A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Vivissecção e a Lei Rildo Silveira Created by Cruzília – MG – Brasil Don Marquis O maior obstáculo para o progresso da raça.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Vivissecção e a Lei Rildo Silveira Created by Cruzília – MG – Brasil Don Marquis O maior obstáculo para o progresso da raça."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Vivissecção e a Lei Rildo Silveira Created by Cruzília – MG – Brasil Don Marquis O maior obstáculo para o progresso da raça humana é a raça humana – 1937 – humorista americano

3 A legislação brasileira não veda a vivissecção. Exige, contudo, certos cuidados no manejo dos animais, tais como a obrigatoriedade do uso de anestesia. As primeiras experiências em animais se deram na Europa, nos séc. XVII e XVIII, e se baseavam na idéia articulada por René Descartes de que os animais não tinham a capacidade de sentir dor, supondo que tanto a matéria inerte como os organismos vivos obedecem às leis da física. Descartes considerava os animais máquinas complexas, insuscetíveis à dor: o lamento deles era comparado ao tique- taque de um relógio.

4 Também Charles Darwin, ao defender a existência de vínculos entre todas as espécies num único processo evolutivo, forneceu aos cientistas o respaldo necessário para que vislumbrassem a possibilidade de extrapolar os dados obtidos por meio de pesquisas animais para os seres humano e a utilização dos animais para experimentações tornou-se mais e mais freqüente. Muitos defendem a utilização dos animais em experiências afirmando que os benefícios que tais práticas trazem para a humanidade são muito mais relevantes do que o sacrifício e a dor das cobaias.

5 A primeira regulamentação acerca do uso de animais foi proposta pela British Cruelty to Animal Act, em 1876, no Reino Unido, mas já existia na Inglaterra, desde 1822, a Lei Inglesa Anticrueldade, aplicável somente aos animais domésticos de grande porte. Mais contemporaneamente, uma das obras que causou grande impacto na opinião científica e no público em geral, e com isso ensejou uma reflexão mais profunda em relação aos experimentos com os animais foi o livro Animal Liberation, de Peter Singer, publicado em 1975.

6 Por maiores que sejam as artimanhas para justificá-la, é ética e moralmente repudiável a utilização de animais em experiências, cujos resultados visem ao benefício única e exclusivamente dos seres humanos. A medicina e a ciência, obviamente, não podem estagnar, mas o moralmente aceitável, nesse caso, seria fazer experiências em humanos para auxiliar os humanos.

7 A utilização dos animais em experimentos só se justificaria, do ponto de vista deste estudo, e assim mesmo desde que minimizada a dor ao máximo, quando essas práticas tivessem por objetivo promover a saúde e o bem-estar de outros animais. Lamentavelmente, não fosse o sacrifício de alguns indivíduos, não existiria a medicina veterinária, que tantas outras vidas tem conseguido salvar.

8 Respeite todas as coisas vivas, especialmente as indefesas.

9 Faça sua parte. Divulgue este documento. Mande para seus amigos. A NATUREZA AGRADECE !!!

10 O homem é um animal com instintos elementares de sobrevivência. Por conseguinte, desenvolveu primeiramente a sua engenhosidade e só depois a sua alma. Assim, o progresso da ciência tem sido muito mais rápido do que o da conduta moral do homem. Charles Spencer Chaplin

11

12 Este, e outros slides, você encontra nos sites Artigos em


Carregar ppt "A Vivissecção e a Lei Rildo Silveira Created by Cruzília – MG – Brasil Don Marquis O maior obstáculo para o progresso da raça."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google