A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria."— Transcrição da apresentação:

1 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Esplanada dos Ministérios, Bloco L, sala 419 CEP: Brasília – DF - Brasil Telefone: (61) Conteúdo Educacional Multimídia Implicações das novas tecnologias para o desenvolvimento da educação no Brasil

2 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Panorama Quantitativo DescriçãoTotal - Unidades da Federação27 - Municípios (cidades) Habitantes Professores da Educação Básica Pública Alunos Matriculados na Educação Básica Pública Necessidades de novas formações de professores Analfabetos Profissionais formados em áreas diferentes daquelas em que atuam ou que têm apenas nível médio

3 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica É um conjunto de ações estratégicas do Ministério Educação para a melhoria da qualidade da educação e, por consequência, da Ciência e Tecnologia. - O Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) foi criado em 2007 como um plano coletivo de médio e longo prazo, sistêmico, cujo objetivo é melhorar a qualidade da educação no País, com prioridade na Educação Básica. - Para que isso seja possível, é necessário o engajamento da sociedade civil, pais, alunos, professores e dirigentes em iniciativas que ampliem as condições de permanência e efetiva aprendizagem do aluno na escola. - O PDE está sustentado em seis pilares: a) visão sistêmica da educação; b) territorialidade; c) desenvolvimento; d) regime de colaboração; e) responsabilização; f) mobilização social. Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE)

4 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) - O IDEB avalia o ensino por escola, município ou estado, tem notas de 0 a 10 e leva em conta o desempenho dos alunos no Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB) e na Prova Brasil, bem como as taxas de aprovação, reprovação e evasão escolar; O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado para a definição das metas de qualidade; - A meta estabelecida das séries iniciais do ensino fundamental para o Brasil até 2022 é a de um IDEB igual ou superior a 6,0, que é a média encontrada entre os países mais desenvolvidos do mundo; - Brasil, nas séries iniciais do ensino fundamental: Nota hoje: 3,8.

5 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica O Plano de Desenvolvimento da Educação agrega ingredientes novos ao regime de colaboração, de forma a garantir a sustentabilidade das ações que o compõem. Convênios unidimensionais dão lugar aos Planos de Ações Articuladas (PAR), de caráter plurianual, construídos com a participação de gestores e educadores locais, baseados em diagnóstico de caráter participativo. O PAR é, portanto, multidimensional e sua temporalidade o protege daquilo que tem sido o maior impeditivo do desenvolvimento do regime de colaboração: a descontinuidade das ações, a destruição da memória do que foi adotado, a reinvenção, a cada troca de equipe, do que já foi inventado. Em outras palavras, a intermitência. Planos de Ações Articuladas (PAR)

6 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Conteúdo Educacional Multimídia Suporte Técnico e Pedagógico Formação Recursos / Materiais Pedagógicos T.E. Avaliação, Pesquisa, Acompanhamento

7 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Ações do MEC Plano de Desenvolvimento da Educação PDE Programa de Ações Articuladas PAR Rede de Formação Portal do Professor Prova Brasil UAB... Guia de Tecnologias....

8 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Professores Aprendendo a Ensinar com o Apoio de Conteúdos Digitais ItemEstágioExemplos do que fazem os professores 1EntradaAprendem a habilidades básicas para lidar com Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) 2AdoçãoUsam as TICs nas práticas pedagógicas tradicionais 3AdaptaçãoIntegram as TICs às atividades de sala de aula, principalmente com foco na produtividade dos alunos 4ApropriaçãoFocam o trabalho cooperativo, projetos de aprendizagem e interdisciplinaridade, incorporando as TICs quando ela é necessária, como uma entre muitas ferramentas 5InvençãoDescobrem novas formas de utilizar as ferramentas e combinam múltiplas tecnologias

9 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Professores aprendendo a ensinar com conteúdos digitais Ao observar as estratégias de formação de professores, aquelas que trazem melhores resultados ocorrem quando: Envolvem colaboração entre pequenos grupos Acontecem nas próprias salas de aula Consideram a experiência do professor quanto ao currículo e às metodologias Oferecem oportunidade de experimentação e reflexão Ofertam apoio continuado para implementar mudança e inovação

10 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Sucesso na implantação / implementação de conteúdos digitais O sucesso da implementação das TICs depende de um conjunto integrado de fatores: 1) Planejamento Objetivos específicos bem definidos, bem como os recursos tecnológicos que serão disponibilizados para alcançar as metas propostas Identificar/construir as lideranças do projeto na escola e na gestão da proposta Definir o investimento de médio a longo prazo Estabelecer parcerias Planejar logística detalhada (manutenção, atualizações, reposição de equipamentos etc)

11 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica 2) Desenvolvimento profissional Capacitar professores e gestores, focando as habilidades técnicas, mas também aspectos que contribuam para integrar as TICs aos conteúdos curriculares Diversificar as oportunidades de capacitação Oferecer a toda comunidade escolar cursos básicos sobre a tecnologia e informá-los sobre as regras de uso acordadas Sucesso na implantação / implementação de conteúdos digitais

12 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica 3) Hardware e Software Adquirir ferramentas/aplicativos e conteúdos digitais de acordo com a proposta político pedagógica da instituição Cuidar da infraestrutura da rede de computadores e internet Disponibilizar suporte técnico de alta qualidade, com recursos humanos que possam conciliar pedagogia com teconologia Sucesso na implantação / implementação de conteúdos digitais

13 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica 4) Gestão Dar tempo para que mudanças ocorram de forma gradual, Disseminar boas práticas Incentivar a colaboração e a comunicação entre os envolvidos no projeto (gestores, pais, professores, técnicos e educandos) Sucesso na implantação / implementação de conteúdos digitais

14 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Engajamento com as políticas públicas Articulação com as diretrizes educacionais nacionais Replicabilidade Condições para continuidade e ampliação Referências na área Articulação da prática a teoria Concepção de uso da tecnologia voltada para a aprendizagem do aluno Critérios Gerais para Seleção de Conteúdos Digitais

15 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Guia de Tecnologias Educacionais Veja mais sobre o Guia em:

16 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Guia de Tecnologias Educacionais O Guia é uma ferramenta a mais que a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC/SEB) oferece aos sistemas de ensino e que os auxilie na decisão sobre a aquisição/implementação de tecnologias para uso nas escolas brasileiras de educação básica. Apresenta, no âmbito do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), a descrição e informações de cada tecnologia pré-qualificada, com propósito de auxiliar gestores a conhecer e a identificar aquelas que possam contribuir para a melhoria da educação em suas redes de ensino. O que é o Guia? Veja mais sobre o Guia em:

17 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Objetivos 01. Desenvolver referenciais de qualidade para utilização de tecnologias educacionais por escolas e sistemas de ensino; 02. Disseminar padrões de qualidade que orientem a organização do trabalho dos profissionais da educação básica; 03. Estimular especialistas, pesquisadores, instituições de ensino e pesquisa e organizações sociais para criação de tecnologias educacionais, que contribuam para a elevação da qualidade da educação básica; 04. Fortalecer uma cultura de produção teórica voltada para a qualidade na educação básica e em seus referenciais concretos. Guia de Tecnologias Educacionais

18 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Guia de Tecnologias Educacionais Qual a composição do Guia? É composto por tecnologias que estão sendo implementadas pelo MEC – desenvolvidas por suas secretarias e pelo FNDE ou por parcerias estabelecidas com instituições da área de educação – e pelas tecnologias apresentadas por instituições e/ou empresas públicas ou privadas, que foram pré-qualificadas no âmbito do Edital de Pré-Qualificação de Tecnologias Educacionais que Promovam a Qualidade da Educação Básica.

19 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Resultado do Edital 2008 Total de 112 Tecnologias Educacionais Organizado em 6 blocos: - Gestão da Educação (14) - Ensino-Aprendizagem (40) - Formação dos Profissionais da Educação (23) - Educação Inclusiva (7) - Portais Educacionais (11) - Diversidade e Educação de Jovens e Adultos (17) Guia de Tecnologias Educacionais

20 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica 1.Ensino-aprendizagem (metodologias relativas aos componentes curriculares e os temas transversais do currículo). 2.Formação continuada de professores. 3.Leitura: promoção e formação de mediadores. 4.Avaliação institucional. 5.Avaliação da aprendizagem. 6.Gestão de sistemas de ensino. 7.Gestão de unidades educativas (escolas). 8.Alfabetização. 9.Alfabetização de jovens e adultos. 10.Recuperação da aprendizagem. 11.Correção de fluxo escolar – adequação idade/ano/série. 12.Educação e trabalho. 13.Inclusão digital. 14.Relações étnico-raciais. 15.Tecnologia assistiva (acessibilidade). Avaliação – Pré Qualificação de Tecnologias - Áreas

21 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica 1. Educação especial 2. Educação de jovens e adultos. 3. Educação escolar indígena. 4. Educação quilombola. 5. Educação do campo. 6. Educação a distância. 7. Educação profissional e tecnológica. 8. Educação nas prisões. Avaliação – Pré Qualificação de Tecnologias - Modalidades

22 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica 1. Respeito à legislação, às diretrizes e às normas oficiais relativas a educação básica. 2. Observância de princípios éticos necessários à construção da cidadania e ao convívio social republicano. 3. Coerência e adequação da abordagem teórico-metodológica assumida pela tecnologia educacional, no que diz respeito à proposta didático-pedagógica explicitada e aos objetivos visados. 4. Correção e atualização de conceitos, informações e procedimentos. 5. Observância das características e finalidades do Guia de Orientações Didáticas e adequação da tecnologia educacional à linha pedagógica nele apresentada. 6. Observância de características de usabilidade e ergonomia de ferramentas e materiais. 7. Observância de características de acessibilidade de ferramentas e materiais. Critérios Comuns de Avaliação

23 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica FaseData de InícioData de Término Publicação D.O.U.29/01/ Inscrição das propostas21/03/200920/07/2009 Avaliação27/07/200927/10/2009 Divulgação dos resultados03/11/ Prazo para recursos04/11/200911/11/2009 Divulgação dos resultados finais01/12/ Cronograma do Edital 2009 Guia de Tecnologias Educacionais

24 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Resultado das Inscrições - Edital 2009 Guia de Tecnologias Educacionais ÁREAQuantidade 1Avaliação Institucional1 2Avaliação da aprendizagem2 3Recuperação da aprendizagem4 4Alfabetização de Jovens e Adultos5 5Tecnologia assistiva (acessibilidade)5 6Correção de Fluxo Escolar - adequação idade/ano/série6 7Gestão de sistemas de ensino6 8Educação e Trabalho8 9Gestão de unidades educativas (escolas)8 10Leitura: promoção e formação de mediadores9 11Inclusão Digital10 12Alfabetização11 13Formação continuada de professores40 14 Ensino-aprendizagem (metodologias relativas aos componentes curriculares e os temas transversais do currículo)44 TOTAL159

25 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Ano de 2007Ano de 2008Ano de 2009 Total de 233 Pessoa Jurídica  206 Pessoa Física  27 Total de 135 Pessoa Jurídica  104 Pessoa Física  31 Total de 159 Pessoa Jurídica  129 Pessoa Física  30 Número de Inscritos Externos ao MEC Ano de 2007Ano de 2008 Total de 19 Pessoas Jurídica  18 Pessoa Física  01 Total de 41 Todos  Instituições Públicas ou Privadas Número de Tecnologias Aprovadas Externas ao MEC Guia de Tecnologias Educacionais

26 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Pré-qualificação das tecnologias Acompanhamento/Avaliação Certificação Resumo do Processo Guia de Tecnologias Educacionais

27 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica a) Fundamentação política das tecnologias educacionais b) Indicadores de Qualidade c) Mapeamento de tecnologias educacionais d) Processo de pré-qualificação, avaliação e certificação e) Estudos e pesquisas sobre as possibilidades e os desafios das tecnologias na educação básica f) Estudos e pesquisas sobre a formação de professores para uso qualitativo das tecnologias g) Ampla divulgação do próximo edital Próximas Etapas Guia de Tecnologias Educacionais

28 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Portal do Professor

29 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Banco Internacional de Objetos Educacionais

30 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Aluno integrado

31 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Tv Escola na Net

32 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica E-Proinfo

33 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Tecnologias na Educação – Curso de Especialização

34 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Mídias na Educação

35 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Portal Domínio Público

36 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Universidade Aberta do Brasil

37 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Plataforma Freire

38 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Biblioteca do Professor / Coleção Explorando o Ensino

39 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Olimpíada de Português Pradime Conselhos Escolares Proforti Escolas de Gestores PDE Escola Alguns Programas (Ações) do MEC Guia de Tecnologias Gestar II

40 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Alguns Programas (Ações) do MEC Formação de Professores Pró- Letramento 1ª Olimpíada Brasileira de Matemática Saúde e Prevenção ProFuncionário Ensino Fundamental de 9 Anos PNE Pró Conselho

41 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Ensino Médio 3º Prêmio Ciências no Ensino Médio PNLEMPNLD PNBEPrêmio Professores Alguns Programas (Ações) do MEC

42 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Portal do MEC

43 Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Obrigado!!! Claudio André (61) Coordenador Geral de Tecnologias Educacionais Diretoria de Políticas Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Secretaria de Educação Básica Ministério da Educação


Carregar ppt "Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para Educação Básica Coordenação Geral de Tecnologias para Educação Básica Secretaria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google