A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Cartel do Metro: A ética da Siemens no caso Fabiana Aparecida Natalia Leite.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Cartel do Metro: A ética da Siemens no caso Fabiana Aparecida Natalia Leite."— Transcrição da apresentação:

1 O Cartel do Metro: A ética da Siemens no caso Fabiana Aparecida Natalia Leite

2 A Siemens é uma empresa de história e números extraordinários. Maior conglomerado de engenharia da Europa tem mais de 160 anos de existência, funcionários e atuação em todos os países do mundo, exceto a Coréia do Norte. Desde 2006 vem recebendo denúncias de corrupção em vários países de atuação, como Alemanha, Itália e Grécia. Ao final das investigações foi descoberto o maior escândalo de corrupção empresarial do mundo, somando 1,4 bilhão de dólares, resultando na demissão do presidente geral, dos gerentes e a criação de uma sindicância interna para apurar qualquer irregularidade. Gastou mais de 2,5 bilhões para tirar o logo da lama.

3 A isso se dá o nome de Cartel (crime onde um grupo de empresas se une para lotear o mercado e combinar preços, atropelando a livre concorrência e aumentando seus ganhos). Em meados de 2011 começaram a surgir evidencias e denuncias dos funcionários, que a empresa havia feito acordos ilegais para fraudar pelo menos 5 licitações públicas: No Brasil, desde o inicio do século XX, ganhou licitações de diversos governos, em sua maioria com o PSDB, entre eles:

4 A Multinacional Alemã delatou às autoridades brasileira a existência de um cartel – do qual fazia parte – em licitações para compra de equipamento ferroviário, alem de construção e manutenção de linhas de trens e metrô em São Paulo e no Distrito Federal. Segundo as denuncias, o cartel atuou em ao menos seis licitações. Mas ainda não se sabe ao certo o tamanho real, alcance, período em que atuou e o prejuízo causado. Ao entregar o esquema, a Siemens assinou um acordo de leniência, que pode garantir a companhia e a seus executivos isenção caso o cartel seja confirmado e condenado. No caso de condenação, o cartel está sujeito a multa que pode chegar a 20% do faturamento bruto da empresa no ano anterior à abertura de processo.

5

6 Em entrevista publicada no site do G1 em 26/03/2014, o vice-presidente jurídico da Siemens Brasil, Fábio Selhorst, afirmou: Encontramos indícios de práticas suspeitas, por isso levamos imediatamente o assunto às autoridades que têm poder de polícia. Ao identificar os indícios de irregularidades, temos duas opções: ou varremos para debaixo do tapete, ou podemos levar proativamente às autoridades. A Siemens hoje, apesar de ter um legado de um passado que a gente não se orgulha, entende que a sociedade não está mais disposta a tolerar irregularidades. Siemens X Ética

7 Conclusão e análise do grupo O próprio vice-presidente jurídico da Siemens Brasil, Fábio Selhorst, conclui e sugere que todas as empresas instalem um rigoroso sistema de compliance (controle interno) para inibir condutas ilícitas de seus executivos. A empresa que daqui para frente não for íntegra, não for ética, não vai ficar no mercado, afirmou. Esta é também a opinião do grupo, pois os milhares de funcionários da Siemens hoje estão pagando pela ação de um punhado de indivíduos que não agiram de forma ética.

8 Bibliografia Revista Veja Ed – ano 46 – nº 33 – Editora Abril - 14/08/2013 Revista Veja Ed – ano 46 – nº 33 – Editora Abril 2014/03/26/interna_politica,511967/executivo -da-siemens-alerta-para-risco-de-falta-de- etica.shtml - 16/04/ /03/26/interna_politica,511967/executivo -da-siemens-alerta-para-risco-de-falta-de- etica.shtml /07/ empresa-alema-siemens-delata- cartel-em-licitacoes-do-metro-de-sp.shtml - 16/04/2014 /07/ empresa-alema-siemens-delata- cartel-em-licitacoes-do-metro-de-sp.shtml

9 Obrigado pela oportunidade Boa noite a todos!!!


Carregar ppt "O Cartel do Metro: A ética da Siemens no caso Fabiana Aparecida Natalia Leite."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google