A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola E B 2º e 3º Ciclos do Paul Elaborado por: David Bernardino Magalhães Nº 6 Inês Abreu Delgado Nº 10 Irina Calado Bonifácio Nº 11 Viviana Tavares.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola E B 2º e 3º Ciclos do Paul Elaborado por: David Bernardino Magalhães Nº 6 Inês Abreu Delgado Nº 10 Irina Calado Bonifácio Nº 11 Viviana Tavares."— Transcrição da apresentação:

1 Escola E B 2º e 3º Ciclos do Paul Elaborado por: David Bernardino Magalhães Nº 6 Inês Abreu Delgado Nº 10 Irina Calado Bonifácio Nº 11 Viviana Tavares Gonçalves Nº 17 Alunos do 6º Ano Turma B Ano Lectivo 2005/06

2 Animais Marinhos em Vias de Extinção Animais Marinhos em Vias de Extinção O Golfinho O Golfinho

3 Introdução; O Golfinho; Temperamento; Reprodução; Pele; Dentes; Alimentação Predadores; Modo de viver; Algumas espécies de Golfinhos; Índice

4 Decidimos fazer este trabalho, para alertar as pessoas, sobre o perigo que muitos animais marinhos correm, neste caso o golfinho. Ao fazê-lo talvez o possamos ajudar, alertando as consciências das pessoas, para tentar não ter actividades que possam ser prejudiciais à sua vida. Se o conseguirmos, ficaremos muito satisfeitos! Introdução

5 O Golfinho Os Golfinhos são mamíferos e não peixes. Eles são animais de sangue quente como o homem e dão à luz um filhote de cada vez. São animais sociáveis, tanto com os humanos como com outros animais e também entre eles. Existem 37 espécies conhecidas de golfinhos entre os de água salgada e doce.

6 Temperamento Usualmente afáveis e brincalhões, os golfinhos parecem gostar de companhia humana. Alguns são mais arredios. Há casos raros de agressividade, normalmente quando são provocados.

7 Reprodução Nasce apenas um filhote de cada vez e a gestação dura, em média 12 meses, dependendo da espécie. Observando golfinhos em cativeiro, os cientistas determinaram o tempo de gravidez exacto para algumas espécies, mas o período de gestação continua desconhecido para a maioria das espécies de golfinhos. Os cientistas crêem também que quase todas as espécies são promíscuas (partilham as fêmeas). O bebé nasce apontando primeiro o rabo, e irá mamar até 4 anos (ele só deixará de mamar mais cedo dependendo das circunstâncias).

8 Os detalhes mais íntimos do acasalamento e nascimento de golfinhos, têm permanecido escondidos da observação humana. Muitos investigadores possuem apenas uma vaga ideia dos hábitos reprodutivos dos golfinhos. Pensa-se que o acasalamento é sazonal e é realizado de barriga para barriga como as baleias e muitas fêmeas não reproduzem todos os anos. Por vezes existe uma fêmea a ajudar no processo. O pai do golfinho bebé não participa na vida activa e tratamento do seu filho, porém em algumas espécies, há fêmeas cuja função é a de ama.

9 Pele Como a pele do ser humano, a dos golfinhos têm muitos nervos que explicam por que eles são dóceis e gostam de ser acariciados. A Pele do golfinho também é extremamente delicada e facilmente se fere através de superfícies ásperas. Pode ser cortado por uma unha afiada, mas tende a curar depressa.

10 Dentes Os dentes de um golfinho não são usados para mastigar a comida inteira mas ajudam a agarrar a presa. Alguns cientistas também pensam que os dentes são espaçados para ajudar o golfinho a analisar ondas de som quando saltam atrás de algum objecto.

11 Alimentação Os golfinhos são caçadores e alimentam-se principalmente de peixes e lulas, mas alguns preferem moluscos e camarão. Muitos deles caçam em grupo e procuram os grandes cardumes de peixes. Cada espécie de peixe tem um ciclo anual de movimentos, e os golfinhos acompanham esses cardumes e por vezes parecem saber onde interceptá-los, provavelmente conseguem estas informações pela excreções químicas dos peixes, presentes na urina e nas fezes.

12 Predadores Os predadores dos golfinhos são os tubarões e o ser humano. Os pescadores de atuns, costumam procurar por golfinhos, que também os caçam, ocasião em que ocorre um mutualismo. O golfinho encontra o cardume e os pescadores lançam as redes aprisionando os peixes e deixam os golfinhos alimentarem- se para depois puxarem as redes. Desse modo, ambas as espécies beneficiam do alimento. Porém muitas vezes os golfinhos acabam por ficarem presos nas redes, podendo morrer.

13 Modo de viver Podem viver de 25 a 30 anos e dão à luz um filhote de cada vez. Vivem em grupos, são animais sociáveis, tanto entre eles, como com outros animais e os seres humanos. Sua excelente inteligência é motivo de muitos estudos por parte dos cientistas. Em cativeiro é possível treiná-los para executarem grande variedade de tarefas, algumas de grande complexidade. São extremamente brincalhões, pois nenhum animal, excepto o homem, tem uma variedade tão grande de comportamentos que não estejam directamente ligados às actividades biológicas básicas, como alimentação e reprodução.

14 Algumas espécies de Golfinhos Golfinho-de- Hector (Cephalorhync hus hectori) Delfim- comum (Delphinus delphis)

15 Golfinho- roaz (Tursiops truncatus) Golfinho-pintado- pantropical (Stenella attenuata) Golfinho-do- crepúsculo (Lagenorhynchus obscurus)

16 Conclusão Esperamos ter dado uma pequena contribuição para que os golfinhos sejam uma espécie mais protegida pelas populações. Eles são uns animais adoráveis e muito sociáveis com a espécie humana. Sabemos que temos também o dever de alertar as pessoas que não estão consciencializadas para este tema, dizendo-lhe o quanto é importante defender os golfinhos. Esperemos que o amanhã, seja melhor que o hoje!

17 Bibliografia - reproducao - reproducao hos jpg; hos jpg; html; html;


Carregar ppt "Escola E B 2º e 3º Ciclos do Paul Elaborado por: David Bernardino Magalhães Nº 6 Inês Abreu Delgado Nº 10 Irina Calado Bonifácio Nº 11 Viviana Tavares."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google