A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A física é uma ciência experimental Fazer uma experiência nada mais é do que reproduzir um fenômeno natural, sob condições controladas, propiciando a realização.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A física é uma ciência experimental Fazer uma experiência nada mais é do que reproduzir um fenômeno natural, sob condições controladas, propiciando a realização."— Transcrição da apresentação:

1 A física é uma ciência experimental Fazer uma experiência nada mais é do que reproduzir um fenômeno natural, sob condições controladas, propiciando a realização de medidas. Copyright © Prof Gustavo Todos os direitos reservados.

2 MEDIDASMEDIDAS Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados. MEDIR COMPARAR MEDIR é COMPARAR

3 TIPOS DE MEDIDA DIRETA INDIRETA INSTRUMENTAL

4 São todos aqueles algarismos que sabemos estarem corretos, MAIS O PRIMEIRO ALGARISMO DUVIDOSO.

5 ALGARISMOS SIGNIFICATIVOS Portanto, do ponto de vista da ciência experimental, pois indicam resultados experimentais obtidos com diferentes instrumentos de medida cm0.50 cm Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados.

6 Respostas Ex1 a)10,99 b)2,239 c)20 d)16 e)2.10³ f) Ex2 a)9 b)25 c)6,5.10² Ex3

7 Medidas experimentais –Sempre sujeitas a imperfeições erros Limitações dos instrumentos Influências do meio ambiente Cuidados do experimentador –O valor verdadeiro da grandeza é, em geral, desconhecido –Erro é a diferença entre o valor verdadeiro e o valor medido O erro também é, em geral, desconhecido Incerteza experimental (DESVIO) –É a melhor estimativa possível do erro da medida (MARGEM DE ERRO)

8 Erro e desvio assumem o mesmo significado. (embora tecnicamente sejam diferentes)

9 Estatísticos (Acidentais ou fortuitos) –Caráter aleatório –Pode-se minimizar repetindo-se a medida várias vezes Sistemáticos (ou tendenciosos) –Calibração de instrumentos, ambiente, etc. Grosseiros –Mau uso do instrumento, desatenção, etc. Teóricos Desprezar atritos, perda de calor, etc.

10 Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados.

11 MÉDIA DAS MEDIDAS N XXX... N21 X Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados. NÃO PODE SER ARREDONDADO!!

12 DIFERENÇA ABSOLUTA ENTRE O VALOR MÉDIO E O VALOR DA MEDIDA Em MÓDULO (valor positivo) Um desvio absoluto para cada medida! Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados. NÃO PODE SER ARREDONDADO!!

13 DESVIO MÉDIO ( ) Média dos desvios absolutos Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados. NÃO PODE SER ARREDONDADO!!

14 unidades H = (174 ± 3) cm H= (1,74 ± 0,03) m Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados. lição Valor Médio da medida Margem de erro

15 RESULTADO FINAL unidades Prof.Gustavo.Copyright ©. Todos os direitos reservados. lição Este é aproximado Regra de aproximação Se o primeiro A.S. do DESVIO MÉDIO for 1 ou 2, arredondar o DESVIO MÉDIO com DOIS A.S. Se o primeiro A.S. do DESVIO MÉDIO for MAIOR do que 2, arredondar o DESVIO MÉDIO com apenas UM A.S.

16 Ex 4 h) Como a densidade do material é maior do que 1g/cm 3, ele NÃO flutuaria na água. i) Na teoria dos erros, o valor médio só é valido para um conjunto de medidas de uma mesma grandeza. Portanto, NÃO seria correto calcular a massa média nem uma aresta média, pois foram medidas para objetos de tamanhos diferentes. 1º A.S. é menor do que 2

17 EX. 5 EX. 6 ou h = 88,4cm ± 0,6%

18

19 100 N

20


Carregar ppt "A física é uma ciência experimental Fazer uma experiência nada mais é do que reproduzir um fenômeno natural, sob condições controladas, propiciando a realização."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google