A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão de Serviços Ambientais nas Empresas Uma questão estratégica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão de Serviços Ambientais nas Empresas Uma questão estratégica."— Transcrição da apresentação:

1 Gestão de Serviços Ambientais nas Empresas Uma questão estratégica

2 Ética Ambiental ÉTICA. Do grego ETHOS, que significa modo de ser, caráter.caráter Forma de agir do Homem em seu meio social. O comportamento do homem em relação a si mesmo. Nesse conceito, o Homem, por possuir a capacidade de raciocínio, é um ser superior aos demais seres da Terra. Ética ambiental é um conceito que amplia o conceito anterior, pois não só refere-se à maneira de agir do homem em relação ao seu meio social, mas também em relação ao meio ambiente. ESTAMOS AGINDO COM ÉTICA AMBIENTAL?

3 Situação Atual do Planeta Destruição camada de Ozônio/ Aumento da temperatura global; Esgotamento das reservas de água potável; Aumento da poluição hídrica, atmosférica e dos solos; Alta produção de resíduos sólidos; Desmatamentos; Erosão / Desertificação / Exaustão e degradação de terras cultiváveis; Extinção de espécies da flora e fauna; A injustiça, a pobreza, a ignorância e os conflitos violentos aumentam e causa grande sofrimento.

4 População mundial De cada 100 pessoas adicionadas à população na próxima década, 97 viverão em países em desenvolvimento. Hania Zlotnik, 2005 (Diretora da Divisão de População das Nações Unidas) Abril de 2010: 6,8 bilhões Outubro de 2010: 7 bilhões (projeções)

5 Média de nascimentos no mundo: Por segundo: 3 nascimentos; Por minuto: 178 nascimentos; Por hora: nascimentos; Por dia: nascimentos. 550 milhões de armas de fogo no mundo (1 para cada 12 pessoas); 370 mais ricos do mundo ganham por ano mais que 2,6 bi de pessoas; milhões de pessoas vivem com menos de US$ 1,00/dia; 500 multinacionais controlam 25% da atividade econômica mundial e 80% das inovações tecnológicas. Jeffrey Sachs – O FIM DA POBREZA Situação Sócio-Ambiental do Planeta

6 20% da população mundial consome 80% dos recursos naturais disponíveis; São gastos mundo 12 vezes mais dinheiro com armas e recursos militares do que com saúde; pessoas morrem diariamente por doenças relacionadas à águas contaminadas; 1 bilhão de pessoas passa fome atualmente; 50% dos grãos produzidos no mundo são usados para produzir rações e biocombustíveis; Até 2050 serão 200 milhões de refugiados climáticos (secas, perda de produtividade, perda de cultura, desastres ambientais) Jeffrey Sachs – O FIM DA POBREZA Situação Sócio-Ambiental do Planeta

7 Serviços que dependem de uma infinidade de espécies que operam naturalmente, sem ônus financeiro para a humanidade. Com a ruptura dos processos naturais essa generosidade fica comprometida e o valor para torná-los novamente efetivos é incalculável e sem chances de voltarem a ser eficientes como em sua situação de origem. Serviços Ambientais

8 Conceitos de Serviços Ambientais na Legislação Estadual é a dinâmica natural dos ecossitemas, compreendendo, entre outros, o armazenamento de estoques de carbono, a produção de gases e de água, o equilíbrio do ciclo hidrológico, a conservação da biodiversidade, a conservação do solo e a manutenção da viabilidade dos ecossistemas, a paisagem, o equilíbrio climático, o conforto térmico e outros processos que gerem benefícios decorrentes do manejo e da preservação dos ecossistemas naturais ou modificados pela ação humana. (Lei da Política Estadual de Mudanças Climáticas) funções imprescindíveis desempenhadas pelos ecossistemas naturais e úteis ao homem, tais como a proteção de solos, regulação do regime hídrico, controle de gases poluentes e/ou de efeito estufa, belezas cênicas, conservação da biodiversidade, etc. funções ecossistêmicas desempenhadas pelos sistemas naturais que resultam em condições adequadas à sadia qualidade de vida. (Lei do PSA – Lei de 19 de janeiro de 2010)

9 Serviços Ambientais * Purificação da água e do ar; * Controle das enchentes e das secas; * Decomposição da matéria orgânica; * Produção e renovação de solo fértil; * Polinização da vegetação; * Controle de pestes comuns à agricultura; * Dispersão de sementes e transferência de nutrientes; * Manutenção da biodiversidade; * Proteção contra os raios ultravioletas do sol; * Estabilidade, mesmo que parcial, do clima; * Moderação de temperaturas e das forças do vento e das marés; * Sustentação da diversidade cultural humana; * Senso estético de beleza e estímulo intelectual.

10 degradação (15 serviços). Avaliação Ecossistêmica do Milênio (CAPITAL NATURAL DO PLANETA) 24 Unidades de Serviços Ambientais; Serviços de Suporte (produção de o², sequestro de carbono e formação de solos); Serviços de Provisão (alimentos, água doce, madeira, combustível); Serviços Reguladores (Clima, Controle de Doenças, Água); Serviços Culturais (Ecoturismo, lazer, valores estéticos); 60% dos serviços estão em estágio acelerado de degradação

11 O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades. Significa possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e econômico e de realização humana e cultural, fazendo, ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais. Relatório Brundtland, 1987 Desenvolvimento Sustentável Art. 225 CF/88

12 Desenvolvimento Sustentável Ecologicamente correto; Economicamente viável; Socialmente justo; e Culturalmente aceito.

13 Desenvolvimento Sustentável

14 Centenas de toneladas/ano Km² de florestas De 1990 a 2000 Centenas de toneladas/ano Produção Produção CarneProdução de cereais Perda de florestas

15 Pobreza O índice de pobreza leva em consideração: expectativa de vida, alfabetização do adulto, qualidade da água e crianças subnutridas.

16 NOVAS TECNOLOGIAS

17 Há meios tecnológicos disponibilizados para a recuperação de áreas degradadas ou para melhorar a qualidade de determinados recursos naturais como solo, água ou ar. Desenvolvimento tecnológico pode trazer: Impactos Positivos (Aumento Produtividade, Eficiência Energética) Impactos Negativos (Emissões Antrópicas de GEEs)

18 NOVAS TECNOLOGIAS 1ª Revolução da Humanidade: Revolução Agrícola 2ª Revolução da Humanidade: Revolução Industrial 3ª Modelo Energético a base de Combustíveis Fósseis

19 NOVAS TECNOLOGIAS Modelo Energético e de Exploração dos Recursos tem causado: 1) Aumento da emissão de gases de efeito estufa; 2) Alterações do Clima e perda do equilíbrio climático.

20 Emissão de Carbono "Se o mundo não aprender agora a mostrar respeito pela natureza, que tipo de futuro as novas gerações terão? Rigoberta Menchú Tum, 1992 (uma indígena guatemalteca que foi agraciada com o Nobel da Paz de 1992)

21 "A maior parte da elevação observada nas temperaturas médias globais desde meados do século 20, é muito provavelmente devida à elevação antropogênica (causada pelo homem) observad a nas concentrações de gases do efeito estufa (...). O amplo aquecimento observado na atmosfera e oceano, juntamente com a perda da massa de gelo, apóia a conclusão de que é extremamente improvável que a mudança climática global nos últimos 50 anos possa ser explicada sem uma força externa, e muito provavelmente isso não se deve, apenas, a causas naturais". Virtualmente certo > 99% Extremamente provável > 95% Muito provável> 90% Provável> 66% Mais provável que não> 50% Improvável< 33% Muito improvável< 10% Extremamente improvável < 5% 4º Relatório IPCC (2007)

22 1º Inventário Brasileiro de Emissões de GEE`s Indústria do Cimento (Clínquer/1994) Produção: t Emissões: Gg CO² Produção de Ferro e Aço (Siderurgia/1998) Produção: t Emissões: Gg CO² Mudança do Clima

23 O que é Mudança do Clima? É a mudança de clima que possa ser direta ou indiretamente atribuída à atividade humana que altere a composição da atmosfera mundial e que se some àquela provocada pela variabilidade climática natural observada ao longo de períodos comparáveis. (art. 2º, VIII da Lei /2009 – PNMC) Mudança do Clima

24 O que é Mitigação? Mudanças e substituições tecnológicas que reduzam o uso de recursos e as emissões por unidade de produção, bem como a implementação de medidas que reduzam as emissões de gases de efeito estufa e aumentem os sumidouros. (art. 2º, VII da Lei /2009 – PNMC) Mudança do Clima

25 O que é Adaptação? Iniciativas e medidas para reduzir a vulnerabilidade dos sistemas naturais e humanos frente aos efeitos atuais e esperados da mudança do clima. (art. 2º, I da Lei /2009 – PNMC) Mudança do Clima

26 As mudanças climáticas ameaçam o desenvolvimento e estão pressionando as comunidades mais pobres além da sua capacidade de responder à variabilidade do clima e aos desastres.

27 PRODUÇÃO MAIS LIMPA E ECONOMIA DE BAIXO CARBONO

28 SUSTENTABILIDADE NAS EMPRESAS Gestão de Resíduos Sólidos e Efluentes; Controle de Emissões de GEE`s; Políticas Ambientais de respeito à sociedade e ao mercado; Eficiência Energética; Aproveitamento adequado dos recursos naturais; Valor humano na construção do trabalho;

29 Dar o devido valor aos bens ambientais é parte daquilo que nos torna um pouco mais humanos. (Avaliação Ecossistêmica do Milênio)

30 Obrigado! Guilherme Dallacosta Twitter: ClimaVivo


Carregar ppt "Gestão de Serviços Ambientais nas Empresas Uma questão estratégica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google