A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projecto de: André Silva, Filipa, João, Rita e Sara Laranja.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projecto de: André Silva, Filipa, João, Rita e Sara Laranja."— Transcrição da apresentação:

1 Projecto de: André Silva, Filipa, João, Rita e Sara Laranja

2 COMO TRABALHAM OS MÚSCULOS O grupo: João, Sara Laranja, Rita, Filipa, André Silva Data: Out-06 Nos filmes do corpo humano Como é que os músculos se ligam aos ossos? Como se chamam os músculos nos animais? Os músculos pesam mais ou menos metade do nosso corpo Quando: Dezembro de 06 No rádioPorque é que a língua mexe quando nós falamos? Quais são os músculos involuntários? O músculo maior é na perna. No telejornalOs olhos piscam sozinhos ou os músculos é que os mandam piscar? Quantos músculos temos ao todo? O músculo mais curto localiza-se na orelha. Nos livrosQuais são os músculos que nós não comandamos? Com se chamam os músculos do nosso corpo? O nosso corpo tem mais de 500 músculos. Como: No Site da escola Na InternetQuais são músculos que nós mandamos? Como trabalham os nossos músculos? Nós sabemos que quando fazemos exercício ganhamos músculos. Comunicação à turmaOnde vamos procurarO que falta procurarO que queremos saber O que já sabemos

3 Parte frontal do corpo humano

4 Parte dorsal do Corpo humano

5 Para que servem É difícil imaginar um movimento sequer no nosso corpo que não tenha participação de músculos. Movimentos no nosso esqueleto, manutenção do corpo em posição erecta, movimentos do globo ocular dilatação ou constrição da pupila nos olhos, focalização da imagem na retina, grau de dilatação ou constrição dos vasos sanguíneos, movimentos do tubo digestivo, etc. Em todos esses casos ocorre uma importante participação dos músculos. Uma importante característica do tecido muscular é a capacidade de alterar o seu comprimento durante o trabalho.

6 Grupos de músculos Podemos dividir, sob o ponto de vista histológico, os músculos em 2 grupos: Estriados – apresentam escoriações em suas fibras. Lisos – não apresentam escoriações em suas fibras Os músculos estriados, por sua vez, podem ser fisiologicamente subdivididos em 2 grupos: Esquelético – geralmente inserem-se em ossos do esqueleto e são grandes responsáveis pela movimentação dos mesmos. Esquelético – geralmente inserem-se em ossos do esqueleto e são grandes responsáveis pela movimentação dos mesmos. Cardíaco – apesar de ser estriado apresenta quanto comparado músculos esqueléticos. Os músculos lisos também, quanto às suas características hirto fisiológicas, podem ser subdivididos em 2 grupos: chamados somente de unidades motoras.

7 Quantos músculos temos Temos aproximadamente 212 músculos, sendo 112 na região frontal e 100 na região dorsal. Cada músculo possui um nervo motor, que se divide em várias fibras para poder controlar as células do músculo, através da placa motora. O sistema muscular é capaz de efectuar uma imensa variedade de movimentos sendo todas essas contracções musculares controladas e coordenadas pelo cérebro. Além disso não nos podemos esquecer de salientar a importância dos músculos na postura.

8 Podemos classificar os músculos em três categorias: Músculos esqueléticos Músculo estriado cardíaco Músculos viscerais

9 Músculos esqueléticos Os músculos esqueléticos possuem uma coloração mais avermelhada. São também chamados músculos estriados (fibrocélulas estriadas), já que apresentam estriações nas suas fibras. São os responsáveis pelos movimentos voluntários. Mexem-se conforme damos indicação ao nosso cérebro para que isso aconteça. Estes músculos estão instalados sobre os ossos e as cartilagens. Contribuem junto com a pele e o esqueleto, para formar o invólucro exterior do corpo. Contribuem junto com a pele e o esqueleto, para formar o invólucro exterior do corpo.

10 Músculo estriado cardíaco É o mais nobre de todos os músculos. Quando analisado, tem características dos músculos-esqueléticos, mas funcionalmente tem características de músculo liso. Assim como o esquelético, apresenta fibrocélulas bastante compridas. É também chamado de miocárdio, é o que constitui a parede do coração. Apesar de ser estriado, possui movimentos involuntários. Este músculo contrai-se e relaxa sem parar. No tecido cardíaco, têm bastante importância as fibras de Purkinje, células responsáveis pela distribuição do impulso eléctrico que gera a contracção muscular às diversas fibrocélulas cardíacas.

11 Músculos viscerais Têm coloração esbranquiçada. Também chamados de músculos lisos que se encontram na constituição dos órgãos profundos, ou vísceras, para assegurar-lhes determinados movimentos (contracções). Estes músculos têm estrutura “ lisa” e funcionam independentemente da nossa vontade. A maneira com que se dispõe das suas fibras é bem diferente da musculatura estriada. As suas células têm o formato de fuso e constituem a parede dos órgãos internos, como o estômago, o intestino, etc.

12 Propriedades dos músculos Todos os três tipos musculares têm as seguintes características:Podem contrair-se e escutar, tornando-se mais tensos e duros, em resposta a um estímulo vindo do sistema nervoso; Podem ser distendidos, aumentado o seu comprimento; Podem retornar à forma e ao tamanho originais. A propriedade do tecido muscular que se contrai chama-se contractilidade e a propriedade de poder ser distendido recebe o nome de elasticidade.

13 Acção dos músculos Para que um músculo, esquelético ou visceral, se ponha em acção, isto é, se contraia, deve ser excitado. O músculo responde a diversos tipos de excitação: – Excitações mecânicas, como são as determinadas por uma pancada, uma picada, um esmagamento etc.; – Excitações eléctricas, este tipo de excitação pode fazer variar a intensidade e o grau de excitabilidade do próprio músculo. No ser vivo, a excitação chega ao músculo através dos nervos motores.

14 O músculo excitado responde ao estímulo contraindo-se. A contratibilidade é a característica essencial do músculo. O músculo excitado deforma-se, encolhe, aumenta de espessura, mas o seu volume total não muda. Os músculos estriados contraem-se muito mais rapidamente do que os músculos lisos. O músculo é, portanto, dotado de elasticidade. Distendendo um músculo pelas suas extremidades observa-se que o músculo retorna ao seu primitivo comprimento, uma vez cessada a tracção, com a condição de que esta não tenha sido muito forte ou muito violenta. O músculo deve, na verdade, voltar à sua primeira forma para poder contrair-se de novo.


Carregar ppt "Projecto de: André Silva, Filipa, João, Rita e Sara Laranja."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google