A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Geografia - 2ª série EM - Aula 01 Observe a imagem abaixo Produção de alimentos X Fome Por que existe fome em alguns lugares do Brasil ?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Geografia - 2ª série EM - Aula 01 Observe a imagem abaixo Produção de alimentos X Fome Por que existe fome em alguns lugares do Brasil ?"— Transcrição da apresentação:

1 Geografia - 2ª série EM - Aula 01 Observe a imagem abaixo Produção de alimentos X Fome Por que existe fome em alguns lugares do Brasil ?

2 Quais serão as verdadeiras causas da fome ? A falta de alimentos em alguns lugares?... A falta de produção que sustente a todos?... A falta de uma política econômica adequada?... A falta de tecnologia?...

3 Produção X Produtividade Ao longo da última década de 1990, o Brasil vem apresentando um rendimento maior por hectare, o que mostra uma maior PRODUTIVIDADE, devida à mecanização de algumas lavouras.

4 A questão da posse da Terra no Brasil é um ponto importante para entendermos o problema da fome. É a questão agrária... De onde vem a má distribuição de terras no Brasil?

5 De onde vem essa má distribuição das terras? No Brasil, como em toda a América Latina, desde a época colonial, as terras se concentravam em mãos de poucos proprietários. Juntando-se a essa má divisão, a falta de financiamento e de uma política agrícola dirigida ao pequeno produtor fez com que cerca de 400 mil pequenos proprietários perdessem a terra e tivessem de deixar a agricultura, entre 1994 e A reforma agrária deveria promover o acesso à terra aos 4,9 milhões de famílias pobres que o Instituto de Pesquisa Aplicada (IPEA) calcula existir no meio rural. Para dar esse acesso a essas famílias, o governo tenta recuperar terras ocupadas ilegalmente, as "griladas", comprando terras ou desapropriando latifúndios, pagando por eles, para dividir em lotes e assentar essas famílias.

6 Estrutura fundiária Estrutura fundiária é a divisão de terras. No Brasil as grandes propriedades correspondem a quase metade das terras cultiváveis

7 A reforma agrária inclui várias medidas que visam manter o trabalhador, como: criar escolas para os filhos; construir rede de energia; construir rede de transporte para escoar a produção; dar condições de construir casas; financiar sementes e equipamentos agrícolas; fornecer alimentos até a primeira colheita. Concentração fundiária no Brasil

8 A busca por terra sempre foi importante no Brasil e até hoje gera conflitos...

9 Principais áreas de violência no campo 1 - área conhecida como "bico do papagaio", na fronteira entre os estados de Tocantins, Maranhão e Pará. O conflito envolve posseiros e latifundiários; 4 - área de fronteira entre o sul-sudoeste do Pará e o norte do Mato Grosso. Conflito envolve posseiros, garimpeiros, madeireiros e grupos indígenas; 5 - área correspondente ao norte de Rondônia, em que se destacam conflitos fundiários envolvendo madeireiros, grupos indígenas e posseiros; 8 - área de fronteira entre o noroeste gaúcho e oeste catarinense, com problemas fundiários e conflitos entre grandes proprietários rurais e trabalhadores sem terra. Entre os numerosos fatores responsáveis pela ocorrência de conflitos fundiários no Brasil, destacam-se a estrutura fundiária altamente concentradora e o estabelecimento de relações trabalhistas excessivamente exploratórias.

10 A ocupação do espaço brasileiro pelas atividades agrárias apresenta-se diversificada, refletindo diferenças: * regionais; * físicas; * históricas; * sócio-econômicas. São encontrados no Brasil espaços monocultores com modernos sistemas e tecnologias agrícolas, com alto índice de produtividade, convivendo com áreas de roçados policultores, sem técnicas modernas. Cerca de 70% do solo brasileiro é constituído por solos agricultáveis, porém apenas 10% desta área está ocupada por lavoura ou pecuária. De cada 7 hectares bons para o plantio, apenas 1 está produzindo. Ocupação do espaço agrário

11 A agricultura é uma das atividades econômicas mais importantes, pois é responsável pela produção de alimentos necessários à manutenção da vida humana, é lucrativa, fornece matérias primas para as indústrias, além de exercer um papel importante nas relações político-econômicas entre as diversas nações. Embora o papel mais importante seja o fornecimento de alimento para a população, isso não garante que todos tenham esse alimento, pois há uma grande parcela de subnutridos, pessoas com fome em nosso planeta devido a fatores políticos e econômicos, como a má distribuição de alimentos. Agricultura brasileira

12 Para melhores resultados em nossa produção agrícola seriam necessárias algumas medidas como: Avaliar a terra para melhor utilização; Substituir os cultivos menos rentáveis pelos de maior valor no mercado; Utilizar a tecnologia correta para cada área; Reformular os critérios agrícolas para os pequenos e médios proprietários; Ampliar o número de cooperativas agrícolas; Promover uma real reforma agrária.

13 Há grandes proprietários em nosso país, que detém áreas quase do tamanho de alguns países da Europa, e outros pequenos proprietários, que não têm o mínimo necessário para plantar o suficiente para manter a família. A Lei nº 8.629, de 25 de janeiro de 1993, reafirmou que a terra tem de cumprir a função social e estabeleceu novos conceitos em relação às dimensões e à classificação dos imóveis rurais. Para entender essa classificação é importante diferenciar os termos módulo rural e módulo fiscal. O módulo rural é uma área que varia entre 2 e 120 hectares (ha), de acordo com a região. Essa área deve ser suficiente para manter a subsistência de uma família de 4 pessoas. O módulo fiscal é uma área variável, pois depende das características das atividades agrícolas, do clima, do solo e varia de 5 a 110 hectares.

14 As propriedades rurais são classificadas com base nesses conceitos e são consideradas: Minifúndios, quando a dimensão é menor do que o módulo fiscal fixado para o município; Pequena propriedade, quando a área está entre 1 e 4 módulos fiscais; Média propriedade, quando a área está entre 4 e 15 módulos fiscais; Grande propriedade, quando a área é superior a 15 módulos fiscais. Há duas formas básicas de exploração da terra no Brasil: Exploração direta (predominante no Brasil) é quando as terras são exploradas pelos donos ou herdeiros. Exploração indireta: quando as terras são exploradas por quem não é o dono, como os parceiros, os arrendatários ou os ocupantes. Propriedades rurais

15 As relações de trabalho no meio rural podem acontecer de várias formas: Trabalhadores sazonais: São trabalhadores contratados para um curto espaço de tempo, viajam todos os dias para o local de trabalho, levando a comida em marmita, que é ingerida fria, daí o nome de "bóias frias", conhecidos também como volantes, corumbas ou peão de trecho. Arrendatários: Trabalhadores que pagam uma renda fixa pela utilização da terra. Parceiros, Terceiros, Meeiros: Pagam o uso da terra com uma parte do lucro ou da produção. Posseiros: são invasores de terras, que atualmente estão organizados no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Para a invasão são escolhidas fazendas improdutivas, que se encaixem nos critérios constitucionais da realização da reforma agrária. Algumas áreas de assentamento deram certo e prosperaram, enquanto as invasões desorganizadas, fracassaram. Grileiros: são invasores que trabalham a mando de grandes fazendeiros e quase sempre conseguem, através da corrupção, escrituras falsas de propriedade de terra. Relações de trabalho no meio rural

16 O Brasil é o maior produtor mundial de café. Os estados de Minas Gerais (Sul e Alto Paranaíba) e o Espírito Santo são os destaques na produção de café. A cana-de-açúcar se destaca no Oeste paulista e na Zona da Mata nordestina, sendo encontrada também em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. Há uma grande produção de frutas cítricas em São Paulo, o qual representa 80% da área de cultivo e 82% da produção nacional. A maior parte da lavoura brasileira é de milho, representando 25%, mas com baixo rendimento, devido a técnicas inadequadas. As principais áreas estão nos estados do Sul e em Minas Gerais. O principal produto de exportação é a soja. O Rio Grande do Sul, o Paraná e o Mato Grosso do Sul são os estados que se destacam na produção de soja. Produção agrícola brasileira

17 Região Cento Oeste: A agroindústria é o setor econômico mais importante da região. Ela é a maior produtora de soja, sorgo, algodão em pluma e girassol. Responde pela segunda maior produção de arroz e milho no país. Região Sudeste: A agricultura demonstra elevado padrão técnico e boa produtividade. A produção de café, laranja, cana-de-açúcar e frutas está entre as mais importantes do país. Região Nordeste: A agricultura e a pecuária enfrentam situação difícil devido aos longos períodos de estiagem. No entanto, além da cana-de-açúcar, cultura tradicional da região, ganha destaque a lavoura de frutas tropicais em terras irrigadas. Região Sul: O uso de técnicas modernas propicia boa produtividade às culturas de trigo, milho, arroz, feijão e tabaco, e os estados do Sul são grandes produtores de soja, mel, alho, maçã e cebola. A vegetação rasteira típica da região contribui para a criação de rebanhos bovinos, principalmente nos pampas gaúchos. A criação de aves e suínos também é significativa, principalmente no Paraná – onde também é expressivo o extrativismo, especialmente de madeira de pinho – e no oeste de Santa Catarina, que abriga grandes abatedouros e frigoríficos. Distribuição da produção por região

18 Produtos importantes na pauta de exportação

19

20 Brasil atual O nosso país tem todas as características para se destacar no cenário mundial econômico, porém, a fome que reina em grande parte, depende de uma série de medidas internas que levem a uma adequada distribuição de terras e de renda, para que todos possam trabalhar com dignidade e adquirir seu sustento.


Carregar ppt "Geografia - 2ª série EM - Aula 01 Observe a imagem abaixo Produção de alimentos X Fome Por que existe fome em alguns lugares do Brasil ?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google