A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O uso de métricas da paisagem como indicador da dinâmica da paisagem no Estado do Pará entre 1986 e 2000 Autores: Suyá Quintslr – UFF Cláudio Bohrer –

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O uso de métricas da paisagem como indicador da dinâmica da paisagem no Estado do Pará entre 1986 e 2000 Autores: Suyá Quintslr – UFF Cláudio Bohrer –"— Transcrição da apresentação:

1

2 O uso de métricas da paisagem como indicador da dinâmica da paisagem no Estado do Pará entre 1986 e 2000 Autores: Suyá Quintslr – UFF Cláudio Bohrer – UFF Simone Freitas - USP

3 I. Fragmentação Florestal Impactos do processo de desmatamento e impactos sobre a biodiversidade - Definição: processo de divisão de um habitat contínuo - O uso da teoria de Biogeografia de Ilhas para o estudo de habitats fragmentados - Tamanho do fragmento X tamanho das populações - Os problemas do pequeno tamanho populacional - Efeito de borda e outras pressões que aumentam com a fragmentação

4 II. A Fragmentação Florestal no Estado do Pará Causas –Promoção de infra-estrutura –Atividades econômicas –Causas demográficas e físicas

5 N Pará – Classes da paisagem (ano 2006) Legenda: Rodovias Floresta Desmatamento Não-floresta Hidrografia

6 III. As métricas da paisagem - As métricas da paisagem podem ser úteis como indicadores do processo de fragmentação florestal e como indicadoras da sustentabilidade ambiental no nível da paisagem. - Estas medidas quantitativas de composição da paisagem vêm ganhando importância gradativamente, na medida em que ajudam a compreender a estrutura complexa da paisagem e a forma como esta influencia determinadas relações ecológicas.

7 IV. Metodologia Fonte das imagens: , 1992 e 1996: Tropical Rain Forest Information Center (TRFIC) – Michigan State University (MSU) : Programa de monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite – PRODES/INPE. Cálculo da métricas: - Software FRAGSTATS*ARC.

8 IV. Metodologia Análise dos padrões de fragmentação: - Foi analisado o comportamento do número de fragmentos (NP) e do tamanho médio de fragmentos (MPS). - O comportamento da métrica número de fragmentos foi estudado para uma série de municípios, com o objetivo de encontrar um padrão no processo de desmatamento e fragmentação no estado.

9 V. Resultados - Taxa de desmatamento anual no Pará

10 V. Resultados - Evolução do número de fragmentos florestais no Estado

11 V. Resultados - Evolução do número de fragmentos florestais por município

12 V. Resultados - Tamanho médio do fragmento

13 V. Resultados A análise do número de fragmentos por município indicou dois padrões de fragmentação: - Municípios da fronteira consolidada - Outros municípios

14 Padrão 1 – municípios do arco do desmatamento

15 Padrão 2 – outros municípios

16 - O padrão apresentado pelo número de fragmentos de Eldorado dos Carajás e São Félix do Xingu foi o mesmo dos outros municípios da região Leste e Sul do estado analisados: Acará, Água Azul do Norte, Altamira, Aurora do Pará, Bannach, Conceição do Araguaia, Novo Progresso, Paraupebas. O único município analisado fora desta região que apresentou o mesmo padrão foi Oriximiná. V. Resultados

17 - As métricas de 1996 apresentam grande diferença das calculadas para os outros anos. - A ocorrência de um pico de desmatamento em 1995, explicado pela bibliografia pela conjuntura econômica favorável, pode ser o motivo da disparidade entre as métricas calculadas para 1996 e as calculadas para os demais anos. - A análise integrada do padrão espacial do desmatamento, fragmentação florestal e dados socioeconômicos e de infra-estrutura pode indicar a os principais motivadores do desmatamento, auxiliando a formulação de políticas públicas mais sustentáveis e democráticas para a região. VI. Conclusões

18 Agradecimentos –Laboratório de Ecologia e Biogeografia da UFF, a equipe do laboratório e ao Cláudio Bellmonte; –LBA; –Organização do congresso Amazônia em Perspectiva: ciência integrada para um futuro sustentável.


Carregar ppt "O uso de métricas da paisagem como indicador da dinâmica da paisagem no Estado do Pará entre 1986 e 2000 Autores: Suyá Quintslr – UFF Cláudio Bohrer –"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google