A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Transparência e auditoria das dívidas: condição para a Nova Arquitetura Financeira Internacional Simposio Internacional: "Construyendo una Nueva Arquitectura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Transparência e auditoria das dívidas: condição para a Nova Arquitetura Financeira Internacional Simposio Internacional: "Construyendo una Nueva Arquitectura."— Transcrição da apresentação:

1 Transparência e auditoria das dívidas: condição para a Nova Arquitetura Financeira Internacional Simposio Internacional: "Construyendo una Nueva Arquitectura Financiera Internacional para la Integración Suramericana y la Cooperación Sur-Sur" Caracas, 17, 18 e 19 de novembro de 2007

2 Orçamento Federal – 2007 (até 20/08/2007) Fonte: SIAFI (Sistema Access da Câmara dos Deputados) Obs: Os outros encargos especiais referem-se, principalmente, às transferências a estados e municípios

3 I Choque do Petróleo II Choque Alta de Juros pelos EUA US$ 235 bilhões A ILEGITIMIDADE DA DÍVIDA EXTERNA Pagamento Antecipado ao FMI Fonte: Banco Central

4 FHC: R$ 62 bilhões Lula: R$ 687 bilhões R$ 1,4 TRILHÃO A EXPLOSÃO DA DÍVIDA INTERNA Fonte: Banco Central Crescimento de 40% em menos de 2 anos

5 PRIVILÉGIOS AOS ESPECULADORES Altas taxas de juros Politica de priorização total aos pagamentos da dívida Isenção fiscal aos estrangeiros (CPMF) e Imposto de Renda sobre ganhos com a dívida interna

6 A farra dos especuladores Fonte: Banco Central. Em 2007, até setembro Saldo Comercial Empréstimos Externos Bolsa de Valores Renda Fixa

7 Por outro lado… Fonte: Banco Central. 2007: até setembro Somente até setembro

8 A Desvalorização do Dólar Fonte: Banco Central

9 A farra dos especuladores Fonte: Banco Central Moeda Desvalorização em 2007 (até 14/11) Taxa de juros – Selic (anual) Ganho anual dos especuladores em moeda estrangeira Dólar18,77%11,25%32,13% Euro9,89%11,25%22,25%

10 As Reservas duplicaram em 11 meses Fonte: Banco Central

11 Como se obtém as reservas? - Banco Central (BC) compra os dolares dos exportadores e especuladores, dando em troca Reais. - Desta forma, o BC incrementa a base monetária, o que, na visão do governo, poderia causar inflação. - Para neutralizar este aumento na base monetária, o BC faz a emissão de quantidade equivalente de títulos da dívida interna. CONCLUSÃO: ESTE AUMENTO DAS RESERVAS SIGNIFICA A EXPLOSÃO DA DÍVIDA INTERNA

12 O que se faz com as reservas? Fonte: Tesouro dos EUA, Bloomberg / elEconomista.es | 10: /08/2007

13 Quem se beneficia da Dívida Interna? Fonte: Banco Central (set/07) e Secretaria de Previdência Complementar (Informe Estatístico – Maio 2007). Nota 1: Os recursos dos Fundos de Pensão em Fundos de Investimento de Renda Fixa foram subtraídos da rubrica Fundos de Investimento e colocados na rubrica Fundos de Pensões. Nota 2: Inclui-se na rubrica Bancos Nacionais e Estrangeiros os Títulos Vinculados (que representam principalmente o depósito, junto ao BC, pelas instituições financeiras, de títulos públicos como garantia de operações em Bolsa de Valores) e as Operações de Mercado Aberto (que significam a retirada de moeda de circulação mediante entrega às instituições financeiras dos títulos públicos em poder do Banco Central).

14 Os lucros dos bancos Fonte: Banco Central Governo Lula Governo FHC

15 Dívida Interna: Nova face da dívida externa

16 A arquitetura financeira internacional Incremento das reservas possibilita o debate sobre o Banco do Sul Reservas são obtidas por um mecanismo odioso (dívida e exportação de commodities) A Dívida Interna e o privilégio aos especuladores não pode ser a contrapartida do Banco do Sul

17 Propostas para o Banco do Sul Reverter as políticas neoliberais Apoiar a auditoria das dívidas externa e interna, com participação social Documentar este endividamento, que não traz nenhum benefício ao povo. Somente beneficia os credores. A dívida é ilegitima, e não deve ser paga. Mudar a politica economica, controlando os fluxos de capitais, reduzindo as taxas de juros, tributando os capitais e priorizando os gastos sociais.

18 AUDITORIA CIDADÃ DA DÍVIDA Rede Jubileu Sul Brasil


Carregar ppt "Transparência e auditoria das dívidas: condição para a Nova Arquitetura Financeira Internacional Simposio Internacional: "Construyendo una Nueva Arquitectura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google