A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Por que faltam médicos para os Prontos Socorros nos municípios do Estado de São Paulo Dr. Renato Françoso Filho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Por que faltam médicos para os Prontos Socorros nos municípios do Estado de São Paulo Dr. Renato Françoso Filho."— Transcrição da apresentação:

1 Por que faltam médicos para os Prontos Socorros nos municípios do Estado de São Paulo Dr. Renato Françoso Filho

2 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.451, DE 10 DE MARÇO DE 1995 Estabelece estruturas para prestar atendimento nas situações de urgência-emergência, nos Pronto Socorros Públicos e Privados. Artigo 2º - A equipe médica do Pronto Socorro deverá, em regime de plantão no local, ser constituída, no mínimo, por profissionais das seguintes áreas: - Anestesiologia; - Clínica Médica; - Pediatria; - Cirurgia Geral; - Ortopedia.

3 PORTARIA MS/GM Nº 1.601, DE 7 DE JULHO DE 2011 (...) diretrizes para a implantação do componente Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) e o conjunto de serviços de urgência 24 horas da Rede de Atenção às Urgências (...)

4 UPA: É o estabelecimento de saúde de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde/Saúde da Família e a Rede Hospitalar. (...) implantadas em locais/unidades estratégicas para a configuração da rede de atenção às urgências.

5 UPA: Atendimento 24 horas, 7 dias na semana. Acolhimento e classificação de risco. Articulação com UBAS, PSF, SAMU, Hospitais e Central de Regulação. Atendimento com equipe multi-profissional, inter-disciplinar compatível com o seu porte.

6 UPA: Art. 2º: Item VII Atendimento resolutivo e qualificado de: - Quadros agudos e agudizados; - Primeiro atendimento cirúrgico e trauma; - Estabilizar e investigar diagnóstico; - Avaliar encaminhamentos hospitalar.

7 UPAPOPULAÇÃO DA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DA UPA ÁREA FÍSICA MÍNIMA NÚMERO DE ATENDIMENTOS MÉDICOS EM 24 HORAS NÚMERO MÍNIMO DE MÉDICOS POR PLANTÃO NÚMERO MÍNIMO DE LEITOS DE OBSERVAÇÃO PORTE I a habitantes 700 m²até 150 pacientes2 médicos7 leitos PORTE II a habitantes m²até 300 pacientes4 médicos11 leitos PORTE III a habitantes m²até 450 pacientes6 médicos15 leitos Classificação das UPAS:

8 UPA: Exemplo: - Atende pacientes/mês (370 por dia) - 40 Leitos em observação - 2 Clínicos + 1 Pediatra

9 UPA: Problemas: Jornal de Piracicaba. 25 ago 2011.

10 UPA: Problemas: - Salário: R$ 804,00/12h/dias da semana R$ 860,00/12h/finais de semana (Salário (Entidades médicas) = R$ 9.188,22/20h/semanais) - Falta de carreira de Estado - PCCV

11 UPA: Problemas: Segurança: Jornal de Piracicaba. 25 ago 2011.

12 UPA: Problemas: - Precarização - Falsas cooperativas; - Sub-emprego; - Ausência de vínculos. - Sobrecarga de trabalho - Exposição social - Estresse

13 UPA: Soluções: - Assistentes Sociais - Treinamento pessoal de apoio - Motivação - Reciclagem e Treinamento: - Formação; - Informação; - Atualização.

14 UPA: Propostas: - Formação acadêmica e Reciclagem - Carreira de Estado - Valorização profissional - Descanso remunerado - Proteção à violência - Otimização de recursos


Carregar ppt "Por que faltam médicos para os Prontos Socorros nos municípios do Estado de São Paulo Dr. Renato Françoso Filho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google