A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A VONTADE E SUAS ALTERAÇÕES Professora: Luciana Monteiro Disciplina: Psicopatologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A VONTADE E SUAS ALTERAÇÕES Professora: Luciana Monteiro Disciplina: Psicopatologia."— Transcrição da apresentação:

1 A VONTADE E SUAS ALTERAÇÕES Professora: Luciana Monteiro Disciplina: Psicopatologia

2 Vontade - pode ser definida como a possibilidade de decidir entre duas ou mais tendências (impulsos, hábitos). Está intimamente ligada a afetividade, a esfera intelectiva, e ao conjunto de valores culturais do indivíduo.

3 Instintos - são tendências orgânicas, inatas, inconscientes. Podem surgir espontaneamente ou de modo reativo. São um complexo psico- sensório- motor, pré- formado, responsável pela auto-conservação individual e da espécie.

4 Impulsos - são ações psicomotoras automáticas, instantâneas, incoercível

5 Desejo - é um querer, um anseio, um apetite de natureza consciente ou inconsciente, que visa sempre algo, que busca sempre a sua satisfação

6 Etapas do processo volitivo 1. INTENÇÃO ou PROPÓSITO Fase do despertar do interesse. 2. DELIBERAÇÃO Ponderação consciente dos móveis e desejos. (analisa-se o positivo e negativo da escolha) 3. DECISÃO Momento culminante que começa a ação. 4. EXECUÇÃO Fase dos movimentos físicos que consumam o propósito.

7 ALTERAÇÕES DA VONTADE HIPOBULIA - Diminuição da Vontade. Ocorre em esquizofrenia, fadiga acentuada, infecções, depressão, personalidades inseguras. HIPERBULIA - Aumento, exagero da vontade, só é patológica quando ocorre em detrimento de outros, ferindo o direito de outros. ABULIA - Abolição da Vontade.

8 ATARAXIA – estado de indiferença volitiva e afetiva desejada e buscada ativamente pelo indivíduo. Estado de imperturbalidade almejada pelos místicos.

9 NEGATIVISMO- é a oposição do indivíduo ás solicitações do meio ambiente. Resistência automática e obstinada. OBEDIÊNCIA AUTOMÁTICA – o indivíduo obedece automaticamente como um robô teleguiado, ás solicitações das pessoas. Perda de autonomia.

10 Fenômenos do ECO EXCOPRAXIA ECOLALIA ECOMIMIA ECOGRAFIA atos de repetir de forma automática, durante a entrevista, os últimos atos do entrevistador, suas palavras, reações mímicas ou sílabas. AUTOMATISMO- sintomas psicomotores (movimentos de lábios, língua e deglutição, abotoar/desabotoar a roupa, andar a esmo, etc). Há alteração do nível de consciência

11 Atos Impulsivos e Atos Compulsivos Ato impulsivo – é um ato que abole abruptamente as fases de intenção, deliberação e decisão. Os impulsos patológicos são tipos de atos impulsivos, nos quais predominam as ações psicomotoras automáticas, sem reflexão, ponderação, ou decisão prévia, de tipo instantâneo e explosivo

12 Ato compulsivo – difere do ato impulsivo por ser reconhecido pelo indivíduo como indesejável e inadequado, assim como pela tentativa de refreá-lo ou adiá-lo. A compulsão é uma ação motora complexa que pode envolver desde atos compulsivos relativamente simples, como coçar-se, picar-se, até rituais compulsivos complexos como tomar banhos de forma repetida e muito ritualizada.

13 ATO IMPULSIVO: Realizado de forma egossintônica; Associado a impulsos patológicos; Realizado sem uma fase prévia de intenção, deliberação e decisão ATO COMPULSIVO: Vivência de desconforto subjetivo; É egodistônico (indesejável); Ocorre a tentativa de resistir; Sensação de alívio após o ato; Ocorre frequentemente associado a idéias obsessivas( tentativa de neutralizar os pensamentos)

14 Atos impulsivos e compulsivos a- Automutilação comportamento de autolesão b- Impulso suicida desejo de se matar

15 Atos impulsivos e compulsivos Atos impulsivos e compulsivos c- Compulsão por compras- d- Bulimia d- Piromania

16 Atos impulsivos e compulsivos e- Cleptomania- f- Compulsão ao jogo impulsos para roubar objetos que são desnecessários para o uso pessoal ou sem valor monetário. é um comportamento de jogo mal adaptativo, recorrente e persistente, que perturba os empreendimentos pessoais, familiares e/ou ocupacionais

17 IMPULSOS PATOLÓGICOS Frangofilia - impulso agressivo dirigido contra objetos. Heteroagressividade - agressividade contra pessoas. Tanatofilia - obsessão de temas ligados à morte. Dromomania à ou Poriomania - fuga ou mudança súbita de lugar, corrida súbita, imotivada. Toxicofilia - uso continuado e sistemático de substâncias tóxicas. Potomania – compulsão a beber água ou outros líquidos, sem que haja uma sede exagerada ( polidipsia_ sede exagerada por alterações metabólicas) Dipsomania - impulso a ingestão de grandes quantidades de álcool. Ingere até ficar incosnciente

18 ATOS E COMPULSÕES RELACIONADAS AO DESEJO E AO COMPORTAMENTO SEXUAL FETICHISMO – impulso e o desejo sexual concentrado(ou exclusivo) em partes da vestimenta ou do corpo da pessoa desejada. EXIBICIONISMO – impulso em mostrar orgãos genitais (contra a vontade da pessoa que observa) VOYEURISMO – impulso de obter prazer pela observação visual de uma pessoa que está tendo uma relação sexual ou se despindo ou que está nua.

19 PEDOFILIA – desejo sexual por crianças ou púberes do sexo oposto. PEDERASTIA – desejo sexual por crianças ou adolescentes do mesmo sexo. GERONTOLOGIA - desejo sexual por pessoas muito mais velhas que o indivíduo. ZOOFILIA –(bestialismo) desejo sexual dirigido a animais. NECROFILIA – (vampirismo) desejo e atividade sexual por cadáveres. COPROFILIA – busca de prazer com uso de excrementos no ato sexual.

20 NINFOMANIA – desejo sexual quantitativamente muito aumentado na mulher. SATIRÍASE – desejo sexual em nível extremamente aumentado no homem. COMPULSÃO À MASTURBAÇÃO-vivenciada como uma intensa necessidade de realizar atividade masturbatória repetitiva, mesmo que com desprazer. COMPULSÃO A USAR ROUPAS ÍNTIMAS DO SEXO OPOSTO – principalmente em homens que sentem compulsão a usar lingerie ou vestirem-se secretamente como uma mulher COMPULSÃO A USAR CLISTÉRES – repetidamente ou a introduzir objetos no ânus ou vagina

21 ALTERAÇÕES DA PSICOMOTRICIDADE

22 Agitação e Inibição Psicomotora - são graus de determinado estado psicomotor. Quando há pequeno aumento ou diminuição dos movimentos são designados como inquietação e lentificação psicomotoras, respectivamente. Quando são alterações mais acentuadas, representam a agitação e inibição motora propriamente ditos. Estupor (ou acinesia) é a perda da atividade espontânea englobando simultaneamente, a fala, a mímica, os gestos, a marcha etc...Vem e vai bruscamente em crises de agitação psicomotora

23 Maneirismos - ocorrem em esquizofrênicos, oligofrênicos e histéricos, e são caracterizados por gestos artificiais, ou linguagem e escrita rebuscada, com uso de preciosismo verbal, floreados estilísticos e caligráficos. Estereotipias- são características do catatonismo onde há repetição automática de movimentos, frases, e palavras (verbigeração), ou busca de posições e atitudes, sem nenhum propósito

24 Negativismo - é a oposição ativa ou passiva às solicitações externas. Na passiva a pessoa simplesmente deixa de fazer o que se pede sendo característico o mutismo e a sitiofobia (medo de se comprometer, de ser internado, de ser envenenado). Na ativa, a pessoa faz tudo ao contrário do que se pediu. Obediência Automática - que é o oposto ao negativismo, onde o paciente tem extrema sugestionabilidade e faz tudo o que é mandado. Ocorre na esquizofrenia e quadros demenciais.

25 Catalepsia, Pseudo-Flexibilidade Cérea - ocorre devido a hipertonia do tônus postural. A flexibilidade cérea é a conservação de uma posição. Cataplexia – é a perda abrupta do tônus muscular, geralmente acompanhada de queda no chão. ( está presente na narcolepsia). Dicinesias - que são movimentos involuntários e repetitivos anormais. Pode ocorrer em quadros catatônicos ou após o uso de neurolépticos (em 20% dos pacientes)

26 POR HOJE É SÓ

27 ATÉ A PRÓXIMA AULA


Carregar ppt "A VONTADE E SUAS ALTERAÇÕES Professora: Luciana Monteiro Disciplina: Psicopatologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google