A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Disciplina: Cenário de Negócios. Cenário econômico e financeiro do Brasil atual.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Disciplina: Cenário de Negócios. Cenário econômico e financeiro do Brasil atual."— Transcrição da apresentação:

1 Disciplina: Cenário de Negócios

2 Cenário econômico e financeiro do Brasil atual.

3 Políticas Econômicas: objetivos I)Promover o desenvolvimento econômico; II)Garantir pleno emprego; III)Equilibrar as transações econômicas das contas externas; IV)Controlar a inflação; V)Promover a distribuição de riqueza e renda.

4 Políticas Econômicas: desdobramentos I)Política Monetária; II)Política Fiscal; III)Política Externa; IV)Política de Renda;

5 Política Monetária:definição Maneira como o Estado controla a oferta de dinheiro que circula na economia; Controla a oferta de moeda e taxa de juros.

6 Política Monetária:objetivo Expansão econômica; Pleno emprego; Minimizar a inflação; Equilibrar a Balança de Pagamentos;

7 Política Monetária : instrumentos Quem executa a política monetária no Brasil é o Banco Central (BACEN); Os instrumentos mais utilizados são: I)Taxa de juros; II)Emissão de moeda; III)Open Market;

8 Política Fiscal:definição É a política de receitas (carga tributária) e despesas do Estado (Governo);

9 Política Fiscal:objetivos Função Alocativa ( fornecimento de bens e serviços); Função distributiva ( distribuição de renda justa); Função estabilizadora ( crescimento econômico, pleno emprego e controle da inflação);

10 Política Fiscal:situações Superávit Fiscal Primário Déficit Fiscal Primário Obs.: quando considera-se o GASTO PÚBLICO + JUROS, denomina-se de Superávit Fiscal Nominal ou Déficit Fiscal Nominal Arrecadação Gastos Público Arrecadação Gastos Público

11 Política Externa:objetivos Manter o equilíbrio da Balança de Pagamentos do país; Proteger setores em desenvolvimento; Desenvolver relações comerciais com outras nações. Exemplo: política cambial que fundamenta-se na administração da taxa de câmbio e controle de operações cambial.

12 Política Externa:objetivos Manter o equilíbrio da Balança de Pagamentos do país; Proteger setores em desenvolvimento; Desenvolver relações comerciais com outras nações. Exemplo: política cambial que fundamenta-se na administração da taxa de câmbio e controle de operações cambial.

13 Política de Renda:objetivos Redistribuição de renda; Garantia de renda mínima a determinados setores ou classes sociais; Ex.: Política de preços mínimos (agricultura); Política salarial; Política de renda mínima.

14 Conclusões As políticas (monetária, fiscal, externa e renda) são INTERDEPENDENTES. Ex.: TAXAS DE JUROS, via política monetária Cotação Dólar, pois a taxa de juros torna-se menos atrativo ao capital estrangeiro (carteiras) Mas, incentiva o consumo e investimento (máquinas...) Também pode influenciar o processo inflacionário

15 Indicadores econômicos São conjunto de dados que diagnóstica a situação cenários de uma economia (país, estado, municípios...) Os principais indicadores econômico são: I)Produto Interno Bruto (PIB); II)Produto Nacional Bruto (PNB); III)Inflação; IV)Taxa de câmbio; V)Taxa SELIC.

16 Produto Interno Bruto (PIB) PIB = consumo C + investimento I + gasto do governo G + ( exportação X – importação M); Pode definir como a soma de tudo o que é produzido dentro de um espaço geográfico, independente de que produziu seja um agente econômico nacional ou estrangeiro.

17 Produto Nacional Bruto (PNB) PNB é a soma de tudo o que foi produzido pelo agente econômico de determinado país (nacional) em qualquer parte do mundo; Considera a renda enviada e recebida do exterior.

18 Inflação Inflação: é o crescimento contínuo e generalizado dos preços dos bens acarretando perda do poder aquisitivo do consumidor; No Brasil, os índices oficiais de inflação considerado pelo governo são: I)Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA); II)Índice Nacional Preço ao Consumidor (INPC).

19 Taxa de Câmbio Taxa de câmbio: é o valor de troca da moeda em relação a dois países com moedas distintas; O câmbio pode ser: comercial, turismo ou paralelo; Regimes cambial pode ser: fixa, variável, misto (bandas cambiais).

20 Taxa SELIC SELIC: sistema especial de liquidação e custódia; A taxa SELIC, representa o serviço coordenado pelo BACEN, destinado à custódia de títulos públicos e registro de operações; O Comitê de Política Monetária (COPOM) se reúne a cada 3 meses para fixar a taxa SELIC; A taxa SELIC também serve de referência para a taxa de juros de mercado.

21 RISCO-PAÍS O risco-país é um conceito econômico- financeiro ( agência Standard & Poor´s )econômico financeiroStandard & Poor´s Mudanças no ambiente de negócios de um determinado país impacte negativamente o valor dos ativos e lucros, dividendos ou royaltiesativoslucrosdividendos Indivíduos ou empresas estrangeiras naquele país

22 RISCO-PAÍS O conceito risco-país engloba: I)Risco político. Ex.: regulamentação, calote e tributação II)Risco mercadológico.Ex.: fatores de mercado. III)Risco geográfico.Ex.: desastres naturais, tensões diplomáticas e conflitos internacionais.

23

24 CENÁRIO ECONÔMICO BRASIL

25 Cenário Negócio Brasil (Política Monetária) Taxa de Juros (SELIC) reduziu entre os anos de ( ); Entretanto, no ano de 2011 se elevou devido a risco de inflação; Ainda continua alta, portanto, encarecendo o crédito (consumo, investimento....) Spread bancário são elevados. Isto faz com que a taxa de juros para empresa de 1 linha seja de 30%a.a e empresas de 2 linha 34%a.a para adquirir CAPITAL DE GIRO!

26 Cenário Negócio Brasil (Política Monetária) O capital fixo (máquina, equipamentos...) representa o INVESTIMENTO realizados no BRASIL. Observa-se que cresceu muito nos últimos anos. Isso demonstra MERCADO AQUECIDO!!!

27 Cenário Negócio Brasil (Política Monetária) Observa-se uma tendência de liberação de crédito na economia. Isso fortificou o MERCADO INTERNO a aquecer.

28 Cenário Negócio Brasil (Política Monetária) Durante a década de1980 até 1993 surto inflacionário; Vários planos tentaram controlar a inflação (Cruzado, Collor I, Collor II...) Entretanto, apenas o Plano Real conseguiu estabilizar a inflação a partir de 1994; Com mercado consumidor aquecido, esse ano de 2011 a inflação teve alta conforme o gráfico. Por isso, controla-se muito a TAXA DE JUROS.

29 Cenário Negócio Brasil (Política Fiscal) De certa forma, a arrecadação das receitas federais expressa: Aumento da Carga Tributária. O Brasil tem a 14 maior CARGA TRIBUTÁRIA (35,13% PIB) do mundo, o que inibe crescimento econômico e investimentos, quebra de empresas...

30 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante – AFRMM - Lei /2004Lei /2004 Contribuição á Direção de Portos e Costas (DPC) - Lei 5.461/1968Lei 5.461/1968 Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FNDCT - Lei /2000 Lei /2000 Contribuição ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), também chamado "Salário Educação" - Decreto 6.003/2006Decreto 6.003/2006 Contribuição ao Funrural Contribuição ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) - Lei 2.613/1955 Contribuição ao Seguro Acidente de Trabalho (SAT) Contribuição ao Serviço Brasileiro de Apoio a Pequena Empresa (Sebrae) - Lei 8.029/1990 Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Comercial (SENAC) - Decreto-Lei 8.621/1946Decreto-Lei 8.621/1946 Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado dos Transportes (SENAT) - Lei 8.706/1993 Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (SENAI) - Lei 4.048/1942 Contribuição ao Serviço Nacional de Aprendizado Rural (SENAR) - Lei 8.315/1991 Contribuição ao Serviço Social da Indústria (SESI) - Lei 9.403/1946 Contribuição ao Serviço Social do Comércio (SESC) - Lei 9.853/1946

31 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) Contribuição ao Serviço Social do Cooperativismo (SESCOOP) - art. 9, I, da MP /1998MP /1998 Contribuição ao Serviço Social dos Transportes (SEST) - Lei 8.706/1993 Contribuição Confederativa Laboral (dos empregados) Contribuição Confederativa Patronal (das empresas) Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico – CIDE Combustíveis - Lei /2001Lei /2001 Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico – CIDE Remessas Exterior - Lei /2000Lei /2000 Contribuição para a Assistência Social e Educacional aos Atletas Profissionais - FAAP - Decreto 6.297/2007 Decreto 6.297/2007 Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública - Emenda Constitucional 39/2002Emenda Constitucional 39/2002 Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional –Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)

32 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) Contribuições aos Órgãos de Fiscalização ProfissionalContribuições aos Órgãos de Fiscalização Profissional (OAB, CRC, CREA, CRECI, CORE, etc.) Contribuições de Melhoria: asfalto, calçamento, esgoto, rede de água, rede de esgoto, etc. Fundo Aeroviário (FAER) - Decreto Lei 1.305/1974 Fundo de Combate à Pobreza - art. 82 da EC 31/2000EC 31/2000 Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (FISTEL) - Lei 5.070/1966 com novas disposições da Lei 9.472/1997Lei 5.070/1966Lei 9.472/1997 Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST) - art. 6 da Lei 9.998/2000Lei 9.998/2000 Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (Fundaf) - art.6 do Decreto-Lei 1.437/1975 e art. 10 da IN SRF 180/2002Decreto-Lei 1.437/1975art. 10 da IN SRF 180/2002 Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel) - Lei /2000Lei /2000 Imposto s/Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) Imposto sobre a Exportação (IE) Imposto sobre a Importação (II) Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR)

33 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza (IR - pessoa física e jurídica) jurídica Imposto sobre Operações de Crédito (IOF) Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) Imposto sobre Transmissão Bens Inter-Vivos (ITBI) Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD) INSS Autônomos e Empresários INSS Empregados INSS Patronal IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) Programa de Integração Social (PIS)Programa de Integração Social (PIS) e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) Taxa de Autorização do Trabalho Estrangeiro Taxa de Avaliação in loco das Instituições de Educação e Cursos de Graduação - Lei /2004Lei /2004 Taxa de Classificação, Inspeção e Fiscalização de produtos animais e vegetais ou de consumo nas atividades agropecuárias - Decreto-Lei 1.899/1981Decreto-Lei 1.899/1981 Taxa de Coleta de Lixo

34 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) Taxa de Combate a Incêndios Taxa de Conservação e Limpeza Pública Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental – TCFA - Lei /2000Lei /2000 Taxa de Controle e Fiscalização de Produtos Químicos - Lei /2001, art. 16Lei /2001 Taxa de Emissão de Documentos (níveis municipais, estaduais e federais) Taxa de Fiscalização da Aviação Civil - TFAC - Lei /2006Lei /2006 Taxa de Fiscalização da Agência Nacional de Águas – ANA - art. 13 e 14 da MP 437/2008MP 437/2008 Taxa de Fiscalização CVM (Comissão de Valores Mobiliários) - Lei 7.940/1989Lei 7.940/1989 Taxa de Fiscalização de Sorteios, Brindes ou Concursos - art. 50 da MP /2001MP /2001 Taxa de Fiscalização de Vigilância Sanitária Lei 9.782/1999, art. 23Lei 9.782/1999 Taxa de Fiscalização dos Produtos Controlados pelo Exército Brasileiro - TFPC - Lei /2003 Lei /2003 Taxa de Fiscalização dos Mercados de Seguro e Resseguro, de Capitalização e de Previdência Complementar Aberta - art. 48 a 59 da Lei /2010Lei /2010 Taxa de Licenciamento Anual de Veículo Taxa de Licenciamento, Controle e Fiscalização de Materiais Nucleares e

35 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) Taxa de Pesquisa Mineral DNPM - Portaria Ministerial 503/1999 Taxa de Serviços Administrativos – TSA – Zona Franca de Manaus - Lei 9.960/2000Lei 9.960/2000 Taxa de Serviços Metrológicos - art. 11 da Lei 9.933/1999Lei 9.933/1999 Taxas ao Conselho Nacional de Petróleo (CNP) Taxa de Outorga e Fiscalização - Energia Elétrica - art. 11, inciso I, e artigos 12 e 13, da Lei 9.427/1996Lei 9.427/1996 Taxa de Outorga - Rádios Comunitárias - art. 24 da Lei 9.612/1998 e nos art. 7 e 42 do Decreto 2.615/1998Lei 9.612/1998Decreto 2.615/1998 Taxa de Outorga - Serviços de Transportes Terrestres e Aquaviários - art. 77, incisos II e III, a art. 97, IV, da Lei /2001Lei /2001 Taxas de Saúde Suplementar - ANS - Lei 9.961/2000, art. 18Lei 9.961/2000 Taxa de Utilização do SISCOMEX - art. 13 da IN 680/2006.IN 680/2006 Taxa de Utilização do MERCANTE - Decreto 5.324/2004Decreto 5.324/2004 Taxas do Registro do Comércio (Juntas Comerciais) Taxa Processual Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE - Lei 9.718/1998Lei 9.718/1998

36 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) TOTAL: 85 IMPOSTOS; CONTRIBUIÇÕES; TAXAS Fonte: IBPT (2011)

37 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) 55%

38 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) 40%

39 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) 77%

40 LISTA DE TRIBUTOS (BRASIL) 40%

41 VALOR DO TOTAL DE TRIBUTOS PAGOS Período ( a ) R$ ,50 DIA ( ) R$ ,25 POR HORA R$ ,80

42 VALOR DO TOTAL DE TRIBUTOS PAGOS 1-DINAMARCA 48,20 2- SUÉCIA 46,40 3-ITÁLIA 43,50 4- BÉLGICA 43,20 5- FINLÂNDIA 43,10 6-ÁUSTRIA 42,80 7-FRANÇA 41, BRASIL 34,5

43 Cenário Negócio Brasil (Política Fiscal) De certa forma, a arrecadação das receitas federais expressa: Aumento da Carga Tributária. O Brasil tem a 14 maior CARGA TRIBUTÁRIA do mundo, o que inibe crescimento econômico e investimentos, quebra de empresas...

44 Cenário Negócio Brasil (Política Fiscal) A dívida do setor público está se elevando; Isso deve-se em partes aos maiores Gastos do Governo (PAC, Bolsa Família, Previdência, Funcionalismo Público...) Atualmente, a ARRECADAÇÃO FISCAL > DÍVIDA PÚBLICA, portanto, o AJUSTE FISCAL é mais um PONTO POSITIVO para a economia brasileira.

45 Cenário Negócio Brasil (Renda) Consumo de energia elétrica pode indicar maior atividade industrial e renda da população. Portanto, o mercado consumidor está aquecido. Crescendo muito!!!

46 Cenário Negócio Brasil (Renda) Outro bom indicador de MERCADO AQUECIDO é a admissões de empregados A partir de 1999 a tendência é crescente, com algumas oscilações para baixo em períodos de crise. Ex.: Crise financeira dos EUA (2008) refletiu em menor admissão no Brasil em O governo REDUZIU o IPI ( Imposto sobre produtos industrializados) para veículos automotores e linha branca como fogão e geladeira como forma de atenuá-la

47 Cenário Negócio Brasil (Renda) Observa-se nos últimos anos uma REDUÇÃO DA POBREZA, o que favorece o desenvolvimento econômico da nação. Menos POBRE mais RENDA...e....mais VENDAS!!! Em partes deve-se: I)Políticas como BOLSA FAMÍLIA II)Controle da INFLAÇÃO. A renda da população ficou mais protegida no decorrer do ano corrente.

48 Cenário Negócio Brasil (Renda) MERCADO AQUECIDO!!! Maior consumo final das FAMÍLIAS.

49 Cenário Negócio Brasil (Política RENDA)

50

51

52 Cenário Negócio Brasil (Política Externa) O Investimento Direto Estrangeiro, representa em partes a entrada de empresas estrangeiras no Brasil, a exemplo de multinacionais. Mão de obra ainda relativamente barata, apesar dos elevados encargos sociais e tributários sobre a folha de pagamento é um incentivo. Abundância de recursos naturais e clima favorável para cultivar commodities, como milho, soja e trigo. Esse aspecto está favorável no Brasil!!!

53 Cenário Negócio Brasil (Política Externa) As reservas internacionais representam um bom indicador de pagamento do Brasil perante aos países estrangeiros. Representa a quantidade de divisas, isto é, moeda forte como o DÓLAR. De certa forma, vem aumentando devido o aumento das EXPORTAÇÕES. Isto porque, quando EXPORTAMOS, ocorre a entrada de DÓLARES.

54 Cenário Negócio Brasil (Política Externa) A BALANÇA COMERCIAL ( EXPORTAÇÃO – IMPORTAÇÃO) está com o SALDO SUPERAVITÁRIO em quase todo o período de 1996 a 2011 Atualmente ela está em ascensão. Isto é um bom indicador de que os fundamentos macroeconômicos da nação esta BLINDADA!!

55 Cenário Negócio Brasil (Política Externa) A TAXA DE CÂMBIO se desvalorizou muito até 2002 quando chegou quase a R$4,00. Isto favoreceu muito os exportadores!! Entretanto, a partir de 2002 a TAXA DE CÂMBIO se valorizou passando de quase R$ 4,00 para R$ 1,85 em SETEMBRO DE 2011.

56 Cenário Negócio Brasil (RISCO-BRASIL) Risco Brasil em queda, marcando aproximadamente 230 pontos (2,3% a.a.) acima da taxa de juros internacional (12/09/11). País possui selo de Investment Grade, conferido pelas três principais agências de Rating internacionais. Pela primeira vez na história, os investidores enxergam mais risco de calote dos Estados Unidos que do Brasil risco de calote As dificuldades enfrentadas pela economia americana e as tensões no Congresso americano em relação ao teto para o endividamento que será atingido em julho geram incertezas nos mercados;

57 Cenário Negócio Brasil (PIB) PIB: CONSUMO + GOVERNO + INVESTIMENTO + ( EXPORTAÇÃO – IMPORTAÇÃO) PIB do Brasil cresceu muito a partir de 1993, quando estabilizamos a INFLAÇÃO. No ano de 2010 bateu RECORDE, superando a casa dos R$3 trilhões...o que solidifica o Brasil como uma das nações mais fortes do MUNDO, portanto, fazendo por merecer estar no time dos BRICS ( BRASIL, RÚSSIA, ÍNDIA,CHINA E ÁFRICA DO SUL)

58 Cenário Negócio Brasil (PIB)

59 Grandes reservas de recursos naturais: minérios, petróleo, gás natural, geração de energia elétrica, terras agriculturáveis e clima favorável, o que favorece grande produção de commodities. Moderno e diversificado parque industrial instalado no país

60 Cenário Negócio Brasil (PIB) Entretanto: I)Baixo nível de investimento em educação, pesquisa e desenvolvimento (P & D), fazendo do país um grande importador de tecnologias.

61 Cenário Negócio Brasil (PIB) Entretanto: II)Judiciário muito lento, com 7 anos em média para julgar um processo. III) Segurança pública muito aquém do ideal.

62 Cenário Negócio Brasil (PIB) Entretanto: IV) Custo-Brasil: Infra estrutura deficiente em relação às estradas, portos e aeroportos, entre outros, necessitando pesados investimentos para recuperação e modernização.


Carregar ppt "Disciplina: Cenário de Negócios. Cenário econômico e financeiro do Brasil atual."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google