A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Acessibilidade Conceitos e dicas por uma Pessoa com Deficiência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Acessibilidade Conceitos e dicas por uma Pessoa com Deficiência."— Transcrição da apresentação:

1 Acessibilidade Conceitos e dicas por uma Pessoa com Deficiência

2 Sobre mim Luis Ricardo Deficiente desde 2005 (8 anos) Blogueiro e Aposentado (Coordenador de Qualidade de Help Desk na Petrobras) Fundador e editor do

3 Brasil em números O Brasil conta com uma população de aproximadamente 193 milhões de pessoas. São 96 homens para cada 100 mulheres. A população idosa tem aumentado no país (em proporções - 4,8% em 1991, passando a 5,9% em 2000 e chegando a 7,4% em 2010) 24% da população brasileira – 45,6 milhões de pessoas – têm algum tipo de deficiência declarada (em proporções – 14,5% em 2000 e 24% em 2010) Fonte – Censo 2010-IBGECenso 2010-IBGE

4 Brasil em números Acidentes de Trânsito no Brasil Brasil – mais de 1 milhão de acidentes por ano Mortes: 45 mil mortes ao ano Mais de feridos por ano Maior parte das vítimas de acidentes tem menos de 35 anos 60% das pessoas acidentadas tem lesões permanentes Fonte -

5 Acessibilidade Acessibilidade a.ces.si.bi.li.da.de sf (lat accessibilitate) 1 Facilidade de acesso, de obtenção. 2 Facilidade no trato. (Dicionário Michaelis)

6 Acessibilidade Acessibilidade significa não apenas permitir que pessoas com deficiências ou mobilidade reduzida participem de atividades, que incluem o uso de produtos, serviços e informação. Mas a inclusão e extensão do uso destes por todas as parcelas presentes em uma determinada população, visando sua adaptação e locomoção, eliminando as barreiras. (Wikipédia) Elimine as barreiras! Física Social Linguagem Tecnológica Outras

7 Desenho Universal Conceito Utilizado: No mundo ideal não haveria barreiras arquitetônicas impedindo que as pessoas tivessem acesso a onde quer que fosse. O mundo ideal não seria planejado para o homem padrão, mas sim englobaria toda a diversidade de pessoas em seus diferentes aspectos físicos.

8 Desenho Universal O que é relevante para o Desenho Universal? Uso equitativo – o desenho de qualquer projeto deve ser utilizável por pessoas com habilidades diversas e prover os mesmos significados de uso para todos os usuários. (Ex.: Portas automáticas) Flexibilidade de uso – o projeto precisa ser adaptado a um largo alcance de preferências e habilidades individuais e possibilitar que o usuário faça sua escolha na forma de utilização. (Ex.: Patamares em rampas)

9 Desenho Universal O que é relevante para o Desenho Universal? Informação perceptível – informações efetivas ao usuário, independentemente das condições do ambiente e das habilidades sensoriais de cada um. (Ex.: Mapas táteis, Ipods com informações sobre exposição) Tolerância ao erro – É a minimização dos riscos e das consequências adversas de acidentes. (Ex.: Rampas com corrimão) Uso intuitivo – o projeto deve ser criado de modo a ser de fácil entendimento, eliminando qualquer complexidade desnecessária. (Ex.: Símbolos de fácil entendimento)

10 Desenho Universal O que é relevante para o Desenho Universal? Tamanho e espaço para uso e finalidade – Os espaços devem ser apropriados para acesso, manipulação e uso, independentemente das dimensões do corpo, postura ou mobilidade do usuário. (Ex.: Assentos largos para pessoas obesas) Pouco esforço físico – o projeto deve ser usado de maneira que a pessoa mantenha a posição do corpo neutra e a força utilizada seja de moderada intensidade. (Ex.: Rampas com baixo ângulo de inclinação)

11 Desenho Universal Através da NBR 9050 registrada na ABNT. (custo de aproximadamente R$85,00 - )http://www.abntcatalogo.com.br/ Outras Normas que são utilizadas: NBR / NBR / NBR / NBR / NBR 14273/ NBR /2/3 / NBR / NBR / NBR / NBR 15450:2006 /NBR / NBR ( Para saber mais visite o link)visite o link No Brasil como é aplicado o Desenho Universal?

12 Acessibilidade na prática Corredores e portas de passagem – largura mínima de 0,90m Portas internas – largura mínima de 0,80m Módulo referência pois comporta um cadeirante - 0,80 x 1,20m Área para rotação de 180 graus de uma cadeira de rodas – 1,50 x 1,20m Arquitetura

13 Acessibilidade na prática Interruptores e comandos – Altura média entre 0,80 m e 1,00 m do piso Desnível máximo permitido – 0,50cm Peitorais de janelas – altura máxima de 0,60 m Arquitetura

14 Acessibilidade na prática Mesas de cozinha e/ou jantar – 0,73m de altura Prefira mesas em geral sem quinas retas e que não sejam de materiais cortantes O fogão tipo cooktop permite cozinhar sentado Camas e estofados – altura média de 0,46 m Preferência para estofados e colchões firmes que facilitam a pessoa a se levantar Decoração

15 Acessibilidade na prática Instalação do vaso sanitário, consideram-se as áreas de transferência lateral, perpendicular e diagonal. Instale as barras de apoio na lateral e no fundo do vaso sanitário que devem ter no mínimo 0,80 m de comprimento mínimo e a 0,75 m do piso acabado. Banheiros

16 Acessibilidade na prática 1,5 cm é o desnível máximo permitido entre o piso do boxe e do restante do banheiro Aplique piso antiderrapante em todo o banheiro Os módulos com rodízios embaixo da pia em vez de marcenaria facilitam a retirada, aumentando a circulação de uma cadeira de rodas Decoração

17 Lei de Cotas pela Inclusão LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991, lei de contratação de Deficientes nas Empresas. Lei 8213/91, lei cotas para Deficientes e Pessoas com Deficiência dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência e dá outras providências a contratação de portadores de necessidades especiais. Art a empresa com 100 ou mais funcionários está obrigada a preencher de dois a cinco por cento dos seus cargos com beneficiários reabilitados, ou pessoas portadoras de deficiência, na seguinte proporção: - até 200 funcionários % - de 201 a 500 funcionários % - de 501 a 1000 funcionários % - de 1001 em diante funcionários... 5% Fonte: deficienteonline.com.br

18 Análise do Manual NBR 9050

19 Deficiência Física - tipos e definições de deficiência física, refere-se a alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física, apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que não produzam dificuldades para o desempenho de funções.

20 Deficiência auditiva (também conhecida como hipoacusia ou surdez) é a incapacidade parcial ou total de audição. Pode ser de nascença ou causada posteriormente por doenças. No passado, costumava-se achar que a surdez era acompanhada por algum tipo de déficit de inteligência. Entretanto, com a inclusão dos surdos no processo educativo, compreendeu-se que eles, em sua maioria, não tinham a possibilidade de desenvolver a inteligência em virtude dos poucos estímulos que recebiam e que isto era devido à dificuldade de comunicação entre surdos e ouvintes. Porém, o desenvolvimento das diversas línguas de sinais e o trabalho de ensino das línguas orais permitiram aos surdos os meios de desenvolvimento de sua inteligência.

21 Deficiência Visual. Cegueira - Tipos e Definição. Acuidade visual igual ou menor que 20/200 no melhor olho, após a melhor correção, ou campo visual inferior a 20º (tabela de Snellen), ou ocorrência simultânea de ambas as situações.

22 Funcionamento intelectual significativamente inferior á média, com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas, tais como: comunicação; cuidado pessoal; habilidades sociais; utilização da comunidade; saúde e segurança; habilidades acadêmicas; lazer; trabalho. Deficiência Mental

23 As pessoas portadoras de deficiência múltipla são aquelas afetadas em duas ou mais áreas, caracterizando uma associação entre diferentes deficiências, com possibilidades bastante amplas de combinações. Um exemplo seriam as pessoas que têm deficiência mental e física. A múltipla deficiência é uma situação grave e, felizmente, sua presença na população geral é menor, em termos numéricos. Deficiência Múltipla

24 Link Sugerido


Carregar ppt "Acessibilidade Conceitos e dicas por uma Pessoa com Deficiência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google