A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fios Cirúrgicos Prof. Msc. Emanoel F. Martins Filho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fios Cirúrgicos Prof. Msc. Emanoel F. Martins Filho."— Transcrição da apresentação:

1 Fios Cirúrgicos Prof. Msc. Emanoel F. Martins Filho

2 INTRODUÇÃO Aproximação das bordas da ferida acelera o processo cicatricial Relatos da técnica de sutura a partir dos primórdios das civilizações (cerca de anos aC.) Uso de elementos de origem animal, vegetal e mineral no desenvolvimento dos fios Problemas relacionados a ocorrência de infecção A busca por um fio ideal

3 HISTÓRIA a.C. - Egito Antigo a.C. - India 400 a.C. – Roma - Fios de tendões de animais 200 d.C. – Fios de linho (Cornélio) e intestino de Herbívoros (Galeno) Sec IX – Rhazes - Corda de harpa como fio de sutura no fechamento da cavidade abdominal

4 HISTÓRIA Sec X – Escola de Medicina de Salermo - Linho rompe com infecção Recomendação ao uso fios de intestino de herbivoros Sec XVI – A. Paré – difundiu a ligadura dos vasos em substituição à cauterização com azeite quente Sec XIX - Joseph Lister – Esterilização química... - Philipe Physic – Entendimento dos fios absorvíveis Sec. XX – George Merson - Industrialização dos fios de sutura

5 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS FÍSICAS Configuração Monofilamentar Multifilamentar

6 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS FÍSICAS Capilaridade Absorção de fluidos

7 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS FÍSICAS ADERÊNCIA BACTERIANA ConfiguraçãoCapilaridadeAbsorção de fluidos

8 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS FÍSICAS Calibre (Diâmetro) Fios de colágeno (CATEGUTE) USP TamanhoPadrão MétricoDiametro (mm)Força Tensil (N) Min.Max.Minima ADAPTADO USP pharmacopeia.cn Fios Sintéticos USP TamanhoPadrão MétricoDiametro (mm)Força Tensil (N) Min.Max.Minima * * e Número de zeros Calibre Força Tênsil

9 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS FÍSICAS Resistência tênsil Romper o fio Força do nó Desfazer o nó 2xDiâmetro 4xForça Tênsil Coeficiente de atrito Desatar ou escorregar o nó

10 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS FÍSICAS Elasticidade Voltar a forma original Plasticidade Manutenção da forma Plasticidade Não retorna a forma original Memória Retornar a forma original Memória Plasticidade Elasticidade

11 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS MANUSEIO Pliabilidade Facilidade de manuseio Coeficiente de atrito Deslizamento pelos tecidos Multifilamentado Pliabilidade Atrito Dificuldade para retirar os pontos e desatar nó

12 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS REAÇÃO TECIDUAL Fio Cirúrgico Reação tecidual Reações Intensas Infecção e Deiscência Quantidade de Fio Reação Tecidual

13 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS PERÍODO DE ABSORÇÃO SUTURAS ABSORVÍVEISINABSORVÍVEIS biodegradáveisnão biodegradáveis

14 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS Fios Absorvíveis

15 CARACTERISTICAS DOS FIOS CIRÚRGICOS

16 FIO IDEAL Ser flexível Apresentar grande resistência a tração e a torção Ser de fácil manuseio Apresentar calibre fino e regular Proporcionar facilidade para o nó cirúrgico Desencadear pouca reação tecidual Ser facilmente esterilizável Não servir como nicho para infecção

17 CONSIDERAÇÕES FINAIS A responsabilidade pela escolha do melhor material cai sobre o cirurgião. O custo de uma complicação como deiscência, fístula, dor e até morte nunca justificará o uso de um material mais barato e de pior qualidade"

18 CONSIDERAÇÕES FINAIS OBRIGADO !!!

19 Catgut Simples

20 Catgut Cromado

21 Fio de sutura PDS* II (polidioxanona)

22 Vicryl (poliglactina 910)

23 Fio de Aço Aciflex

24 Poliéster (Mersilene*)

25 Seda

26 Nylon - Náilon (Mononylon*)


Carregar ppt "Fios Cirúrgicos Prof. Msc. Emanoel F. Martins Filho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google