A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERSPECTIVAS DA HORTIFRUTICULTURA NO PARANÁ Livaldo Gemin06/06/2003.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERSPECTIVAS DA HORTIFRUTICULTURA NO PARANÁ Livaldo Gemin06/06/2003."— Transcrição da apresentação:

1

2 PERSPECTIVAS DA HORTIFRUTICULTURA NO PARANÁ Livaldo Gemin06/06/2003

3 PRODUTORES VÃO DOBRAR EXPORTAÇÕES DE FRUTAS

4 ELEVAÇÃO

5 As exportações brasileiras de frutas frescas devem somar US$ 512,1 milhão no biênio 2003/04, um crescimento de 112% sobre a receita obtida pelo setor em 2002, de US$ 241 milhões. A expectativa é de que até o final de 2004 o volume de frutas embarcado para o mercado exterior ultrapasse as 900 mil toneladas. No ano passado, o Brasil exportou 668,9 mil toneladas de frutas.

6 O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas, com safra estimada em 38 milhões de toneladas, atrás da China, que produz anualmente 133 milhões de toneladas e da Índia, que colhe todo ano 58 milhões de toneladas.

7 PROJETO HORIZONTAL IBRAF X APEX

8 Para elevar as vendas externas e ingressar em novos mercados, o Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf) renovou parceria com a Agência de Promoção de Exportações do Brasil (Apex) e criou o Projeto Horizontal de Promoção das Exportações de Frutas Brasileiras, que receberá investimentos de R$ 8,5 milhões até o final de 2004, dos quais R$ 4,5 milhões serão oriundos da iniciativa privada e R$ 4 milhões serão financiados pela Apex.

9 Deverão surgir 500 novas empresas, entre produtores e exportadores. Além de incrementar as exportações, a iniciativa vai contribuir para elevar em 15% ao ano o valor bruto da produção, que se situou em R$ 9,6 bilhões em 2000.

10 O Programa entre Ibraf e Apex existe desde O Programa vai continuar mantendo os mercados já fixados e ingressar em novas praças como: uRússia uLeste Europeu uPacífico Sul uCanadá uPaíses Asiáticos uAmérica Latina

11 PRINCIPAIS CONSUMIDORES O Brasil exporta limão, banana, abacaxi, tangerina entre outras frutas, para os principais consumidores mundiais, como por exemplo: uAlemanha uEspanha uEstados Unidos uReino Unido uPortugal uEscandinávia uFrança

12

13

14 A POPULAÇÃO QUE HOJE NÃO É CONSUMIDORA HABITUAL DE FRUTAS ± NO BRASIL = 40% da população

15 TOTAL DAS IMPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE FRUTAS FRESCAS 2000/2001

16 Existem cerca de 30 mil produtores de frutas no Paraná, cultivando hectares que geram uma produção da ordem de toneladas (dados SEAB/DERAL - safra 99/00).

17 PRINCIPAIS FRUTAS CULTIVADAS NO ESTADO

18 PLANEJAMENTO DAS AÇÕES PARA 2003 Identificar alternativas para suprir a insuficiência de assistentes técnicos capazes de alcançar todos os produtores; Identificar e mostrar ao setor de pesquisa as reais necessidades da produção, evitando o descasamento hoje existente e buscar mecanismos que melhorem a difusão dos resultados alcançados; Buscar solução para o impasse causado pela necessidade de realização de tratamentos fitossanitários e a limitada disponibilidade de produtos químicos registrados para tal;

19 Buscar mecanismos para minimizar as dificuldade de acesso a crédito. A formação do fundo de aval é uma das reivindicações; Fomentar a organização dos produtores; Proporcionar treinamento em comercialização, incentivando a evolução das relações comerciais para o estabelecimento de parcerias e contratos; Fomentar a capacitação (do trabalhador, do produtor e do técnico);

20 Considerando que a industrialização é fator de grande importância para dar sustentabilidade à produção, identificar mecanismos de incentivo à instalação de pequenas agroindústrias que garantam absorção de matéria prima local; Estabelecer sistema de divulgação sistemática de preços e de quantidades disponíveis para comercialização. Buscar o envolvimento das instituições que compõem o agronegócio da fruta no estado para definir um programa estadual para a fruticultura que, além de definir o zoneamento agro- climático para cada cultura (trabalho em andamento no IAPAR) também contemple o planejamento estratégico e comercialização, ou seja: o quê, quanto e onde plantar, para quem vender; qual a melhor época para ofertar o produto (podas programadas), etc;

21 COMO VAI SE DAR A CONVERSÃO DAS PROPRIEDADES PRODUTORAS DE GRÃOS ?

22

23 NÃO QUER DIZER PRODUÇÃO COM QUALIDADE NEM SUSTENTAÇÃO DA FAMÍLIA NO CAMPO PRODUÇÃO FAMILIAR


Carregar ppt "PERSPECTIVAS DA HORTIFRUTICULTURA NO PARANÁ Livaldo Gemin06/06/2003."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google