A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros Carlos Alberto Widonsck junho - 2005 Carlos Alberto Widonsck junho - 2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros Carlos Alberto Widonsck junho - 2005 Carlos Alberto Widonsck junho - 2005."— Transcrição da apresentação:

1 BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros Carlos Alberto Widonsck junho Carlos Alberto Widonsck junho

2 DERIVATIVOS Definições e Conceitos DERIVATIVOS São ativos cuja formação de preços está sujeita a variação de preços de outros ativos; Foram criados com o objetivo de se transferir riscos entre os participantes do mercado; Os derivativos são uma forma de se negociar apenas a oscilação de preços dos ativos sem haver necessariamente a negociação física.

3 DERIVATIVOS Definições e Conceitos DEFINIÇÕES Preço é função do ativo-objeto Contratos financeiros Envolvem direitos e obrigações. USOS Novos produtos financeiros Alavancagem de resultados Proteção contra riscos - Hedge

4 DERIVATIVOS Definições e Conceitos Os derivativos representam operações que poderiam, em sua maioria, ser realizadas com o ativo referência, no mercado à vista (Spot); Ex: Mercadorias, moedas, ações, títulos de renda fixa, etc; Consomem pouco caixa, quando comparados à negociação com o ativo referente.

5 DERIVATIVOS Definições e Conceitos São apreçáveis por modelos matemáticos próprios e com características distintas para cada ativo referência; Podem figurar tanto em posições compradas (Long) quanto em posições vendidas (Short).

6 DERIVATIVOS Definições e Conceitos DERIVATIVOS NEGOCIADOS EM BOLSA Padronizados; Possuem grande liquidez; São fiscalizados; Transparentes; Preços determinados pelos participantes do mercado; Risco de crédito uniforme e garantido pela bolsa;

7 DERIVATIVOS Definições e Conceitos BM&F: negociam-se derivativos de duas naturezas distintas: Derivativos agropecuários: têm como ativo objeto commodities agrícolas, tais como café, boi,milho, soja; Derivativos financeiros: têm o seu valor de mercado referenciado em alguma taxa ou índice financeiro: taxa de juros, taxas de inflação, taxas de câmbio, índices de ações.

8 TIPOS DE DERIVATIVOS: São quatro os principais tipos de derivativos: TERMO FUTURO OPÇÕES SWAPS DERIVATIVOS Definições e Conceitos

9 TERMO Negociações de compra e venda de ativos para liquidação futura que podem ocorrer tanto em Bolsa como também em Balcão; FUTURO Negociações de compra e venda de contratos padronizados para liquidação futura, que ocorrem apenas em Bolsa.

10 DERIVATIVOS Definições e Conceitos OPÇÕES Negociação do direito de comprar ou de vender um ativo; SWAPS Acordos de troca futura de fluxos de caixa.

11 MERCADO À TERMO DEFINIÇÃO Mercado em que são realizados acordos privados de compra e venda de um ativo para liquidação em uma data futura por um preço determinado; Fecha-se o negócio entre as partes, estabelecendo como preço inicial o preço F hoje. Realiza-se a transação em data futura (data de vencimento da operação), onde serão feitos o pagamento e a entrega futura do ativo.

12 MERCADO À TERMO NEGOCIAÇÃO À TERMO Na maior parte das vezes o interesse está voltado para a tentativa de capturar variações de preços e não na posse da mercadoria. Assim liquida-se a operação pelo preço de mercado do ativo no vencimento S. O fluxo de caixa será dado pela diferença entre S e F; A negociação à termo possui embutida uma expectativa de taxa de juros, acordada entre as partes.

13 Riscos Embutidos O comprador corre o risco de alta acentuada nos preços. O vendedor corre o risco de queda acentuada nos preços MERCADO À TERMO

14 MERCADOS FUTUROS DEFINIÇÃO mercado em que são realizados acordos privados de compra e venda de um ativo para liquidação em uma data futura por um preço determinado.

15 MERCADOS FUTUROS LIQUIDAÇÃO POR AJUSTES DIÁRIOS Preço de ajuste é calculado pela média dos negócios realizados dentro de um período de tempo estabelecido pela bolsa; O Ajuste Diário tem por objetivo a equalização das posições em aberto, ou seja, a manutenção dos valores das posições compradas e vendidas de qualquer contrato, nos níveis de mercado.

16 MERCADOS FUTUROS LIQUIDAÇÃO POR AJUSTES DIÁRIOS Todas as posições a futuro são ajustadas diariamente, com base no preço de compensação ou preço de ajuste. O ajuste diário é calculado para cada contrato e pago no dia útil seguinte.

17 MERCADOS FUTUROS LIQUIDAÇÃO POR AJUSTES DIÁRIOS Quando os preços dos contratos sobem, os detentores dos contratos (os comprados) recebem o ajuste diário pago pelos vendidos; Quando estes caem os comprados realizam o pagamento do ajuste aos vendidos; Essa transferência diária permanece até o vencimento, onde os contratos serão compulsoriamente encerrados, ou até a liquidação da posição, antecipada (reversão de posição).

18 MERCADOS FUTUROS LIQUIDAÇÃO POR AJUSTES DIÁRIOS Facilita o controle do risco de crédito; O risco assumido pela Clearing se decompõe diariamente; Diminui as margens de garantia; Uniformiza os fluxos de caixa dos agentes; Exige controle, normalmente devido a volatilidade dos preços.

19 MERCADOS FUTUROS LIQUIDAÇÃO POR AJUSTES DIÁRIOS O ajuste diário é uma das grandes diferenças entre os mercados Futuros e à Termo; Neste último há um único ajuste na data do vencimento de modo que acumula-se que toda a perda se acumula em sua totalidade para o último dia, logo o risco de não cumprimento do contrato é muito maior do que nos mercados futuros onde os acertos financeiros são feitos diariamente.

20 MERCADOS FUTUROS MARGEM Valor depositado como garantia das liquidações dos ajustes diários; Proporcional ao número de contratos em aberto, tanto na compra quanto na venda; Muda conforme a volatilidade do vencimento futuros. É elaborado pelo comitê de risco da BM&F

21 MERCADOS FUTUROS OBJETO DE NEGOCIAÇÃO É a descrição do ativo cuja oscilação de preços está em negociação. Exemplo:Café, Dólar, Boi... COTAÇÃO É a unidade de valor atribuída a cada unidade física da commodity em negociação. Ex: reais por saca, reais por dólares...

22 MERCADOS FUTUROS UNIDADE DE NEGOCIAÇÃO É o tamanho do contrato.Ex: O tamanho do contrato de café é de 100 sacas de 60Kg, o de dólar é de cinqüenta mil dólares; DATA DE VENCIMENTO Meses em que serão liquidados os contratos. São determinados de acordo com a conveniência dos participantes mercados.

23 MERCADOS FUTUROS LIQUIDAÇÃO FÍSICA x FINANCEIRA A liquidação das operações, tanto nos mercados a termo como nos mercados futuros podem ocorrer de duas formas: Liquidação Física: o negócio é liquidado mediante a entrega física da commodity; Liquidação Financeira: A liquidação é feita através de um acerto financeiro, pelo diferencial entre compra e venda sem haver a entrega física da commodity.

24 MERCADOS FUTUROS ENCERRAMENTO DE POSIÇÃO Se dá através de uma operação de natureza inversa à original. Dessa forma o participante estará transferindo seus direitos e haveres para outro participante.

25 Mercado a TermoMercado Futuro Negociações em Balcão ou em bolsa Negociações somente em Bolsa Predomínio da entrega físicaPredomínio da liquidação financeira Ativos não padronizadosAtivos Padronizados Impossibilidade de se encerrar a posição antes da data da liquidação do contrato. Intercambialidade de posições. Uma única movimentação financeira na data do vencimento. Ajuste diário Os riscos de crédito devem ser completamente assumidos pelas contrapartes A Câmara de Compensação da Bolsa de Futuros (Clearing) assume os riscos de crédito dos participantes. FUTUROS x TERMO

26 MERCADOS FUTUROS PARTICIPANTES DO MERCADO HEDGER são os participantes para os quais os mercados futuros foram criados; O objetivo dos hedgers no mercado futuro, é obter proteção contra oscilação de preço; A principal preocupação do hedger não é obter lucro através de operações no mercado futuro, mas garantir o preço de compra ou de venda de uma determinada commodity numa data futura e eliminar o risco de variações adversas de preço.

27 MERCADOS FUTUROS PARTICIPANTES DO MERCADO ARBITRADORES O arbitrador é um participante que tem como o objetivo o lucro sem no entanto, assumir qualquer risco; Busca distorções de preços entre mercados, e tira proveito dessa diferença ou da expectativa futura dessa diferença. o arbitrador acaba por agir como um árbitro, eliminando as distorções de preços entre mercados/ativos.

28 MERCADOS FUTUROS PARTICIPANTES DO MERCADO ESPECULADORES O especulador é um participante cujo principal objetivo é a obtenção de lucro; Diferentemente dos hedgers, os especuladores não têm nenhuma negociação no mercado físico que necessite de proteção; Consiste na compra e na venda contratos futuros apenas com o objetivo de ganhar o diferencial entre o preço de compra e de venda, não tendo nenhum interesse no ativo objeto.

29 Índice Bovespa

30 ÍNDICE BOVESPA Apuração do Índice:

31 ESPECIFICAÇÕES CONTRATUAIS OBJETO DE NEGOCIAÇÃO Índice de Ações da Bolsa de Valores de SP COTAÇÃO Pontos do Índice, sendo que cada ponto equivalente ao valor em reais estabelecido pela BM&F UNIDADE DE NEGOCIAÇÃO Ibovespa Futuro multiplicado por R$3,00 Cada ponto vale R$3,00 ÍNDICE BOVESPA FUTURO

32 Vencimento - meses pares Último dia de negociação - quarta feira mais próxima do dia 15 do mês de vencimento Oscilação máxima diária - 10% sobre o vencimento negociado Taxa operacional - 0,25% do ajuste (dia anterior) do 1° vencimento

33 AJUSTE DIÁRIO As posições em aberto ao final de cada pregão serão ajustadas com base no preço de ajuste do dia, com liquidação financeira em D+1 Ajuste das operações realizadas no dia AD = [PA(t) - PO] x 3 x n Ajuste das posições em aberto no dia anterior AD = [PA(t) - PA(t-1)] x 3 x n ÍNDICE BOVESPA FUTURO

34 ONDE: AD = Ajuste diário PA(t) = Preço de ajuste do dia PA(t-1) = Preço de ajuste do dia anterior PO = Preço médio das operações realizadas n = número de contratos negociados ou em aberto MARGEM DE GARANTIA (em 27/05/05) Junho Comprado = R$ 9.382,65 Vendido = R$ 7.864,65 Valores disponíveis nos boletins da BM&F (inclusive no site ÍNDICE BOVESPA FUTURO

35 Ex: Um fundo de investimento em ações, deseja proteger sua carteira (composição próxima ao IBovespa) em 01/08/04. Com receio de que sua carteira perca valor, resolve fazer um hedge vendendo contratos futuros de Índice para outubro/04 a O Índice spot está sendo negociado a e o valor da carteira é de R$ 4 milhões.Qual a quantidade que deva ser vendida? E qual o resultado final, caso o índice caia para em 14/10/04 (admitir reversão de posição). ÍNDICE BOVESPA FUTURO

36 Resultados No dia 14/10 : Valor da carteira caiu para R$ ,00 e o Índice Bovespa Fut está sendo cotado a

37 ÍNDICE BOVESPA FUTURO Resultado Final

38 Contratos Minis – WebTrading (WTR) O Web Trading é o sistema de negociação de contratos futuros minis via Internet Representam 1/10 do tamanho dos contratos negociados no pregão da Bolsa; Corretoras disponibilizam acesso a plataforma eletrônica; Investidor coloca diretamente suas ofertas no sistema WTR; Pré-margem - O investidor deve depositar antecipadamente uma quantia na sua conta de pré-margem. A vantagem de pré-margem é que as oscilações diárias são debitadas/creditadas diretamente da conta do cliente.

39 Limite Operacional - após aprovação do cadastro, a corretora solicita o aporte de recursos, para constituição do limite operacional; - o limite operacional somente poderá ser atendido em dinheiro; - após aporte, o cliente receberá uma senha de acesso ao WTR; - diariamente o saldo é ajustado e o sistema de risco do WTR passa a controlar diariamente seu nível de exposição ao risco; Contratos Minis – WebTrading (WTR)

40 WebTrading (WTR)- exemplo

41 Mercado de Dólar futuro

42 Dólar Futuro Objeto de negociação: taxa de câmbio de reais por dólares dos EUA Tamanho: US$50.000,00 Data do vencimento: primeiro dia útil do mês de vencimento Cotação: reais por US$1.000,00

43 Dólar Futuro Hedge: - empresas que desejam se proteger contra uma desvalorização/valorização do real frente ao dólar. Exportação - risco: valorização do real no período - a estratégia: vender contratos futuros de dólar em to, para não sofrer os efeitos da valorização do real.

44 Dólar Futuro Exemplo - Exportação Uma empresa exportadora em 25/03, pretende fechar um câmbio de US$ ,00 para 1/07. Ela não quer correr o risco da variação cambial. a) Quantos contratos deve vender ou comprar? b) Cambio futuro em 25/03, para o vencimento julho: 3,52 R$/US$ Na época da exportação (vencimento) - Supondo que o câmbio na data do vencimento em 1/07 esteja a 3,40 R$/US$ d) Conclusão Excel – dólar fin

45 Dólar Futuro excel

46 Opções sobre Disponível de Dólar Objeto de negociação: taxa de câmbio de reais por dólares dos Estados Unidos ( mesmo do futuro) Cotação do prêmio: R$/1.000,00 US$ com seis casas decimais Unidade de negociação: US$50.000,00 Vencimento: todos os meses do ano Último dia de negociação: último dia útil do mês anterior ao mês de vencimento do contrato Data do vencimento: primeiro dia útil do mês de vencimento do contrato

47 Liquidação no exercício : o exercício somente poderá ser efetuado na data de vencimento sendo a liquidação financeira. O valor do exercício é determinado pela diferença entre a Ptax800 do dia anterior ao do exercício e o preço de exercício, nas opções de compra. Nas de venda é o valor resultante da diferença entre o preço de exercício e Ptax 800 do dia anterior ao do exercício Opções sobre Disponível de Dólar

48 Margens de garantia: devida apenas pelo lançador da opção e estipulado pela bolsa Limite de oscilação; não há Taxa operacional básica: 0,4% sobre o valor da operação. Opções sobre Disponível de Dólar

49 Exemplo Empresa quer se proteger contra uma desvalorização cambial para o mês de novembro de 2003, verifica que está sendo negociado uma opção de compra cujo preço de exercício é R$2950,00/mil US$ cujo prêmio é de R$62,50/mil US$. Para não correr esse risco, a empresa compra um número de contratos de opções equivalente a sua exposição. Na realidade a sua proteção terá um custo de 3,0125 R$/US$ ( sem considerar os custos de bolsa) Opções sobre Disponível de Dólar

50 Exemplo Cont.: 1) Caso o dólar suba para 3,3R$/US$ a empresa exercerá a sua opção, ganhando a diferença entre o preço do exercício e a Ptax fixando assim, os mesmos R$/US$ quando da abertura da operação de opção (3.300 – 2.950)-62,50 = 287, – 287,5 = 3.012,5/1.000= 3,0125R$/US$ Opções sobre Disponível de Dólar

51 Exemplo Cont. 2) Caso a cotação do dólar caia para 2,80, a empresa não exercerá seu direito e seu resultado será: Mercado + prêmio 2,80 + (62,5/1.000) = 2,8625 Opções sobre Disponível de Dólar

52 Conclusão Com a utilização do mecanismo de opção, a empresa fixou um teto máximo de fixação dos reais. Opções sobre Disponível de Dólar


Carregar ppt "BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros BM&F Bolsa de Mercadorias & Futuros Carlos Alberto Widonsck junho - 2005 Carlos Alberto Widonsck junho - 2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google