A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMPACTAÇÃO Laboratório de solos 2012 Prof.: João Guilherme Rassi Almeida Disciplina: Laboratório de Solos Pontifícia Universidade Católica de Goiás Slides:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMPACTAÇÃO Laboratório de solos 2012 Prof.: João Guilherme Rassi Almeida Disciplina: Laboratório de Solos Pontifícia Universidade Católica de Goiás Slides:"— Transcrição da apresentação:

1 COMPACTAÇÃO Laboratório de solos 2012 Prof.: João Guilherme Rassi Almeida Disciplina: Laboratório de Solos Pontifícia Universidade Católica de Goiás Slides: Melina Freitas Rocha (2012, modificado)

2 COMPACTAÇÃO Objetivos: Aumentar o contato entre os grãos; Reduzir volume de vazios; Gerar material mais homogêneo; Aumentar a resistência; Reduzir a permeabilidade, compressibilidade e a absorção dágua. Utilização: Estabilização de maciços terrosos; Pavimentação; Barragens de terra; Aterros. 2 Laboratório de Solos 2012

3 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Fatores que interferem: Energia; Umidade. Proctor (1933) - Normal: 5 camadas, 12 golpes/camada; - Intermediária: 5 camadas, 26 golpes/camada; - Modificada: 5 camadas, 55 golpes/camada. 3 Laboratório de Solos 2012

4 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Para cada Corpo de prova obtem-se: 4

5 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Estrutura do solo compactado: -Baixos teores de umidade (w < w ot ) a atração face-aresta não é vencida pela energia aplicada Estrutura floculada. -Elevados teores de Umidade (w > w ot ) Aumenta a repulsão, e a compactação as orienta, ficando paralelas, Resultando na Estrutura dispersa. -Excesso de água – ar ocluso e água absorve os impactos má compactação. 5

6 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Curva de saturação: 6

7 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Preparação das amostras (NBR 6457) podem ser utilizado três processos para a preparação de amostras para ensaios de compactação. -Preparação com secagem prévia até a umidade higroscópica; -Preparação a 5% abaixo da umidade ótima presumível; -Preparação a 3% acima da umidade ótima presumível. Compactação (NBR 7182) podem ser realizados ensaio com reuso de material e sem reuso de material, nas energias Normal, Intermediária e Modificada. 7

8 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Execução do ensaio: Ensaio realizado sem ou com reuso de material, sobre amostras preparadas com secagem prévia até a umidade higroscópica. Preparação: NBR com secagem prévia até a umidade higroscópica. 1)Secar a amostra ao ar; 2)Quartear; 3)Destorroar e homogeneizar; 4)Verificar se a amostra passa integralmente na #4,8mm; 5) Se apresentar amostras retida na #4,8mm, passar a mesma na #19,1mm, tentando desmanchar os torrões. 8

9 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Após o peneiramento, proceder conforme a Tabela 1. 9 Nota: passar o material retido na #19,1mm através da de 76,2mm e desprezar o material retido nesta última. Substituir o material retido na #19,1 e que passe na 76,2 por igual quantidade de material retido na #4,8mm e que passe na de 19,1mm.

10 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Preparação: NBR ) As quantidades de amostras a serem tomadas são conforme a Tabela 2. 10

11 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 l Execução do ensaio: 1) As energias de compactação podem ser: normal, intermediária e modificada, conforme a tabela abaixo. 11 Cilindro Caract. p/ cada energia ENERGIA NormalIntermediáriaModificada Pequeno (4) Soquete2500g4536g N° de camadas335 Golpes por camada Grande (6) Soquete4536g N° de camadas555 Golpes por camada Altura do disco espaçador (mm) 63,5

12 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Execução do ensaio: 2) Fixar o molde cilíndrico à sua base, acoplar o colarinho. No caso de cilindro grande colocar o disco espaçador. Caso seja necessário colocar o papel filtro na base evitando a aderência do material à base metálica; 12

13 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Execução do ensaio: 3) Na bandeja metálica, adicionar água destilada à amostra preparada, gradativamente, homogeneizando bem, de forma a se obter um teor de umidade em torno de 5% abaixo da ótima presumível; 4) No caso de solos onde há dificuldade na uniformização da umidade, recomenda-se deixar a amostra em repouso 24h no saco plástico, vedado em processo de cura. 13

14 COMPACTAÇÃO – NBR sem reuso de material Execução do ensaio: 5) Proceder a compactação da amostra, utilizando o soquete, número de camadas e golpes estabelecidos anteriormente; 5.1) Os golpes do soquete devem ser aplicados perpendicularmente; 5.2) Procurar obter camadas compactadas com alturas aproximadamente iguais, escarificando-as. 14

15 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Execução do ensaio: 6) Após compactação da última camada, retirar o colarinho e remover o excesso de solo compactado com a régua biselada; 7)Pesar o conjunto cilindro solo. Determinando a massa úmida do solo subtraindo o peso do molde cilíndrico; 8)Pegar a próxima amostra e adicionar água destilada, de forma a aumentar o teor de umidade em cerca de 2%; 15

16 COMPACTAÇÃO – NBR 7182 Execução do ensaio: 9) Repetir as operações descritas de 1 a 8 até se obter no mínimo 05 pontos, sendo, preferencialmente, 03 no ramo seco – um deles próximo à umidade ótima – e 02 no ramos úmido da curva de compactação. 16


Carregar ppt "COMPACTAÇÃO Laboratório de solos 2012 Prof.: João Guilherme Rassi Almeida Disciplina: Laboratório de Solos Pontifícia Universidade Católica de Goiás Slides:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google