A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fósseis restos de organismos: - ossos - dentes - troncos - chifres - etc. vestígios (ou marcas) da actividade de organismos: - Deslocação: pegadas - Habitação:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fósseis restos de organismos: - ossos - dentes - troncos - chifres - etc. vestígios (ou marcas) da actividade de organismos: - Deslocação: pegadas - Habitação:"— Transcrição da apresentação:

1

2 Fósseis restos de organismos: - ossos - dentes - troncos - chifres - etc. vestígios (ou marcas) da actividade de organismos: - Deslocação: pegadas - Habitação: galerias - Reprodução: ovos fosseis - Nutrição: coprólitos (fezes fossilizadas) Organismos que viveram em épocas geológicas anteriores à actual! organismos Totalmente conservados

3 Para que se forme um fóssil é necessário que as evidências sofram uma série de transformações químicas e físicas ao longo de um período de tempo. Assim, só se consideram fósseis os vestígios orgânicos com mais de anos. Encontrei fósseis... ossos de dinossauro !

4 Crânio do Smilodon Esqueleto de Archaeopterix Trilobite fossilizada Troncos de árvores mineralizados Exemplos de fósseis (restos de organismos)

5 Garra de ave (Moa) com partes moles preservadas. A preservação ocorreu no interior de uma gruta com atmosfera seca e estéril. Mamute preservado em gelo descoberto na Sibéria. O gelo interrompe a actividade dos microorganismos decompositores e retarda a decomposição físico-química. Mosquito preservado em âmbar. O âmbar isola o organismo do contacto com o exterior. Flor do Miocénico excepcionalmente preservada em sedimentos finos (Florissant, Colorado, EUA) Borboleta preservada em sedimentos finos. É notável o grau de conservação de quase todo o organismo. Miocénico de Florissant, Colorado, EUA Exemplos de fósseis (organismos totalmente preservados)

6 Coprólitos Exemplos de fósseis (vestígios da actividade dos organismos) Ovos fossilizados galerias pegadas

7 Processos/Tipos de Fossilização MOLDAGEM MINERALIZAÇÃO MUMIFICAÇÃO OU CONSERVAÇÃO TOTAL Consiste na cópia da forma interna ou externa de um resto orgânico Consiste na substituição da matéria que constituía o organismo, por certos minerais que o petrificam, mas mantêm-se as suas características Consiste na conservação total de um organismo, por ter sido envolvido, de imediato, por uma substância que impede a sua decomposição

8 Formação de Pegadas

9 A Ciência que estuda os fósseis é a Paleontologia [nome que deriva do grego palaios (antigo)+ontos (ser)+logos (tratado)]. Esta ciência estuda os organismos que viveram no passado da Terra sob todos os aspectos. Procura especialmente conhecer as relações entre os seres vivos, entre estes e o meio ambiente, e a sua ordem no tempo. A Paleontologia pretende conhecer do modo mais completo possível os seres vivos que antecederam os actuais: o seu modo de vida, as condições ambientais e bióticas nas quais se desenvolveram, as causas da morte ou da sua extinção, e as possíveis relações evolutivas entre eles.

10 Vida de paleontólogo

11

12 A formação de um fóssil...

13

14 o ambiente de fossilização seja aquático (os sedimentos que se depositam sobre o ser, ou sobre os seus vestígios protegem-no de predadores e da erosão) o ambiente de fossilização seja aquático (os sedimentos que se depositam sobre o ser, ou sobre os seus vestígios protegem-no de predadores e da erosão) a existência de uma esqueleto ou parte duras a existência de uma esqueleto ou parte duras condições vantajosas para que ocorra fossilização... a abundância da espécie (quanto maior o nº de organismos, maior a possibilidade de fossilizarem) a abundância da espécie (quanto maior o nº de organismos, maior a possibilidade de fossilizarem)

15 Actualmente os fósseis são considerados instrumentos fundamentais: -na datação das rochas (através dos fósseis de idade, ex: trilobites ) -na reconstituição dos ambientes e espécies do passado (através dos fósseis de fácies, ex: amonites ) -no estudo da evolução das espécies

16

17

18 Fósseis Vivos São seres vivos que se mantiveram praticamente inalterados na sua forma ao longo de milhões de anos. Gingko Náutilo

19 Quando nos referimos à história da Terra não faz sentido medir o tempo em anos, pois os fenómenos geológicos são de longa duração.

20 Como é que foi criada essa escala? E no que é que ela se baseia? A ESCALA DO TEMPO GEOLÓGICO Para medir o tempo, em Geologia, foi criada uma escala – A ESCALA DO TEMPO GEOLÓGICO

21 ERAS acontecimentos geológicos da história da Terra e no estudo dos fósseis A escala do tempo geológico divide o tempo em ERAS e baseia-se em acontecimentos geológicos da história da Terra e no estudo dos fósseis Mesozóico Cenozóico Por exemplo a extinção dos dinossauros marca o fim do Mesozóico e o início do Cenozóico

22 As Eras são ainda divididas em Períodos Por exemplo a Era Secundária ou Mesozóico divide-se em três períodos: O Jurássico foi a época em que reinaram os dinossauros, daí o nome do filme Parque Jurássico.

23 (1,5 M.a. até aos nossos dias)


Carregar ppt "Fósseis restos de organismos: - ossos - dentes - troncos - chifres - etc. vestígios (ou marcas) da actividade de organismos: - Deslocação: pegadas - Habitação:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google