A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Claudio Ditticio 1. O Equilíbrio de Mercado. Abr 2009 Universidade Paulista - UNIP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Claudio Ditticio 1. O Equilíbrio de Mercado. Abr 2009 Universidade Paulista - UNIP."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Claudio Ditticio 1. O Equilíbrio de Mercado. Abr 2009 Universidade Paulista - UNIP

2 Prof. Claudio Ditticio 2 Introdução No mercado ocorre a interação entre compradores e vendedores. Em mercados completamente competitivos, um único preço geralmente prevalece. Naqueles que não sejam completamente competitivos, diferentes vendedores podem cobrar diferentes preços

3 Prof. Claudio Ditticio 3 Introdução Ao discutirmos determinado mercado, devemos ser claros a respeito de sua extensão tanto em termos de limites geográficos como em relação à gama de produtos que nele são transacionados. Alguns mercados, como, por exemplo, o imobiliário, são tipicamente locais, enquanto outros são mundiais, como é o caso do ouro.

4 Prof. Claudio Ditticio 4 Os preços reais e nominais. Um outro aspecto de relevante importância diz respeito à questão da prevalência dos preços ao longo do tempo. Para eliminar os efeitos da inflação, comparamos preços reais (ou preços em moeda constante), em vez de preços nominais (ou preços em moeda corrente). Os preços reais são calculados por meio de um índice agregado de preços, como, por exemplo, o IPC – Índice de Preços ao Consumidor, subtraindo-se os efeitos inflacionários ou, em outras palavras, deflacionando-se os preços nominais pelo uso de um deflator de preços.

5 Prof. Claudio Ditticio 5 As condições para o equilíbrio de mercado. As transações reais de mercado pressupõem certas condições: todos os compradores podem comprar o que planejam comprar, ao preço corrente e sob as contingências vigentes do mercado, e todos os vendedores podem vender o que planejam ao mesmo preço e sob as mesmas contingências. Assim, o mercado estará em equilíbrio quando, ao preço estabelecido e sob as condições existentes, todos os compradores e vendedores podem realizar seus planos. Caso alguns compradores não consigam comprar tudo o que queriam, ou se alguns vendedores não puderam vender tudo o que planejavam, o mercado está em desequilíbrio.

6 Prof. Claudio Ditticio 6 As condições para o equilíbrio de mercado. Nossa análise básica do mercado se baseia no pressuposto de que todas as transações realmente realizadas constituem transações feitas em condições de equilíbrio, nas quais os planos de ambos os lados são realizados. Indagamos, em especial, a que preço e quantidade os vendedores desejam vender se iguala exatamente ao que os compradores desejam comprar.

7 Prof. Claudio Ditticio 7 As condições para o equilíbrio de mercado. O preço do bem e serviço é determinado dentro do mercado que estejamos estudando, sendo, portanto, endógeno (que significa originado internamente) e não exógeno (originado externamente), como as rendas ou outras contingências de mercado, estabelecidos em outros pontos da economia.

8 Prof. Claudio Ditticio 8 As condições para o equilíbrio de mercado. Qualquer situação que esteja desequilibrada implica em conseqüência quase sempre negativa sobre os objetos comparados. O equilíbrio de mercado diz respeito à comparação entre os desejos e atitudes de ofertantes e demandantes de bens e serviços neste mercado específico, que conduzem a uma solução que satisfaça ambas as partes no conjunto das negociações envolvidas na transação.

9 Prof. Claudio Ditticio 9 As condições para o equilíbrio de mercado. Em uma economia de mercado, a oferta e a demanda de bens e serviços se ajustam, determinando preços e quantidades que são, por um lado, vendidas e, concomitantemente, adquiridas. Assim, os recursos escassos são eficientemente alocados para a satisfação das necessidades ilimitadas dos inúmeros agentes econômicos que atuam neste mercado.

10 Prof. Claudio Ditticio 10 As condições para o equilíbrio de mercado. Neste particular estado de equilíbrio, os preços e quantidades nem sempre são efetivamente aqueles que se desejaria praticar, indicando o bem-estar econômico, ou seja, aquele estado de satisfação geral pelas transações realizadas pelos agentes envolvidos no mercado.

11 Prof. Claudio Ditticio 11 As condições para o equilíbrio de mercado. Mas, é fato que tanto produtores como compradores se beneficiam ao participar do mercado, oferecendo e adquirindo produtos e insumos. O ato de venda e compra se estende a um sem-número de operações, que, na média, possibilitam a realização de lucro ou satisfação para todos os envolvidos. Em mercados competitivos, o equilíbrio de mercado repousa na quantidade e preços estabelecidos pelas forças da oferta e da demanda de bens e serviços.


Carregar ppt "Prof. Claudio Ditticio 1. O Equilíbrio de Mercado. Abr 2009 Universidade Paulista - UNIP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google