A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FORMAÇÃO EM AÇÃO 2012 – I SEMESTRE OFICINA: Educação Especial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FORMAÇÃO EM AÇÃO 2012 – I SEMESTRE OFICINA: Educação Especial."— Transcrição da apresentação:

1 FORMAÇÃO EM AÇÃO 2012 – I SEMESTRE OFICINA: Educação Especial

2 Departamento de Educação Especial e Inclusão Educacional/ SEED Áreas de Atendimento : Deficiência Intelectual Deficiência Visual Deficiência Física Neuromotora Surdez/ Deficiência Auditiva Transtornos Globais do Desenvolvimento Altas Habilidades/ Superdotação Transtornos Funcionais Específicos

3 SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO Departamento de Educação Especial e Inclusão Educacional

4 DEFICIÊNCIA INTELECTUAL (American Association on Intellectual and Developemental Desabilities - AAIDD) Funcionamento intelectual significativamente inferior à média (QI). Atraso significativo de desenvolvimento, em pelo menos, dois domínios do comportamento adaptativo (comunicação, cuidados pessoais, habilidades sociais, desempenho na família e comunidade, independência na locomoção/autonomia, saúde e segurança, desempenho escolar, lazer, trabalho). Os dois primeiros critérios devem manifestar-se durante o período de desenvolvimento (antes dos 18 anos ).

5 O grupo de alunos com deficiência intelectual não se constitui em um grupo homogêneo, pois apresentam diferentes características e não basta um simples diagnóstico para a sua correta identificação.

6 As limitações intelectuais interferem de maneira substancial: Na aprendizagem. Na execução de determinadas atividades da vida diária. No contexto familiar, escolar e social

7 Na aprendizagem da leitura e escrita o aluno com DI passa pelos mesmos processos cognitivos de outros alunos sem deficiência, mas em um ritmo mais lento. Assim, os encaminhamentos pedagógicos podem ser os mesmos usados para toda a turma.

8 O aluno com DI exige um trabalho sistematizado, contínuo e requer um período mais longo para aquisição da aprendizagem.

9 COMO ATENDER ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NO CONTEXTO COMUM DE ENSINO?

10 Rede Pública: 1. Classe Comum com complementação em Sala de Recursos Multifuncional - tipo I – (SRM).

11 Encaminhamentos Pedagógicos: a)adaptação curricular - (são ajustes nos objetivos, conteúdos, metodologia, avaliação e temporalidade a fim de atender as necessidades individuais dos alunos). b) medidas de acesso ao currículo - (condições físicas, ambientais e materiais). c) apoio especializado complementar - (SRM, em turno contrário ao da classe comum).

12 Sugestão de medidas de intervenção para o trabalho pedagógico com o aluo deficiente intelectual Dicas para trabalhar em sala de aula: Evitar comparações com os demais alunos;Evitar comparações com os demais alunos; Cobrar do aluno a execução das tarefas que lhe forem atribuídas;Cobrar do aluno a execução das tarefas que lhe forem atribuídas; Evitar a repetição constante de produções errôneas ou incompletas e sim dar-lhe condições para a autocorreção;Evitar a repetição constante de produções errôneas ou incompletas e sim dar-lhe condições para a autocorreção; Encorajá-lo a aprender de forma independente;Encorajá-lo a aprender de forma independente;

13 Sugestão de medidas de intervenção para o trabalho pedagógico com o aluo deficiente intelectual oferecer atenção individualizada ao aluno;oferecer atenção individualizada ao aluno; dar ao aluno, ordens claras e sequenciais, com explicações objetivas e linguagem de fácil entendimento;dar ao aluno, ordens claras e sequenciais, com explicações objetivas e linguagem de fácil entendimento; propor tarefas breves e de curta duração;propor tarefas breves e de curta duração; adotar uma sequência gradativa dos conteúdos;adotar uma sequência gradativa dos conteúdos; introduzir atividades alternativas às previstas,bem como outras complementares ao planejamento inicial;introduzir atividades alternativas às previstas,bem como outras complementares ao planejamento inicial;

14 Sugestão de medidas de intervenção para o trabalho pedagógico com o aluo deficiente intelectual retomar os conteúdos trabalhados anteriormente, através de atividades complementares ou revisão dos conteúdos ministrados;retomar os conteúdos trabalhados anteriormente, através de atividades complementares ou revisão dos conteúdos ministrados; propor nas atividades pedagógicas pistas visuais, vivências e recursos de memória que oportunizem a realização da tarefa e a fixação da aprendizagem;propor nas atividades pedagógicas pistas visuais, vivências e recursos de memória que oportunizem a realização da tarefa e a fixação da aprendizagem; adotar a metodologia de ajuda entre colegas (escolher um ou mais colega para ajudar o aluno com dificuldade);adotar a metodologia de ajuda entre colegas (escolher um ou mais colega para ajudar o aluno com dificuldade); incentivar o trabalho de colaboração de alunos, isto é, atividades que envolvam toda a turma, como trabalhos em grupos, que possibilite a ajuda mútua entre os colegas;incentivar o trabalho de colaboração de alunos, isto é, atividades que envolvam toda a turma, como trabalhos em grupos, que possibilite a ajuda mútua entre os colegas;

15 Sugestão de medidas de intervenção para o trabalho pedagógico com o aluo deficiente intelectual flexibilizar o tempo de realização das tarefas;flexibilizar o tempo de realização das tarefas; trabalhar em sala de aula com materiais diversificados;trabalhar em sala de aula com materiais diversificados; reorganizar o espaço físico, alterando posição das carteiras para facilitar a interação de todos os alunos entre si;reorganizar o espaço físico, alterando posição das carteiras para facilitar a interação de todos os alunos entre si; estar em contato com o professor da sala de recursos multifuncional, com vistas a elaboração de um plano de intervenção voltado ao atendimento das necessidades do aluno.estar em contato com o professor da sala de recursos multifuncional, com vistas a elaboração de um plano de intervenção voltado ao atendimento das necessidades do aluno.

16 Equipe área Deficiência Intelectual na rede comum Édne Aparecida Claser MakishimaÉdne Aparecida Claser Makishima Eliete Cristina Berti ZamproniEliete Cristina Berti Zamproni

17 ATENDIMENTO EDUCACIONAL NRE Toledo: » 60 Salas de Recursos Multifuncional – Tipo 1 (Ensino Regular) » 07 Escolas de Educação Básica na Modalidade de Educação Especial » 24 Classes Especiais (Redes Municipais)


Carregar ppt "FORMAÇÃO EM AÇÃO 2012 – I SEMESTRE OFICINA: Educação Especial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google