A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Produto UFERSA | Eng. de Produção | Kléber Barros Projeto e Desenvolvimento do.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Produto UFERSA | Eng. de Produção | Kléber Barros Projeto e Desenvolvimento do."— Transcrição da apresentação:

1 produto UFERSA | Eng. de Produção | Kléber Barros Projeto e Desenvolvimento do

2 Roteiro da aula 1 – Design - Bases Históricas 2 – Design - Conceitos 3 – Design de Produto - Definições 4 – Reflexões 5 - Conclusões TEMA 1 – INTRODUÇÃO AO DESIGN 2

3 Produto – Bases Históricas Produto – Bases Históricas Ferramentas miniaturizadas Eficiência no processo de caça Nova formação na divisão do trabalho Mulheres dedicadas aos filhos Redução da mortalidade infantil Aumento da população dos humanos A relação do homem com os produtos tridimensionais é tão antiga quanto a própria humanidade. Adveio da necessidade de sobrevivência. (ROMEIRO, 2006) Figura 1 – Produto / homem Fonte: Adaptado de Vidal (2003) A evolução das necessidades do homem também fez evoluir os projetos de novos produtos. 3

4 Design - Bases Históricas Design de produto O Design de produto, dada a sua relação com os processos de produção industriais e sua origem na Revolução Industrial, começa a se delinear no século XIX. Bauhaus Ganha maturidade e sofre uma profunda revolução com as experiências feitas na Bauhaus, no início do século XX, praticamente definindo a noção atual da atividade e da profissão. (ROMEIRO, 2006) 4

5 BAUHAUS 1919 – Inaugurada a Escola de Arquitetura Bauhaus em Weimar (Alemanha) pelo seu fundador Walter Gropius. Tornou-se o berço do Design Mundial – O governo local cortou os subsídios à escola, obrigando sua transferência para outra cidade. Dessau (Alemanha) 1932 – A nova escola de Dessau foi fechada pelos Nazistas e seus principais expoentes migraram para Inglaterra e para os Estados Unidos – Em Weimar (Atualmente Escola Superior) Em Dessau (Atualmente Fundação Bauhaus) Design - Bases Históricas 5

6 processos modernos de produção [...] O design se refere aos produtos tridimensionais ou máquinas, fabricados exclusivamente por processos modernos de produção para distingui-los dos métodos manuais tradicionais [...]. (TEDESCHI, 1968) Design de Produto - Conceitos 6

7 produção não industrial Existe uma infinidade de produtos que pertencem a um universo de produção não industrial, mas que utilizam o projeto, a funcionalidade e estética em seus princípios projetuais e que são produtos do Design. (MALDONADO, 1977) Design de Produto - Conceitos 7 CONTRA-PONTO

8 novos produtos Atividade envolvida nos processos de desenvolvimento de novos produtos, estando ligada ao uso, função, produção, mercado, utilidade e/ou estética dos produtos. (ICSID - International Council of Society of Industrial Design, 2009) DEFINIÇÃO oficial do ICSID Design de Produto - Conceitos 8

9 Produtos USOFUNÇÃOESTÉTICAPRODUÇÃOMERCADOUTILIDADEESTRUTURAPÚBLICONECESSIDADEPROJETO

10 Produtos 10

11 Produtos 11

12 ferramenta estratégica planejamento, concepção e especificação dos objetos, Utilizado como ferramenta estratégica, o design fornece condições de planejamento, concepção e especificação dos objetos, amarradas à sua natureza tecnológica e os demais processos que fazem parte de sua produção [...] (GOMES FILHO, 2003) Design de Produto 12

13 necessidades do mercado possibilidades e restrições tecnológicas Desenvolver produtos consiste em um conjunto de atividades por meio das quais busca-se, a partir das necessidades do mercado e das possibilidades e restrições tecnológicas, e considerando as estratégias competitivas e de produto da empresa, chegar às especificações de projeto de um produto e de seu processo de produção, para que a manufatura seja capaz de produzi-lo. (ROZENFELD, et al 2006) Design de Produto 13

14 atividade complexa. métodos sistemáticos O desenvolvimento de novos produtos é uma atividade complexa. Ela requer pesquisa, planejamento cuidadoso, controle meticuloso e o mais importante, métodos sistemáticos (BAXTER, 2001) Design de Produto 14

15 Se liga aí ! DESIGN DESIGN é o método, a atividade de projetar algo, o atributo do produto, o curso superior que pode ser Design de Produto, Design Gráfico ou Web Design. DESIGNER DESIGNER é o profissional formado em Design, o criador, a pessoa, a profissão que pode ser Designer de Produto, Designer Gráfico ou Web Designer. 15

16 inovação Um novo produto deve ser desenvolvido com base na inovação, conhecimento do mercado-alvo, características do produto, fontes de tecnologia, habilidades da empresa, atores envolvidos, organização e qualidade de execução das atividades. (FASCIONE, 2007) Design de Produto 16

17 O desenvolvimento de novos produtos é uma atividade importante, mas também muito arriscada. A cada 10 idéias sobre novos produtos, 3 serão desenvolvidas, 1,3 lançadas no mercado e apenas uma será lucrativa ! (BAXTER, 2001) IMPORTANTE ! 17

18 Design de Produto Não se deve projetar sem método Não se deve projetar sem método, pensar de forma artística procurando logo a solução, sem se ter feito uma pesquisa para se documentar acerca do que foi feito de semelhante, sem saber que materiais utilizar para a construção, sem ter precisado bem a sua exata função. (MUNARI, 1985) 18

19 Design de Produto Design de Produto produto Qualquer objeto - um parafuso, um prédio, um avião, um lápis, etc – concebido pelo homem é um produto, embora as metodologias e processos estejam em sua maior parte centrados no desenvolvimento de produtos industriais, fabricáveis em série. rigor e a consistência do método utilizado. Neste caso, o importante para o desenvolvimento da atividade projetual não é necessariamente o produto a ser desenvolvido, mas o rigor e a consistência do método utilizado. 19

20 Um pedaço de metal, como um arame, retorcido três vezes, em direções opostas, em formato retangular, triangular ou arredondado. A excelência do projeto não está diretamente ligada à tecnologia utilizada, ou a complexidade do produto Vamos pensar... Vamos pensar... Que produto é este? Trata-se de um produto complexo ou simples? 20

21 O Clipe foi inventado em 1899 por Johan Vaaler, um Norueguês graduado em ciências, eletrônica e matemática. Durante a II Guerra os Noruegueses utilizavam clipes presos às roupas em sinal de protesto e patriotismo. Não podemos necessariamente associar a excelência da solução à complexidade do problema !

22 Vamos pensar... Qual produto é referência em termos de Design? 22

23 Os dois produtos são referência em Design na sua época ! projeto, a função, a estrutura e aos materiais. O Design não se refere apenas a estética, a forma plástica do produto, mas também ao projeto, a função, a estrutura e aos materiais. Vamos pensar... 23

24 Fixando o conteúdo atividade projetual O Design de produto se refere a toda atividade projetual que se presta a conceber e desenvolver um novo produto utilitário, que supra uma necessidade humana e que esteja ligada ao uso, função, produção, mercado, utilidade e/ou estética do produto.

25 História da Atividade Projetual Artesanato Característica Básica: Domínio da tecnologia de projeto e produção por uma única pessoa, ou por um grupo relativamente restrito 25

26 História da Atividade Projetual tradição No artesanato a base para aquisição do conhecimento necessário à construção do objeto é a tradição. A competência para atividade de construção de produtos é muito mais calcada no aprendizado do ofício junto a um mestre do que na concepção de novos produtos. 26

27 necessidades do cliente. O artesanato representou no seu tempo uma forma de atendimento adequado às necessidades do cliente. História da Atividade Projetual 27

28 Controle dos meios de produção domínio controle O mestre artesão possuía teoricamente o domínio da competência requerida para sua função e o controle dos meios de produção necessários. História da Atividade Projetual 28

29 Controle dos meios de produção Os artesãos formavam grupos de acordo com a competência, as corporações de oficio, que possuíam uma estrutura de aprendizado profissional bastante complexa. O Conhecimento era passado por meio da experiência no trabalho, e do acompanhamento do mestre pelo aprendiz que posteriormente poderia tornar-se mestre História da Atividade Projetual 29

30 As Corporações de Ofício eram associações, existentes no final da Idade Média, que reuniam trabalhadores (artesãos) de uma mesma profissão. Existiram corporações de ofícios de diversos tipos como, por exemplo, carpinteiros, ferreiros, alfaiates, sapateiros, padeiros, entre outros História da Atividade Projetual

31 PRODUÇÃO DA RENDA DE BILRO EM NATAL - RN História da Atividade Projetual

32 Evolução da Atividade Projetual Atividade Projetual O período das grandes navegações foi marcante para o desenvolvimento da atividade projetual. A arte de construir navios envolvia diversas formas de competência em um trabalho conjunto altamente sofisticado. 32

33 Atividade Projetual A construção de caravelas constituiu-se um marco pela utilização de desenhos construtivos em perspectiva, como o objetivo expresso de documentar a construção do barco e transmitir informações entre os diversos envolvidos. Evolução da Atividade Projetual 33

34 Atividade Projetual O Início da Revolução Industrial no Século XVIII marcou a difusão de novos produtos e desenvolvimento de novas tecnologias aplicadas a manufatura. Data de 1700 a primeira referência à atividade do Design, concepção, por um especialista, de novos produtos para a manufatura Evolução da Atividade Projetual 34

35 Evolução da Atividade Projetual A divisão internacional do trabalho, reservando às colônias o papel de consumidores de bens industriais, proporcionou condições para o aumento nos níveis de produção e redução dos custos dos produtos, além de fomentar ainda mais o comércio internacional Atividade Projetual 35

36 Evolução na Europa e nos Estados Unidos Evolução da Atividade Projetual - Design 36 Na Europa: Ligada à arte (Bauhaus): Orientação de produção voltada para uma retomada dos ideais do artesanato que depois evoluiu para um enfoque voltado pare empresa.

37 Evolução na Europa e nos Estados Unidos Nos Estados Unidos: Ligada à Industria. Em conseqüência da ausência de história ligada ao artesanato desenvolveu-se atividades fortemente voltadas para produção industrial de bens em sistema de massa. 37 Evolução da Atividade Projetual - Design Fabricação do FORD T

38 CURIOSIDADE ! O Francês naturalizado americano Loewy foi um dos responsáveis pela introdução de conceitos de melhoria contínua em produtos, com lançamentos periódicos de novos modelos que representavam significativa vantagem para o usuário, levando ao desejo pela aquisição de um novo produto. 38

39 bom design dos produtos torna- os maiores sucessos de mercado, reduz os custos de produção, melhora o prestígio dos produtos, aumenta os lucros da empresa, beneficia o cliente e aumenta o emprego. Raymond Loewy teve um papel essencial na promoção da profissão de designer, mostrando os benefícios da aplicação de um design funcional. Como o próprio afirmou, o bom design dos produtos torna- os maiores sucessos de mercado, reduz os custos de produção, melhora o prestígio dos produtos, aumenta os lucros da empresa, beneficia o cliente e aumenta o emprego.

40 Evolução no Brasil No Brasil, estima-se que a atividade projetual de design de produtos teve início em meados do século XX. O conhecimento e divulgação das experiências não- acadêmicas de design, anteriores ao ensino sistematizado no país, chama atenção para a riqueza cultural que esses objetos representam e mostram que a história do design brasileiro pode ser mais extensa do que se imagina. Evolução da Atividade Projetual 40

41 Ícones do Design no Brasil Evolução da Atividade Projetual Poltrona Mole de Sérgio Rodrigues, Sandálias Havaianas e Sandália Melissa dos Irmãos Campana. 41

42 Evolução da Atividade Projetual Foco da atividade projetual atual Projeto centrado nas necessidades do usuário e produtos ecologicamente corretos. All Star feito de material reciclado de garrafa PET. Cabedal, forro interno e cadarço são confeccionados a partir de matéria-prima gerada das garrafas e demais materiais, como ilhoses em alumínio, borracha e EVA, procedentes de componentes reaproveitados. E a cola é à base de água. Cadeira produzida para acomodar bem 99% dos usuários. Projeto centrado no consumidor.

43 Difusão de novos produtos e novas tecnologias Construção das primeiras caravelas Atendimento ao mercado com produtos de usufruto Necessidade de sobrevivência Europa: ARTE (BAUHAUS) EUA: Indústria e produção em massa Europa: ARTE (BAUHAUS) EUA: Indústria e produção em massa Influência Européia e Americana SEC XIV SEC XV SEC XVIII SEC XIX SEC XX PRODUTO Necessidade do usuário e consciência ecológica SEC XXI PRODUTO

44 Teste sua criatividade !! QUE PRODUTO É ESSE? 44


Carregar ppt "Produto UFERSA | Eng. de Produção | Kléber Barros Projeto e Desenvolvimento do."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google