A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Ideologias Colégio Militar de Belo Horizonte – Sociologia – 2º ano – Maj Edmundo - 03/2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Ideologias Colégio Militar de Belo Horizonte – Sociologia – 2º ano – Maj Edmundo - 03/2012."— Transcrição da apresentação:

1 As Ideologias Colégio Militar de Belo Horizonte – Sociologia – 2º ano – Maj Edmundo - 03/2012

2 Objetivos Conceituar Ideologia e relaciona-la com Cultura.

3 A Ideologia A ideologia é um processo cultural pelo qual observamos, compreendemos e julgamos a realidade. Ideologia é uma lente pela qual vemos o mundo. Assim, a ideologia é um conjunto de normas e valores que aceitamos e utilizamos para escolher, valorizar e defender pontos de vista sobre a realidade.

4 Ideologia para Augusto Comte Ideologia para Comte é um conjunto de idéias a respeito de uma realidade ou de um época. Assim cada povo tem uma ideologia de acordo com que vive, onde habita e seu grau de desenvolvimento tecnológico.

5 A Ideologia para Durkheim Para Durkheim a ideologia é vista como pré- conceito, pré-julgamento, idéias subjetivas. É o contrário de ciência. Durkheim sustenta uma ideia negativa do conceito de ideologia.

6 A Ideologia para Karl Marx. Para Marx a ideologia é uma forma de engodo da realidade. É apresentada como uma verdade, mas representa uma forma de dominação de um grupo da sociedade sobre os demais. Marx vê a ideologia não como uma coisa falsa e sim como algo real e objetivo. No entanto, inverso em seus valores. Exemplo: o trabalho produz a riqueza. No entanto no capitalismo quem mais trabalha (a classe operária) são os mais pobres.

7 Ideologia para Karl Mannheim Para Mannheim, as ideologias são formas de agir e pensar conservadoras, pois tendem a manter e perpetuar as instituições. Ao contrário das ideologias há as utopias, que são idéias e concepções de transformação da sociedade. Enquanto as ideologias são reacionárias, as utopias são revolucionárias.

8 Ideologia para Antônio Gramsci Gramsci, como Marx, acreditava que a ideologia existe para facilitar o domínio de classe dentro do capitalismo. No entanto, ele estava mais preocupado com a disseminação da ideologia e sua manutenção através dos intelectuais orgânicos – e com o combate a ideologia – a luta ideológica.

9 Aparelhos Ideológicos do Estado Aparelho ideológico foi uma nomenclatura criada por Louis Althusser para designar as instituições que induzem nos indivíduos uma formação ideologica. Temos, entre elas, a escola, a igreja, redes de televisao, organizações culturais e esportivas, Forças Armadas, entre outras. Segundo Althusser, os aparelhos ideológicos sustentam ideologicamente o sistema capitalista.

10 Violência Simbólica segundo Pierre Bourdieu Embora não tratando especificamente sobre ideologia, Bourdieu introduziu um conceito importante neste estudo que foi a violência simbólica. Violência Simbólica é a imposição de valores e ideias tidas como naturais, principalmente nos processos educativos, familiares, escolares ou pela própria mídia. A valorização da cultura acadêmica sobre a cultura popular é um exemplo de violência simbólica.

11 Theodor Adorno e a Indústria Cultural Adorno afirma que a difusão da ideologia se dá também pela indústria cultural. A moda, a música, o automobilismo, os esportes são objetos de exploração comercial e, com isto, alvo da disseminação ideológica. Como exemplo da ideia de Adorno são as propagandas de cerveja que difundem a ideia do brasileiro que gosta de praia, futebol, mulher e, é claro, cerveja.

12 A ideologia serve para manipular as pessoas

13

14 A ideologia serve para justificar a dominação de classe

15 Os quadri- nhos do Quino mostram de maneira humorada a difusão ideológica.

16 A ideologia e a Política Por ser uma representação de mundo, a ideologia e a política andam juntas. Na maior parte dos casos as ideologia servem para justificar a existência de partidos politicos que não tem nada de ideológicos e sim de atitudes oportunistas. Várias agremiações partidárias possuem nomes que têm um significado ideológico mas que a prática é completamente contraria. Os discursos ideológicos tem, em geral, o papel de convencer o público de propostas que poucas vezes serão cumpridas.

17 O conjunto de ideias defendidos por um partido pode ser chamado de ideologia política. Neste caso não se aplica os conceitos de ideologia gomo engodo ou deformação da realidade. A nomeclatura clássica de partidos ideológicos é dividida em esquerda (revolucionários) e Direita (Reacionários). Esta nomeclatura não se aplica muito bem nos dias atuais.

18 1.Partidos de Esquerda - partidos comunistas, socialistas, anarquistas, trabalhistas, revolucionários entre outros. Estes partidos se identificam com a ideologia operária (de critica ao sistema capitalista e em defesa das classes mais pobres) 2.Partidos de Centro – partidos sociais-democratas, democratas-cristão, etc. Estes partidos adotam um programa liberal (capitalista) mas admitem reformas de cunho socialista. 3.Partidos de Direita – Republicanos, Liberais, Conservadores, Nacionalistas, são os nomes mais comuns. Adotam um programa em defesa do liberalismo ou do neo- liberalismo.Em geral, também são fervorosos defensores da democracia

19 Símbolo tradicional de Partidos Comunistas (esquerda) Tio Sam. Figura folclórica da hegemonia norte-americana e do capitalismo no Ocidente (direita)

20 Novos espectros políticos surgiram, de difícil classificação, a exemplo dos partidos verdes dos partidos fundamentalistas em países árabes, grupos terroristas, facções criminosas e narcotraficantes. Nestes casos, a classificação tradicional não é suficiente.

21 O Fundamentalismo Islâmico é uma das importantes correntes políticas-ideológicas da atualidade.

22 Textos e fotos: Material de uso gratuito. Acesse essa aula pelo sigaweb/CMBH ou peça pelo

23 Objetivos a. Conceituar processos culturais. b. Exemplificar diferentes processos culturais. c. Conceituar Ideologia e Cultura. d. Analisar o universo da Internet. e. Analisar a inclusão digital.

24 Processos Culturais Processos culturais são atividades e atitudes produzidas por um grupo social que envolvam a transmissao de informacoes, tradicoes e costumes.A midia, o ensino escolar,atividade missionaria, uma apresentação de Rock são processos culturais. Os processos culturais podem ser de grande duração ou de curta duração. O colonialismo português no Brasil, por exemplo, produziu uma aculturação dos índios em um processo que durou séculos. Um impacto de uma turnê de uma banda musical produz, algumas vezes, um impacto nos gostos, nas idéias, no modo de agir e penar de um grupo (Beatles pode ser um exemplo).

25 Tipos de Processo Culturais 1) a aculturação 2) a socialização 3) a educação 4) a assimilação 5) o conflito 6) a competição

26 Objetivos a. Conceituar processos culturais. b. Exemplificar diferentes processos culturais. c. Conceituar Ideologia e Cultura. d. Analisar o universo da Internet. e. Analisar a inclusão digital.


Carregar ppt "As Ideologias Colégio Militar de Belo Horizonte – Sociologia – 2º ano – Maj Edmundo - 03/2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google