A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professoras: Edilene, Janaina e Ana Laura Desde o nascimento o corpo sofre diversas transformações: Mudanças físicas; Mudanças comportamentais; Mudanças.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professoras: Edilene, Janaina e Ana Laura Desde o nascimento o corpo sofre diversas transformações: Mudanças físicas; Mudanças comportamentais; Mudanças."— Transcrição da apresentação:

1

2 Professoras: Edilene, Janaina e Ana Laura

3 Desde o nascimento o corpo sofre diversas transformações: Mudanças físicas; Mudanças comportamentais; Mudanças hormonais.

4 Adolescência, um momento de muitas transformações; Em busca de sua identidade.

5

6 A infância vai do nascimento até o início da puberdade; A criança depende de outras pessoas para alimentá-la e protegê-la; durante esta fase o corpo dos meninos e das meninas não diferencia muito.

7

8 Fase caracterizada por conjunto de transformações fisiológicas e emocionais; Amadurecimento sexual; Início da adolescência; Amadurecimento dos órgãos sexuais.

9 A palavra puberdade vem do latim púbis, que significa pêlos; Aparecimento dos pêlos nas axilas e nos genitais; Alterações físicas ou biológicas.

10 Como ocorrem as transformações do menino em homem adulto e da menina em mulher adulta? Os hormônios sexuais produzidos dos testículos e ovários: Meninas (estrógenos e progesterona); Meninos (testosterona).

11 O termo adolescência se refere a uma fase da vida caracterizada por muitas mudanças no corpo, na mente e no comportamento das pessoas; Fase que gera insegurança, insatisfação com a vida e alterações de humor.

12

13 Não existe uma idade para ter início; Em geral, dos 12 aos 20 anos.

14 Principal função é a produção das células sexuais masculinas – espermatozóides; Testículos, ductos genitais, glândulas anexas e pênis.

15 Testículos Duas glândulas de forma oval; protegida externamente por uma bolsa de pele chamada escroto ou bolsa escrotal; dentro dos testículos encontram-se túbulos seminíferos – produzem espermatozóide; o espermatozóide apresenta três partes: cabeça, corpo (colo) e cauda (flagelo). (p.44)

16 Ductos genitais Tubos cuja função é conduzir os espermatozóides até o exterior do sistema genital; Epidídimo – localizado sobre cada testículo – os espermatozóides ficam armazenados até completar o seu desenvolvimento; Canal deferente – tubo que conduz os espermatozóides até a uretra; Uretra - conduz os espermatozóides até o meio externo. Obs.: A expulsão dos espermatozóides e da urina nunca ocorre ao mesmo tempo.

17 Glândulas anexas Vesículas seminais – produzem líquido viscoso que nutre os espermatozóides facilitando sua mobilidade; Próstata – produz líquido leitoso, cuja função é neutralizar a acidez do líquido seminal, protegendo os espermatozóides. Obs.: Conjunto formado pelos espermatozóides e os líquidos produzidos pelas as glândulas anexas formam o esperma ou sêmen.

18 Pênis Órgão de forma cilíndrica; A parte final apresenta uma dilatação chamada glande e é recoberta por uma pele – o prepúcio; Devido a grande quantidade de sangue que entra nesse órgão torna-se rígido e ereto, aumentando de tamanho; Ereção – possibilita a penetração na vagina; Ejaculação - Durante o ato sexual ou com o aumento de estímulos no pênis o esperma ou sêmen é expelido do corpo masculino.

19

20

21 As transformações no ovário e no útero durante o ciclo menstrual preparam a mulher para uma possível gravidez.

22 Pudendo feminino Conhecido como vulva na antiga nomenclatura; Parte externa do sistema genital feminino. Órgãos genitais femininos externos

23 A primeira Menstruação Menarca é o nome que se da à primeira menstruação; ocorre com a maturação do primeiro ovócito. Esquema do Ciclo Menstrual

24

25

26

27 Embrião humano com oito semanas no interior do âmnio.

28

29

30 Representação das etapas do período de gestação, desde a primeira divisão da célula- ovo até o bebê completamente formado.

31 inicia-se quando o ovócito é fecundado; Uma gestação normal tem duração de nove meses, ou seja, 38 semanas; O saco amniótico bolsa cheia de líquido, chamado líquido amniótico; Protege o bebê contra choques físicos. Placenta É o órgão que comunica o feto com a mãe; Permite a troca de nutrientes e resíduos entre o feto e a mãe; A placenta e o feto estão unidos por meio do cordão umbilical.

32 Na fertilização in vitro, a mulher recebe hormônios que fazem os óvulos amadurecer nos ovários. Alguns óvulos são retirados e fecundados por espermatozóides em laboratório; Embriões em uma fase inicial do desenvolvimento são então colocados no útero, onde o desenvolvimento se prossegue.

33

34 São chamados univitelinos que significa único óvulo ou monozigótico que significa um único zigoto. Gêmeos Idênticos

35 São chamados bivitelinos ou dizigótico que significa que durante a ovulação, pode acontecer de mais de um ovócito ser liberado pelo ovário. Quando isso acontece, os ovócitos são fecundados por dois espermatozóides. Gêmeos Fraternos

36 A Amniocentese é um exame capaz de detectar anomalias cromossômicas no embrião pela retirada e análise de líquido amniótico Cuidados na gravidez

37 1. Fecundação em laboratório; 2. Formação da célula- ovo; 3. Formação da mórula; 4. Formação do blastocisto; 5. As células do blastocistos são cultivadas em condições especiais; 6. Transformação de células especializadas; 7. Regeneração de células mortas e órgãos como o coração.

38 Implantes subcutâneo, eliminam hormônios no sangue durante cerca de três anos. A pílula combinada, contem hormônios que impede a ovulação.

39

40 Camisinha masculina, também chamada camisa –de-vênus.

41

42 O diafragma é um capuz de borracha ou silicone que é colocado pela própria mulher no fundo da vagina para tapar a entrada do útero e bloquear a passagem dos espermatozóides.

43

44 Para casais que decidem não mais ter filhos, a esterilização pode ser uma alternativa; Ela pode ser feita na mulher (laqueadura tubária ou ligadura das trompas) ou no homem (vasectomia).

45 Fase caracterizada pelo final da adolescência; Marcada por muitas experiências ligadas ao trabalho, a famílias, etc.

46 A reprodução é fundamental à espécie humana e aos seres vivos em geral. De fato, se tivéssemos, em algum momento da evolução humana, perdido a capacidade de nos reproduzir, nossa espécie já estaria extinta. Relações sexuais e reprodução envolvem também sentimentos, emoções e comportamentos que são influenciados pela cultura. E cada pessoa tem sua personalidade, sua maneira de pensar e agir, seus valores éticos e espirituais, seus projetos de vida. Mas as relações sexuais e a reprodução humana têm muitas outras consequencias: desde uma gravidez não planejada até o risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis.

47 Envolve aspectos biológicos, psicológicos, culturais e sociais de cada pessoa; leva em conta a importância dos sentimentos e das emoções que o individuo vivencia; se expressa nas relações que o individuo estabelece, desde o nascimento até a morte.

48 Formar pessoas bem informadas, críticas, criativas e capazes de preparar cidadãos conscientes de seu papel respeitando e cuidando do próprio corpo e da saúde, tratando com objetividade os assuntos íntimos e tendo informações para planejar e usufruir de uma vida saudável e feliz.


Carregar ppt "Professoras: Edilene, Janaina e Ana Laura Desde o nascimento o corpo sofre diversas transformações: Mudanças físicas; Mudanças comportamentais; Mudanças."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google