A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Custo das interrupções de serviço num mercado liberalizado Fábio Marcelo da Silva Robalinho21 de Julho de 2010 Faculdade de Engenharia da Universidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Custo das interrupções de serviço num mercado liberalizado Fábio Marcelo da Silva Robalinho21 de Julho de 2010 Faculdade de Engenharia da Universidade."— Transcrição da apresentação:

1 Custo das interrupções de serviço num mercado liberalizado Fábio Marcelo da Silva Robalinho21 de Julho de 2010 Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores

2 Sumário Sumário Qualidade de ServiçoCaso PortuguêsCaso EuropeuConclusões Qualidade de Serviço Continuidade de Serviço – Indicadores e padrões Compensações – Métodos de determinação e pagamento Caso Português Rede de Transporte Rede de Distribuição Compensações – Valores pagos Caso Europeu Análise comparativa - Duração e número das interrupções Conclusões

3 Qualidade de Serviço Qualidade de serviço de natureza técnica Continuidade de serviço Qualidade da onda de tensão Qualidade de serviço de natureza comercial Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões Características mais importantes: Tipo de interrupção Duração das interrupções Nível de tensão Indicadores de continuidade de serviço Geral Individual

4 ZonasPortugal Continental Zona A Capitais de distrito e localidades com mais de clientes. Zona B Localidades com um número de clientes compreendido entre e clientes. Zona C Restantes localidades. Zonas Geográficas Baixa tensão – Valores de tensão inferiores ou iguais a 1 kV. Média tensão – Valores de tensão superiores a 1 kV e inferiores ou iguais a 45 kV. Alta tensão – Valores de tensão superiores a 45 kV e inferiores ou iguais a 110 kV. Muito alta tensão – Valores de tensão superiores a 110 kV. Níveis de tensão Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões

5 Rede Indicador Geral SiglaNomeUnidades Transporte ENFEnergia não fornecidaMWh TIETempo de interrupção equivalenteminutos SAIFIFrequência média de interrupções do sistema SAIDIDuração média das interrupções do sistemaminutos SAIRITempo médio de reposição de serviço do sistemaminutos Distribuição Média Tensão ENDEnergia Não DistribuídaMWh TIEPITempo de Interrupção Equivalente da Potência Instaladaminutos SAIFIFrequência média de interrupções do sistema SAIDIDuração média das interrupções do sistemaminutos Baixa Tensão SAIFIFrequência média de interrupções do sistema SAIDIDuração média das interrupções do sistemaminutos Indicadores gerais Continuidade de serviço Rede Indicador Individual SiglaNomeUnidades Transporte NINúmero das interrupções DIDuração total das interrupçõesminutos Indicadores individuais Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões

6 IndicadoresTensão Zonas Geográficas Valores máximos TEIPI (horas)MT ABCABC SAIFI (número)MT BT ABCABCABCABC SAIDI (horas)MT BT ABCABCABCABC Continuidade de serviço Padrões gerais Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões

7 Número e duração das interrupções por anoMAT Número de interrupções Duração total das interrupções (minutos) 3 45 Zonas geográficasATMTBT A B C Zonas geográficasATMTBT A B C Padrões individuais Número de interrupções por ano Duração total das interrupções (horas por ano) Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões Continuidade de serviço

8 Interrupções permitidas: Casos fortuitos ou de força maior Razões de interesse público Razões de serviço Razões de segurança Facto imputável ao cliente Acordo com o cliente Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões Continuidade de serviço

9 Compensações Penalizar os incumprimentos dos padrões individuais de qualidade de serviço Incentivo a melhoria da qualidade de serviço Crédito de modo automático do valor da compensação Compensações de valor inferior a 0,50 revertem para um fundo de investimento Métodos de determinação e pagamento Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões

10 Valor das compensações relativas à qualidade de serviço técnica – continuidade de serviço Número de interrupções CN n é o valor da compensação, no ano n, expressa em euros. NI é o numero de interrupções longas, a excepção das interrupções permitidas, no ponto de entrega a clientes, relativas ao ano n. NIP é o valor padrão do numero de interrupções longas, exceptuando as interrupções permitidas. FC n é o valor unitário de compensação do numero de interrupções, referentes ao ano n, em euros. Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões

11 Duração total das interrupções CDn é o valor da compensação, no ano n, expressa em euros. DI é a duração total, em horas, das interrupções longas, à excepção das interrupções permitidas, no ponto de entrega a clientes, relativas ao ano n. DIP é o valor padrão, em horas, da duração das interrupções longas, exceptuando as interrupções permitidas. PCn é o valor médio da potência contratada durante o ano n, em kilowatts. KCn é o valor unitário de compensação da duração das interrupções, referentes ao ano n, em euros. Valor das compensações relativas à qualidade de serviço técnica – continuidade de serviço Sumário Qualidade de Serviço Caso PortuguêsCaso EuropeuConclusões

12 SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões Caso Português Rede de transporte

13 SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões Caso Português Rede de transporte

14 Energia Não Fornecida SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões SARI foi de 6,58 minutos SAIDI foi de 1,19 minutos SAIFI foi de 0,18 interrupções/PdE TIE foi de 1,29 minutos ENF foi de 124,4 MWh

15 Tempo de Interrupção Equivalente SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões SARI foi de 6,58 minutos SAIDI foi de 1,19 minutos SAIFI foi de 0,18 interrupções/PdE TIE foi de 1,29 minutos ENF foi de 124,4 MWh

16 SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões Frequência Média das Interrupções do Sistema SARI foi de 6,58 minutos SAIDI foi de 1,19 minutos SAIFI foi de 0,18 interrupções/PdE TIE foi de 1,29 minutos ENF foi de 124,4 MWh

17 SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões Duração Média das Interrupções do Sistema SARI foi de 6,58 minutos SAIDI foi de 1,19 minutos SAIFI foi de 0,18 interrupções/PdE TIE foi de 1,29 minutos ENF foi de 124,4 MWh

18 SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões Tempo Médio de Reposição do serviço do Sistema SARI foi de 6,58 minutos Apenas SARI diminui SAIDI foi de 1,19 minutos SAIFI foi de 0,18 interrupções/PdE TIE foi de 1,29 minutos ENF foi de 124,4 MWh Valores superiores relativamente a 2007

19 Pontos de EntregaFrequência das Interrupções Instalação Nível de tensão (kV) t<1min 1min t 3min t>3minTotal UnUc Luzianes Portimão6063,0 11 Mogadouro6063,0 11 Riba d'Ave6064,2 11 Falagueira6063,0 11 Sacavém3031,4 11 Sines6061,7 11 Tunes6063,0 1 1 Neves Corvo150156,0 1 1 Vermoim6064,0 112 Estói6063,5 22 Torrão6064,2 33 Total Frequência das interrupções SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões Afectados no total 12 PdE (17 %)

20 Pontos de Entrega Duração Total das Interrupções (min) Instalação Nível de tensão (kV) t<1min 1mint 3min t>3minTotal UnUc Tunes6063,01,1 Neves Corvo150156,01,1 Riba d'Ave6064,23,7 Mogadouro6063,04,6 Falagueira6063,05,1 Sines6061,75,6 Luzianes150158,09,6 Sacavém3031,410,1 Portimão6063,010,4 Vermoim6064,02,78,311,0 Torrão6064,214,0 Estói6063,514,1 Total04,985,590,4 Duração das interrupções SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões Os PdE das subestações de Estoí e do Torrão registaram os maiores tempos de interrupção

21 Rede de Média Tensão Rede de Baixa Tensão Rede de Distribuição SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões

22 Compensações Rede de transporte não registou incumprimento dos padrões – gerais e individuais Rede de Distribuição não registou incumprimento dos padrões gerais Rede de Distribuição registou incumprimento dos padrões individuais SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões

23 Indicador Nível de tensão Zona geográfica Número de incumprimentos Valor das compensações pagas sod clientes() Valor para o fundo de investimentos () Duração total das interrupções /Número de interrupções AT A --- B --- C --- Total --- MT A ,9737,9 B ,01 374,7 C ,31 213,3 Total ,23 325,9 BTE A ,7184,9 B ,014,6 C ,4850,9 Total ,11 050,4 BTN A ,48 373,8 B ,08 415,1 C ,95 510,5 Total , ,4 Total , ,7 Valor das compensações SumárioQualidade de Serviço Caso Português Caso EuropeuConclusões

24 Duração das interrupções SumárioQualidade de ServiçoCaso Português Caso Europeu Conclusões Caso Europeu

25 Duração das interrupções Curvas de cada país apresentam uma tendência suave, geralmente decrescente ou constante Grande evolução de Portugal até 2004 Todos os países (à excepção de Portugal) têm uma duração anual de interrupção inferior a 200 minutos Em 2007, o intervalo de valores é entre 50 e 150 minutos por ano SumárioQualidade de ServiçoCaso Português Caso Europeu Conclusões Valores muito elevados em Portugal até 2004

26 Número de interrupções SumárioQualidade de ServiçoCaso Português Caso Europeu Conclusões Caso Europeu

27 Curvas de cada país apresentam uma tendência suave, geralmente decrescente ou constante Grande evolução de Portugal até 2004 Em 2007, o intervalo de valores situa-se entre 0,5 e 2,5 interrupções/cliente SumárioQualidade de ServiçoCaso Português Caso Europeu Conclusões Número de interrupções Valores muito elevados em Portugal até 2004

28 SumárioQualidade de ServiçoCaso PortuguêsCaso Europeu Conclusões Conclusões Importância dos indicadores e respectivos padrões Existência de incumprimento Valor a receber Em 2008: Bom desempenho da Rede de Transporte Pequeno agravamento da qualidade de serviço da Rede de Distribuição Aumento do valor das compensações

29 Significativas melhorias em Portugal (relativamente ao inicio do sec. XX) Esforços das melhorias devem continuar Publicação do Regulamento da Qualidade de Serviço Introdução no Regulamento Tarifário da ERSE Incentivo à melhoria da qualidade serviço na rede de distribuição em média tensão Empenho dos operadores das redes de transporte e de distribuição num planeamento adequado dos investimentos e das acções de manutenção Conjugados Conclusões SumárioQualidade de ServiçoCaso PortuguêsCaso Europeu Conclusões

30 Obrigado pela vossa atenção FIM Fábio Marcelo da Silva Robalinho


Carregar ppt "Custo das interrupções de serviço num mercado liberalizado Fábio Marcelo da Silva Robalinho21 de Julho de 2010 Faculdade de Engenharia da Universidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google