A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OPERAÇÕES DE BOLSA Ricardo Pinto Nogueira Superintendente Executivo de Operações A B o l s a d o B r a s i l.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OPERAÇÕES DE BOLSA Ricardo Pinto Nogueira Superintendente Executivo de Operações A B o l s a d o B r a s i l."— Transcrição da apresentação:

1 OPERAÇÕES DE BOLSA Ricardo Pinto Nogueira Superintendente Executivo de Operações A B o l s a d o B r a s i l

2 Resolução CMN 2.690/00 Aprova o regulamento que disciplina a constituição, organização e o funcionamento das Bolsas de Valores NORMATIVO

3 A B o l s a d o B r a s i l MERCADOS Renda Variável Renda Fixa

4 A B o l s a d o B r a s i l OPERAÇÕES EM BOLSA DE VALORES Somente ao representante da corretora membro é permitido operar nos pregões e sistemas da Bolsa (Art Res /00) O representante da corretora deve ser aprovado em exame específico (Art Res /00) As operações com títulos e valores mobiliários em Bolsa de Valores somente podem ocorrer por intermédio de uma corretora membro (Art Res /00)

5 A B o l s a d o B r a s i l RENDA VARIÁVEL Forma de Negociação Viva Voz Eletrônico Terminais nas Corretoras Conexões Automatizadas Horário de Negociação Regular After-Market

6 A B o l s a d o B r a s i l PARTICIPAÇÃO DOS INVESTIDORES - % JAN – ABR/2005

7 A B o l s a d o B r a s i l (*) Jan a Abr MÉDIA DIÁRIA DE NEGÓCIOS

8 A B o l s a d o B r a s i l MÉDIA DIÁRIA EM R$ MILHÕES (*) Jan a Abr

9 A B o l s a d o B r a s i l SEGMENTOS DE NEGOCIAÇÃO A Vista Derivativos

10 A B o l s a d o B r a s i l PARTICIPAÇÃO DOS MERCADOS JAN A ABR/2005

11 A B o l s a d o B r a s i l Formação do preço Oferta / Procura Fator determinante perspectiva de rentabilidade crescente da empresa MERCADO À VISTA MERCADO À VISTA

12 A B o l s a d o B r a s i l AUTO-REGULAÇÃO Durante o Pregão: O sistema de negociação da BOVESPA está programado para inibir os negócios que infrinjam parâmetros estabelecidos pela CVM (Inst. 168/91) e pelo Regulamento de Operações da própria Bolsa: Oscilações de preços: negócios realizados com variação de preço acima de X% em relação ao último preço negociado Quantidades negociadas: negócios que envolvam quantidades superiores à média dos últimos 30 pregões Dependendo do parâmetro infringido, definem-se leilões com realização de 5 minutos ou em até 48 horas

13 A B o l s a d o B r a s i l TÍTULOS NEGOCIÁVEIS (Art Res. 2690/00) Títulos e Valores Mobiliários registrados na CVM Índices e Derivativos a eles referentes Leilões especiais: Privatizações Não cotados

14 A B o l s a d o B r a s i l Mercado a Termo Mercado de Opções Mercado Futuro MERCADOS DERIVATIVOS

15 A B o l s a d o B r a s i l MERCADO A TERMO Compra ou Venda de uma ação, a um preço pré- determinado, para liquidação em uma data futura Prazo: negociado pelas partes Preço a Termo = Preço a Vista + Taxa de Juros

16 A B o l s a d o B r a s i l MERCADO DE OPÇÕES Opção é um Direito Direito de Comprar / Vender um Ativo por um preço fixo

17 A B o l s a d o B r a s i l Bovespa Fix Ambiente integrado para negociação, liquidação e custódia de títulos de renda fixa privada Ativos Negociáveis Debêntures Notas Promissórias CRI FIDC RENDA FIXA

18 A B o l s a d o B r a s i l IBOVESPA MENSAL CORRIGIDO PELO IGP-DI Jan/1968 – Abr/2005 DESVALORIZAÇÃO DO REAL MELHORA NO DESEMPENHO DOS AGREGADOS MACROECONÔMICOS, REDUÇÃO DA TAXA DE JUROS E DO COMPULSÓRIO ATAQUE TERRORISTA AOS EUA CRISE ARGENTINA E QUEBRA BARINGS PLANO CRUZADO APROVAÇÃO LEI GERAL DE TELECOMUNICAÇÕES CASO NAHAS REESCALONAMENTO DÍVIDA EXTERNA EXPECTATIVA ACORDO COM O FMI PLANO REAL CRISE ASIÁTICA MILAGRE ECONÔMICO FRACASSO DO PLANO BRESSER PLANO COLLOR APÓS IMPEACHMENT, PREOCUPAÇÃO COM RELAÇÃO A CONTINUIDADE DO PND CRISE RUSSA DESACELERAÇÃO ECONOMIA AMERICANA; NOVA CRISE ARGENTINA PROBLEMAS CONTABEIS EM CORPORAÇÕES AMERICANAS; ELEIÇÕES NO BRASIL CRISE MÉXICO GUERRA IRAQUE MELHORA NO CENÁRIO ECONÔMICO E DIMINUIÇÃO DO RISCO BRASIL VOLATILIDADE MUNDIAL; FED ALTA JUROS, AUMENTO PETRÓLEO

19 A B o l s a d o B r a s i l Definição: É um índice de lucratividade de uma carteira teórica de ações, consagrado como a principal referência do comportamento do mercado brasileiro de ações. ÍNDICE BOVESPA ÍNDICE BOVESPA

20 A B o l s a d o B r a s i l Índices Amplos IBrX 100 IBrX 50 Índices de Segmento IVBX-2 IGC ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial Índices Setoriais ITEL IEE DEMAIS ÍNDICES CALCULADOS EM TEMPO REAL

21 A B o l s a d o B r a s i l DESEMPENHO DOS ÍNDICES (%) DESEMPENHO DOS ÍNDICES (%) ÌNDICE (*) IBOVESPA + 17,80 - 5,16 IBrX ,84 - 3,89 IBrX ,68 - 3,89 IVBX , ,81 IGC + 37,91 - 3,68 IEE + 5,64 + 6,27 ITEL + 3,53 - 9,64 (*) até Abril


Carregar ppt "OPERAÇÕES DE BOLSA Ricardo Pinto Nogueira Superintendente Executivo de Operações A B o l s a d o B r a s i l."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google