A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Encantadora de Bebês e o Pediatra Estabelecendo laços afetivos e rotinas Zelma Pessôa Novembro - 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Encantadora de Bebês e o Pediatra Estabelecendo laços afetivos e rotinas Zelma Pessôa Novembro - 2009."— Transcrição da apresentação:

1 A Encantadora de Bebês e o Pediatra Estabelecendo laços afetivos e rotinas Zelma Pessôa Novembro

2 Como Encantar Bebês? Observação Respeito Comunicação Peculiaridades e Personalidade

3 O que os pais desejam? TUDO MUDA COM A CHEGADA DO BEBÊ! Alimentação Atividade Sono Tempo livre para si Paciência Paciência : tudo muda?! Por incrível que pareça! Consciência Consciência : quem é seu filho (a)? EASY!

4 Qual o ritmo certo? Ritmo da criança Ritmo dos pais Estabelecendo laços afetivos e rotinas Estimulando hábitos! Excesso de carinho!

5 Por que a rotina? Ciclos que se repetem: Alimentação, atividade, sono, tempo para relaxar O primeiro mês! Bom senso!

6 O choro O choro Emoção e necessidades! Fome Desconforto Cansaço Superestimulação Gases Doenças: Refluxo Gastroesofágico

7 Entendendo o choro... Após a mamada: gases ou refluxo? No mesmo horário todos os dias: cólicas Puxa as pernas: gases? Fica rígido e arqueia as costas: RGE? Algo acalma a criança?

8 Os bebês sentem... Bebês diferentes... Estratégias diferentes! Noções pré-concebidas – evite-as! Encare seu filho e não a sua fantasia!Confiança!

9 Quebrando a confiança... Não respeitar o bebê: você não tem medo... Forçar a comer: só mais um pouquinho... Não se comunicar (mesmo antes do bebê falar) Não avisar as situações novas: a babá, visitas, ruídos Dizer uma coisa e fazer outra só porque o bebê chora. E agora? SEJA CONSTANTE!

10 Medo do pediatra Consultas antes da 1ª vacinação Estimular brincadeiras simulando a consulta médica Honestidade com a criança Despir no final Proximidade da mãe durante o exame Não confirmar o medo do bebê: Que doutor malvado! O problema: o bebê, o pediatra ou a família?

11 O espaço da criança Brincar sozinho ajuste emocional Bebê coquetel Colo em excesso! Sensação de culpa da mãe

12 Meu filho come bem? Será que meu leite é suficiente? A boa pega Como ele mama: dorme no peito? Evolução do peso: adequada? Comida pesada sono garantido? Ele não aceita sólidos... Você tenta mesmo? Dieta balanceada: melhor escolha! LEITE MATERNO

13 O exterminador de apetite... Não ofereça lanches Mordedor gelado – reduz a sensibilidade Analgésicos – prescrição médica Não substitua refeições O primeiro dente!

14 Hábitos inadequados... Alguém vai dizer: Ele é novo demais para regras! Comportamento inadequado: Que gracinha! Então, não reclame! Falar uma coisa e fazer outra: Ele chorou! Ele só quer comer bobagem... Quem compra? Não o persiga pela casa... Hora da refeição: Hora de brincadeira?

15 A criança não dorme... Onde e como ela dorme? O que você faz quando ela acorda? Ela não dorme no berço... Ritual do sono As sonecas diurnas

16 Ritual do sono Preparar o ambiente Agasalhar Sentar junto em silêncio Dar tapinhas Inimigos do sono O bebê não dorme a não ser que... Quando ele acorda na madrugada eu... Calor ou frio

17 Bebê sem sono... Pais estressados... Calma! Antes de qualquer coisa: Calma! Acessórios Acessórios: seio, mamadeira, balançar, ficar no colo... Consolo Consolo: chupeta, paninho, ursinho Conversar com o bebê

18 Pais subjetivos x Pais objetivos Interferência da Emoção Pais culpados Elogios em excesso Desculpas demais para o comportamento! Subjetividade

19 Respeito: Respeito: conquiste-o! Atitude mútua Reações exageradas: evite-as! Disciplina como oportunidade de aprendizado Elogio adequado

20 Solucionando os problemas... Identificando a raiz Escolhendo o que solucionar primeiro: dor, fome, refluxo Confortando a criança Vá até a criança... Não a traga até você Paciência e consciência Bom senso!

21 Encantar ou Entender os bebês? Esteja atento às reações da criança Tipo de criança Conversar com a criança Maus hábitos... Amor demais?! Elogiar quando adequado Corrigir quando necessário!

22 O Papel do Pediatra Ouvir Observar comportamentos Orientar Contemporizar conflitos Elogiar quando adequado Seja honesto!

23 Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultosPitágoras Estabelecer rotina e laços afetivos!

24 Vida longa à Pediatria! Parabéns à equipe da Unidade da Criança! Obrigada!


Carregar ppt "A Encantadora de Bebês e o Pediatra Estabelecendo laços afetivos e rotinas Zelma Pessôa Novembro - 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google