A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira ORIENTAÇÃO SEXUAL Quem deve orientar? Especialista? Profissional da saúde? Professor? A escolha mais adequada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira ORIENTAÇÃO SEXUAL Quem deve orientar? Especialista? Profissional da saúde? Professor? A escolha mais adequada."— Transcrição da apresentação:

1

2 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira

3 ORIENTAÇÃO SEXUAL Quem deve orientar? Especialista? Profissional da saúde? Professor? A escolha mais adequada tem sido o próprio professor, ou professora.

4 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira Acompanha os alunos Conhece a história e a forma como estes vivem no grupo Constrói vínculos com os alunos Sabe dar aulas Sabe conduzir debates Obs: A orientação não deve ser feita apenas pelo professor de Ciências

5 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira É fundamental que o orientador tenha uma atitude positiva frente à própria sexualidade, que seja capaz de tratar com naturalidade as questões levantadas.

6 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira O orientador deve: Conhecer e respeitar as idéias, valores e anseios dos jovens Eliminar posturas inadequadas, autoritárias e paternalistas Abordar os temas enfocando-os nos aspectos :emocionais, éticos e culturais SEXUALIDADE Confiança Intimidade DIÁLOGO Confronto de idéias Troca de informações a

7 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira DIÁLOGO REFLEXÃO Desenvolvimento Emocional e Sexual Organização da Identidade do Adolescente

8 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira Procedimentos básicos na orientação sexual: Problematizar e facilitar as discussões entre os jovens, auxiliando-os a amadurecer suas opiniões, ao invés de impor suas idéias ao grupo; Problematizar e facilitar as discussões entre os jovens, auxiliando-os a amadurecer suas opiniões, ao invés de impor suas idéias ao grupo; Não ditar regras de comportamento nem se colocar como modelo; Não ditar regras de comportamento nem se colocar como modelo; Incentivar os alunos a pesquisarem, consultarem a bibliotecas e buscarem informações que enriqueçam a construção coletiva do conhecimento; Incentivar os alunos a pesquisarem, consultarem a bibliotecas e buscarem informações que enriqueçam a construção coletiva do conhecimento; Evitar situações de autoritarismo; Evitar situações de autoritarismo; Veicular as informações dentro de um contexto mais amplo; Veicular as informações dentro de um contexto mais amplo; Utilizar jogos e dinâmicas de grupo para promover a desinibição, a integração do grupo, a expressão dos sentimentos e a compartilha de vivências; Utilizar jogos e dinâmicas de grupo para promover a desinibição, a integração do grupo, a expressão dos sentimentos e a compartilha de vivências;

9 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira Dar oportunidades para os indivíduos se conhecerem e confiarem uns nos outros; Dar oportunidades para os indivíduos se conhecerem e confiarem uns nos outros; Estimular a manifestação de problemas, de dúvidas e da curiosidade, possibilitando o apoio mútuo na busca de soluções; Estimular a manifestação de problemas, de dúvidas e da curiosidade, possibilitando o apoio mútuo na busca de soluções; Evitar depoimentos sobre a própria vida sexual; Evitar depoimentos sobre a própria vida sexual; Ter experiência da faixa etária com a qual vai trabalhar; Ter experiência da faixa etária com a qual vai trabalhar; Ter disponibilidade para aprofundar conhecimentos sobre a sexualidade; Ter disponibilidade para aprofundar conhecimentos sobre a sexualidade; Ter interesse no processo educativo como um todo; Ter interesse no processo educativo como um todo; Estimular a expressão das idéias, medos, anseios e dúvidas dos alunos mais tímidos; Estimular a expressão das idéias, medos, anseios e dúvidas dos alunos mais tímidos; Ajudar o aluno a lidar com a pressão do grupo e a se individualizar (formação da identidade). Ajudar o aluno a lidar com a pressão do grupo e a se individualizar (formação da identidade).

10 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira Grupo de Orientação Sexual 1º) Seleção de alunos interessados em participar. 2º) Ter momento de integração entre participantes Uso de jogos e técnicas de grupo Uso de jogos e técnicas de grupo 3º) Contrato Coletivo Itens que devem ser garantidos: Itens que devem ser garantidos: a) O professor não deverá fornecer a pessoas externas ao grupo nenhuma informação sobre detalhes do trabalho em classe. b) Os alunos deverão comprometer-se a manter sigilo a respeito de questões pessoais que possam surgir no grupo. Colocações pessoais devem ser evitadas, em princípio. c) Respeitar o direito à fala, ao silêncio e às diferenças de opinião.

11 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira 4º) Levantamento de Temas Temas que deverão ser necessariamente tratados: Corpo, DST/AIDS, Gênero e Anticoncepção na Adolescência. Temas que deverão ser necessariamente tratados: Corpo, DST/AIDS, Gênero e Anticoncepção na Adolescência. 5º) Planejamento 6º) Efetivação do Trabalho 7º) Avaliação É um roteiro de possibilidades: isso significa estar atento ao que pode ser modificado a partir das discussões em classe. Seu objetivo é levantar aspectos que deram bons resultados e outros que necessitem de modificação, já que se trata de um trabalho cheio de possibilidades.

12 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira Situações problemas Os alunos solicitam a opinião pessoal do professor Os alunos solicitam a opinião pessoal do professor Silêncio, risos, piadas e cochichos Silêncio, risos, piadas e cochichos O professor pode estar cumprindo a função de juiz em algum conflito. Ele é uma autoridade O professor pode estar cumprindo a função de juiz em algum conflito. Ele é uma autoridade Quando são feitos comentários preconceituosos Quando são feitos comentários preconceituosos Presença flutuante de alguns alunos ou evasão Presença flutuante de alguns alunos ou evasão Na mesma sala há alunos com idades diferentes Na mesma sala há alunos com idades diferentes

13 Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira Referência Bibliográfica: SUPLICY, M. e outros. Sexo se Aprende na Escola. São Paulo: Editora Olho dágua, Obrigado!!!! Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira


Carregar ppt "Profª Dra Teresa Cristina Barbo Siqueira ORIENTAÇÃO SEXUAL Quem deve orientar? Especialista? Profissional da saúde? Professor? A escolha mais adequada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google