A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Colonização do Brasil Colégio Militar de Belo Horizonte – História – 3º ano - Maj Endmundo 08/2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Colonização do Brasil Colégio Militar de Belo Horizonte – História – 3º ano - Maj Endmundo 08/2007."— Transcrição da apresentação:

1 A Colonização do Brasil Colégio Militar de Belo Horizonte – História – 3º ano - Maj Endmundo 08/2007

2 NÃO ESQUEÇA DE DESLIGAR O CELULAR NÃO JOGUE LIXO NA SALA FAVOR NÃO RISCAR AS CARTEIRAS

3 Objetivos: Justificar o desinteresse português em relação ao Brasil durante os primeiros trinta anos. Justificar o desinteresse português em relação ao Brasil durante os primeiros trinta anos. Citar as principais características do período pré- colonial. Citar as principais características do período pré- colonial. Analisar a importância da expedição de Martim Afonso de Sousa para o início da colonização. Analisar a importância da expedição de Martim Afonso de Sousa para o início da colonização. Explicar os fatores que conduziram ao início da colonização portuguesa no Brasil. Explicar os fatores que conduziram ao início da colonização portuguesa no Brasil.

4 Avaliar o resultado do sistema de capitanias hereditárias, relacionando-o com a instalação do governo-geral. Avaliar o resultado do sistema de capitanias hereditárias, relacionando-o com a instalação do governo-geral. Relacionar o sistema político-administrativo português no Brasil com as pressões dos demais países europeus. Relacionar o sistema político-administrativo português no Brasil com as pressões dos demais países europeus. Analisar a repercussão da União Ibérica e da posterior Restauração na história brasileira. Analisar a repercussão da União Ibérica e da posterior Restauração na história brasileira. Explicar a influência das Câmaras Municipais e das Sesmarias sobre a estruturação política e econômica do Brasil. Explicar a influência das Câmaras Municipais e das Sesmarias sobre a estruturação política e econômica do Brasil.

5 O Período Pré-colonial(1500 – 1530) Após o descobrimento do Brasil, durante os primeiros 30 anos não houve uma ocupação efetiva do território. Após o descobrimento do Brasil, durante os primeiros 30 anos não houve uma ocupação efetiva do território. As razões deste fato se encontram mais nos objetivos mercantis portugueses, interessados no comércio oriental As razões deste fato se encontram mais nos objetivos mercantis portugueses, interessados no comércio oriental No entanto, durante esta época, houve a vinda de expedições e a extração de pau- Brasil. No entanto, durante esta época, houve a vinda de expedições e a extração de pau- Brasil.

6 As primeiras expedições Durante os primeiros 30 anos não houve ocupação permanente, somente algumas expedições. Durante os primeiros 30 anos não houve ocupação permanente, somente algumas expedições. As expedições foram de três tipos: exploradoras, guarda costas e colonizadoras. As expedições foram de três tipos: exploradoras, guarda costas e colonizadoras. As expedições exploradoras tiveram como finalidade o reconhecimento do território. As duas mais importantes foram de Gaspar Lemos e Gonçalo Coelho. As expedições exploradoras tiveram como finalidade o reconhecimento do território. As duas mais importantes foram de Gaspar Lemos e Gonçalo Coelho.

7 As expedições guarda-costas tinham como missão a proteção do território. As principais foram as de Cristovão Jacques. As expedições guarda-costas tinham como missão a proteção do território. As principais foram as de Cristovão Jacques.

8 Os índios e a chegada dos colonizadores

9 Trabalho de História 3º bimestre – Índios no Brasil Trabalho de História 3º bimestre – Índios no Brasil Trazer uma reportagem de jornal, revista ou internet a respeito da situação de tribos indígenas atuais. Trazer uma reportagem de jornal, revista ou internet a respeito da situação de tribos indígenas atuais. Fazer um comentário do texto a luz do conteúdo da História do Brasil. Fazer um comentário do texto a luz do conteúdo da História do Brasil.

10 A Colonização O governo português decide pela colonização do Brasil devido aos insucessos do comércio oriental. O governo português decide pela colonização do Brasil devido aos insucessos do comércio oriental. As razões também estão ligadas a experiências positivas com o plantio de cana-de-açúcar e com o sistema de capitanias hereditárias nas ilhas atlânticas. As razões também estão ligadas a experiências positivas com o plantio de cana-de-açúcar e com o sistema de capitanias hereditárias nas ilhas atlânticas.

11 Martin Afonso de Souza, comandante da 1a. Expedição colonizadora. Fundador de S. Vicente, 1a. Vila do Brasil.

12 As Capitanias Hereditárias Em 1534, D. João III criou o sistema de Capitanias Hereditárias no Brasil. Em 1534, D. João III criou o sistema de Capitanias Hereditárias no Brasil. Os documentos que inauguraram este sistema foram as Cartas de Doação e os Forais: Os documentos que inauguraram este sistema foram as Cartas de Doação e os Forais: 1)Cartas de Doação – entregava a capitania ao Donatário. 2)Forais – estabelecia os direitos e deveres do Donatário.

13 Os direitos e deveres do donatário 1)Direitos: Dispor de parte das terras; Dispor de parte das terras; doar sesmarias; doar sesmarias; ficar com parte dos impostos; ficar com parte dos impostos; exercer justiça; exercer justiça; nomear funcionários, nomear funcionários,

14 2)Deveres: Povoar a terra; Povoar a terra; trazer colonos; trazer colonos; doar sesmarias (Latifúndios) doar sesmarias (Latifúndios) cobrar impostos para o Rei (o Quinto e o Dízimo); cobrar impostos para o Rei (o Quinto e o Dízimo); defender o território. defender o território. As Capitanias Hereditárias foram extintas com Marquês do Pombal em 1759.

15 Sistema de Capitanias Hereditárias: 14 capitanias e 12 donatários. Apenas duas prosperaram: São Vicente e Pernambuco. A primeira de M. Afonso de Souza e a segunda de Duarte Coelho.

16 Colono português

17 Razões do fracasso do Sistema de Capitanias Grande distância da metrópole; Grande distância da metrópole; falta de recursos e interesse de alguns donatários; falta de recursos e interesse de alguns donatários; ataque de índios, piratas e contrabandistas; ataque de índios, piratas e contrabandistas; morte de donatários e desinteresse dos morte de donatários e desinteresse dos Sucessores. Sucessores. A excessiva descentralização prejudicava a cobrança de impostos A excessiva descentralização prejudicava a cobrança de impostos

18 Razões do sucesso de São Vicente e Pernambuco Introdução da cultura do açúcar; Introdução da cultura do açúcar; grande recurso de seus donatários; grande recurso de seus donatários; melhor capacidade administrativa; melhor capacidade administrativa; maior proximidade da Europa (caso de Pernambuco) maior proximidade da Europa (caso de Pernambuco)

19 Olinda, fundada em 1535 por Duarte Coelho, sede da Capitania de Pernambuco

20 O Governo Geral O fracasso relativo das Capitanias Hereditárias fez com que D.João III criasse o Governo Geral no Brasil. O fracasso relativo das Capitanias Hereditárias fez com que D.João III criasse o Governo Geral no Brasil. Este governo não acabava com as capitanias mas estabelecia uma coordenação geral. Este governo não acabava com as capitanias mas estabelecia uma coordenação geral. Ficou estabelecida uma capital para a Colônia. Ficou estabelecida uma capital para a Colônia. Em 1548, chegou ao Brasil Tomé de Souza (1548 – 1552), o primeiro governador- geral. Em 1548, chegou ao Brasil Tomé de Souza (1548 – 1552), o primeiro governador- geral.

21 O Governador Geral era assessorado por três altos funcionários: O Governador Geral era assessorado por três altos funcionários: 1)Capitão-Mor-da-Costa; cuidava da segurança. 2)Provedor-Mor; cobrava os impostos. 3)Ouvidor-Mor; cuidava da justiça na colônia.

22 Tomé de Souza, o primeiro Governador Geral. Com Tomé de Souza vieram muitos fazendeiros e foram trazidos escravos africanos.

23 Tomé de Souza é sucedido por Duarte da Costa (1553 – 1557) que sofreu com a 1a. Invasão francesa. Tomé de Souza é sucedido por Duarte da Costa (1553 – 1557) que sofreu com a 1a. Invasão francesa. Mem de Sá (1557 – 1572) coordena a expulsão francesa do Rio de Janeiro. Seu sobrinho, Estácio de Sá, fundou a cidade do Rio de Janeiro. Mem de Sá (1557 – 1572) coordena a expulsão francesa do Rio de Janeiro. Seu sobrinho, Estácio de Sá, fundou a cidade do Rio de Janeiro.

24 Mem de Sá, governador responsável pela expulsão dos Franceses ( ).

25 Metrópole Colônia

26 Câmaras Municipais As Câmaras Municipais eram órgãos que ficavam nas vilas. As Câmaras Municipais eram órgãos que ficavam nas vilas. Eram o órgão de poder local, onde participavam os colonos ricos – os senhores de engenho. Eram o órgão de poder local, onde participavam os colonos ricos – os senhores de engenho. Os senhores de engenho escolhiam os vereadores. Estes eram dirigidos por um Juiz comum (quando era escolhido um da localidade) ou um Juiz de Fora quando era nomeado um de Portugal. Os senhores de engenho escolhiam os vereadores. Estes eram dirigidos por um Juiz comum (quando era escolhido um da localidade) ou um Juiz de Fora quando era nomeado um de Portugal.

27 Câmara Municipal e o Pelourinho

28 Mudanças no Governo Geral Entre 1572 – 1578 – divisão do governo geral em Sul e o Norte (capitais em Salvador e Rio de Janeiro). Entre 1572 – 1578 – divisão do governo geral em Sul e o Norte (capitais em Salvador e Rio de Janeiro). Em 1621 – divisão em Estado do Brasil (capital Salvador) e Estado do Maranhão (capital São Luís). Em 1621 – divisão em Estado do Brasil (capital Salvador) e Estado do Maranhão (capital São Luís). Em 1763 tivemos a transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro. Em 1763 tivemos a transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro. A partir de 1720 foi adotado o título de Vice- Rei em vez de governador. A partir de 1720 foi adotado o título de Vice- Rei em vez de governador.

29 Em 1580, com a morte de D. Sebastião, o trono português foi tomado por Felipe II da Espanha. Em 1580, com a morte de D. Sebastião, o trono português foi tomado por Felipe II da Espanha. Durante 60 anos Portugal e o Brasil foram domínio espanhol acarretando diversas conseqüências. Durante 60 anos Portugal e o Brasil foram domínio espanhol acarretando diversas conseqüências. Entre as mais importantes temos: aumento das invasões estrangeiras, expansão das fronteiras e a decadência política e econômica de Portugal. Entre as mais importantes temos: aumento das invasões estrangeiras, expansão das fronteiras e a decadência política e econômica de Portugal.

30 Estudar capítulo 4, O Povoamento no Brasil, pgs 43 a 48. Fim Peça esta aula pelo


Carregar ppt "A Colonização do Brasil Colégio Militar de Belo Horizonte – História – 3º ano - Maj Endmundo 08/2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google