor, principalmente nas missas da semana, onde não se prepara com antecedência, deixa tudo pra última hora; Equipe de Liturgia formada por uma pessoa de cada pastoral, para preparar bem as missas da comunidade.

19 * S. Francisco de Assis Para melhorar a comunidade precisa ter mais diálogo, fazer reunião, se procurar mais; Entre as pastorais muitas vezes não existe muita comunicação para trabalhar junto acaba ficando a desejar; - Positivo: Mesmo com as dificuldades as coisas acontecem, ainda temos pessoas que fazem as coisas por amor a Jesus Cristo. (Nós tentamos sempre viver em união). * A Comunidade Santíssima Trindade, FALTOU.

20 TRABALHO EM EQUIPE: 1. CADA UM EM SUA FUNÇÃO Assim como no corpo humano cada membro tem sua função, também no corpo que é a Igreja há várias funções e cada um deve exercer BEM a sua, e somente a sua. Um pé não deve fazer as vezes de mão; a mão não pode substituir a cabeça... Da mesma forma, o padre não deve fazer as leituras ou as preces, que pertencem ao povo, e o coral não deve substituir o povo nas partes que lhe pertencem. Cada um deve ficar com sua função, com seu serviço. E não é bom que a mesma pessoa acumule o serviço de várias: ser leitor(a) e acólito(a), cantor(a) e animador(a)...

21 2. Como um corpo Não basta, porém, ter bons leitores(as), cantores(as), animadores(as), uma boa equipe de acolhimento, um bom presidente... É preciso que juntos formem uma equipe de celebração. Uma equipe é como uma banda: cada instrumento é importante para o conjunto, mas nenhum instrumento deve ser tocado isoladamente. Uma equipe é como um time de futebol: cada jogador tem uma tarefa e uma posição. Mas é o time que joga, é o time que perde, é o time que ganha, e não cada jogador isoladamente.

22 Uma equipe é como uma palavra: somente o conjunto das letras dá o significado da palavra. As letras isoladas uma das outras não dizem nada. Assim também uma equipe de celebração: não são os(as) leitores(as) os(as) únicos responsáveis pela leitura, e sim toda a equipe. Não é o coro o único responsável por um canto vibrante, e sim toda a equipe. Não é o presidente o único responsável por uma boa homilia, por um clima de oração e de participação: TODA A EQUIPE É RESPONSÁVEL.

23 3. E o Padre? Normalmente, o Padre faz parte da equipe. Porém, com a sobrecarga de trabalho, a maioria dos padres não tem condições de estar presente às reuniões. Como, então, assegurar o relacionamento entre o padre e o restante da equipe? Muitas soluções já foram encontradas: O padre participa da reunião esporadicamente: uma vez por mês, ou a cada dois meses, conforme suas possibilidades. Nessa ocasião, costuma-se fazer a avaliação e programação do trabalho da equipe. Outros fazem ainda uma celebração eucarística, em estilo mais familiar;

24 O padre em contato mais direto com o coordenador ou coordenadora da equipe, que o mantém informado das decisões e recebe dele sugestões para o trabalho; O padre se encontra com a equipe alguns minutos antes da celebração e se informa sobre aquilo que ela preparou, valorizando e respeitando, na medida do possível, as decisões tomadas (evidentemente esta não é a melhor solução e deve ser evitada); O padre deve respeitar e valorizar as decisões da equipe, mas sem se tornar escravo, nem dessas decisões nem das rubricas do Missal; Como pastor, ele procurará responder às necessidades pastorais da comunidade reunida. E a equipe deve ser formada nesse espírito de flexibilidade.

25 4. NADA DE MONOPÓLIOS Antigamente o Padre decidida tudo sozinho a respeito da celebração. E até hoje inúmeros padres que não assimilaram a importante renovação litúrgica dizem que: não precisam da equipe; que equipe complica tudo; que ele dá conta muito bem sozinho. Depois houve uma fase em que os(as leitores(as), cantores(as), etc. eram considerados ajudantes do padre, tarefeiros. O que o padre mandava, eles(as) faziam. Mas não formavam com ele uma equipe que refletisse, decidisse e trabalhasse em comum (e em muitas paróquias a situação continua sendo esta).

26 Agora existe o perigo de a equipe cair no mesmo erro do monopólio, isto é, de se considerar a única que pode agir no campo. Na verdade, a equipe deve se lembrar sempre de que está aí como parte da assembleia. Deve estar em permanente contato com a comunidade, colhendo sugestões e críticas, convidando pessoas para entrar na equipe, criando novas equipes para atender às novas necessidades da comunidade. Tudo deve ser feito em espírito de serviço; com competência e humildade, com amor e disponibilidade, com dedicação e simplicidade. Nada de autoritarismo, formalismo e ares de poder.

27 O que São Paulo escreve aos Filipenses (2,1-5), certamente serve também para a equipe: Pelo conforto que há em Cristo, pela consolação que há no amor, pela comunhão do Espírito, por toda ternura e compaixão, levem à plenitude a minha alegria, pondo-se de acordo no mesmo sentimento, no mesmo amor, numa só alma, num só pensamento, nada fazendo por competição e vanglória, mas com humildade, julgando cada um dos outros superiores a si mesmo; nem cuidando cada um só do que é seu, mas também do que é dos outros. Tenham em vocês o mesmo sentimento de Jesus Cristo...

28 NÃO SÓ TRABALHO... O espírito de equipe não se forja só com trabalho. É preciso uma boa dose de amizade, de aprofundamento da fé e de oração em comum. De vez em quando uma confraternização ou um piquenique pode ajudar bastante. Há também equipes que fazem questão de celebrar o aniversário de cada um de seus membros, ou da equipe (tudo com simplicidade, é claro).

29 Paróquia Sagrado Coração de Jesus

30 PARA A REUNIÃO DA EQUIPE: 1- Nós somos realmente uma EQUIPE, ou somos tarefeiros, que trabalham isoladamente? O que pode melhorar? Como? 2- Como está a integração Padre-Equipe? É preciso melhorar alguma coisa? O que? Como fazer? 3- Como anda o entrosamento da equipe com a Comunidade? 4- Como anda a nossa amizade?

31 A V I S O S: Próximo encontro dia 08 de Setembro de 2013, às 14:00 hs, aqui, na Comunidade Santa Luzia.

32 Paróquia Sagrado Coração de Jesus

33 A presença do Ressuscitado tem que provocar vida nova na Comunidade.

34 Paróquia Sagrado Coração de Jesus

35


Carregar ppt "SEJAM TODOS BEM-VINDOS AO NOSSO ENCONTRO DE LITURGIA! Paróquia Sagrado Coração de Jesus."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google