A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Descobrir a novidade e a grandeza do Sacerdócio de Cristo em relação a todos os outros tipos de sacerdócio. Perceber o que era a função sacerdotal na.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Descobrir a novidade e a grandeza do Sacerdócio de Cristo em relação a todos os outros tipos de sacerdócio. Perceber o que era a função sacerdotal na."— Transcrição da apresentação:

1

2 Descobrir a novidade e a grandeza do Sacerdócio de Cristo em relação a todos os outros tipos de sacerdócio. Perceber o que era a função sacerdotal na Sagrada Escritura e na história do Povo de Deus.

3 Cântico: Senhor, eu creio que sois Cristo (CT 894) Senhor, eu creio que sois Cristo, eu creio que sois Cristo, Filho de Deus Vivo; eu creio, Senhor, que sois o Salvador do mundo, que sois o Salvador do mundo. A toda a hora bendirei o Senhor, o seu louvor estará sempre na minha boca. A minha alma gloria-se no Senhor: ouçam e alegrem-se os humildes.

4

5 Em todas as religiões existe a função sacerdotal.

6

7 A função sacerdotal consiste sobretudo na mediação entre a divindade e a humanidade, quer no sentido de trazer aos homens as bênçãos e as mensagens divinas quer no sentido de transmitir de transmitir à divindade à divindade as preces e súplicas as preces e súplicas dos homens, dos homens,

8 Na Bíblia, a função sacerdotal tem também esse ministério (mediação), e é exercida, de início, pelos patriarcas e os principais chefes de entre o povo. Na Bíblia, a função sacerdotal tem também esse ministério (mediação), e é exercida, de início, pelos patriarcas e os principais chefes de entre o povo.

9 Nos tempos de Moisés, Aarão assume essa missão juntamente com os seus companheiros.

10 Mais tarde, já na terra prometida, a tribo de Levi toma para si essa função.

11 É sobretudo depois da construção do templo de Jerusalém que os Levitas ganham grande importância, tornando-se progressivamente uma classe com muita influência no seio do povo de Deus.

12 Depois do exílio, a família de Sadoc continua essa missão sacerdotal dando origem a um grupo que existia no tempo de Jesus, os Saduceus.

13 No tempo de Jesus o sacerdócio judaico estava bem estruturado e, apoiado pela classe dos Fariseus, garantia o cumprimento da Lei e do culto.

14 No Novo Testamento, apenas na Epístola aos Hebreus se refere a Jesus como Sacerdote.

15 não segundo a linhagem de Aarão, ou Sadoc ou da Tribo de Levi, mas segundo a ordem de Melquisedec (Heb 5,10). Partindo da experiência dos cristãos do seu tempo, convidados a contemplar Cristo sentado à direita do Pai, o autor explica que Ele, Cristo, é o único e verdadeiro sacerdote,

16 [Nota - Os reis das cidades das margens do rio Jordão estavam em discórdia, e acabaram em guerra. Sodoma e Gomorra caíram nas mãos dos vencedores. Lot, sobrinho de Abrão, que habitava em Sodoma, ficou prisioneiro. Ao ter disso conhecimento, Abrão perseguiu os inimigos e libertou Lot e o povo.] «Quando Abrão regressava vencedor, o rei de Sodoma saiu-lhe ao encontro no vale de Chavé, que é o vale do Rei. Melquisedec, rei de Salém, trouxe pão e vinho e, como era sacerdote do Deus Altíssimo, abençoou Abrão, dizendo: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo que criou os Céus e a Terra!» E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo. (Gn 14,17-20)

17 Assim, a Referência a Melquisedec (rei da paz e da justiça) torna Jesus Cristo Rei e Sacerdote, muito anterior ao sacerdócio instituído e por isso mesmo desde o início mais autêntico que o sacerdócio do templo. (ler Heb 7,1-3).

18 Porque é Filho de Deus, Cristo está na presença de Deus e pode exercer autenticamente a mediação entre Deus e os homens; e também pode porque é homem verdadeiro e deste modo está intimamente unido a Deus, a quem é dócil toda a sua vida, e aos homens, de quem é solidário, carregando em si as provações, sofrimentos e até a própria morte.

19 o único sacrifício que, de uma vez para sempre (Heb 9, 11-14), realiza de forma eficaz a Salvação e a Redenção de toda a humanidade. Na sua Paixão, Cristo não leva a cabo um rito externo, mas torna-se Ele próprio a vítima imolada e o sacerdote que realiza o sacrifício,

20 Além disso, o sacrifício de Jesus Cristo realiza a expiação de todos os nossos pecados (Heb 9, 23-28) e estabelece a Nova Aliança (Heb 9, 15-22). e estabelece a Nova Aliança (Heb 9, 15-22).

21 Por tudo o que foi dito acima, se vê que Jesus Cristo é realmente sacerdote. Por tudo o que foi dito acima, se vê que Jesus Cristo é realmente sacerdote. Mais: Ele é o único Sacerdote, o único verdadeiro mediador entre Deus e os homens.

22 Lendo a Epístola aos Hebreus, depressa compreendemos que * Pontífice * Mediador * Sacerdote * Pontífice * Mediador * Sacerdote

23 o único que consegue fazer a ponte entre Deus e os homens (Pontífice), o único que estabelece a Aliança perfeita e definitiva entre Deus e os homens (Mediador) e quem, pelo seu sacrifício pascal, realiza de modo eficaz a santificação da humanidade perdoando todo o pecado (Sacerdote).

24 Em contraste com os sacrifícios antigos, sempre repetidos e sempre ineficazes, o Sacrifício de Jesus é definitivo, realiza-se de uma vez por todas e para sempre; não é um sacrifício exterior, ritual: é sacrifício em sentido pleno, interior, pois consiste na dádiva de si mesmo;

25 Como sacerdote, Cristo não entra num templo feito por mãos humanas mas senta-se à direita do Pai, partilhando a sua glória;

26 Cristo não cumpriu a sua missão e esqueceu a humanidade, antes nos abriu as portas do verdadeiro templo, que é o coração de Deus, e intercede continuamente por nós. Cristo não cumpriu a sua missão e esqueceu a humanidade, antes nos abriu as portas do verdadeiro templo, que é o coração de Deus, e intercede continuamente por nós.

27 1 - Qual a diferença entre o sacerdócio da Antiga Aliança e o Sacerdócio de Jesus? 1 - Qual a diferença entre o sacerdócio da Antiga Aliança e o Sacerdócio de Jesus? 2 - Porque é que Jesus é o único Sacerdote? 2 - Porque é que Jesus é o único Sacerdote? 3 - Como aceito e acolho, na minha vida, os frutos do sacrifício sacerdotal de Jesus? 3 - Como aceito e acolho, na minha vida, os frutos do sacrifício sacerdotal de Jesus? 4 - Proposta: Ler Jo 17 e falar sobre a função sacerdotal de Jesus. 4 - Proposta: Ler Jo 17 e falar sobre a função sacerdotal de Jesus. 1 - Qual a diferença entre o sacerdócio da Antiga Aliança e o Sacerdócio de Jesus? 1 - Qual a diferença entre o sacerdócio da Antiga Aliança e o Sacerdócio de Jesus? 2 - Porque é que Jesus é o único Sacerdote? 2 - Porque é que Jesus é o único Sacerdote? 3 - Como aceito e acolho, na minha vida, os frutos do sacrifício sacerdotal de Jesus? 3 - Como aceito e acolho, na minha vida, os frutos do sacrifício sacerdotal de Jesus? 4 - Proposta: Ler Jo 17 e falar sobre a função sacerdotal de Jesus. 4 - Proposta: Ler Jo 17 e falar sobre a função sacerdotal de Jesus.

28 15 É Ele a imagem do Deus invisível, o primogénito de toda a criatura; 16 porque foi nele que todas as coisas foram criadas, no céu e na terra, as visíveis e as invisíveis, os Tronos e as Dominações, os Poderes e as Autoridades, todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele. 15 É Ele a imagem do Deus invisível, o primogénito de toda a criatura; 16 porque foi nele que todas as coisas foram criadas, no céu e na terra, as visíveis e as invisíveis, os Tronos e as Dominações, os Poderes e as Autoridades, todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele. Col 1, Cristo, mediador da criação e da redenção

29 17 Ele é anterior a todas as coisas e todas elas subsistem nele. 18 É Ele a cabeça do Corpo, que é a Igreja. É Ele o princípio, o primogénito de entre os mortos, para ser Ele o primeiro em tudo; 19 porque foi nele que aprouve a Deus fazer habitar toda a plenitude 20 e, por Ele e para Ele, reconciliar todas as coisas, pacificando pelo sangue da sua cruz, tanto as que estão na terra como as que estão no céu. 17 Ele é anterior a todas as coisas e todas elas subsistem nele. 18 É Ele a cabeça do Corpo, que é a Igreja. É Ele o princípio, o primogénito de entre os mortos, para ser Ele o primeiro em tudo; 19 porque foi nele que aprouve a Deus fazer habitar toda a plenitude 20 e, por Ele e para Ele, reconciliar todas as coisas, pacificando pelo sangue da sua cruz, tanto as que estão na terra como as que estão no céu. Col 1, 15-20

30 Texto Diocese de Portalegre-Castelo Branco Imagens – Internet Realização – Maria Rosária Nunes Franciscana Missionária de Maria Texto Diocese de Portalegre-Castelo Branco Imagens – Internet Realização – Maria Rosária Nunes Franciscana Missionária de Maria


Carregar ppt "Descobrir a novidade e a grandeza do Sacerdócio de Cristo em relação a todos os outros tipos de sacerdócio. Perceber o que era a função sacerdotal na."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google